Coluna Cinemascope (#2). Correio da Paraíba, 28/9/2016.

superman-2-04b

“Superman II – A Aventura Continua” (1980)

Final aberto: você decide

por Renato Félix

Outro dia revi Superman II e me lembrei da questão interessante envolvendo os três kryptonianos do filme. Questão que ficou adormecida durante mais de 30 anos (até ser despertada pela infame cena de O Homem de Aço, 2013), aparentemente com cada espectador guardando para si o que achava: eles morrem ou não?

Você lembra: depois que o trio de vilões perde seus poderes, é jogado em um fosso na Fortaleza da Solidão, base do herói no Ártico. Somem na névoa (que está bem próxima à beira) ao cair e não voltam ao filme depois disso.

O filme deixa esse final dos personagens em aberto, deixando que o espectador imagine o desfecho. E aí preenchemos muitas vezes com elementos que trazemos conosco. Acostumados a filmes onde James Bond (ou Rambo ou Schwarzenegger) matam bandidos sem culpa, não chega a ser supresa que se faça a associação automática: os vilões sumiram de cena, logo morreram.

No entanto, é preciso colocar esse processo condizente com a narrativa do filme. Teria aquele Super-Homem, de Christopher Reeve, matado a sangue frio três indivíduos sem poderes – e depois agir como se nada tivesse acontecido? Acho que não. Logo, o desfecho dos vilões teria que ser outro, dos muitos possíveis na situação que o filme deixou em aberto.

Há diversos outros exemplos, ainda mais intrigantes: Shane morre ou não no fim de Os Brutos Também Amam (1953), qual o destino que Tom Hanks vai tomar na encruzilhada final de Náufrago (2000)? Quais os problemas dos filhos que Marty vai encontrar no futuro depois do fim de De Volta para o Futuro (1985)? Bom, esse é um final aberto que a parte II explicou.

Em tempo: há uma edição exibida apenas na TV nos EUA que mostra policiais do Ártico prendendo Lex Luthor e os kryptonianos. Logo, não morreram.

FOTO: Superman II – A Aventura Continua (1980)

<< Anterior: Para que você vê um filme?
>> Próxima: A crítica não é uma pessoa só

Anúncios