Charles Chaplin havia se tornado persona non grata para o governo dos EUA na época da caça aos comunistas, nos anos 1950. Acabou em um autoexílio. O pedido de perdão da América a Chaplin veio na entrega do Oscar de 1972, talvez o maior momento da história do prêmio (que até fechou o filme Chaplin).

Anúncios