Eu conheci Julia Kendall em 2004. Confesso que, a princípio, o motivo do meu interesse foi mesmo a semelhança (proposital, assumida de cara) com a Audrey Hepburn. Não me arrependi, porque a revista – primeiro Julia – Aventuras de uma Criminóloga, como no original italiano, depois mudado para Aventuras de uma Criminóloga porque a editora daqueles livrinhos românticos ficou com medinho – me pegou de jeito.

A narrativa é cinematográfica e possui uma cadência admirável. Parece que cada história é pensada como um filme e a orquestração dos planos é um espanto. E há sempre brincadeiras: os personagens fixos lembram outros atores – Whoopi Goldberg, John Malkovich, John Goodman, um jovem Nick Nolte…

Pois bem. Aventuras de uma Criminóloga foi eleita algumas vezes, por prêmios e enquetes diferentes, a melhor revista mensal publicada no Brasil. É, até prova em contrário, a mais constante em termos de boa qualidade. Mesmo assim (ou talvez exatamente por isso – afinal, estamos no país do “Rebolation”) vende pouco. Isso, segundo a Mythos Editora, que anunciou o fim da publicação.

A edição atualmente nas bancas, a 68: contagem regressiva?

O último número seria o 67, de julho. Houve chiadeira dos leitores e a editora anunciou que estucou a publicação até outubro, no número 71. E deixou a esperança de, se houver um aumento nas vendas até lá, a revista será salva por mais uma temporada.

Em coma, a revista publicada originalmente pela Bonelli Comics (a mesma do Tex, Zagor, Ken Parker, Martin Mystére, Nathan Never, etc) é alvo agora de uma cruzada dos fãs – por exemplo, no blog Aventuras de uma Criminóloga. Na internet, eles tentam conquistar novos leitores para a revista e até surgiu uma medida ousada: a ideia de comprar duas revistas e presentear um possível futuro leitor com uma delas.

Assim, a venda da revista aumentaria automaticamente e ainda há o risco de parte desses novos números se manter com o tempo. Julia merece.

Em tempo: o desenho lá de cima é originalmente em preto-e-branco. A colorização show de bola é do Audaci Jr, outro fã de Julia (e da Audrey).

Anúncios