Terá um diretor amado mais o cinema que François Truffaut? O cinema salvou a vida dele, literalmente, e ele agradeceu com uma carreira iluminada e um “eu te amo” especial: A Noite Americana (1973),  o  mais lindo filme sobre a arte, as alegrias e as dores de filmar. Nesta sequência, a trilha de Georges Delerue é a ponte para as pequenas cenas que mostram o trabalho que dá captar alguns segundos de imagens, a atenção que o diretor deve ter aos detalhes, o número de pessoas envolvidas. E – é bom não esquecer – é o próprio Truffaut interpretando o diretor de Quero Apresentar Pamela, o filme-dentro-do-filme.

Anúncios