You are currently browsing the daily archive for 18/04/2009.

stars-blue-3-0½

Brincando de anos 1950

Sátira cinqüentista bacana, mas não muito mais

Sátira cinqüentista bacana, mas não muito mais

Disposto a ser pouco mais do que uma divertida homenagem aos filmes B de ficção científica e horror dos anos 1950, Monstros vs. Alienígenas (Monsters vs. Aliens, Estados Unidos, 2009) vai realmente bem pouco além disso e, no fim, é tão descartável quanto a maior parte das obras em que se baseia. É também o primeiro filme em 3D digital da Dreamworks, pensado para este modelo desde a concepção, e o estúdio fez questão de alardear o fato.

Coincidência ou não, nos anos 1950 era o gênero horror que mais usava os efeitos 3D de então, em uma das tentativas do cinema da época de oferecer algo que sua arquinimiga da época, a televisão, não poderia. Agora, o 3D digital tem sido apontado como “o futuro do cinema” – leia-se a salvação da indústria frente a seu novo nêmesis, a pirataria. A boa notícia é que, na maior parte do tempo, Monstros vs. Alienígenas resiste à tentação de se apoiar apenas nesses efeitos. Os momentos em que o filme procura tirar proveito da tecnologia mais diretamente (você sabe: coisas atiradas para a tela, pessoas apontando para o espectador, etc) estão bem inseridos na narrativa de modo que quase não são percebidos por quem está assistindo em salas normais (aqui na Paraíba, por exemplo). E um bom filme não pode depender da exibição em salas digitais: sua qualidade deve resistir à exibição em uma sala normal. 

No entanto, a sensação de que falta alguma coisa é constante em Monstros vs. Alienígenas. Talvez estejamos mal acostumados pelas obras-primas consecutivas da Pixar. O caso é que o longa de animação da Dreamworks é uma diversão honesta, dirigido por Rob Letterman, um dos três diretores do muito inferior O Espanta-Tubarões (2004), e Conrad Vernon, um dos três diretores do bem superior Shrek 2 (2004). A dupla não ambiciona mais do que contar algumas piadas, cheio de referências ao universo do cinema (como é de praxe na Dreamworks), e criar grandes seqüências de ação.

Alguns monstros clássicos ganharam versões para a animação e quando uma ameaça alienígena surge no horizonte, são reunidos pelo governo americano em um time para defender o planeta. Eles já moravam na secreta área 51 e a eles se junta Susan, uma garota que foi atingida por um meteoro no dia do casamento e ficou gigante.

Um dos maiores problemas – e percebe-se que foi aí que o 3D determinou o andamento de Monstros vs. Alienígenas – está na pancadaria excessiva que toma conta do filme do meio para o fim. Uma evidente maneira de fazer o espetáculo crescer e a experiência do espectador no cinema também. Mas, em termos narrativos, porém, faltou história.

Ao menos, há o divertido presidente americano, que rouba todas as cenas em que aparece. São dele as melhores piadas, numa sátira política que lembra até Doutor Fantástico (1964), de Kubrick. Não por acaso, é ele que encerra o filme.

Monstros vs. Alienígenas. (Monsters vs. Aliens). Estados Unidos, 2009. De Rob Letterman, Conrad Vernon. Vozes na dublagem original: Reese Whiterspoon, Seth Rogen, Hugh Laurie, Will Arnett, Kiefer Sutherland,Stephen Colbert, Renée Zellweger Atualmente em cartaz em JP, apenas na versão dublada em português.

Paz Vega em “Lucía e o Sexo”

1 – PAZ VEGA, por Lucía e o Sexo

Posteriormente em Musas retroativas: 4ª em 2002, por O Outro Lado da Cama; 3ª em 2004, por Espanglês; 20ª em 2008, por The Spirit – O Filme  e por De Caso com o Inimigo.

Um dos anos mais difíceis de definir uma vencedora. Acabou sendo a arrebatadora espanhola Paz Vega, mas poderia muito bem ser a australiana Naomi Watts, que vai da inocência à inocência erótica e depois à vulgaridade ao viver um amor lésbico no intrigante Cidade dos Sonhos, de David Lynch – que, aliás, emplacou também Laura Elena Harring na lista. Fechando o pódio, uma favorita de todos os tempos: Jennifer Connelly. Em um ano cheio de grandes musas – Nicole Kidman, Monica Bellucci – fica a pergunta: por onde andará Isabel Guerón, que desfilou nua por boa parte de Bufo & Spallanzani? Primeira aparição: Paz Vega, Naomi Watts, Cate Blanchett, Eva Mendes. Última aparição: Maribel Verdú, Helen Hunt. Única aparição: Halle Berry, Thalma de Freitas, Laura Elena Harring, Piper Perabo, Audrey Tautou, Isabel Guerón. Brasileiras na lista: Thalma de Freitas, Isabel Guerón.

