Jose Lewgoy

O ator brasileiro José Lewgoy morreu há 10 anos, em 2003. Sua carreira foi longa e versátil, mas ele costuma ser lembrado com muito carinho como o maior vilão do cinema brasileiro. As chanchadas da Atlântida sempre o escalavam para ter seus planos frustrados pela dupla Oscarito e Grande Otelo – como em Aviso os Navegantes (1951), Carnaval Atlântida (1952) e Matar ou Correr (1954). Ele acabou revivendo o tipo em Roberto Calos em Ritmo de AventuraRoberto Carlos e o Diamante Cor-de-Rosa, nos anos 1960. Ao mesmo tempo, estava no mais sério Terra em Transe, de Glauber. Produções internacionais rodadas no Brasil também tiveram seu talento, como Fitzcarraldo (1982) e Luar sobre Parador (1988). Ao todo foram mais de cem filmes!

Anúncios