Publicado em 4 de janeiro de 2005, no Jornal da Paraíba.

1 – “Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças”, de Michel Gondry

“O filme faz a história andar para trás e para a frente ao mesmo tempo, exige atenção do espectador e surpreende a todo momento. Mistura memóia e imaginação de maneira inteligente, ousada e impecável”.

2 – “Pacto de Justiça”, de Kevin Costner

“Esse faroeste passou quase despercebido, mas é o melhor desde Os Imperdoáveis (1992). Um belo conto sobre lealdade e redenção, elegante e simples”.

3 – “Homem-Aranha 2”, de Sam Raimi

“Além de vibrante como aventura, consegue emocionar de verdade ao tratar o herói como um ser com sentimentos, fraquezas e paixões”.

4 – “Encontros e Desencontros”, de Sofia Coppola

“Bill Murray e Scarlett Johansson se esbarram na longíqua Tóquio e compartilham suas solidões no filme mais poético do ano”.

5 – “Kill Bill – Volume 2”, de Quentin Tarantino

“Tarantino fecha sua homenagem  aos filmes de kung fu diminuindo o clima festeiro e aumentando o drama. E fez um de seus melhores filmes”.

6 – “Em Nome de Deus”, de Peter Mullan

“A história de três moças internas em um convento-reformatório é dura e cruel, contada sem apelações e sustentada com brilho pelas jovens atrizes”.

7 – “Os Incríveis”, de Brad Bird

“Com super-heróis como personagens e ritmo de James Bond, o filme da Pixar é igualmente enfocado nos problemas familiares, com personagens mais reais que nos filmes de ação com gente de verdade”.

8 – “Fahrenheit 11 de Setembro”, de Michael Moore

“O documentário que tentou – mas não conseguiu – derrubar Bush vai do hilariante ao chocante, bem no estilo Moore”.

9 – “Redentor”, de Cláudio Torres

“Delirante e operístico, como um paralelo ao absurdos do Brasil”.

10 – “Seabiscuit – Alma de Herói”, de Gary Ross

“O humanismo comovente temperado com as empolgantes corridas de cavalo em um belo filme”.

***

Em 2003, João Pessoa teve 141 filmes estreando em suas salas de exibição – 19 deles, nacionais. E só cinco que não eram nem em língua inglesa, nem em língua portuguesa. São números que não mudaram muito de lá para cá. Cinco filmes extraordinários ocupam as cinco primeiras posições, mas alguém lembra do ótimo filme irlandês Em Nome de Deus? Este foi o ano os dois Rex Manaíra, no Manaíra Shopping, fecharam. Meses depois, em junho, abriram as oito salas do Box Cinemas.

Melhores do ano: 2003

Anúncios