You are currently browsing the daily archive for 10/01/2016.

A maravilhosa Diane Keaton ganhou em 2005 o prêmio de melhor atriz em comédia ou musical por Alguém Tem que Ceder. Em seu discurso, agradeceu à diretora-roteirista Nancy Meyers por fazer um filme em que o amor é possível em qualquer idade e ao seu parceiro em cena, Jack Nicholson. “Alguém Tem que Ceder, uma comédia-romântica estrelado Jack (risos) e Diane. Duas pessoas cujas idades combinadas dá 125!”

Bônus: em 2014, o Globo de Ouro homenageou Woody Allen pelo conjunto da obra. Ele, claro, não foi, mas mandou Diane Keaton para agradecer por ele. Foi lindo. Não encontrei vídeos desse momento, mas está relatado aqui.

Em 2013, Jodie Foster foi agraciada com o Prêmio Cecil B. DeMille pelo conjunto da obra. E bruindou o público com um discurso vibrante, emocionante e confessional. A homenagem (incluindo as cenas dos filmes de Jodie desde menina) e o discurso estão no vídeo e o discurso traduzido está neste outro post do Boulevard.

O apresentador anuncia a vencedora como melhor atriz em série/ drama e… a vencedora está no banheiro. Cena de comédia absurda de algum filme de Mel Brooks? Pois aconteceu mesmo com Christine Lahti, que venceu por Chicago Hope em 1998. Robin Williams irrompeu no palco e fez um stand up comedy até Christine chegar – muito ofegante e sem controlar o riso.

Páginas

Sigam-me os bons (no Twitter)