“The winner is… a tie!”, disse, surpresa, a linda Ingrid Bergman na cerimônia de 1968. Nunca antes (e –  até agora – nunca depois) havia acontecido aquilo nas principais categorias (e acho que em nenhuma categoria): Katharine Hepburn, por O Leão no Inverno, e Barbra Streisand, por Funny Girl, a Garota Genial, empataram na disputa pelo Oscar de melhor atriz. Kate, como de costume, não estava lá, mas Barbra aceitou com graça seu prêmio: “Hello, gorgeous”, disse para a estatueta, citando sua própria personagem no filme.

Anúncios