stars-blue-2-0½

Sem identidade

John Connor agora é o protagonista - e a série perde o interesse

John Connor agora é o protagonista - e a série perde o interesse

Durante toda a projeção de O Exterminador do Futuro – A Salvação (Terminator Salvation/ Terminator – Die Erlösung, Estados Unidos/ Alemanha/ Reino Unido, 2009) uma pergunta paira no ar: qual a razão da existência deste filme? A verdade e: tirando o lucro de quem produziu,  nenhuma.

Os três primeiros filmes eram calcados na mesma trama: um robô (o exterminador) é enviado ao passado para liquidar primeiro a futura mãe de John Connor (que vai liderar a resistência humana numa guerra contra as máquinas), depois o próprio Connor jovem. Schwarzenegger era o vilão do primeiro e herói nos outros dois (como um robô enviado para defender o garoto dos que queriam matá-lo). O quarto filme – já que Scharza mudou de carreira – desloca o foco para Connor (Christian Bale), numa tentativa pouco convincente de afirmar que a série não é só o que sempre foi.

Virou um filme de ação genérico – e, como tal, é pouco mais do que pura rotina. Se os dois primeiros tinham um grande diretor no comando (James Cameron), aqui a coisa desanda já nesse quesito, com McG assumindo o posto. Contido, ele evita os desvarios cênicos dos dois horríveis As Panteras e consegue um bom plano-sequência: o do helicóptero caindo. Não é um desastre e isso já é lucro.

O filme bebe em referências ao segundo filme para manter o vínculo: música do Guns’n’Roses e a frase “I’ll be back” incluídas. Também não escapa de ter um novo robô protetor, embora tenha dado uma cara diferente a isso. E o T-800 (o exterminador interpretado por Schwarzenegger) faz uma aparição mínima, mas de algum impacto.

Nada disso, porém, justifica uma trama que, no fim, não é uma grande aventura e nem faz falta à série – que poderia muito bem ter parado no Julgamento Final, se o dinheiro não falasse mais alto.

O Exterminador do Futuro – A Salvação (Terminator Salvation/ Terminator – Die Erlösung). Estados Unidos/ Alemanha/ Reino Unido, 2009. Direção: McG. Elenco: Christian Bale, Sam Worthington, Moon Bloodgood, Helena Bonham Carter, Anton Yelchin, Bryce Dallas Howard, Jane Alexander, Michael Ironside. Atualmente em cartaz em JP.