A Tartaruga e a Lebre (The Tortoise and the Hare, 1935)
Direção: Wilfred Jackson. Produção: Walt Disney.
Vencedor do Oscar de curta de animação em 1935.

Com A Tartaruga e a Lebre, outra fábula, a série Silly Symphonies se tornou tricampeã do Oscar. Dizem que a lebre deste desenho inspirou o Pernalonga – realmente há bastante semelhança. Como sempre, nesta fase, a adaptação do conto-de-fadas é fiel, mas a Disney elabora o recheio: a principal distração da lebre, por exemplo, é uma escola para moças, onde ele fica se exibindo. A narrativa é muito bem pensada – veja o detalhe da reta de chegada, em que a “câmera” é sempre mais rápida que a tartaruga e não consegue acompanhar a lebre.  Os efeitos de velocidade eram, também, ainda uma novidade no campo da animação.

Indicado ao Oscar 1934: The Merry Old Soul <<
>> Indicado ao Oscar 1935: No Reino dos Anões

Anúncios