Herói nada alegre

Crowe e Cate: herança de "Coração Valente"

Não há referências históricas às quais reclamar fidelidade para a história de Robin Hood. Tampouco literárias, já que o personagem é citado em poemas, baladas, sobreviveu graças à tradição oral e mudou com o tempo. O mais adequado é dizer que a imagem do arqueiro de Sherwood se adequa ao tempo no qual a história é recontada. Sendo assim, o Robin Hood (Robin Hood, Estados Unidos/ Reino Unido, 2010) de Ridley Scott é a representação de um tempo onde a força bruta é mais importante que a agilidade e um herói não pode mais ser um homem sorridente.

É uma discussão que demanda mais tempo e espaço, mas, em linhas gerais, é só comparar o filme com as outras versões mais conhecidas – estreladas por Douglas Fairbanks (em 1922), Errol Flynn (ainda a melhor, de 1938) e Kevin Costner (em 1991), todas bem mais escapistas – e com similares atuais, de Superman – O Retorno (2006) a Batman, o Cavaleiro das Trevas (2008) e até mesmo Gladiador (2000), do mesmo Ridley Scott e com o mesmo Russell Crowe.

Isso também explica Lady Marion pegando em armas – é a visão distorcida de que não se pode mais ter uma mocinha indefesa nos filmes, mas o cinema dificilmente consegue resolver o problema sem praticamente transformá-la em um homem. É só mais um dos problemas de um filme que se rende demais à herança de Coração Valente (1995).

A semelhança entre o Robin Hood de Crowe e seu personagem em Gladiador, então, é muito desconfortável. Em busca de um pretenso realismo histórico e com a desculpa de contar a história que deu origem à lenda, há pouquíssimas relações entre esta e qualquer outra versão da lenda. Na verdade, se o roteiro de Brian Helgeland mudasse os nomes dos personagens, ninguém perceberia que se trata de Robin Hood.

Robin Hood (Robin Hood). Estados Unidos/ Reino Unido, 2010. Direção: Ridley Scott. Elenco: Russell Crowe, Cate Blanchett, Max von Sydow, William Hurt, Mark Strong, Oscar Isaac, Danny Huston, Eileen Atkins, Mark Addy, Matthew Macfayden, Léa Seydoux.

Anúncios