½

Presença de espírito

Christiane Torloni e Nelson Xavier: interpretações intensas

Chico Xavier é um mistério que provavelmente nunca será desvendado. Quem tem fé no médium mais famoso do Brasil tem, e quem não tem continuará não tendo – o que não impede de qualquer um se mostrar intrigado com sua história. O filme Chico Xavier (Brasil, 2010) não tem a menor intenção de questionar o mito, mas é um retrato elegante e bem contado. Consegue mostrar bem por que essa história impressiona tanto.

O fio que liga a trama é a histórica entrevista de Chico Xavier (Nélson Xavier) ao programa Pinga-Fogo, da TV Tupi, em 1971. Ao vivo e previsto para durar 60 minutos, acabou se estendendo por 3 horas, graças à polêmica e – com o perdão do trocadilho – presença de espírito do entrevistado. Dali, o filme parte para os flashbacks da infância do médium (vivido por Matheus Souza) e sua vida adulta (Ângelo Antônio), seus primeiros contatos com espíritos e a descoberta do dom da psicografia.

Outro foco da trama é o casal formado pelo cético diretor do programa (Tony Ramos) e sua esposa (Christiane Torloni), que não conseguiu se recuperar da morte trágica de um filho. A trama adapta um caso real, acontecido em Goiânia, em 1979, em que um depoimento psicografado por Chico foi usado como prova em um tribunal.

É visível que Daniel Filho faz o que pode para se ater aos fatos (ou, pelo menos, ao que Chico Xavier narrava). Emmanuel (André Dias), o espírito-guia do médium, é mostrado conforme ele o descrevia e muitas histórias que parecem fantásticas demais ou absurdas demais foram contadas por ele em entrevistas – que aparecem nos créditos finais. Mas nesse momento, o público já deve ter sido conquistado pelo retrato sem provocações, mas humanizado de um dos líderes religiosos mais importantes do Brasil.

Chico Xavier. Brasil, 2010. Direção: Daniel Filho. Elenco: Nélson Xavier, Ângelo Antônio, Matheus Costa, Tony Ramos, Christiane Torloni, Giulia Gam, Letícia Sabatella, Luís Melo, Pedro Paulo Rangel, Giovanna Antonelli, André Dias, Paulo Goulart, Cássia Kiss, Cássio Gabus Mendes, Rosi Campos, Carla Daniel, Aílton Graça, Anselmo Vasconcelos, Ana Rosa, Gregório Duvivier.

Anúncios