Muito atrasado, aqui vai um pequeno guia para a Mostra Varilux de Cinema Francês, que começou sexta e vai até quinta. Neste combo, está minha matéria sobre as divas que estão nestes filmes, as sinopses (direto do site oficial do festival) e os trailers de cada filme. Escolha o seu, anote o dia e horário e vamos mostrar que devemos ter sempre esses filmes por aqui!

***

Não é só Hollywood que tem astros: a França também sempre cultivou grandes personalidades através dos anos. Várias delas, principalmente as grandes atrizes, estarão em filmes que compõem a Mostra Varilux de Cinema Francês, que começa hoje no país e amanhã á noite no Cinespaço, no MAG Shopping, em João Pessoa, com uma sessão para convidados. Para o grande público, o evento começa sexta, com quatro sessões diárias de filmes diferentes (10, no total, todos da novíssima safra) no mesmo complexo.

A sessão para convidados exibe Potiche – Esposa Troféu (2010), de François Ozon, com a diva Catherine Deneuve e Gerard Depardieu. O filme volta a ser exibido, aí para o grande público, já na sexta às 18h10 e depois em mais dois dias: sábado e na quinta, dia 16, último dia da mostra em João Pessoa. Deneuve é um mito, uma das atrizes mais lindas do cinema, com imagem imortalizada em filmes como Repulsa ao Sexo (1965), A Bela da Tarde (1967), Fome de Viver (1983) e tantos outros.

Além de Deneuve, outras musas francesas estrelam outros filmes. Uma Doce Mentira (2010), que terá sua primeira exibição em João Pessoa também na sexta, às 20h15, tem logo duas delas: Audrey Tautou, popular desde O Fabuloso Destino de Amélie Poulain (2001) e Nathalie Baye, que os cinéfilos certamente lembram como a continuísta da equipe de filmagem de A Noite Americana (1973), de Truffaut.

Audrey conseguiu manter sua carreira em alta depois do sucesso mundial de Amélie. Esteve no blockbuster americano O Código DaVinci (2006) e em superproduções locais como Eterno Amor (2004). Recentemente estrelou Coco Antes de Chanel (2009) encarnando a famosa estilista. Nathalie não virou uma superestrela como Catherine Deneuve, mas tem uma carreira de grande prestígio em filmes como Uma Relação Pornográfica (1999) e Prenda-me Se For Capaz (2002), de Spielberg.

A grande Isabelle Huppert estrela Copacabana (2010), que será exibido pela primeira vez, na versão pessoense da mostra, no sábado, às 17h30. Com uma carreira que começou ainda na juventude em filmes como Corações Loucos (1974), ela desfila grandes atuações em Um Assunto de Mulheres (1988), Madame Bovary (1991), Mulheres Diabólicas (1995), A Teia de Chocolate (2000), A Professora de Piano (2001).

E a mostra dedica especial atenção a Sandrine Bonnaire. Pelo menos no Rio, em São Paulo, Porto Alegre, Belo Horizonte, Salvador, Recife, Brasília e Goiânia, onde uma mostra retrospectiva particular da atriz acontecerá. Serão oito filmes. João Pessoa vai ver o mais recente deles: Xeque-Mate (2009), co-estrelado por Kevin Kline, e que será exibido primeiro na segunda, às 20h25. Bonnaire é outra bela no desfile de divas francesas da segunda edição do festival realizado pela Unifrance Film Festival em 22 cidades. Ela, Deneuve e Audrey Tautou vêm ao Brasil para apresentar seus filmes no Rio e em São Paulo.

Os filmes:

Lobo – Sex, 14h; qua, 20h35

Sergueï é um rapaz do povo Évène, povo nômade criador de rena que vive nas montanhas da Sibéria Oriental. Quando ele completa 16 anos, é nomeado Guardião do grande rebanho de renas do clã de Batagaï. Ainda menino, Sergueï aprendeu a caçar e a matar lobos sem dor. Até o dia em que o encontro com uma loba e seus adoráveis filhotes altera todas as suas certezas…

Os Nomes do Amor  – Sex, 16h05; dom, 20h20; ter, 18h10

Bahia Benmahmoud, uma jovem mulher extrovertida, é comprometida com seus ideais políticos: sem limites, ela não hesita em transar com seus inimigos para convertê-los à sua visão política, o que significa, potencialmente, muita gente, porque, em suma, todas as pessoas de direita representam sua causa. Ela costuma ter bons resultados, até o dia em que encontra Arthur Martin…

Potiche – Esposa Troféu – Sex, 18h10; sab, 19h40; qui, 18h

Em 1977, em uma província francesa, Suzanne Pujol é a esposa burguesa submissa de um rico industrial, Robert Pujol. Ele dirige uma fábrica de guarda-chuvas com mão de ferro e é um homem desagradável e autoritário com os funcionários, os filhos e a esposa. Esta é considerada por ele um objeto, uma Potiche. Após uma greve e o sequestro do seu marido, Suzanne fica à frente do comando da fábrica e, para surpresa geral, se revela uma mulher de ação, uma líder nata.

