You are currently browsing the daily archive for 09/01/2016.

Vencendo Susan Sarandon, Meryl Streep e Emma Thompson, Sharon Stone levou o Globo de Ouro de melhor atriz/ drama por Cassino em 1997. Sem fala, ela acabou sendo supersincera: “Ok, é um milagre”.

Parece incrível, mas Madonna tem um prêmio de melhor atriz em sua estante. Foi o Globo de Ouro na categoria comédia ou musical por Evita em 1997. R não foi falta de concorrência: ela derrubou Glenn Clone (101 Dálmatas), Frances McDormand (Fargo, que ganhou o Oscar depois), Debbie Reynolds (Mãe É Mãe) e Barbra Streisand (O Espelho Tem Duas Faces).

A querida Emma Thompson ganhou o Globo de Ouro de melhor roteiro em 1996, por Razão e Sensibilidade. No palco, Emma diz que pensou em como Jane Austen reagiria àquilo – e, com toda sua verve, leu um agradecimento como se tivesse sido escrito por Jane!

Amanhã (domingo) tem mais uma cerimônia de entrega dos Globos de Ouro. O blog vai lembrar aqui alguns dos momentos memoráveis da cerimônia (alguns listados pelo IMDB).

Para começar, Ving Rhames ganhando em 1998 como melhor ator de minissérie ou telefilme pelo papel-título de Don King – Only in America. Para começar, para quem é acostumado com o homenzarrão de Pulp Fiction e dos filmes de Missão Impossível vai vê-lo chorando como um bebê a caminho do palco. E, lá, ele convoca ao palco a lenda viva Jack Lemmon (que concorria por Doze Homens e uma Sentença e foi derrotado por Rhames). Aplaudido de pé, Lemmon é surpreendido quando Rhames resolver dar para ele o Globo de Ouro que acabava de ter ganho! Surpresas, risadas, choro na plateia e um Jack Lemmon sem ação. “Esse é um dos momentos mais maravilhosos, legais e doces que já tive na vida”.

Páginas

Sigam-me os bons (no Twitter)