Naomi Watts em "Cidade dos Sonhos"

Naomi Watts em “Cidade dos Sonhos”

2 – NAOMI WATTS, por Cidade dos Sonhos

Posteriormente em Musas retroativas: 19ª em 2002, por O Chamado; 7ª em 2003, por 21 Gramas; 2ª em 2005, por King Kong; 17ª em 2006, por O Despertar de uma Paixão.

Jennifer Connelly em "Uma Mente Brilhante"

Jennifer Connelly em “Uma Mente Brilhante”

3 – JENNIFER CONNELLY, por Uma Mente Brilhante

Anteriormente em Musas retroativas: 14ª em 1989, por Essas Garotas; 16ª em 1990, por The Hot Spot – Um Lugar Muito Quente; 14ª em 1991, por Rocketeer; 8ª em 1993, por De Amor e de Sombras; 2ª em 1996, por O Preço da Traição; 4ª em 1997, por Círculo de Paixões; 2ª em 2000, por Réquiem para um Sonho e por Amor Maior que a Vida. Posteriormente em Musas retroativas: 1ª em 2003, por Hulk; 6ª em 2006, por Diamante de Sangue e por Pecados Íntimos.

Maribel Verdú em "E Sua Mãe Também"

Maribel Verdú em “E Sua Mãe Também”

4 – MARIBEL VERDÚ, por E Sua Mãe Também

Anteriormente em Musas retroativas: 7ª em 1993, por Ovos de Ouro e Sedução.

Halle Berry em "A Última Ceia"

Halle Berry em “A Última Ceia”

Halle Berry em "A Senha - Swordfish"

Halle Berry em “A Senha – Swordfish”

5 – HALLE BERRY, por A Última Ceia e por A Senha Swordfish

Cate Blanchett em "Vida Bandida"

Cate Blanchett em “Vida Bandida”

Cate Blanchett em "Chegadas e Partidas"

Cate Blanchett em “Chegadas e Partidas”

Cate Blanchett em "O Senhor dos Anéis - A Sociedade do Anel"

Cate Blanchett em “O Senhor dos Anéis – A Sociedade do Anel”

Cate Blanchett em "Charlotte Gray - Uma Paixão sem Fronteiras"

Cate Blanchett em “Charlotte Gray – Uma Paixão sem Fronteiras”

6 – CATE BLANCHETT, por Vida Bandida, por Chegadas e Partidas, por O Senhor dos Anéis – A Sociedade do Anel e por Charlotte Gray – Uma Paixão sem Fronteiras

Posteriormente em Musas retroativas: 15ª em 2006, por Notas sobre um Escândalo, por O Segredo de Berlim e por Babel.

Angelina Jolie em "Pecado Original"

Angelina Jolie em “Pecado Original”

Angelina Jolie em "Lara Croft, Tomb Raider"

Angelina Jolie em “Lara Croft, Tomb Raider”

7 – ANGELINA JOLIE, por Pecado Original e por Lara Croft, Tomb Raider

Anteriormente em Musas retroativas: 3ª em 1998, por Gia – Fama e Destruição; 13ª em 1999, por Garota, Interrompida. Posteriormente na lista: 15ª em 2004, por Roubando Vidas.

8 - Nicole Kidman ("A Isca Perfeita" e, também, "Moulin Rouge - Amor em Vermelho" e "Os Outros")

Nicole Kidman em “A Isca Perfeita”

Nicole Kidman em “Moulin Rouge – Amor em Vermelho”

Nicole Kidman em "Os Outros"

Nicole Kidman em “Os Outros”

8 – NICOLE KIDMAN, por A Isca Perfeita, por Moulin Rouge – Amor em Vermelho e por Os Outros

Anteriormente em Musas retroativas: 20ª em 1991, por Billy Bathgate – O Mundo a Seus Pés; 11ª em 1993, por Malícia; 1ª em 1995, por Um Sonho sem Limites e por Batman Eternamente; 14ª em 1998, por Da Magia à Sedução; 2ª em 1999, por De Olhos Bem FechadosPosteriormente em Musas retroativas: 10ª em 2003, por Dogville, por Revelações e por Cold Mountain; 11ª em 2009, por Nine.

