"Assim Caminha a Humanidade", 1956

"Sem Destino", 1969

"Veludo Azul", 1986

"Velocidade Máxima", 1994

Dennis Hopper era daqueles caras que foram ao inferno e voltaram. Era um jovem promissor no início da carreira, coadjuvante em filmes como Juventude Transviada (1955) e Assim Caminha a Humanidade (1956), até resolver discutir com um diretor sobre a abordagem de um personagem. “Vá dirigir seus próprios filmes”, esse diretor poderia ter dito. Pois quando resolveu dirigir, fez logo um dos filmes definitivos do período Sem Destino (1967): faz, com Peter Fonda, com quem também escreveu o filme, uma dupla de motoqueiros que cruza a América. Nos anos 1970, mergulhou nas drogas e a carreira estagnou. Teve que aprender a ressurgir – e fez isso trabalhando como nunca. Dizia que se orgulhava de não recusar qualquer papel nessa nova fase. Acabou se cristalizando como um vilão e tanto: seja em algo mais sinistro como Veludo Azul (1986) 0u mais montanha-russa, como Velocidade Máxima (1994).

Dodge City (Estados Unidos), 17 de maio de 1936 – Venice Beach (Estados Unidos), 29 de maio de 2010.

Anúncios