You are currently browsing the tag archive for the ‘Anos 2000’ tag.

jason-statham-7a

26 de julho, há 50 anos: Nasce, em 1967, o ator inglês Jason Statham. Um dos principais astros de filmes de ação no mundo atualmente, ele teve uma parceria de sucesso com o diretor Guy Ritchie, em filmes como Jogos, Trapaças e Dois Canos Fumegantes (1998). Estrelou a série Carga Explosiva (2002/ 05/ 08), o ótimo Efeito Dominó (2008) e participa das franquias Os Mercenários (2010/ 12/ 14) e Velozes e Furiosos (2013/ 15/ 17).

Anúncios

Matt LebLanc

25 de julho, há 50 anos: Nasce, em 1967, o ator e produtor americano Matt LeBlanc. Para sempre conhecido por interpretar o conquistador bobalhão Joey Tribbiani no seriado Friends (1994-2004), LeBlanc não obteve o mesmo sucesso ao levar o personagem para uma série própria, Joey (2004-2006). Depois de cinco anos sem atuar, voltou bem ao interpretar a si mesmo na série Episodes, que terá sua quinta temporada e pelo qual ganhou o Globo de Ouro de ator em série de comédia ou musical, em 2012. Foi indicado cinco vezes ao Globo de Ouro (duas por Friends, um por Joey e duas por Episodes) e sete vezes ao Emmy (três por Friends, quatro por Episodes).

Quem me conhece sabe que acho chuva um saco. Mas, em um fenômeno possivelmente interessante (mas provavelmente não), eu gosto de muitas cenas de filmes onde a chuva é um elemento importante – seja como composição do cenário, seja como simbolismo. Isso nos leva a mais um top 10.

Novica Rebelde - 1410 – A NOVIÇA REBELDE (1965)

“You are sixteen going on seventeen” canta o carteiro Rowlf para Liesl, sua namoradinha que deu aquela escapada do jantar em família para namorarem em segredo no jardim da casa. No meio do canto e dança, cai aquela chuvarada e eles se refugiam no solário.

Quatro Casamentos e um Funeral - 019 – QUATRO CASAMENTOS E UM FUNERAL (1994)

Um personagem no meio do filme diz que sonha com uma paixão que o atinja como um relâmpago. No fim do filme, passados os quatro casamentos e o funeral, os personagens de Hugh Grant e Andie MacDowell têm o seu clímax: sob a chuva que providencia o simbólico relâmpago.

Naufrago - 018 – NÁUFRAGO (2000)

É debaixo de uma chuva torrencial que o personagem de Tom Hanks reencontra a esposa (bem, ex-esposa) vivida por Helen Hunt, anos após viver isolado em uma ilha. É uma cena difícil e dolorosa, com todos os elementos de “o que poderia ter sido e não foi”, conduzida por dois grandes atores.

Homem-Aranha-04

7 – HOMEM-ARANHA (2002)

Um beijo que já está virando um clássico. Depois de salvar Mary Jane (Kirsten Dunst) de bandidos em uma rua escura, o Homem-Aranha (Tobey Maguire) desde sobre ela pendurado de cabeça para baixo na teia. Ela baixa parte da máscara dele e…

Match Point - 03

6 – MATCH POINT (2005)

Woody Allen não é exatamente conhecido por dirigir cenas sensuais. Também por isso, a cena em que Scarlett Johansson e Jonathan Rhys Meyers se rendem ao desejo proibido no campo, sob muita água, se destaca na filmografia do diretor.

Blade Runner-055 – BLADE RUNNER, O CAÇADOR DE ANDRÓIDES (1982)

A chuva é constante na Los Angeles do futuro, cenário de Blade Runner. É também o cenário do clímax do filme, com o monólogo do replicante vivido por Rutger Hauer, no confronto decisivo por o caçador de andróides vivido por Harrison Ford.

Bonequinha de Luxo-15

4 – BONEQUINHA DE LUXO (1961)

Frustrada por seus sonhos de riqueza naufragarem e sem aceitar qualquer vínculo emocional, Holly Golightly (Audrey Hepburn) reage à declaração amorosa de Paul (George Peppard) expulsando seu fiel companheiro Gato de um taxi para um beco, debaixo do maior pé d’água. Logo se arrepende – e a procura pelo gato, sob água e a música de Henry Mancini, é um terno simbolismo do reencontro consigo mesma.

Inimigo Publico-10

3 – INIMIGO PÚBLICO (1931)

A chuva cai forte, mas o personagem de James Cagney não dá a mínima. Na cena, já um poderoso gangster, ele está esperando na rua o momento de entrar sozinho em um restaurante e acertar as contas ele mesmo com uma gangue rival. O tiroteio é acompanhado pelo espectador do lado de fora, ouvindo os tiros e apenas aguardando quem sairá vivo pela porta.

Sete Samurais - 04

2 – OS SETE SAMURAIS (1954)

O confronto final entre a pobre aldeia, liderada pelos sete samurais contratados, contra os bandidos que rotineiramente a atacam, acontece debaixo de um dos maiores pés d’água já vistos no cinema, o que torna tudo ainda mais desafiador, épico e dramático neste clássico de Kurosawa.

Antes do primeiro colocado, algumas menções honrosas: Deus desafiado em Forrest Gump, o Contador de Histórias (1994); visibilidade zero em Psicose (1960); a mensagem fatídica em Casablanca (1942); fuga sob a chuva em Um Sonho de Liberdade (1995); um beijo de Depois do Vendaval (1952); e o sexo na escadaria de 9½ Semanas de Amor (1986).

Cantando na Chuva - 25

1 – CANTANDO NA CHUVA (1952)

Dizem que Gene Kelly estava com 38 graus de febre no dia em que filmou a cena mais icônica de Cantando na Chuva: seu  personagem deixa a namorada em casa, parece que todos os seus problemas estão resolvidos e ele está tão feliz que não se importa com o aguaceiro: fecha o guarda-chuva, canta e sapateia pela rua. Leite foi misturado na água para que os pingos ficassem mais visíveis na filmagem. Kelly improvisou uma parte do número. E tudo foi feito em poucos e longos planos, que mostram a perícia não só de Kelly como da equipe inteira.

Albert Brooks

22 de julho, há 70 anos: Nasce, em 1947, o ator, comediante, roteirista, diretor Albert Brooks. Ele escreveu, dirigiu e estrelou filmes como Problemas Modernos (1981), Um Visto para o Céu (1991) e A Musa (1999). Como ator, teve destaque em Nos Bastidores da Notícia (1987), pelo qual foi indicado ao Oscar de ator coadjuvante, e Drive (2011), pelo qual recebeu vários prêmios de associações de críticos. É também a voz do Marlin, o peixe-palhaço que busca desesperadamente o filho em Procurando Nemo (2003) e em Procurando Dory (2016).

Johnny Bravo

14 de julho, há 20 anos: É lançada, em 1997, a série animada Johnny Bravo, a segunda produzida pelo canal Cartoon Network. Criada por Van Partible, é centrada em um rapaz musculoso e muito autoconfiante que tenta conquistar mulheres, mas sem sucesso. A série teve quatro temporadas (1997, 1999/2000, 2000/2001 e 2004), e 67 episódios O personagem é inspirado em Elvis Presley e tem o penteado de Brad Pitt em Johnny Suede (1991).

Harrison Ford

13 de julho, 75 anos: Nasce, em 1942, o ator americano Harrison Ford. Um dos atores mais populares de todos os tempos, estrelando duas das franquias de maior sucesso do cinema: Star Wars (como Han Solo, aparecendo em quatro filmes) e Indiana Jones (no papel-título, também em quatro filmes). Também protagonizou outros filmes importantes, como Blade Runner, o Caçador de Andróides (1982) e A Testemunha (1985).

007 O Espiao que Me Amava-abertura

Os elaborados créditos de abertura da série James Bond são uma tradição tão forte que nem a repaginada da era Daniel Craig os derrubaram (em comparação, lembremos que o tiro no olho-cano de revólver que sempre abriu os filmes foi escanteado para o final na era Craig, até Spectre devolvê-lo ao começo). É um top 10 das aberturas, não das músicas-tema. Então, a música é levada muito em conta, claro, mas também elementos como originalidade, bom humor quando for o caso, visual e narrativa. Os créditos de abertura sempre têm uma boa dose de abstração, o que deixa tudo ainda mais subjetivo.

10 – 007 CONTRA A CHANTAGEM ATÔMICA (1965)

O quarto filme da série iniciou uma tradição: as aberturas com silhuetas femininas nuas, criadas por Maurice Binder (que havia ficado de fora dos dois filmes anteriores, mas voltou aqui e exigindo o nome nos créditos). Aqui, como faria depois Somente para Seus Olhos, o tom é submarino evocando as sequências embaixo d’água que o público assistiria no filme. A música-tema é cantada por Tom Jones, com um instrumental bem bondiano.

9 – 007 CONTRA O SATÂNICO DR. NO (1962)

O primeiro filme da série tem uma abertura bem no estilo dos anos 1960: predominantemente gráfica, com os créditos interagindo (no ritmo e visual) com as bolinhas piscando. Inclui também o icônico tiro inicial desenhado por Maurice Binder (a cena antes dos créditos só viria a partir do segundo filme) e o antológico tema da série composto por Monty Norman. No meio, há uma quebra meio brusca para uns temas caribenhos, já que o plot principal do filme é na Jamaica.

8 – 007 A SERVIÇO SECRETO DE SUA MAJESTADE (1969)

A abertura mais psicodélica da série, bem no espírito do final dos anos 1960. É visível também a preocupação em minimizar a mudança do ator principal (Sean Connery havia saído e era a estreia de George Lazenby, que acabou fazendo só esse mesmo) usando imagens dos vilões e bondgirls dos filmes anteriores. Também é a terceira e última abertura apenas com trilha instrumental (as outras foram a dos dois primeiros filme). E é mais uma de Maurice Binder.

7 – 007, O ESPIÃO QUE ME AMAVA (1977)

A abertura do terceiro 007 com Roger Moore, de Maurice Binder, absorve a autoparódia do filme. As silhuetas agora fazem uma espécie de ginástica olímpica (destaque para a evolução na barra formada pelo cano do revólver) e há elementos soviéticos, evocando o romance entre Bond e a espiã russa no filme. Há uma bela imagem inicial, com as mãos capturando o para-quedas de Bond. E a música é uma das melhores da série toda: “Nobody does it better”, com Carly Simon.

