Nascida em São Luís do Maranhão, a atriz de pais portugueses foi para Portugal com um ano de idade. Começou a fazer teatro ainda na infância, morou três anos no Rio (dos 10 aos 13, quando estudou na Casa de Cultura Laura Alvim) antes de ir de vez para Lisboa. Hoje, aos 21 anos, é uma requisitada atriz do teatro e cinema lusitano. No Cineport, está com o filme Como Desenhar um Círculo Perfeito, que passa sábado, às 16h.

É uma impressão errada ou a produção cinematográfica em Portugal tem crescido?

Portugal é um país pequeno e não se fazem tantos filmes assim por ano. O que acontece é que tem mais novos realizadores surgindo.

As novelas brasileiras são muito presentes na TV portuguesa, mas o cinema brasileiro, você conhece?

Eu gosto muito do cinema brasileiro. É muito diferente do português, do europeu. O Brasil é um país tão grande que tem vários tipos de cinema. Adoro o Walter Salles.

Você já fez algum trabalho no Brasil?

Fiz um extra em Presença de Anita, apenas. Eu quero vir ao Brasil trabalhar em Cinema, e também em TV, que sei que é um meio muito importante aqui.

Anúncios