Spotlight

Rachel McAdams, Mark Ruffalo, Brian d’Arcy James, Michael Keaton e John Slattery

por Renato Félix

Muitas vezes as pessoas parecem esperar que um grande filme seja sempre inventivo na sua forma ou grandioso na sua emoção. Mas, na verdade, a grandeza pode estar na sabedoria de adequar sua narrativa ao que o seu conteúdo precisa. É por aí que vai Spotlight – Segredos Revelados, filme que concorre a seis Oscars, incluindo melhor filme.

O diretor Tom McCarthy prefere não inventar muito e dedicar toda a atenção à colocar sua trama no foco principal: o grupo de repórteres do Boston Globe que, no começo dos anos 2000, investiga os recorrentes casos de abusos de crianças por parte de padres, mas principalmente as ações que a Igreja Católica tomou para abafar os escândalos.

O “Spotlight” do título é o nome desse grupo, uma unidade praticamente independente dentro da redação do Globe. Com liberdade e sobretudo tempo para escarafunchar documentos, arquivos e interrogar todas as fontes de que precisam, os personagens de Michael Keaton, Mark Ruffalo, Rachel McAdams e Brian d’Arcy James vão se surpreendendo com algo que achavam ser alguns episódios isolados.

Um elenco muito bem ajustado, com Mark Ruffalo construindo cuidadosamente um tipo e destaques também para Liev Schreiber e Michael Keaton. Rachel McAdams não está mal, mas sua indicação para o Oscar demonstra, na verdade mais a força do próprio filme com a Academia do que a da sua interpretação isoladamente.

Sóbrio, Spotlight vai driblando a tentação do dramalhão, que surge a cada bater de porta no filme. Embora a natural comparação seja com Todos os Homens do Presidente (1976), o filme (os dois filmes, na verdade) lembra um pouco os trabalhos de Howard Hawks, nos quais o principal motor é que os profissionais devem fazer aquilo que devem fazer.

Há uma diferença importante também: Todos os Homens do Presidente lidava com a corrupção política, algo que não passa nem perto do melodrama; Spotlight lida com um assunto muito mais propenso às lágrimas e personagens perdendo o controle.

McCarthy (que é co-autor da história de Up – Altas Aventuras), pelo jeito, sabe que a história que conta já tem impacto suficiente – horror mesmo – para chocar qualquer um e abdicou de dourar a pílula. É também um elogio ao trabalho duro e de formiguinha do bom jornalismo impresso.

Sem borda - 04 estrelas

Spotlight – Segredos Revelados. Spotlight. EUA, 2015. Direção: Tom McCarthy. Elenco: Mark Ruffalo, Michael Keaton, Rachel McAdams, Liev Schreiber, Brian d’Arcy James, Stanley Tucci, John Slattery, Billy Crudup.

Anúncios