6 – 007 – CASSINO ROYALE (2006)

A repaginada que a série recebeu em 2006 refletiu na abertura. Não há mulheres, com a exceção de uma discretíssima aparição do rosto de Eva Green. Ao invés disso, muito tiro, muita luta e muito sangue. Um tom muito mais claro que o usual também, com essa ambientação no mundo do baralho e seus elementos. Daniel Kleinman, que desenhou os créditos, integrou, depois de 43 anos, a sequência do tiro à abertura, se aproximou da pop art e usou muito a imagem de Daniel Craig para reforçá-lo como o novo Bond. A música, ótima, é “You know my name”, com Chris Cornell.

5 – 007 CONTRA GOLDFINGER (1964)

Uma das imagens famosas do filme é a morte de Shirley Eaton com o corpo pintado de dourado. A abertura (de Robert Brownjohn) aproveita a ideia: o corpo da atriz e modelo Margaret Nolan pintado de dourado, nos quais são projetadas cenas deste e dos dois filmes anteriores da série. Na música-tema (foi a primeira vez que a abertura ganhou uma canção como tema), a inigualável Shirley Bassey. No vídeo abaixo, a vinheta do tiro está incluída, mas, como quase sempre, há uma sequência entre ela e os créditos.

4 – 007 CONTRA GOLDENEYE (1995)

Fazia seis anos que não Bond não dava as caras nas telas, quando veio a estreia de Pierce Brosnan no papel. Junto com ele, a estreia de Daniel Kleinman, diretor de clipes e vídeos de shows, como designer dos créditos de abertura (substituindo Maurice Binder, que morreu em 1991). Ele segue a herança de Maurice Binder (principalmente no que diz respeito à silhueta feminina), mas aposta firme nos efeitos por computador: os símbolos soviéticos, já que o filme tem relação com o fim da guerra fria. A música-tema tem Tina Turner cantando música de Bono & The Edge. No vídeo, a vinheta do tiro está incluída, mas, como quase sempre, há uma sequência entre ela e os créditos.

3 – 007 NA MIRA DOS ASSASSINOS (1985)

Maurice Binder de cabeça nos anos 1980. O som dançante do Duran Duran na trilha e detalhes coloridos explodindo do fundo negro: o batom, a arma, uma mulher dançando no fogo (claro). As mulheres esquiadoras são uma imagem bonita, mas o que se sobressai é a sensação divertida de não se levar a sério.

2 – 007 – O AMANHÃ NUNCA MORRE (1997)

Como no anterior, Daniel Kleinman se inspira fortemente no tema do filme: aqui, o mundo da comunicação e da computação e mulheres e armas, claro. São belas imagens, muita produção digital e a música bem bondiana cantada por Sheryl Crow. O visual também prefere imagens em negativo e sensação de raio-x.

Antes do primeiro lugar, algumas enções honrosas: Com 007 Só Se Vive Duas Vezes (1967) e seus temas japoneses (de Maurice Binder); Moscou contra 007 (1963), com os créditos (de Robert Brownjohn) projetados na pele feminina; Com 007 Viva e Deixe Morrer (1973), de Maurice Binder, com os temas vudu e Paul McCartney cantando.

1 – 007 – OPERAÇÃO SKYFALL (2012)

Deu tudo certo na abertura de Skyfall, a sexta com design de Daniel Kleinman. Partindo do momento final da cena pré-créditos (baleado sobre um trem, Bond desaparece sob a água), somos encaminhados no que às vezes parece uma experiência subconsciente de 007 à beira da morte (principalmente um certo conflito consigo mesmo: tiros nas sombras e nos espelhos), outras vezes a antecipação de elementos que o espectador só vai ver mais à frente (o vilão vivido por Javier Bardem, a Skyfall do título). Isso com um ponto de vista que está indo sempre para a frente (ou mais para dentro). Há mais símbolos sinistros de morte (túmulos, sangue e caveiras, que podem tanto remeter ao desenrolar da primeira sequência quanto ao que vem pela frente) mais do que as tradicionais armas e mulheres. Coroando tudo, a espetacular canção de Adele, num estilo muito bondiano.

Para uma matéria publicada domingo no Correio da Paraíba, lembrando o Dia do Rock (que foi ontem), perguntei a alguns convidados: quais seus cinco discos de rock internacional preferidos? E os cinco preferidos do rock nacional? Não exigimos ordem de preferência e nem estabelecemos uma definição do que é o rock.

A capa, com a lista de cada um (inclusive a minha), está reproduzida aqui. Em seguida, todos os discos citados na área internacional e o número de citações de cada um (em outro post, vem a relação do rock nacional).

Não é uma eleição científica dos melhores discos (repare na pergunta), mas fica como sugestão do que ouvir nessa semana do Dia do Rock, e depois. 63 discos diferentes foram citados e apenas 14 mais de uma vez. 49 apareceram apenas uma vez. Pra ver a amplitude do gênero: os favoritos de cada convidado abrangeu muito mais do que concentrou.

07.12 - C1 - Dia do rock

DISCOS INTERNACIONAIS:

7 citações:

Rock - Sgt Pepper's Lonely Hearts Club Band

Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band, The Beatles (1967)

6 citações:

Rock - Nevermind

Nevermind, Nirvana (1991)

4 citações:

Pink Floyd - The Dark Side of the Moon

The Dark Side of the Moon, Pink Floyd (1973)

3 citações:

Pink Floyd - The WallThe Beatles - Revolver

The Wall, Pink Floyd (1979)
Revolver, The Beatles (1966)

2 citações:

Queen - A Night at the OperaGuns 'n Roses - Appetite for  DestructionThe Doors - The DoorsRadiohead - Ok ComputerThe Rolling Stones - Exile on Main StLed Zeppelin - Physical GraffitiThe Jimi Hendrix Experience - Are You ExperiencedThe Beatles - Abbey RoadU2 - The Joshua Tree

A Night at the Opera, Queen (1975)
Appetite for Destruction, Guns n’ Roses (1987)
The Doors, The Doors (1967)
Ok Computer, Radiohead (1997)
Exile on Main St., The Rolling Stones (1972)
Physical Graffiti, Led Zeppelin (1975)
Are You Experienced?, The Jimi Hendrix Experience (1967)
Abbey Road, The Beatles (1969)
The Joshua Tree, U2 (1987)

1 citação:

the Smiths - The Queen Is DeadREM - New Adventures en Hi-FiArctic Monkeys - At the ApolloPink Floyd - RelicsREM - MonsterRush - A Farewell to Kingsbob Dylan - Bringing It All Back HomeBlind Faith - Blind FaithBob Dylan - Highway 61 RevisitedCreedence Clearwater Revival - Willie and the Poor BoysU2 - Rattle and HumREM - Out of TimePearl Jam - VsMichael Jackson - ThrillerCake - Fashion NuggetGorillaz - GorillazRed Hot Chili Peppers - CalifornicationRush - A Show of HandsIron Maiden - Somewhere in TimeAlanis Morrisette - Jagged Little PillQueen - Rock You from Rio LiveTina Turner - Foreign AffairAmy Winehouse - Back to BlackAerosmith - Get a gripThe Clash - London CallingThe Beach Boys - Pet SoundsThe Doors - L.A. WomanBangles - A Differente LightPaul McCartbey e Wings - Band on the runCyndi Lauper - She's so unusualThe Cranberries - Bury the HatchetPearl Jam - TenRage Against the Machine - Evil EmpireDavid Bowie - The Rise and Fall of Ziggy Stardust and the Spiders from MarsThe Velvet Underground - The Velvet Underground & NicoNew Order - SubstanceThe Jesus and Mary Chain - DarklandsThe Smashing Pumpkins - Mellon Collie and the Infinite SadnessBig Star - #1 RecordThe Modern Lovers - The Modern LoversBlondie - Parallel LinesThe Dream Syndicate - The Days of Wine and RosesThe Mice - ScooterMetallica - MetallicaSystem of a Down - ToxicityThe Beatles - The BeatlesYes - RelayerCream - Wheels of FireThe Rolling Stones - Sticky Fingers

The Queen Is Dead, The Smiths (1986)
New Adventures in Hi-Fi, REM (1996)
At the Apollo, Arctic Monkeys (2009)
Relics, Pink Floyd (1971)
Monster, REM (1994)
A Farewell to Kings, Rush (1977)
Bringing It All Back Home, Bob Dylan (1965)
Blind Faith, Blind Faith (1969)
Highway 61 Revisited, Bob Dylan (1965)
Willie and the Poor Boys, Creedence Clearwater Revival (1969)
Rattle and Hum, U2 (1988)
Out of Time, REM (1991)
Vs, Pearl Jam (1993)
Thriller, Michael Jackson (1982)
Fashion Nugget, Cake (1996)
Gorillaz, Gorillaz (2001)
Californication, Red Hot Chili Peppers (1999)
A Show of Hands, Rush (1989)
Somewhere in Time, Iron Maiden (1986)
Jagged Little Pill, Alanis Morissette (1995)
Rock You from Rio – Live, Queen (2009)
Foreign Affair, Tina Turner (1989)
Back to Black, Amy Winehouse (2006)
Get a Grip, Aerosmith (1993)
London Calling, The Clash (1979)
Pet Sounds, The Beach Boys (1966)
L.A. Woman, The Doors (1971)
A Different Light, Bangles (1986)
Band on the Run, Paul McCartney & Wings (1973)
She’s So Unusual, Cyndi Lauper (1983)
Bury the Hatchet, The Cranberries (1999)
Ten, Pearl Jam (1991)
Evil Empire, Rage Against the Machine (1996)
The Rise and Fall of Ziggy Stardust and the Spiders from Mars, David Bowie (1972)
The Velvet Underground & Nico, The Velvet Underground (1967)
Substance, New Order (1987)
Darklands, The Jesus and Mary Chain (1987)
Mellon Collie and the Infinite Sadness, The Smashing Pumpkins (1995)
#1 Record, Big Star (1972)
The Modern Lovers, The Modern Lovers (1976)
Parallel Lines, Blondie (1978)
The Days of Wine and Roses, The Dream Syndicate (1982)
Scooter, The Mice (1987)
Metallica, Metallica (1991)
Toxicity, System of a Down (2001)
The Beatles (White Album), The Beatles (1968)
Relayer, Yes (1974)
Wheels of Fire, Cream (1968)
Sticky Fingers, The Rolling Stones (1971)

Carly Simon - You're so vain

“You’re so vain”, Carly Simon (2010)
Álbum: No Secrets (1972) e Never Been Gone (2009). Direção: Brett Bisogno.

