Jessica Lange em “King Kong”

1 – JESSICA LANGE, por King Kong

Posteriormente em Musas retroativas: 14ª em 1979, por All That Jazz – O Show Deve Continuar; 3ª em 1981, por O Destino Bate à Sua Porta; 4ª em 1982, por Frances e por Tootsie; 10ª em 1991, por Cabo do Medo.

O macaco está certo, como dizia um programa humorístico da época. King Kong não só escolheu como sua e elegeu a segunda colocada entre as musas de 2005 (e campeã daquele ano entre os filmes exibidos em JP), Naomi Watts, como também a campeã de 1976, Jessica Lange. E, quando chegarmos a 1933, que ninguém duvide de termos Fay Wray na lista. Mas, apesar de Isabelle Adjani e Nancy Allen, futuras campeãs, esta é uma lista de caras novas: nada menos que 15 musas aparecem pela primeira vez.

Cybill Shepherd em “Taxi Driver”

2 – CYBILL SHEPHERD, por Taxi Driver

Anteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1971, por A Última Sessão de Cinema; 16ª em 1972, por O Rapaz que Partia Corações. Posteriormente em Musas retroativas: 20ª em 1989, por O Céu Se Enganou.

Sônia Braga em “Dona Flor e Seus Dois Maridos”

3 – SÔNIA BRAGA, por Dona Flor e Seus Dois Maridos

Posteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1978, por A Dama do Lotação; 6ª em 1981, por Eu Te Amo; 8ª em 1983, por Gabriela; 15ª em 1985, por O Beijo da Mulher-Aranha; 15ª em 1988, por Luar sobre Parador e por Rebelião em Milagro.

Isabelle Adjani em “O Inquilino”

4 – ISABELLE ADJANI, por O Inquilino

Posteriormente em Musas retroativas: 4ª em 1979, por Nosferatu, o Vampiro da Noite; 4ª em 1988, por Camille Claudel; 1ª em 1994, por A Rainha Margot; 11ª em 1996, por Diabolique.

Faye Dunaway em “Rede de Intrigas”

5 – FAYE DUNAWAY, por Rede de Intrigas

Anteriormente em Musas retroativas: 4ª em 1967, por Bonnie & Clyde – Uma Rajada de Balas; 10ª em 1968, por Crown, o Magnífico; 17ª em 1970, por Pequeno Grande Homem; 14ª em 1973, por Os Três Mosqueteiros; 10ª em 1974, por A Vingança de Milady, por Chinatown e por Inferno na Torre; 5ª em 1975, por Três Dias do Condor.

Eiko Matsuda em “O Império dos Sentidos”

6 – EIKO MATSUDA, por O Império dos Sentidos

Goldie Hawn em “O Corujão e a Gatinha”

7 – GOLDIE HAWN, por O Corujão e a Gatinha

Anteriormente em Musas retroativas: 12ª em 1969, por Flor de Cacto; 7ª em 1974, por Louca Escapada; 3ª em 1975, por Shampoo. Posteriormente em Musas retroativas: 11ª em 1978, por Golpe Sujo.

Margaux Hemingway em “A Violentada”

8 – MARGAUX HEMINGWAY, por A Violentada

Amy Irving em “Carrie, a Estranha”

9 – AMY IRVING, por Carrie, a Estranha

Nancy Allen em “Carrie, a Estranha”

10 – NANCY ALLEN, por Carrie, a Estranha

Posteriormente em Musas retroativas: 3ª em 1978, por Febre de Juventude; 2ª em 1980, por Vestida para Matar; 14ª em 1981, por Um Tiro na Noite.

Sondra Locke em “Josey Wales, o Fora-da-Lei”

11 – SONDRA LOCKE, por Josey Wales, o Fora-da-Lei

Jane Birkin em “Paixão Selvagem”

12 – JANE BIRKIN, por Paixão Selvagem

Anteriormente em Musas retroativas: 20ª em 1966, por Blow Up – Depois Daquele Beijo; 12ª em 1973, por Se Don Juan Fosse Mulher.

Bernadette Peters em “A Última Loucura de Mel Brooks”

13 – BERNADETTE PETERS, por A Última Loucura de Mel Brooks

Lesley Anne Down em “A Nova Transa da Pantera Cor-de-Rosa”

14 – LESLEY ANNE DOWN, por A Nova Transa da Pantera Cor-de-Rosa

Britt Ekland em “Casanova & Company”

15 – BRITT EKLAND, por Casanova & Company

Anteriormente em Musas retroativas: 8ª em 1971, por Carter, o Vingador; 2ª em 1973, por O Homem de Palha; 5ª em 1974, por 007 contra o Homem com a Pistola de Ouro.

* A foto é genérica da atriz mais ou menos da época em que o filme foi feito. Tentei muito, mas não encontrei fotos desse filme.

Audrey Hepburn em “Robin e Marian”

16 – AUDREY HEPBURN, por Robin e Marian

Anteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1953, por A Princesa e o Plebeu; 2ª em 1954, por Sabrina; 7ª em 1956, por Guerra e Paz; 2ª em 1957, por Cinderela em Paris e por Amor na Tarde; 10ª em 1959, por Uma Cruz à Beira do Abismo e por A Flor que Não Morreu; 12ª em 1960, por O Passado Não Perdoa; 1ª em 1961, por Bonequinha de Luxo e por Infâmia; 7ª em 1963, por Charada; 9ª em 1964, por My Fair Lady e por Quando Paris Alucina; 3ª, em 1966, por Como Roubar um Milhão de Dólares; 8ª em 1967, por Um Caminho para Dois e por Um Clarão nas Trevas.

Sissy Spacek em “Carrie, a Estranha”

17 – SISSY SPACEK, por Carrie, a Estranha

Vera Gimenez em “Já Não Se Faz Amor como Antigamente”

18 – VERA GIMENEZ, por Já Não Se Faz Amor como Antigamente

Talia Shire em “Rocky, um Lutador”

19 – TALIA SHIRE, por Rocky, um Lutador

Anteriormente em Musas retroativas: 20ª em 1974, por O Poderoso Chefão – Parte II.

Nádia Lippi em “Já Não Se Faz Amor como Antigamente”

20 – NÁDIA LIPPI, por Já Não Se Faz Amor como Antigamente

* A foto é genérica da atriz mais ou menos da época em que o filme foi feito. Tentei muito, mas não encontrei fotos desse filme.

Musas de 1975 <<
>> Musas de 1977

Anúncios