Os dias estão todos lotados. Estou com críticas atrasadíssimas para postar aqui – clássicos, Amanhecer e Os Muppets – e nem tenho postado nada do Fest Aruanda. Já tem mosca por todo lado aqui. Até mesmo a lista de setembro dos Melhores do Ano – nosso Oscar, nosso Oscarito – vai atrasar uns dias.

Mas vamos tentar recuperar o tempo perdido pelo menos nessa reta final do festival, que tem sido muito bom.

Entre as presenças, houve ídolos globais e pessoas de história admirável e que dividem sua experiência conosco. Camila Pitanga foi muito simpática e teve uma interpretação realmente arrebatadora em Eu Receberia as Piores Notícias dos Seus Lindos Lábios.

E Bete Mendes, um doce, como sempre. Se emocionou pra valer na homenagem que recebeu no sábado. Vladimir Carvalho compareceu a partir de  domingo, esbajando a simpatia de sempre.

E fomos brindados pelo belíssimo Uma Longa Viagem, da Lúcia Murat, que entrevistei pela terceira vez (anos antes conversamos sobre Olhar Estrangeiro e sobre Maré).

Enfim, vamos à programação de hoje e, nos posts seguintes, vêm as críticas dos longas até agora e meu papo rápido com a Lúcia. Lembrando que a entrada é franca e o local é o Hotel Tambaú (na sala Sérgio Bernardes, que foi o saudoso Cine Tambaú nos anos 1980 e 1990).

TERÇA, 13

– Às 15h30, será exibido o longa Wills Leal – Atonal e Visionário, de Mirabeau Dias. O documentário aborda nosso super-historiador do cinema paraibano.

– Às 17h, a mostra de curtas digitais.

– Às 20h, João Batista de Brito lança seu blog, Imagens Amadas. Cinéfilos do mundo, finalmente tendo acesso invejável aos textos do nosso crítico maior da atualidade. O lançamento é hoje, mas o blog já está no ar, na verdade.

– A sessão Curtas a Granel exibem, às 20h15, dois curtas: O Diário de Márcia, de Bertrand Lira, e Oferenda, de Ana Bárbara Ramos.

– O longa da noite é o documentário Malditos Cartunistas, de Daniel Garcia e Daniel Paiva. Com depoimentos de muitos artistas dos cartuns e quadrinhos nacionais (com Ziraldo, Jaguar, Angeli, Laerte e Maurício de Sousa puxando a fila), o filme aborda as questões envolvendo a arte do desenho de humor e todas as suas críticas.

Anúncios