A canção de Carly Simon (uma das minhas preferidas de todos os tempos) foi lançada em 1972 e nunca teve um clipe oficial. Mas em 2010 o site da cantora criou um concurso para a criação do clipe, disponibilizando a imagem de Carly interpretando a música em tela verde para ser usada pelos candidatos. O vencedor mesclou a canção original de 1972 e a nova versão de 2009. Basicamente segue um homenzinho engraçado (o próprio diretor) que anda dançando e lembra uma mistura de Zach Galifianakis, o ministro dos passes engraçados do Monty Python ou o Animando do Marcos Magalhães.

Clipe anterior: “What’s your sign”, Des’Ree

Zooey Deschanel em "500 Dias com Ela"

Zooey Deschanel em “500 Dias com Ela”

1 – ZOOEY DESCHANEL, por 500 Dias com Ela

Anteriormente em Musas retroativas: 19ª em 2000, por Quase Famosos; 14ª em 2005, por O Guia do Mochileiro das Galáxias; 12ª em 2007, por Ponte para Terabítia e por O Assassinato de Jesse James pelo Covarde Robert Ford; 9ª em 2008, por Sim, Senhor, por Gigantesco e por Fim dos Tempos.

Zooey Deschanel já chamava a atenção há muito tempo (quando a vi em Quase Famosos logo procurei saber o nome dela e fui acompanhando). Quando estrelou 500 Dias com Ela, como a garota interessante que tem Ringo Starr como Beatle preferido, ela chegou ao topo de seu encantamento. Superou aqui a campeã do ano passado, Penélope Cruz, que quase chegou ao bicampeonato – podendo muito bem ter ganhado como mostra sua dança em Nine.  E Julianne Moore ficou 10 anos fora da lista, mas voltou por cima, compondo o pódio. Contou com a ajuda inestimável de Amanda Seyfried, sua companheira de cena (e que cena!) em O Preço da Traição (Amanda, que ficou em primeiro na lista imediata do blog de musas dos filmes de 2010 nos cinemas de JP). Além de Penélope e Julianne, Scarlett Johansson e Nicole Kidman são outras campeãs de outros anos presentes. Pelo Brasil, Paola Oliveira aparece de novo super bem colocada. Primeira aparição: Melanie Laurent, Carey Mulligan, Giovanna Antonelli. Brasileiras na lista: Paola Oliveira, Luana Piovani, Giovanna Antonelli.

Penélope Cruz em "Abraços Partidos"

Penélope Cruz em “Abraços Partidos”

Penélope Cruz em "Nine"

Penélope Cruz em “Nine”

2 – PENÉLOPE CRUZ, por Abraços Partidos e por Nine

Anteriormente em Musas retroativas: 7ª em 1992, por Jamón, Jamón; 13ª em 2001, por Vanilla Sky; 3ª em 2006, por Volver; 1ª em 2008, por Vicky Cristina Barcelona e por Fatal.

Julianne Moore em "O Preço da Traição"

Julianne Moore em “O Preço da Traição”

Julianne Moore em "Direito de Amar"

Julianne Moore em “Direito de Amar”

3 – JULIANNE MOORE, por O Preço da Traição e por Direito de Amar

Anteriormente em Musas retroativas: 14ª em 1992, por Corpo em Evidência e por A Mão que Balança o Berço; 12ª em 1993, por Short Cuts – Cenas da Vida e por O Fugitivo; 3ª em 1997, por Boogie Nights – Prazer sem Limites; 12ª em 1998, O Grande Lebowski e por Psicose; 1ª em 1999, por Fim de Caso e por Magnólia.

Paola Oliveira em "Budapeste"

Paola Oliveira em “Budapeste”

4 – PAOLA OLIVEIRA, por Budapeste

Anteriormente em Musas retroativas: 3ªem 2008, por Entre Lençóis.

Amanda Seyfried em "O Preço da Traição"

Amanda Seyfried em “O Preço da Traição”

Amanda Seyfried em "Garota Infernal"

Amanda Seyfried em “Garota Infernal”

5 – AMANDA SEYFRIED, por O Preço da Traição e por Garota Infernal

Anteriormente em Musas retroativas: 10ª em 2008, por Mamma Mia! – O Filme.

Melanie Laurent em "Bastardos Inglórios"

Mélanie Laurent em “Bastardos Inglórios”

Melanie Laurent em "O Concerto"

Mélanie Laurent em “O Concerto”

6 – MÉLANIE LAURENT, por Bastardos Inglórios e por O Concerto

Scarlett Johansson em "Ele Não Está Tão a Fim de Você"

Scarlett Johansson em “Ele Não Está Tão a Fim de Você”

7 – SCARLETT JOHANSSON, por Ele Não Está Tão a Fim de Você

Anteriormente em Musas retroativas4ª em 2003, por Encontros e Desencontros; 1ª em 2005, por Ponto Final – Match Point e por A Ilha; 2ª em 2006, por Scoop – O Grande Furo, por Dália Negra e por O Grande Truque; 2ª em 2008, por Vicky Cristina Barcelona, por A Outra e por The Spirit – O Filme.

Luana Piovani em "A Mulher Invisível"

Luana Piovani em “A Mulher Invisível”

8 – LUANA PIOVANI, por A Mulher Invisível

Anteriormente em Musas retroativas: 5ª em 2003, por O Homem que Copiava.

Marion Cotillard em "Nine"

Marion Cotillard em “Nine”

Marion Cotillard em "Inimigos Públicos"

Marion Cotillard em “Inimigos Públicos”

9 – MARION COTILLARD, por Nine e por Inimigos Públicos

Anteriormente em Musas retroativas11ª em 2006, por Um Bom Ano.

Megan Fox em "Garota Infernal"

Megan Fox em “Garota Infernal”

Megan Fox em "Transformers - A Vingança dos Derrotados"

Megan Fox em “Transformers – A Vingança dos Derrotados”

10 – MEGAN FOX, por Garota Infernal e por Transformers – A Vingança dos Derrotados

Anteriormente em Musas retroativas3ª em 2007, por Transformers.

10 - Nicole Kidman em "Nine"

Nicole Kidman em “Nine”

11 – NICOLE KIDMAN, por Nine

Anteriormente em Musas retroativas: 20ª em 1991, por Billy Bathgate – O Mundo a Seus Pés; 11ª em 1993, por Malícia; 1ª em 1995, por Um Sonho sem Limites e por Batman Eternamente; 14ª em 1998, por Da Magia à Sedução; 2ª em 1999, por De Olhos Bem Fechados; 8ª em 2001, por A Isca Perfeita, por Moulin Rouge – Amor em Vermelho e por Os Outros; 10ª em 2003, por Dogville, por Revelações e por Cold Mountain.

Natalie Portman em "Entre Irmãos"

Natalie Portman em “Entre Irmãos”

Natalie Portman em "As Coisas Impossíveis do Amor"

Natalie Portman em “As Coisas Impossíveis do Amor”

12 – NATALIE PORTMAN, por Entre Irmãos e por As Coisas Impossíveis do Amor

Anteriormente em em Musas retroativas12ª em 2003, por Cold Mountain; 4ª em 2004, por Closer – Perto Demais; 18ª em 2005, por V de Vingança e por Star Wars – A Vingança dos Sith; 16ª em 2006, por Paris, Te Amo e por As Sombras de Goya; 9ª em 2007, por Um Beijo Roubado.

Emma Stone em "Zumbilândia"

Emma Stone em “Zumbilândia”

13 – EMMA STONE, por Zumbilândia

Anteriormente em Musas retroativas16ª em 2007, por Superbad – É Hoje!

14 - Amy Adams-b

Amy Adams em “Uma Noite no Museu 2”

Amy Adams em "Julie & Julia"

Amy Adams em “Julie & Julia”

14 – AMY ADAMS, por Uma Noite no Museu 2 e por Julie & Julia

Anteriormente em Musas retroativas5ª em 2008, por A Vida num Só Dia, por Dúvida e por Trabalho Sujo.

Emma Watson em "Harry Potter e o Enigma do Príncipe"

Emma Watson em “Harry Potter e o Enigma do Príncipe”

15 – EMMA WATSON, por Harry Potter e o Enigma do Príncipe

Anteriormente em Musas retroativas13ª em 2007, por Harry Potter e a Ordem da Fênix.

Carey Mulligan em "Educação"

Carey Mulligan em “Educação”

Carey Mulligan em "Inimigos Públicos"

Carey Mulligan em “Inimigos Públicos”

16 – CAREY MULLIGAN, por Educação e por Inimigos Públicos

Kate Hudson em "Nine"

Kate Hudson em “Nine”

Kate Hudson em "Noivas em Guerra"

Kate Hudson em “Noivas em Guerra”

17 – KATE HUDSON, por Nine e por Noivas em Guerra

Anteriormente em Musas retroativas4ª em 2000, por Quase Famosos.

Eva Mendes em "Vício Frenético"

Eva Mendes em “Vício Frenético”

18 – EVA MENDES, por Vício Frenético

Anteriormente em Musas retroativas: 10ª em 2001, por Dia de Treinamento; 6ª em 2007, por Os Donos da Noite e por Motoqueiro Fantasma; 15ª em 2008, por The Spirit – O Filme e por Mulheres – O Sexo Forte.

Giovanna Antonelli em "Budapeste"

Giovanna Antonelli em “Budapeste”

19 – GIOVANNA ANTONELLI, por Budapeste

Sienna Miller em "G.I. Joe - A Origem de Cobra"

Sienna Miller em “G.I. Joe – A Origem de Cobra”

20 – SIENNA MILLER, por G.I. Joe – A Origem de Cobra

Anteriormente em Musas retroativas14ª em 2006, por Uma Garota Irresistível.

Musas de 2008 <<

Penélope Cruz em "Vicky Cristina Barcelona"

Penélope Cruz em “Vicky Cristina Barcelona”

4 - Penélope Cruz ("Fatal")

Penélope Cruz em “Fatal”

1 – PENÉLOPE CRUZ, por Vicky Cristina Barcelona e por Fatal

Anteriormente em Musas retroativas: 7ª em 1992, por Jamón, Jamón; 13ª em 2001, por Vanilla Sky; 3ª em 2006, por VolverPosteriormente em Musas retroativas: 2ª em 2009, por Abraços Partidos e por Nine.