9 - Helen Hunt ("O Escorpião de Jade")

Helen Hunt em “O Escorpião de Jade”

9 – HELEN HUNT, por O Escorpião de Jade

Anteriormente em Musas retroativas: 13ª em 1996, por Twister; 1ª em 1997, por Melhor É Impossível; 7ª em 2000, por Náufrago.

10 - Eva Mendes ("Dia de Treinamento")

Eva Mendes em “Dia de Treinamento”

10 – EVA MENDES, por Dia de Treinamento

Posteriormente em Musas retroativas6ª em 2007, por Os Donos da Noite e por Motoqueiro Fantasma; 15ª em 2008, por The Spirit – O Filme e por Mulheres – O Sexo Forte; 18ª em 2009, por Vício Frenético.

Menção honrosa: Thalma de Freitas ("O Xangô de Baker Street")

Thalma de Freitas em “O Xangô de Baker Street”

11 – THALMA DE FREITAS, por O Xangô de Baker Street

Laura Elena Harring em "Cidade dos Sonhos"

Laura Elena Harring em “Cidade dos Sonhos”

12 – LAURA ELENA HARRING, por Cidade dos Sonhos

Penélope Cruz em "Vanilla Sky"

Penélope Cruz em “Vanilla Sky”

13 – PENÉLOPE CRUZ, por Vanilla Sky

Anteriormente em Musas retroativas: 7ª em 1992, por Jamón, Jamón. Posteriormente em Musas retroativas: 3ª em 2006, por Volver; 1ª em 2008, por Vicky Cristina Barcelona e por Fatal; 2ª em 2009, por Abraços Partidos e por Nine.

14 - Piper Perabo ("Assunto de Meninas")

Piper Perabo em “Assunto de Meninas”

14 – PIPER PERABO, por Assunto de Meninas

15 - Renée Zellweger ("O Diário de Bridget Jones")

Renée Zellweger em “O Diário de Bridget Jones”

15 – RENÉE ZELLWEGER, por O Diário de Bridget Jones

Anteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1996, por Jerry Maguire – A Grande Virada. Posteriormente em Musas retroativas: 2ª em 2002, por Chicago; 3ª em 2003, por Abaixo ao Amor.

Rachel Weisz em "Círculo de Fogo"

Rachel Weisz em “Círculo de Fogo”

Rachel Weisz em "O Retorno da Múmia"

Rachel Weisz em “O Retorno da Múmia”

16 – RACHEL WEISZ, por Círculo de Fogo e por O Retorno da Múmia

Anteriormente em Musas retroativas: 15ª em 1996, por Beleza Roubada; 11ª em 1999, por A Múmia. Posteriormente em Musas retroativas: 17ª em 2002, por Um Grande Garoto; 3ª em 2005, por O Jardineiro Fiel e por Constantine; 10ª em 2006, por Fonte da Vida; 2ª em 2007, por Um Beijo Roubado.

Audrey Tautou em “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain”

17 – AUDREY TAUTOU, por O Fabuloso Destino de Amélie Poulain

Isabel Guerón em “Bufo & Spallanzani”

18 – ISABEL GUERÓN, por Bufo & Spallanzani

Monica Bellucci em “Pacto dos Lobos”

19 – MONICA BELLUCCI, por Pacto dos Lobos

Anteriormente em Musas retroativas: 13ª em 1992, por Drácula de Bram Stoker; 1ª em 2000, por Màlena. Posteriormente em Musas retroativas: 3ª em 2002, por Irreversível e por Asterix e Obelix – Missão Cleópatra; 16ª em 2003, por Matrix Reloaded, por Matrix Revolutions e por Lágrimas do Sol; 1ª em 2004, por A Paixão de Cristo; 11ª em 2007, por Mandando Bala.

20 – Cameron Diaz (“Vanilla Sky”)

20 – CAMERON DIAZ, por Vanilla Sky

Anteriormente em Musas retroativas: 4ª em 1994, por O Máskara; 20ª em 1997, por Por uma Vida Menos Ordinária e por O Casamento do Meu Melhor Amigo. Posteriormente em Musas retroativas: 16ª em 2005, por Em Seu Lugar.

Musas de 2000 <<
>> Musas de 2002

Páginas

Sigam-me os bons (no Twitter)