Vamos às atrizes que concorrem ao Globo de Ouro. Todas as cinco indicadas como atriz/ drama também concorrem a melhor atriz no Screen Actors Guild Awards (um poderoso termômetro do Oscar). Não há nenhuma grande vencedora entre as indicadas – só Reese Witherspoon já ganhou uma vez por interpretação em um filme. E curiosamente quatro das cinco indicadas estão em produções que não concorrem a melhor filme.

Globo de Ouro - atriz drama

ATRIZ/ DRAMA: Jennifer Aniston (Cake); Julianne Moore (Para Sempre Alice); Rosamund Pike (Garota Exemplar); Reese Witherspoon (Livre); Felicity Jones (A Teoria de Tudo).

Jennifer Aniston finalmente sai de sua zona de conforto na comédia e ganhou elogios pelo papel de Claire Simmons,  que fica impressionada com o suicídio de uma mulher do seu grupo de terapia. Ela escarafuncha os motivos da morte e começa um relacionamento mordaz com o marido da falecida – e ainda precisa lidar com aparições da morta. Ela não usa maquiagem no filme, a não ser para a cicatriz falsa e está indicada também ao Screen Actors Guild Awards. Ela ganhou o Globo de Ouro na área de TV como melhor atriz de série (musical ou comédia) por Friends, em 2003.

Julianne Moore é a personagem título de Para Sempre Alice: um professora de linguística, feliz com sua família, que começa a ter esquecimentos e descobre que está com o Mal de Alzheimer. Julianne tirou um mês de folga de Jogos Vorazes – A Esperança: Parte 1 para trabalhar neste filme, que teve 23 dias de filmagem, com as cenas em ordem cronológica. Julianne Moore também está indicada a melhor atriz/ musical ou comédia por Mapa das Estrelas. São suas 8ª e 9ª indicações individuais ao Globo de Ouro – ela só ganhou um, o de melhor atriz em minissérie ou telefilme por Virada no Jogo (2012). Por Para Sempre Alice, Julianne foi eleita melhor atriz no National Board of Review e está indicada ao SAG.

Rosamund Pike concorre como Amy, a esposa desaparecida e a quem vamos conhecendo aos poucos em Garota Exemplar, o filme de David Fincher que não foi indicado a melhor filme, no que se tornou a maior bola fora deste Globo de Ouro. A atriz londrina tem uma interpretação aclamada, digna de uma virada na carreira que até agora havia pouco mais que explorado sua beleza glacial. Ela intepreta a personagem em fases diferentes da vida e ganhou e perdeu peso para isso. É a primeira indicação ao Globo de Ouro, e também concorre ao SAG. O filme esteve em cartaz no Brasil em outubro.

Reese Witherspoon está indicada por Livre, como Cheryl Strayed, que, em 1994, decide trilhar a Pacific Crast Trail (que tem, no total, mais de 4 mil quilômetros através da costa oeste do Canadá e dos EUA) como um meio de se recuperar das tragédias e desvios de sua vida. Curiosamente, a atriz é a produtora de Garota Exemplar e ia interpretar o papel principal, mas foi convencida pelo diretor a declinar. E desistiu de Grande Olhos, que deu uma indicação a Amy Adams em comédia ou musical. Acabou indicada por Livre. Ela é outra indicada também ao SAG e chega à quarta indicação ao Globo de Ouro – ganhou como melhor atriz/ musical ou comédia por Johnny & June (2005). O filme estreia no Brasil em 15 de janeiro.

E Felicity Jones concorre como Jane, esposa do físico Stephen Hawking, em A Teoria de Tudo. É a primeira indicação da atriz inglesa, que fecha as concorrentes também do Screen Actors Guild. Felicity foi a primeira escolha do diretor para o papel da mulher que dá suporte a Hawking, enquanto seu corpo deteriora. O filme estreia no Brasil em 22 de janeiro.

Anúncios