½

Tai chi vistoso – e só

Noah Ringer não se destaca e é sufocado pelos efeitos

Há muito tempo existe uma animosidade entre a crítica americana e o diretor M. Night Shyamalan. O cineasta se acha gênio um incompreendido e simplesmente não aceita opiniões negativas sobre seu trabalho, com reações até infantis. Os críticos, por sua vez, detonam um filme após o outro e um ou outro até exagera (embora Shyamalan realmente não tenha acertado uma desde Sinais, 2002). O Último Mestre do Ar (The Last Airbender, Estados Unidos, 2010), então, foi apedrejado e estabeleceu um recorde de críticas negativas para o próprio diretor.

Tamanha rejeição pode até fazer o filme parecer não tão ruim. De fato, o desastre poderia ser maior, mas ainda assim o filme é um equívoco total. Desta vez, nem se pode dizer que Shyamalan foi ousado na temática, porque O Último Mestre do Ar, baseado na bem conceituada série animada Avatar – A Lenda da Aang, é um compêndio de tudo o que dá errado em fantasias de ação como essas: afunda nos diálogos clichês e se perde na vontade de ser um épico.

O problema começa na adaptação: a trama contínua de 20 episódios da primeira temporada de Avatar é resumida atabalhoadamente, sem fluidez, quase como um “melhores momentos”. Como tal, o tom é grandiloqüente o tempo inteiro (apoiado nisso pela péssima trilha de James Newton Howard, tentando sublinhar cada segundo como “muito importante”) – e qualquer bom diretor deveria saber que, quando o tom é acima o tempo todo, o filme torna-se monocórdio e o que é para ser realmente importante acaba não tendo importância alguma.

Gostando-se ou não do cinema de Shyamalan nos anos recentes, a verdade é que ele não conseguiu nem ser ele mesmo desta vez. Ficou deslumbrado pelos efeitos especiais, exagerando muito na dose, e tentou combinar isso com uma certa filosofia zen que o filme tenta transmitir, de autoaceitação e busca pelo equilíbrio. Combinado com as sonolentas coreografias, o resultado é pouco mais que um tai chi chuan vistoso.

O Último Mestre do Ar. (The Last Airbender, Estados Unidos, 2010). Direção: M. Night Shyamalan. Elenco: Noah Ringer, Dev Patel, Nicola Peltz, Jackson Rathbone, Shaun Toub, Aasi Mandvi, Cliff Curtis.

Anúncios