Sempre considerando os 142 filmes que estiveram efetivamente em cartaz nos cinemas de João Pessoa.

1 – Um Louco Apaixonado – O que levou a California Filmes a rebatizar How to Lose Friends & Alienate People com o inacreditável Um Louco Apaixonado será sempre um mistério (até para eles, imagino).

2 – Pagando Bem, que Mal Tem? – As distribuidoras brasileiras tem a mania de achar que uma comédia precisa fazer o público dar risada já no título. Daí, surgem obras-primas como o inesquecível O Tiro que Não Saiu pela Culatra (1990) e este absurdo Pagando Bem, que Mal Tem? A Imagem Filmes realmente se esforçou aqui.

3 – Te Amarei para Sempre – O título original, que soa tão bem – “A Esposa do Viajante do Tempo” – foi mudado para o insosso Te Amarei para Sempre, que não diz absolutamente nada sobre o filme, a não ser que se trata de um romance. A distribuidora nacional que cometeu este aqui foi a Playarte.

4 – Surpresas do Amor – Este é brilhante. Veja os cartazes acima. O título original é Four Christmases (ou “Quatro Natais”), alinhado com o fim do ano, época em que esta comédia foi lançada nos EUA (em 2008). Aqui, só estreou em janeiro de 2009. Resultado: a Playarte (2 x 1 para eles) “escondeu” o fator natalino, trocando o título para o genérico Surpresas do Amor e os presentinhos e fita do cartaz original por malas. Agora, veja: não se trata de uma comédia romântica e, no que há de amor no filme, nem há surpresa alguma! Reparou no slogan? “O amor acontece quando menos se espera”. A Playarte viu mesmo o filme? Vince Vaughn e Reese Witherspoon já estão casados desde o começo!

5 – Se Beber, Não Case – Mais um da série “Vamos deixar claro para os menos assistidos de neurônios que este filme é uma comédia”. Assim, graças à Warner, “A Ressaca” virou uma paródia mequetrefe da recomendação do Governo Federal.

6 – Força Policial – “Pride and Glory” faz o link entre o as noções de honra e ética de uma família de policiais. Força Policial é… o quê mesmo? Um filme policial absolutamente banal, que nada tem a ver com problemas familiares. Mais uma obra da Playarte descaracterizando o filme e sem vendê-lo direito.

7 – Um Hotel Bom pra Cachorro – Filmes infantis sofrem do mesmo problemas que as comédias. Os tituladores não resistem a um trocadilho barato. E os da Paramount brasileira dão sua contribuição a esta lista.

8 – Perdido pra Cachorro – Mais uma reintitulação “ruim pra cachorro”. Incrível foi a Disney não ter colocado  um subtítulo do tipo “Um Chihuahua Muito Atrapalhado”.

9 – Gamer – Se os outros pecam pelo excesso de criatividade, aqui a Imagem Filmes pecou pela falta dela. Será que não tinha mesmo um título em português que substituísse Gamer?

10 – Tô de Férias – Um personagem desconhecido e o que a Paris Filmes faz para rebatizar essa animação alemã? Coloca um título genérico para que o filme pareça “da galera”. Lembrou o clássico das traduções ruins Tá Dando Onda.

>> Os títulos mais esdrúxulos de 2010

Mais retrospectiva 2009:

Os meus melhores filmes de 2009
Musas de 2009 no cinema

Anúncios