Obrigado, Woody Allen! Vicky Cristina Barcelona deu não só a musa de 2008, mas também a segunda colocada: Pe e Scarlett, respectivamente. As duas disputam o mesmo homem, chegam a dividi-lo e compartilham também o nosso pódio (Rebecca Hall ainda aparece respeitosamente em 14ª), completado com a generosidade de Paola Oliveira, quase nua quase o tempo todo em Entre Lençóis. Kate Winslet, em quarto, atinge a marca de sete listas e também é generosa em O Leitor. Entre as estreias, Amy Adams e Amanda Seyfried prometem. Primeira aparição: Paola Oliveira, Amy Adams, Amanda Seyfried. Última aparição: Kate Winslet, Leandra Leal, Marisa Tomei, Anne Hathaway, Rosanne Mulholland, Paz Vega. Única aparição: Freida Pinto, Cláudia Abreu, Rebecca Hall, Michelle Monaghan, Alessandra Negrini, Léa Seydoux, Belén Fabra. Brasileiras na lista: Paola Oliveira, Leandra Leal, Cláudia Abreu, Rosanne Mulholland, Alessandra Negrini.

Scarlett Johansson em "Vicky Cristina Barcelona"

Scarlett Johansson em “Vicky Cristina Barcelona”

Scarlett Johansson em "A Outra"

Scarlett Johansson em “A Outra”

Scarlett Johansson em "The Spirit – O Filme"

Scarlett Johansson em “The Spirit – O Filme”

2 – SCARLETT JOHANSSON, por Vicky Cristina Barcelona, por A Outra e por The Spirit – O Filme

Anteriormente em Musas retroativas4ª em 2003, por Encontros e Desencontros; 1ª em 2005, por Ponto Final – Match Point e por A Ilha; 2ª em 2006, por Scoop – O Grande Furo, por Dália Negra e por O Grande TruquePosteriormente em Musas retroativas7ª em 2009, por Ele Não Está Tão a Fim de Você.

Paola Oliveira em "Entre Lençóis"

Paola Oliveira em “Entre Lençóis”

3 – PAOLA OLIVEIRA, por Entre Lençóis

Posteriormente em Musas retroativas4ª em 2009, por Budapeste.

Kate Winslet em "O Leitor"

Kate Winslet em “O Leitor”

Kate Winslet em "Foi Apenas um Sonho"

Kate Winslet em “Foi Apenas um Sonho”

4 – KATE WINSLET, por O Leitor e por Foi Apenas um Sonho

Anteriormente em Musas retroativas3ª em 1994, por Almas Gêmeas; 11ª em 1995, por Razão e Sensibilidade; 6ª em 1996, por Hamlet; 5ª em 1997, por Titanic; 6ª em 2000, por Contos Proibidos do Marquês de Sade; 2ª em 2004, por Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças; 1ª em 2006, por Pecados Íntimos e por O Amor Não Tira Férias.

Amy Adams em "A Vida num Só Dia'

Amy Adams em “A Vida num Só Dia’

Amy Adams em "Dúvida"

Amy Adams em “Dúvida”

Amy Adams em "Trabalho Sujo"

Amy Adams em “Trabalho Sujo”

5 – AMY ADAMS, por A Vida num Só Dia, por Dúvida e por Trabalho Sujo

Posteriormente em Musas retroativas14ª em 2009, por Uma Noite no Museu 2 e por Julie & Julia.

Leandra Leal em "Nome Próprio"

Leandra Leal em “Nome Próprio”

6 – LEANDRA LEAL, por Nome Próprio

Anteriormente em Musas retroativas11ª em 2003, por O Homem que Copiava.

Marisa Tomei em "O Lutador"

Marisa Tomei em “O Lutador”

7 – MARISA TOMEI, por O Lutador

Anteriormente em Musas retroativas12ª em 1992, por Meu Primo Vinny e Chaplin;  1ª em 2007, por Antes que o Diabo Saiba que Você Está Morto.

Freida Pinto em "Quem Quer Ser um Milionário?"

Freida Pinto em “Quem Quer Ser um Milionário?”

8 – FREIDA PINTO, por Quem Quer Ser um Milionário?

Zooey Deschanel em "Sim, Senhor"

Zooey Deschanel em “Sim, Senhor”

Zooey Deschanel em "Gigantesco"

Zooey Deschanel em “Gigantesco”

Zooey Deschanel em "Fim dos Tempos"

Zooey Deschanel em “Fim dos Tempos”

9 – ZOOEY DESCHANEL, por Sim, Senhor, por Gigantesco e por Fim dos Tempos

Anteriormente em Musas retroativas: 19ª em 2000, por Quase Famosos; 14ª em 2005, por O Guia do Mochileiro das Galáxias; 12ª em 2007, por Ponte para Terabítia e por O Assassinato de Jesse James pelo Covarde Robert FordPosteriormente em Musas retroativas: 1ª em 2009, por 500 Dias com Ela.

Amanda Seyfried em "Mamma Mia! - O Filme"

Amanda Seyfried em “Mamma Mia! – O Filme”

10 – AMANDA SEYFRIED, por Mamma Mia! – O Filme

Posteriormente em Musas retroativas: 5ª em 2009, por O Preço da Traição e por Garota Infernal.

Cláudia Abreu em "Os Desafinados"

Cláudia Abreu em “Os Desafinados”

11 – CLÁUDIA ABREU, por Os Desafinados

12 - Anne Hathaway

Anne Hathaway em “Agente 86”

Anne Hathaway em "Passageiros"

Anne Hathaway em “Passageiros”

Anne Hathaway em "O Casamento de Rachel"

Anne Hathaway em “O Casamento de Rachel”

12 – ANNE HATHAWAY, por Agente 86 – O Filme , por Passageiros e por O Casamento de Rachel

Anteriormente em Musas retroativas: 4ª em 2005, por O Segredo de Brokeback Mountain; 9ª em 2006, por O Diabo Veste Prada.

Rosanne Mulholand em "Falsa Loura"

Rosanne Mulholand em “Falsa Loura”

13 – ROSANNE MULHOLLAND, por Falsa Loura

Anteriormente em Musas retroativas20ª em 2005, por A Concepção.

Rebecca Hall em "Vicky Cristina Barcelona"

Rebecca Hall em “Vicky Cristina Barcelona”

14 – REBECCA HALL, por Vicky Cristina Barcelona

Eva Mendes em "The Spirit - O Filme"

Eva Mendes em “The Spirit – O Filme”

Eva Mendes em "Mulheres - O Sexo Forte"

Eva Mendes em “Mulheres – O Sexo Forte”

15 – EVA MENDES, por The Spirit – O Filme e por Mulheres – O Sexo Forte

Anteriormente em Musas retroativas: 10ª em 2001, por Dia de Treinamento; 6ª em 2007, por Os Donos da Noite e por Motoqueiro FantasmaPosteriormente em Musas retroativas18ª em 2009, por Vício Frenético.

Michelle Monaghan em "O Melhor Amigo da Noiva"

Michelle Monaghan em “O Melhor Amigo da Noiva”

Michelle Monaghan em "Controle Absoluto"

Michelle Monaghan em “Controle Absoluto”

Michelle Monaghan em "Trucker"

Michelle Monaghan em “Trucker”

16 – MICHELLE MONAGHAN, por O Melhor Amigo da Noiva e por Controle Absoluto

Alessandra Negrini em "Cleópatra"

Alessandra Negrini em “Cleópatra”

17 – ALESSANDRA NEGRINI, por Cleópatra

Léa Seydoux em "A Bela Junie"

Léa Seydoux em “A Bela Junie”

18 – LÉA SEYDOUX, por A Bela Junie

Belén Fabra em "Diário Proibido"

Belén Fabra em “Diário Proibido”

19 – BELÉN FABRA, por Diário Proibido

Paz Vega em "The Spirit - O Filme"

Paz Vega em “The Spirit – O Filme”

Paz Vega em "De Caso com o Inimigo"

Paz Vega em “De Caso com o Inimigo”

20 – PAZ VEGA, por The Spirit – O Filme e por De Caso com o Inimigo

Anteriormente em Musas retroativas: 1ª em 2001, por Lucia e o Sexo; 4ª em 2002, por O Outro Lado da Cama; 3ª em 2004, por Espanglês.

Musas de 2007 <<
>> Musas de 2009

 

O final com a frase antológica: Leandro Firmino da Hora, em "Cidade de Deus"

O final com a frase emblemática: Leandro Firmino da Hora em “Cidade de Deus”

A história da “boca dos apês” é uma passagem de tempo em flashback absolutamente brilhante, com a câmera parada e as cenas se desenrolando em vários locais da sala, uma se misturando às outras. E termina justamente com o emblemático “Dadinho é o caralho! Meu nome agora é Zé Pequeno, porra!”.

Cidade de Deus (2002), direção de Fernando Meirelles; roteiro de Bráulio Mantovani, baseado em livro de Paulo Lins.

A comédia-romântica é quase tão antiga como o próprio cinema. O que é Luzes da Cidade (1931), de Chaplin, se não uma comédia-romântica? Mas Harry & Sally, Feitos um para o Outro (1989), que está completando 25 anos, redefiniu o subgênero para os filmes que vieram depois.

Mas a comédia-romântica também acabou virando alvo de bastante preconceito. É um cinema pueril? É um cinema bobo? É um cinema “de mulherzinha”?

É verdade que, como em todo gênero,  muitos filmes se escoram em uma fórmula óbvia, uma receita repetida mil vezes, exageram na água-com-açúcar, optam por um humor rasteiro e constrangedor. Mas também há aqueles que conseguem combinar seus dois elementos básicos muito bem, que contam sua história com estilo e talento narrativo.

São romances, são comédias e são ótimos.

