84. Emily Watson

Em "Ondas do Destino", o início pelas mãos de Von Trier

Amélie Poulain só existe por causa de Emily Watson. A personagem foi inspirada na atriz inglesa (Amélie/ Emily, entendeu?) e era ela quem deveria interpretá-la – mas ficar tanto tempo longa da família e ainda por cima falando francês deve ter sido um preço muito alto. Amélie ficou com Audrey Tautou e ganhamos uma nova atriz para admirar, mas não perdemos Emily. Atriz da Royal Shakespeare Company, ela estreou no cinema sob a tutela de Lars Von Trier em Ondas do Destino (1996), encarando cenas de sexo que fizeram Helena Bonham Carter desistir do projeto. A coragem (e a revelação de seut alento) rendeu uma indicação ao Oscar.

Vá atrás: Ondas do Destino (1996); O Lutador (1997); Hilary & Jackie (1998); As Cinzas de Ângela (1999); Assassinato em Gosford Park (2001); Embriagado de Amor (2002); Dragão Vermelho (2002); A Noiva-Cadáver (voz, 2005); Sinédoque, Nova York (2009).

Cena abaixo: A corrida alucinada de Adam Sandler, em Embriagado de Amor, só tem um obejtivo: uma iluminada Emily Watson

Atriz anterior: Eva Marie Saint

Anúncios