89. Isabelle Adjani

Em "A Rainha Margot", beleza e talento convivem em harmonia total

Em "A Rainha Margot", beleza e talento convivem em harmonia total

Um dos rostos mais lindos que já se viu, combinação de descendências argelina (do pai) com alemã (da mãe), Isabelle Adjani definitivamente não é só um rostinho bonito. Na verdade, é a única atriz a ganhar quatro vezes o César – o Oscar do cinema francês. Já começou a se destacar bem na juventude, ao ser indicada ao Oscar aos 19 anos – em contrapartida, em 2004, foi escolhida por uma revista francesa como a segunda mulher mais bonita do mundo (a primeira foi a hors concours Monica Bellucci). O talento e a beleza Adjani não é para os “dias de semana”, como diria Shakespeare: depois de dois filmes em 2003, ela só voltou ao cinema em 2008. Mesmo assim, deixou sua imagem registrada em diversas fases da vida (jovenzinha em A História de Adele H., 1975); jovem madura em A Rainha Margot, 1994) para não se esquecer.

Vá atrás: A História de Adele H. (1975); O Inquilino (1976); Nosferatu, o Vampiro da Noite (1979); Luxúria (1981); Possessão (1981); Camille Claudel (1988); A Rainha Margot (1994); Uma Amizade sem Fronteiras (2003).

Cena: momento intenso como a escultora Camille Claudel

Atriz anterior: Deborah Kerr