10 - "Simplesmente Amor"

O primeiro-ministro e a funcionária: Hugh Grant e Martine McCutcheon, em “Simplesmente Amor”

10 – SIMPLESMENTE AMOR (2003), de Richard Curtis

A la Robert Altman, o roteirista Richard Curtis assumiu a direção aqui também para esse mosaico de histórias de amor natalinas, com um grande elenco (Hugh Grant, Emma Thompson, Alan Rickman, Colin Firth, Keira Knightley, Bill Nighy, Laura Linney, Liam Neeson, Rowan Atkinson e até tem um bom lugarzinho pro Rodrigo Santoro). Como em todo mosaico, há momentos melhores que outros, mas histórias melhores que outras – mas o que é bom, é ótimo: a corrida do garotinho pelo aeroporto só pra dizer “eu te amo”, o casal de stand-ins de filme pornô (que são super tímidos), o drama do casal de meia idade em que o marido está no alvo da funcionária sedutora, a relação do escritor com a empregada portuguesa (um sem falar a língua do outro), o primeiro-ministro apaixonado pela funcionária, o impagável Bill Nighy de roqueiro decadente, e, claro, o momento favorito do público: a declaração de amor com cartazes.

9 - "O Casamento do Meu Melhor Amigo"

“I say a little prayer” no restaurante: Rupert Everett e Julia Roberts, em “O Casamento do Meu Melhor Amigo”

9 – O CASAMENTO DO MEU MELHOR AMIGO (1997), de P.J. Hogan

P.J. Hogan já tinha feito na Austrália o ótimo O Casamento de Muriel (1994) e voltou ao tema do casório em seu primeiro filme americano. Começa com um número musical totalmente descolado do filme, é centrado na “vilã” vivida por Julia Roberts (que resolve que ama seu melhor amigo – Dermot Mulroney – no segundo em que ele diz estar de casamento marcado com outra – Cameron Diaz – e faz de tudo para conquistá-lo) e tem o grande personagem de apoio de Rupert Everett. Além do número do começo, Hogan reserva momentos musicais ótimos, como o karaokê desafinado de Cameron Diaz, “I say a little prayer” no restaurante, “The way you look tonight” no barco.

8 - "Feito Cães e Gatos"

Meio Cyrano de Bergerac: Ben Chaplin, Uma Thurman e Janeane Garolafo, em “Feito Cães e Gatos”

8 – FEITO CÃES E GATOS (1996), de Michael Lehmann

Uma história meio Cyrano de Bergerac é a base da trama em que Janeane Garofalo é uma radialista por quem Ben Chaplin se interessa. Mas, com vergonha de ser baixinha e gordinha, ela convence a vizinha, uma modelo vivida por Uma Thurman, a se passar por ela. O elenco é todo bom, a trama é engraçada e muito bem narrada, desenvolvendo bem a confusão de indentidades, mas o melhor é que a ótima Janeane Garofalo consegue ser mais interessante que Uma Thurman!

7 - "Enquanto Você Dormia"

Confundida com a noiva de um ricaço em coma: Peter Gallagher e Sandra Bullock, em “Enquanto Você Dormia”

7 – ENQUANTO VOCÊ DORMIA (1995), de Jon Turteltaub

Primeiro filme de Sandra Bullock como estrela, após Velocidade Máxima (1994), este realmente a estabeleceu como “namoradinha da América”. É um filme muito feliz, que combina bem o carisma da atriz com uma história rocambolesca em que ela é uma bilheteira da estação de trem confundida com a noiva de um ricaço em coma – um bonitão que ela sempre desejou em segredo. O problema mesmo é que a família se apaixona por ela e o nó vai ficando mais difícil de desatar.

6 - "Um Dia Especial"

A modernidade da vida adulta: George Clooney e Michelle Pfeiffer, em “Um Dia Especial”

6 – UM DIA ESPECIAL (1996), de Michael Hoffman

Não faltam comédias-românticas em que o casal tem uma antipatia à primeira vista e depois vai descobrindo os encantos um dos outro. Poucos recentes são tão bons como este, em que George Clooney é um jornalista e Michelle Pfeiffer é uma arquiteta, ambos divorciados, e que, por acidente, precisam ficar com seus filhos durante um dia inteiro e especialmente atribulado. É bom como o filme trata de questões da modernidade da vida adulta: a vida após o divórcio, a pressa do mundo atual, a pressão do trabalho e a vida com os filhos no meio disso tudo.

5 - "500 Dias em Ela"

Também sobre o desamor: Joseph Gordon-Levitt e Zooey Deschanel, em “500 Dias em Ela”

5 – 500 DIAS COM ELA (2009), de Marc Webb

Entre as muitas coisas interessantes do filme estão as idas e vindas no tempo, que alternam os bons e os maus momentos de um relacionamento, as sacadas narrativas (o número musical, a imagem de transformando em croqui de arquiteto), a cena que divide a tela em “expectativa” e “realidade”, a ótima trilha sonora, tudo passando pelo muito carismático casal de atores. Mas o grande lance, pra mim, é que é também um filme sobre o desamor. A tradução disso pelo filme é muito inteligente: é difícil alguém que não se identifique.

4 - "Abaixo o Amor"

Como nos anos 1960 (segundo Hollywood): Renée Zellweger e Ewan McGregor, em “Abaixo o Amor”

4 – ABAIXO O AMOR (2003), de Peyton Reed

Este é um recorte especial. É uma história que se passa nos anos 1960, em que uma escritora chega a Nova York para divulgar seu livro que está prestes a bombar e que prega que as mulheres devem ter a mesma atitude dos homens com relação ao sexo: não se apaixonar. Um jornalista galã resolve provar que ela é uma mulher como todas as outras e que pode fazê-la se apaixonar. O grande lance é que o filme é feito como se fosse uma produção de 1962: a reconstituição de época é com o design de sets, figurinos e penteados da Hollywood da época, a trilha sonora também segue aquele estilo, passando pela interpretação dos atores e efeitos como a projeção de fundo nas cenas ao volante e a tela dividida nas cenas de diálogos ao telefone. Tudo lembrando as comédias de Doris Day e Rock Hudson, com uma trama parecida com Médica, Bonita e Solteira (1964), Ewan McGregor evocando Tony Curtis, referências a Kim Novak…

3 - "Sintonia de Amor"

Entre NY e Seattle: Meg Ryan e Tom Hanks, em “Sintonia de Amor”

3 – SINTONIA DE AMOR (1993), de Nora Ephron

O filho legítimo de Harry & Sally nessa lista. Roteirista do filme de 1989, Nora Ephron assumiu também a direção aqui com uma história de amor em que os protagonistas praticamente não se encontram: Tom Hanks é o viúvo com um filho, em Seattle, que ainda não voltou para a pista e conta sua história em um programa de rádio; Meg Ryan é a jornalista de Nova York, noiva de um cara meio sem graça, que ouve o programa e é tomada de uma curiosidade irresistível sobre o sujeito. O filme vai contando suas histórias separadas e os pequenos pontos de interseção entre os dois personagens. E há uma relação umbilical com o dramão Tarde Demais para Esquecer (1957).

2 - "Quatro Casamentos e um Funeral"

Charmoso, inteligente, engraçado: Andie MacDowell e Hugh Grant, em “Quatro Casamentos e um Funeral”

2 – QUATRO CASAMENTOS E UM FUNERAL (1994), de Mike Newell

Quatro Casamentos e um Funeral talvez seja a comédia romântica mais importante desde Harry & Sally porque deu início a uma onda de filmes ingleses do subgênero. E ainda é o melhor deles: o elenco mais coeso (além dos protagonistas, uma turma de coadjuvantes na medida certa, como Kristin Scott Thomas, Simon Callow, John Hannah, uma ótima aparição de Rowan Atkinson), a narrativa mais interessante (divida nos “capítulos” do título) e redonda, surpresas. Quase tudo o que Hugh Grant fez de bom depois descende de seu personagem nesse filme e Andie MacDowell é musa com conteúdo. É charmoso, é inteligente, é engraçado, não exagera nas tintas. Dois pontos (bem) altos: Andie contando todos os homens que teve e o diálogo em linguagem de sinais entre Hugh Grant e seu irmão surdo durante um dos casamentos.

1 - "Muito Barulho por Nada"

Um convite ao ardor da paixão: Keanu Reeves, Denzel Washington, Emma Thompson, Kenneth Branagh, Kate Beckinsale e Robert Sean Leonard, em “Muito Barulho por Nada”

1 – MUITO BARULHO POR NADA (1993), de Kenneth Branagh

Ok, é Shakespeare, mas é um romance contado como comédia: a comitiva do Príncipe Don Pedro (Denzel Washington) chega à cidade de Messina e logo começa a ciranda amorosa dos cavalheiros com as moças locais. Há o jovem e inocente casal (Kate Beckinsale e Robert Sean Leonard) vítima da inveja do irmão do príncipe (Keanu Reeves), mas o melhor está reservado para o duelo verbal entre Benedick (Kenneth Branagh) e Beatrice (Emma Thompson, casada com Branagh na época). A metralhadora de provocações e insultos entre os dois é um primor, assim como a trama dos amigos para fazer com que eles se apaixonem um pelo outro. O filme ainda capta lindamente a paisagem da Toscana, quase um convite ao ardor da paixão.

Menções honrosas: Uma Linda Mulher (1990); Esqueça Paris (1995); Um Lugar Chamado Notting Hill (1997); Mensagem para Você (1998); Como Se Fosse a Primeira Vez (2004); Separações (2004); Letra & Música (2007); O Primeiro Amor (2010)…

1 - Marisa Tomei ("Antes que o Diabo Saiba que Você Está Morto")

Marisa Tomei em “Antes que o Diabo Saiba que Você Está Morto”

1 – MARISA TOMEI, por Antes que o Diabo Saiba que Você Está Morto

Anteriormente em Musas retroativas12ª em 1992, por Meu Primo Vinny e ChaplinPosteriormente em Musas retroativas: 7ª em 2008, por O Lutador.

Marisa Tomei tinha 43 anos quando Antes que o Diabo Saiba que Você Está Morto foi lançado. Megan Fox, 3ª colocada no ano e a única coisa que presta em Transformers, tinha 21. Megan é sexo puro no filme dos robôs-gigantes, mas Marisa é sexo e muito mais, com tudo de bom que os anos de estrada deram a ela, somados à direção de Sidney Lumet, que explora tudo isso nela e nos revelou a atriz como ninguém esperava. O ano também teve duas brasileiras no top 5 e Natalie Portman chegando às cinco aparições seguidas e igualando o recorde de Sophia Loren (1960-1964), Jane Fonda (1965-1969) e Monica Bellucci (2000-2004). Natalie, inclusive, em um filme que emplacou três musas: Um Beijo Roubado. Outro detalhe: metade da lista é de novos nomes na esfera das musas retroativas. Primeira aparição: Megan Fox, Emma Watson, Emma Stone. Última aparição: Rachel Weisz, Emily Blunt, Monica Bellucci, Jessica Alba, Kirsten Dunst, Keira Knightley. Única aparição: Tainá Muller, Fernanda Paes Leme, Radha Mitchell, Tang Wei, Norah Jones, Ellen Page, Maria Flor. Brasileiras na lista: Tainá Muller, Fernanda Paes Leme, Maria Flor.

