A turma de "Guerra ao Terror" comemorando mais uma: o roteirista Mark Boal e a diretora Kathryn Bigelow à esquerda

Oscar por Oscar, Guerra ao Terror já ganhou pelo menos um: o britânico. O filme de Kathryn Bigelow levou seis Baftas na cerimônia de hoje, incluindo melhor filme e direção. Com oito indicações, o filme era o que concorria ao maior número de prêmios: oito, ao lado de Avatar (que ganhou dois Baftas técnicos) e Educação (que viu premiada sua atriz, Carey Mulligan, de 24 anos).

O Bafta é um prêmio totalmente independente do Oscar e as vitórias de hoje não terão qualquer influência na premiação da Academia de Hollywood, até porque os votos já foram entregues. De qualquer forma, se um filme sobre uma questão tão americana quanto a guerra no Iraque (mesmo que a Inglaterra tenha mandado tropas) chegou onde chegou na ilha de Sua Majestade, imagina-se que a repercussão dentro do próprio país seja maior. Ou não?

Muita gente diz que, a despeito da ótima interpretação de Jeff Bridges em Coração Louco, o britânico Colin Firth é que conseguiu a melhor atuação do ano, por Direito de Amar. Bem, se as chances dele no Oscar não têm sido apontadas como muito grandes, seus compatriotas deram a ele o Bafta de melhor ator.

O mesmo vale para a jovenzinha Carey Mulligan, realmente ótima em Educação, e de quem já li por aí que merecia o Oscar apesar de Sandra Bullock e Meryl Streep. Na ilha, Carey é quem reinou (Sandra, aliás, não foi nem indicada, a Academia Britânica preferindo Saoirse Ronan, por Um Olhar do Paraíso e Audrey Tautou, por Coco Antes de Chanel).

Veja a lista com todos os premiados da British Academyof Film and Television Arts:

Filme: Guerra ao Terror, de Kathryn Bigelow
Prêmio Alexander Korda para Filme Britânico: Aquário, de Andrea Arnold
Prêmio David Lean para direção: Kathryn Bigelow (Guerra ao Terror)
Ator: Colin Firth (Direito de Amar)
Atriz: Carey Mulligan (Educação)
Ator coadjuvante: Christophe Waltz (Bastardos Inglórios)
Atriz coadjuvante: Mo’Nique (Preciosa)
Roteiro original: Guerra ao Terror, por Mark Boal
Roteiro adaptado: Amor sem Escalas, por Jason Reitman e Sheldon Turner
Filme de animação: Up – Altas Aventuras, de Pete Docter
Filme de língua não inglesa: Un Prophète, de Jacques Audiard (França)
Fotografia: Guerra ao Terror
Montagem: Guerra ao Terror
Prêmio Anthony Asquith para Música: Up – Altas Aventuras, por Michael Giacchino
Desenho de produção: Avatar
Som: Guerra ao Terror
Figurino: The Young Victoria
Maquiagem/ cabelo: The Young Victoria
Efeitos visuais: Avatar
Estrela ascedente (por votação do público): Kristen Stewart
Prêmio Carl Foreman para estreante promissor: Duncan Jones, diretor de Lunar
Curta-metragem: I Do Air, de Martina Amati
Curta-metragem de animação: Mother of Many, de Emma Lazenby
Especial por contribuição ao cinema: Vanessa Redgrave

Anúncios