Diane Keaton em “A Última Noite de Boris Gruschenko”

1 – DIANE KEATON, por A Última Noite de Boris Gruschenko

Anteriormente em Musas retroativas: 3ª em 1972, por Sonhos de um Sedutor e por O Poderoso Chefão; 4ª em 1973, por Dorminhoco; 3ª em 1974, por O Poderoso Chefão – Parte II. Posteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1977, por Noivo Neurótico, Noiva Nervosa e por À Procura de Mr. Goodbar; 10ª em 1979, por Manhattan; 19ª em 1981, por Reds.

Diane Keaton não era uma pin-up, mas tinha um charme todo particular – que Woody Allen sabia captar como ninguém. Ganhou aqui e ganharia de novo dois anos depois. Mas as Musas retroativas começam a entrar em um terreno onde há lacunas difíceis de preencher. Simplesmente não deu para elencar 20 musas em 1975 – falha minha, sem dúvida, porque elas estão por aí; eu é que não vi filmes de 1975 o suficiente. Por isso, essa lista para na 15ª musa, o que pode voltar a acontecer – mas nada impede que ela seja completada depois. Muitas estreias, uma musa que conquistou seu lugar com apenas uma cena (Denise Cheshire na abertura de Tubarão) e talvez o primeiro caso de mãe e filha dessa lista: Lílian Lemmertz (a filha Júlia está na lista de 1999, por Um Copo de Cólera).

Julie Christie em “Shampoo”

2 – JULIE CHRISTIE, por Shampoo

Anteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1965, por Doutor Jivago e também por Darling, a que Amou Demais; 2ª em 1966, por Fahrenheit 451; 10ª em 1971, por Jogos & Trapaças – Onde os Homens São Homens; 3ª em 1973, por Inverno de Sangue em Veneza.

Goldie Hawn em “Shampoo”

3 – GOLDIE HAWN, por Shampoo

Anteriormente em Musas retroativas: 12ª em 1969, por Flor de Cacto; 7ª em 1974, por Louca Escapada. Posteriormente em Musas retroativas: 7ª em 1976, por O Corujão e a Gatinha; 11ª em 1978, por Golpe Sujo.

Maria Schneider em “Profissão: Repórter”

4 – MARIA SCHNEIDER, por Profissão: Repórter

Anteriormente em Musas retroativas: 2ª em 1972, por Último Tango em Paris.

Faye Dunaway em “Três Dias do Condor”

5 – FAYE DUNAWAY, por Três Dias do Condor

Anteriormente em Musas retroativas: 4ª em 1967, por Bonnie & Clyde – Uma Rajada de Balas; 10ª em 1968, por Crown, o Magnífico; 17ª em 1970, por Pequeno Grande Homem; 14ª em 1973, por Os Três Mosqueteiros; 10ª em 1974, por A Vingança de Milady, por Chinatown e por Inferno na Torre; Posteriormente em Musas retroativas: 5ª em 1976, por Rede de Intrigas.

Marie-Christine Barrault em “Primo, Prima”

6 – MARIE-CHRISTINE BARRAULT, por Primo, Prima

Anteriormente em Musas retroativas: 11ª em 1969, por Minha Noite com Ela.

Denise Cheshire em “Tubarão”

7 – DENISE CHESHIRE, por Tubarão

Susan Sarandon em “Rocky Horror Show”

8 – SUSAN SARANDON, por Rocky Horror Show

Anteriormente em Musas retroativas: 13ª em 1974, por A Primeira Página. Posteriormente em Musas retroativas: 8ª em 1978, por Menina Bonita; 9ª em 1980, por Atlantic City; 19ª em 1983, por Fome de Viver; 18ª em 1988, por Sorte no Amor; 12ª em 1990, por Loucos de Paixão; 9ª em 1991, por Thelma & Louise.

Lisbeth Hummel em “La Bête”

9 – LISBETH HUMMEL, por La Bête

Sirpa Lane em “La Bête”

10 – SIRPA LANE, por La Bête

Miou-Miou em “Trinity e Seus Companheiros”

11 – MIOU-MIOU, por Trinity e Seus Companheiros

Anteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1974, por Corações Loucos.

Carrie Fisher em “Shampoo”

12 – CARRIE FISHER, por Shampoo

Posteriormente em Musas retroativas: 19ª em 1977, por Guerra nas Estrelas; 11ª em 1980, por O Império Contra-Ataca e por Os Irmãos Cara de Pau; 2ª em 1983, por O Retorno de Jedi.

Catherine Schell em “O Retorno da Pantera Cor-de-Rosa”

13 – CATHERINE SCHELL, por O Retorno da Pantera Cor-de-Rosa

Líllian Lemmertz em “Lição de Amor”

14 – LÍLLIAN LEMMERTZ, por Lição de Amor

Anteriormente em Musas retroativas: 13ª em 1970, por Copacabana Mon Amour.

Barbra Streisand em “Funny Lady”

15 – BARBRA STREISAND, por Funny Lady

Anteriormente em Musas retroativas: 17ª em 1968, por Funny Girl – A Garota Genial; 17ª em 1969, por Alô, Dolly!; 16ª em 1973, por Nosso Amor de Ontem.

Musas de 1974 <<
>> Musas de 1976

Anúncios