2 - Rachel Weisz ("Um Beijo Roubado")

Rachel Weisz em “Um Beijo Roubado”

2 – RACHEL WEISZ, por Um Beijo Roubado

Anteriormente em Musas retroativas: 15ª em 1996, por Beleza Roubada; 11ª em 1999, por A Múmia; 16ª em 2001, por Círculo de Fogo e por O Retorno da Múmia; 17ª em 2002, por Um Grande Garoto; 3ª em 2005, por O Jardineiro Fiel e por Constantine; 10ª em 2006, por Fonte da Vida.

3 - Megan Fox ("Transformers")

Megan Fox em “Transformers”

3 – MEGAN FOX, por Transformers

Posteriormente em Musas retroativas10ª em 2009, por Garota Infernal e por Transformers – A Vingança dos Derrotados.

4 - Tainá Muller ("Cão sem Dono")

Tainá Muller em “Cão sem Dono”

4 – TAINÁ MULLER, por Cão sem Dono

5 - Fernanda Pes Leme ("O Homem que Desafiou o Diabo" e...)

Fernanda Paes Leme em “O Homem que Desafiou o Diabo”

5 - Fernanda Paes Leme (...também por "Podecrer!")

Fernanda Paes Leme em “Podecrer!”

5 – FERNANDA PAES LEME, por Homem que Desafiou o Diabo e por Podecrer!

6 - Eva Mendes ("Os Donos da Noite" e...)

Eva Mendes em “Os Donos da Noite”

6 - Eva Mendes (...também por "Motoqueiro Fantasma")

Eva Mendes em “Motoqueiro Fantasma”

6 – EVA MENDES, por Os Donos da Noite e por Motoqueiro Fantasma

Anteriormente em Musas retroativas: 10ª em 2001, por Dia de TreinamentoPosteriormente em Musas retroativas15ª em 2008, por The Spirit – O Filme e por Mulheres – O Sexo Forte; 18ª em 2009, por Vício Frenético.

7 - Emily Blunt ("Jogos do Poder")

Emily Blunt em “Jogos do Poder”

7 – EMILY BLUNT, por Jogos do Poder

Anteriormente em Musas retroativas: 13ª em 2006, por O Diabo Veste Prada.

8 - Radha Mitchell ("Banquete do Amor")

Radha Mitchell em “Banquete do Amor”

8 – RADHA MITCHELL, por Banquete do Amor

9 - Natalie Portman ("Um Beijo Roubado")

Natalie Portman em “Um Beijo Roubado”

9 – NATALIE PORTMAN, por Um Beijo Roubado

Anteriormente em em Musas retroativas12ª em 2003, por Cold Mountain; 4ª em 2004, por Closer – Perto Demais; 18ª em 2005, por V de Vingança e por Star Wars – A Vingança dos Sith; 16ª em 2006, por Paris, Te Amo e por As Sombras de GoyaPosteriormente em Musas retroativas12ª em 2009, por Entre Irmãos e por As Coisas Impossíveis do Amor.

10 - Tang Wei ("Desejo e Perigo")

Tang Wei em “Desejo e Perigo”

10 – TANG WEI, por Desejo e Perigo

11 - Monica Bellucci ("Mandando Bala")

Monica Bellucci em “Mandando Bala”

11 – MONICA BELLUCCI, por Mandando Bala

Anteriormente em Musas retroativas13ª em 1992, por Drácula de Bram Stoker; 1ª em 2000, por Malèna; 19ª em 2001, por Pacto dos Lobos; 3ª em 2002, por Irreversível e Asterix e Obelix – Missão Cleópatra; 16ª em 2003, por Matrix ReloadedMatrix Revolutions e Lágrimas do Sol; 1ª em 2004, por A Paixão de Cristo.

12 - Zooey Deschanel ("Ponte para Terabítia" e...)

Zooey Deschanel em “Ponte para Terabítia”

12 - Zooey Deschanel (...também por "O Assassinato de Jesse James pelo Covarde Robert Ford")

Zooey Deschanel em “O Assassinato de Jesse James pelo Covarde Robert Ford”

12 – ZOOEY DESCHANEL, por Ponte para Terabitia e por O Assassinato de Jesse James pelo Covarde Roberto Ford

Anteriormente em Musas retroativas: 19ª em 2000, por Quase Famosos; 14ª em 2005, por O Guia do Mochileiro das GaláxiasPosteriormente em Musas retroativas: 9ª em 2008, por Sim, Senhor, por Gigantesco e por Fim dos Tempos; 1ª em 2009, por 500 Dias com Ela.

13 - Emma Watson ("Harry Potter e a Ordem da Fênix")

Emma Watson em “Harry Potter e a Ordem da Fênix”

13 – EMMA WATSON, por Harry Potter e a Ordem da Fênix

Posteriormente em Musas retroativas15ª em 2009, por Harry Potter e o Enigma do Príncipe.

14 - Jessica Alba ("Quarteto Fantástico e o Surfista Prateado")

Jessica Alba em “Quarteto Fantástico e o Surfista Prateado”

14 – JESSICA ALBA, por Quarteto Fantástico e o Surfista Prateado

Anteriormente em Musas retroativas6ª em 2005, por Quarteto Fantástico e por Sin City, a Cidade do Pecado.

15 - Norah Jones ("Um Beijo Roubado")

Norah Jones em “Um Beijo Roubado”

15 – NORAH JONES, por Um Beijo Roubado

16 - Emma Stone ("Superbad - É Hoje")

Emma Stone em “Superbad – É Hoje”

16 – EMMA STONE, por Superbad – É Hoje

Posteriormente em Musas retroativas13ª em 2009, por Zumbilândia.

17 - Ellen Page ("Juno")

Ellen Page em “Juno”

17 – ELLEN PAGE, por Juno

18-Kirsten Dunst

Kirsten Dunst em “Homem-Aranha 3”

18 – KIRSTEN DUNST, por Homem-Aranha 3

Anteriormente em Musas retroativas: 15ª em 1999, por As Virgens Suicidas; 13ª em 2002, por Homem-Aranha; 10ª em 2004, por Homem-Aranha 2; 15ª em 2005, por Tudo Acontece em Elizabethtown.

19 - Maria Flor ("Podecrer!")

Maria Flor em “Podecrer!”

19 – MARIA FLOR, por Podecrer!

20 - Keira Knightley ("Desejo e Reparação" e...)

Keira Knightley em “Desejo e Reparação”

20 - Keira Knightley (...também por "Piratas do Caribe - No Fim do Mundo")

Keira Knightley em “Piratas do Caribe – No Fim do Mundo”

20 – KEIRA KNIGHTLEY, por Desejo e Reparação e por Piratas do Caribe – No Fim do Mundo

Anteriormente em Musas retroativas: 8ª em 2003, por Piratas do Caribe – A Maldição do Pérola Negra e por Simplesmente Amor; 12ª em 2005, por Orgulho & Preconceito e por Domino, a Caçadora de Recompensas.

Musas de 2006 << 
>> Musas de 2008

Kate Winslet em “Pecados Íntimos”

01- Kate Winslet (...também por "O Amor Não Tira Férias")

Kate Winslet em “O Amor Não Tira Férias”

1 – KATE WINSLET, por Pecados Íntimos e por O Amor Não Tira Férias

Anteriormente em Musas retroativas: 3ª em 1994, por Almas Gêmeas; 11ª em 1995, por Razão e Sensibilidade; 6ª em 1996, por Hamlet; 5ª em 1997, por Titanic; 6ª em 2000, por Contos Proibidos do Marquês de Sade; 2ª em 2004, por Brilho Eterno de uma Mente sem LembrançasPosteriormente em Musas retroativas: 4ª em 2008, por O Leitor e por Foi Apenas um Sonho.

É a sétima aparição de Kate Winslet nas Musas Retroativas e, depois de dois pódiuns, ela chega ao primeiro lugar a bordo de dois filmes bem diferentes: um drama em que ela tira a roupa sem cerimônia, e uma comédia-romântica onde está muito mais comportadinha e até inocente. Ela brilha nos dois e superou a tripla aparição de Scarlett Johansson (campeã do ano anterior) e Penélope Cruz em um estilo Sophia Loren. Vale o destaque para Cate Blanchett, também aparecendo em três filmes. O ano também foi o do filme Anjos Exterminadores, produção francesa em que o diretor usa da metalinguagem para discutir o limite da obcenidade no cinema – e leva as atrizes Lise Bellynck, Maroussia Dubreil e Marie Allan a passear por esses limites. Primeira aparição: Marion Cotillard, Emily Blunt, Sienna Miller. Última aparição: Mia Kirshner, Jennifer Connelly, Eva Green, Anne Hathaway, Cate Blanchett, Naomi Watts, Christina Ricci. Única aparição: Lise Bellynck, Carice van Houten, Beyoncé Knowles, Maroussia Dubreil, Marie Allan. Brasileiras na lista: nenhuma.

2 – Scarlett Johansson (“Scoop – O Grande Furo” e…)

2 – Scarlett Johansson (…também por “Dália Negra”…)

Scarlett Johansson em “O Grande Truque”

2 – SCARLETT JOHANSSON, por Scoop – O Grande Furo, por Dália Negra e por O Grande Truque

Anteriormente em Musas retroativas: 4ª em 2003, por Encontros e Desencontros; 1ª em 2005, por Ponto Final – Match Point e por A IlhaPosteriormente em Musas retroativas2ª em 2008, por Vicky Cristina Barcelona, por A Outra e por The Spirit – O Filme; 7ª em 2009, por Ele Não Está Tão a Fim de Você.

Penélope Cruz em “Volver”

3 – PENÉLOPE CRUZ, por Volver

Anteriormente em Musas retroativas: 7ª em 1992, por Jamón, Jamón; 13ª em 2001, por Vanilla SkyPosteriormente em Musas retroativas: 1ª em 2008, por Vicky Cristina Barcelona e por Fatal; 2ª em 2009, por Abraços Partidos e por Nine.