Uma Doce Mentira – Sex, 20h15; seg, 18h20; qui, 15h55

Numa manhã de primavera, Emilie recebe uma linda carta de amor anônima. Sua primeira reação é jogar a carta no lixo. Mas ela vislumbra uma forma de salvar sua mãe, uma mulher triste e isolada desde a partida de seu marido. Sem pensar muito, ela envia a carta para a mãe, sem saber que o autor é Jean, seu tímido empregado. Emilie não imagina que seu gesto desencadeará uma série de desentendimentos, criando situações fora de controle.

Um Gato em Paris – Sab, 14h; dom, 14h; qua, 14h

Dino é um gato que divide sua vida entre duas casas. Durante o dia, ele vive com Zoé, a filha de Jeanne, uma delegada de polícia. Durante à noite, ele escala os tetos de Paris em companhia de Nico, um ladrão de grande habilidade. Jeanne está investigando vários roubos de joias e ainda precisa cuidar da vigilância do Colosso de Nairóbi um grande monumento cobiçado pelo bandido Costa. Dino é testemunha de tudo que acontece e viverá muitas aventuras.

O Pai dos Meus Filhos – Sab, 15h20; seg, 14h; qua, 15h20

Grégoire Canvel tem tudo que deseja: uma esposa amada, três adoráveis filhos e uma profissão que é a sua paixão, ele é produtor de filmes. Com determinação e carisma excepcionais, Grégoire multiplica admiradores. Tudo parece perfeito. Porém, sua prestigiosa empresa de produção, a Moon Films, vacila. Com filmes produzidos demais, riscos demais, passivos demais, as ameaças se tornam realidade.

Copacabana – Sab, 17h30; seg, 16h10; ter, 14h; qui, 20h05

Inconsequente e jovial, Babou nunca se preocupou com status social. Porém, ao descobrir que sua filha está com vergonha de convidá-la para o seu casamento, decide “encaretar”. Sentindo seu amor materno rejeitado, Babou resolve se tornar corretora de imóveis na monótona cidade litorânea de Ostende, em pleno inverno. Na hostilidade dessa estação balneária fora de temporada, ela poderia ser tentada a abrir mão desse trabalho e aproveitar a vida. Mas Babou resiste, determinada a recuperar a estima da filha e lhe dar um presente de casamento digno desse nome.

Simon Werner Desapareceu – Dom, 15h20; qui, 14h

Março de 1992, nos arredores de Paris. Durante uma festa regada a muito álcool, um grupo de adolescentes encontra um corpo aparentemente sem vida na floresta, escondido no mato. Quinze dias antes, no liceu Léon Blum, um aluno de ultimo ano, Simon Werner, não responde à chamada. Manchas de sangue são encontradas numa sala de aula. Fuga, sequestro, suicídio, assassinato?

Vênus Negra – Dom, 17h15; ter, 20h15; qua, 17h30

Paris, 1817, Academia Real de Medicina. Em frente a um molde do corpo de Saartjie Baartman, o anatomista Georges Cuvier é categórico: “Nunca vi uma cabeça humana tão parecida como a dos macacos.” Uma plateia de eminentes colegas cientistas aplaude a demonstração. Sete anos antes, Saartjie deixara a África do Sul como escrava de Caezar, sendo obrigada a exibir seu corpo ao público londrino nas feiras de aberrações.

Xeque-Mate – Seg, 20h25; ter, 16h10

Num vilarejo de Córsega, a vida de Hélène, uma mulher retraída e discreta, é feita de dias que parecem sempre iguais… Ela trabalha como arrumadeira num hotel e, aparentemente, é feliz com seu marido, Ange, e sua filha, Lisa, uma adolescente de 15 anos. Sua vida modesta e monótona parece não ter chance de mudar… Porém, um dia, durante a limpeza dos quartos, ela se depara com um jovem casal de americanos jogando xadrez e fica fascinada.

Anúncios