Mia Kirshner em “Dália Negra”

4 – MIA KIRSHNER, por Dália Negra

Anteriormente em Musas retroativas: 14ª em 1993, por Amor e Restos Humanos; 11ª em 1994, por Exotica.

Lise Bellynck em “Anjos Exterminadores”

5 – LISE BELLYNCK, por Anjos Exterminadores

Jennifer Connelly em “Diamante de Sangue”

Jennifer Connelly em “Pecados Íntimos”

6 – JENNIFER CONNELLY, por Diamante de Sangue e por Pecados Íntimos

Anteriormente em Musas retroativas: 14ª em 1989, por Essas Garotas; 16ª em 1990, por The Hot Spot – Um Lugar Muito Quente; 14ª em 1991, por Rocketeer; 8ª em 1993, por De Amor e de Sombras; 2ª em 1996, por O Preço da Traição; 4ª em 1997, por Círculo de Paixões; 2ª em 2000, por Réquiem para um Sonho e por Amor Maior que a Vida; 3ª em 2001, por Uma Mente Brilhante; 1ª em 2003, por Hulk.

Carice van Houten em “A Espiã”

7 – CARICE VAN HOUTEN, por A Espiã

Eva Green em “007 – Cassino Royale”

8 – EVA GREEN, por 007 – Cassino Royale

Anteriormente em Musas retroativas: 2ª em 2003, por Os Sonhadores.

Anne Hathaway em “O Diabo Veste Prada”

9 – ANNE HATHAWAY, por O Diabo Veste Prada

Anteriormente em Musas retroativas: 4ª em 2005, por O Segredo de Brokeback MountainPosteriormente em Musas retroativas: 12ª em 2008, por Agente 86, por Passageiros e por O Casamento de Rachel.

Rachel Weisz em “Fonte da Vida”

10 – RACHEL WEISZ, por Fonte da Vida

Anteriormente em Musas retroativas: 15ª em 1996, por Beleza Roubada; 11ª em 1999, por A Múmia; 16ª em 2001, por Círculo de Fogo e por O Retorno da Múmia; 17ª em 2002, por Um Grande Garoto; 3ª em 2005, por O Jardineiro Fiel e por ConstantinePosteriormente em Musas retroativas: 2ª em 2007, por Um Beijo Roubado.

Marion Cotillard em “Um Bom Ano”

11 – MARION COTILLARD, por Um Bom Ano

Posteriormente em Musas retroativas9ª em 2009, por Nine e por Inimigos Públicos.

Beyoncé Knowles em "Dreamgirls - Em Busca de um Sonho"

Beyoncé Knowles em “Dreamgirls – Em Busca de um Sonho”

Beyoncé Knowles em "A Pantera Cor-de-Rosa"

Beyoncé Knowles em “A Pantera Cor-de-Rosa”

12 – BEYONCÉ KNOWLES, por Dreamgirls – Em Busca de um Sonho e por A Pantera Cor-de-Rosa

Emily Blunt em “O Diabo Veste Prada”

13 – EMILY BLUNT, por O Diário Veste Prada

Posteriormente em Musas retroativas: 7ª em 2007, por Jogos do Poder.

Sienna Miller em “Uma Garota Irresistível”

14 – SIENNA MILLER, por Uma Garota Irresistível

Posteriormente em Musas retroativas20ª em 2009, por G.I. Joe – A Origem de Cobra.

Cate Blanchett em “Notas sobre um Escândalo”

Cate Blanchett em “O Segredo de Berlim”

Cate Blanchett em “Babel”

15 – CATE BLANCHETT, por Notas sobre um Escândalo, por O Segredo de Berlim e por Babel

Anteriormente em Musas retroativas: 6ª em 2001, por Vida Bandida, por Chegadas e Partidas e por O Senhor dos Anéis – A Sociedade do Anel.

Natalie Portman em “Paris, Te Amo”

Natalie Portman em “As Sombras de Goya”

16 – NATALIE PORTMAN, por Paris, Te Amo e por As Sombras de Goya

Anteriormente em em Musas retroativas12ª em 2003, por Cold Mountain; 4ª em 2004, por Closer – Perto Demais; 18ª em 2005, por V de Vingança e por Star Wars – A Vingança dos SithPosteriormente em Musas retroativas9ª em 2007, por Um Beijo Roubado; 12ª em 2009, por Entre Irmãos e por As Coisas Impossíveis do Amor.

Naomi Watts em “O Despertar de uma Paixão”

17 – NAOMI WATTS, por O Despertar de uma Paixão

Anteriormente em Musas retroativas: 2ª em 2001, por Cidade dos Sonhos; 19ª em 2002, por O Chamado; 7ª em 2003, por 21 Gramas; 2ª em 2005, por King Kong.

Maroussia Dubreuil e Lisa Bellynck em “Anjos Exterminadores”

18 – MAROUSSIA DUBREUIL, por Anjos Exterminadores

Christina Ricci em “Entre o Céu e o Inferno”

19 – CHRISTINA RICCI, por Entre o Céu e o Inferno

Anteriormente em Musas retroativas: 19ª em 1998, por O Oposto do Sexo.

Marie Allan em “Anjos Exterminadores”

20 – MARIE ALLAN, por Anjos Exterminadores

Musas de 2005 <<
>> Musas de 2007

Scarlett Johansson em “Ponto Final – Match Point”

1 - Scarlett Johansson (...também por "A Ilha")

Scarlett Johansson em “A Ilha”

1 – SCARLETT JOHANSSON, por Ponto Final – Match Point e por A Ilha

Anteriormente em Musas retroativas: 4ª em 2003, por Encontros e Desencontros. Posteriormente em Musas retroativas: 2ª em 2006, por Scoop – O Grande Furo, por Dália Negra e por O Grande Truque; 2ª em 2008, por Vicky Cristina Barcelona, por A Outra e por The Spirit – O Filme; 7ª em 2009, por Ele Não Está Tão a Fim de Você.

Em 2005, Scarlett trabalhou com um dos melhores diretores do mundo (Woody Allen) e um dos piores (Michael Bay). Esteve arrebatadora nos dois e ainda é esperta: afinal de qual dos dois ela preferiu virar musa constante, mesmo? Para a vitória em 2005, ela deixou outra musa e tanto em segundo lugar: Naomi Watts, excelente justificativa para a obsessão de King Kong. Ela, em compensação, acabou escolhida como primeira musa dos filmes exibidos em JP no ano (Ponto Final – Match Point só passou em 2006 – e Scarlett ficou em primeiro também nessa lista). Rachel Weisz fecha o pódio, com dois filmes – e num deles ela ganhou o Oscar de coadjuvante. O cinema brasileiro emplacou três: duas no top 10. Primeira aparição: Anne Hathaway, Jessica Alba, Rosanne Mulholland. Última aparição: Maria Bello, Uma Thurman, Alice Braga, Claire Danes, Reese Whiterspoon, Cameron Diaz. Única aparição: Rachel Blanchard, Juliana Knust, Alison Lohman, Carla Gugino. Brasileiras na lista: Juliana Knust, Alice Braga, Rosanne Mulholland.

Naomi Watts em "King Kong"

Naomi Watts em “King Kong”

Naomi Watts em "A Passagem"

Naomi Watts em “A Passagem”

Naomi Watts em "O Chamado"

Naomi Watts em “O Chamado 2”

2 – NAOMI WATTS, por King Kong, por A Passagem e por O Chamado 2

Anteriormente em Musas retroativas: 2ª em 2001, por Cidade dos Sonhos; 19ª em 2002, por O Chamado; 7ª em 2003, por 21 Gramas. Posteriormente em Musas retroativas: 17ª em 2006, por O Despertar de uma Paixão.

Rachel Weisz em “O Jardineiro Fiel”

Rachel Weisz em “Constantine”

3 – RACHEL WEISZ, por O Jardineiro Fiel e por Constantine

Anteriormente em Musas retroativas: 15ª em 1996, por Beleza Roubada; 11ª em 1999, por A Múmia; 16ª em 2001, por Círculo de Fogo e por O Retorno da Múmia; 17ª em 2002, por Um Grande Garoto. Posteriormente em Musas retroativas: 10ª em 2006, por Fonte da Vida; 2ª em 2007, por Um Beijo Roubado.

Anne Hathaway em "O Segredo de Brokeback Mountain"

Anne Hathaway em “O Segredo de Brokeback Mountain”

4 – ANNE HATHAWAY, por O Segredo de Brokeback Mountain

Posteriormente em Musas retroativas: 9ª em 2006, por O Diabo Veste Prada; 12ª em 2008, por Agente 86, por Passageiros e por O Casamento de Rachel.

Maria Bello em “Marcas da Violência”

5 – MARIA BELLO, por Marcas da Violência

Anteriormente em Musas retroativas: 10ª em 2000, por Duets – Vem Cantar Comigo.

Jessica Alba em “Quarteto Fantástico”

Jessica Alba em “Sin City, a Cidade do Pecado”

6 – JESSICA ALBA, por Quarteto Fantástico e por Sin City, a Cidade do Pecado

Posteriormente em Musas retroativas14ª em 2007, por Quarteto Fantástico e o Surfista Prateado.

Rachel Blanchard em “Verdade Nua”

7 – RACHEL BLANCHARD, por Verdade Nua

Uma Thurman em “Os Produtores”

Uma Thurman em “Be Cool – O Outro Nome do Jogo”

8 – UMA THURMAN, por Os Produtores e por Be Cool – O Outro Nome do Jogo

Anteriormente em Musas retroativas: 3ª em 1988, por As Aventuras do Barão Muchausen e por Ligações Perigosas; 1ª em 1990, por Henry & June; 13ª em 1994, por Pulp Fiction – Tempo de Violência; 12ª em 1996, por Feito Cães e Gatos; 6ª em 1998, por Os Vingadores; 6ª em 2003, por Kill Bill – Vol. 1; 9ª em 2004, por Kill Bill – Vol. 2.

Juliana Knust em “Achados e Perdidos”

9 – JULIANA KNUST, por Achados e Perdidos

Alice Braga em “Cidade Baixa”

10 – ALICE BRAGA, por Cidade Baixa

Anteriormente em Musas retroativas: 15ª em 2002, por Cidade de Deus.

Claire Danes em “Garota da Vitrine”

11 – CLAIRE DANES, por Garota da Vitrine

Anteriormente em Musas retroativas: 9ª em 1996, por Romeu & Julieta.

Keira Knightley em “Orgulho & Preconceito”

Keira Knightley em "Domino, a Caçadora de Recompensas"

Keira Knightley em “Domino, a Caçadora de Recompensas”

12 – KEIRA KNIGHTLEY, por Orgulho e Preconceito e por Domino, a Caçadora de Recompensas

Anteriormente em Musas retroativas: 8ª em 2003, por Piratas do Caribe – A Maldição do Pérola Negra e por Simplesmente AmorPosteriormente em Musas retroativas20ª em 2007, por Desejo e Reparação e por Piratas do Caribe – No Fim do Mundo.

Reese Witherspoon em “Johnny & June”

Reese Witherspoon em "E Se Fosse Verdade"

Reese Witherspoon em “E Se Fosse Verdade”

13 –REESE WITHERSPOON, por Johnny & June e por E Se Fosse Verdade

Anteriormente em Musas retroativas: 13ª em 1998, por A Vida em Preto-e-Branco.

Zooey Deschanel em “O Guia do Mochileiro das Galáxias”

14 – ZOOEY DESCHANEL, por O Guia do Mochileiro das Galáxias

Anteriormente em Musas retroativas: 19ª em 2000, por Quase FamososPosteriormente em Musas retroativas: 12ª em 2007, por Ponte para Terabítia e por O Assassinato de Jesse James pelo Covarde Robert Ford; 9ª em 2008, por Sim, Senhor, por Gigantesco e por Fim dos Tempos; 1ª em 2009, por 500 Dias com Ela.

Kirsten Dunst em “Tudo Acontece em Elizabethtown”

15 – KIRSTEN DUNST, por Tudo Acontece em Elizabethtown

Anteriormente em Musas retroativas: 15ª em 1999, por As Virgens Suicidas; 13ª em 2002, por Homem-Aranha; 10ª em 2004, por Homem-Aranha 2Posteriormente em Musas retroativas18ª em 2007, por Homem-Aranha 3.

Cameron Diaz em “Em Seu Lugar”

16 –CAMERON DIAZ, por Em Seu Lugar

Anteriormente em Musas retroativas: 4ª em 1994, por O Máskara; 20ª em 1997, por Por uma Vida Menos Ordinária e por O Casamento do Meu Melhor Amigo; 20ª em 2001, por Vanilla Sky.

Alison Lohman em “Verdade Nua”

17 – ALISON LOHMAN, por Verdade Nua

18 – Natalie Portman (“V de Vingança” e…)

Natalie Portman em “Star Wars – A Vingança dos Sith”

18 – NATALIE PORTMAN, por V de Vingança e por Star Wars – A Vingança dos Sith

Anteriormente em Musas retroativas: 12ª em 2003, por Cold Mountain; 4ª em 2004, por Closer – Perto Demais. Posteriormente em Musas retroativas: 16ª em 2006, por Paris, Te Amo e por As Sombras de Goya; 9ª em 2007, por Um Beijo Roubado; 12ª em 2009, por Entre Irmãos e por As Coisas Impossíveis do Amor.

Carla Gugino em “Sin City, a Cidade do Pecado”

19 – CARLA GUGINO, por Sin City, a Cidade do Pecado

Rosanne Mulholland em “A Concepção”

20 – ROSANNE MULHOLLAND, por A Concepção

Posteriormente em Musas retroativas: 13ª em 2008, por Falsa Loura.

Musas de 2004 <<
>> Musas de 2006

1 - Monica Bellucci ("Malèna")

Monica Bellucci em Malèna”

1 – MONICA BELLUCCI, por Malèna

Anteriormente em Musas retroativas: 13ª em 1992, por Drácula de Bram Stoker. Posteriormente em Musas retroativas: 19ª em 2001, por Pacto dos Lobos; 3ª em 2002, por Irreversível e por Asterix e Obelix – Missão Cleópatra; 12ª em 2003, por Matrix Reloaded, por Matrix Revolutions e por Lágrimas do Sol; 1ª em 2004, por A Paixão de Cristo; 11ª em 2007, por Mandando Bala.

Monica Bellucci e Jennifer Connelly, duas das mulheres que mais vezes aparecem nestas listas de musas, abrem a última relação do século 20. Quem encerra é Michelle Pfeiffer, outra das mais freqüentes e maior vencedora. Monica estava apenas começando – embora já tivesse aparecido na lista de 1992, pela ponta em Drácula de Bram Stoker. Michelle tem, por enquanto, sua última aparição – ela continua linda e pode retornar a qualquer momento. Falando em começos, atenção para Zooey Deschanel e seus olhos hipnotizantes em 19º, chamando a atenção em Quase Famosos. As brasileiras, desta vez, compareceram com apenas duas musas – ambas de Caramuru. Primeiras aparições: Kate Hudson, Maria Bello, Deborah Secco, Zooey Deschanel. Últimas aparições: Elisabeth Shue, Julia Roberts, Natascha McElhone, Michelle Pfeiffer. Únicas aparições: Camila Pitanga, Katie Holmes, Maggie Cheung, Michelle Williams, Thandie Newton. Brasileiras na lista: Camila Pitanga, Deborah Secco.

2 - Jennifer Connelly ("Réquiem para um Sonho")

Jennifer Connelly em “Réquiem para um Sonho”

Jennifer Connelly em “Amor Maior que a Vida”

2 – JENNIFER CONNELLY, por Réquiem para um Sonho e por Amor Maior que a Vida

Anteriormente em Musas retroativas: 14ª em 1989, por Essas Garotas; 16ª em 1990, por The Hot Spot – Um Lugar Muito Quente; 14ª em 1991, por Rocketeer; 8ª em 1993, por De Amor e de Sombras;  2ª em 1996, por O Preço da Traição; 4ª em 1997, por Círculo de Paixões. Posteriormente em Musas retroativas: 3ª em 2001, por Uma Mente Brilhante; 1ª em 2003, por Hulk; 6ª em 2006, por Diamante de Sangue e por Pecados Íntimos.

3 - Elisabeth Shue ("O Homem sem Sombra")

Elisabeth Shue em “O Homem sem Sombra”

3 – ELISABETH SHUE, por O Homem sem Sombra

Anteriormente em Musas retroativas: 6ª em 1987, por Uma Noite de Aventuras; 13ª em 1988, por Cocktail; 19ª em 1989, por De Volta para o Futuro – Parte II; 2ª em 1995, por Despedida em Las Vegas.

4 - Kate Hudson ("Quase Famosos")

Kate Hudson em “Quase Famosos”

4 – KATE HUDSON, por Quase Famosos

Posteriormente em Musas retroativas17ª em 2009, por Nine e por Noivas em Guerra.

5 - Camila Pitanga ("Caramuru - A Invenção do Brasil")

Camila Pitanga em “Caramuru – A Invenção do Brasil”

5 – CAMILA PITANGA, por Caramuru – A Invenção do Brasil

6 - Kate Winslet ("Contos Proibidos do Marquês de Sade")

Kate Winslet em “Contos Proibidos do Marquês de Sade”

6 – KATE WINSLET, por Contos Proibidos do Marquês de Sade

Anteriormente em Musas retroativas: 3ª em 1994, por Almas Gêmeas; 11ª em 1995, por Razão e Sensibilidade; 6ª em 1996, por Hamlet; 5ª em 1997, por Titanic. Posteriormente em Musas retroativas: 2ª em 2004, por Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças; 1ª em 2006, por Pecados Íntimos e por O Amor Não Tira Férias; 4ª em 2008, por O Leitor e por Foi Apenas um Sonho.

7 - Helen Hunt ("Náufrago")

Helen Hunt em “Náufrago”

7 – HELEN HUNT, por Náufrago

Anteriormente em Musas retroativas: 13ª em 1996, por Twister; 1ª em 1997, por Melhor É Impossível. Posteriormente em Musas retroativas: 9ª em 2001, por O Escorpião de Jade.

Charlize Theron em "Jogo Duro"

Charlize Theron em “Jogo Duro”

8 – CHARLIZE THERON, por Jogo Duro

Anteriormente em Musas retroativas: 19ª em 1996, por Contrato de Risco e por The Wonders – O Sonho Não Acabou; 6ª em 1997, por Advogado do Diabo; 5ª em 1999, por Regras da Vida. Posteriormente em Musas retroativas: 16ª em 2004, por Três Vidas e um Destino.

9 - Katie Holmes ("O Dom da Premonição")

Katie Holmes em “O Dom da Premonição”

9 – KATIE HOLMES, por O Dom da Premonição

Maria Bello em "Duets - Vem Cantar Comigo"

Maria Bello em “Duets – Vem Cantar Comigo”

10 – MARIA BELLO, por Duets – Vem Cantar Comigo

Posteriormente em Musas retroativas: 5ª em 2005, por Marcas da Violência.

Menção honrosa: Maggie Cheung ("Amor à Flor da Pele")

Maggie Cheung em “Amor à Flor da Pele”

11 – MAGGIE CHEUNG, por Amor à Flor da Pele

Menção honrosa: Julia Roberts ("Erin Brockovich, uma Mulher de Talento")

Julia Roberts em “Erin Brockovich, uma Mulher de Talento”

12 – JULIA ROBERTS, por Erin Brockovich, uma Mulher de Talento

Anteriormente em Musas retroativas: 7ª em 1990, por Uma Linda Mulher; 10ª em 1997, por O Casamento do Meu Melhor Amigo e por Teoria da Conspiração; 15ª em 1998, por Lado a Lado; 14ª em 1999, por Um Lugar Chamada Notting Hill e por Noiva em Fuga.

13 - Michelle Williams ("Desejos Proibidos")

Michelle Williams em “Desejos Proibidos”

13 – MICHELLE WILLIAMS, por Desejos Proibidos

14 - Gwyneth Paltrow ("Duets - Vem Cantar Comigo")

Gwyneth Paltrow em “Duets – Vem Cantar Comigo”

14 – GWYNETH PALTROW, por Duets – Vem Cantar Comigo

Anteriormente em Musas retroativas: 17ª em 1996, por Emma; 7ª em 1998, por Shakespeare Apaixonado. Posteriormente em Musas retroativas: 19ª em 2004, por Capitão Sky e o Mundo de Amanhã.

Menção honrosa: Thandie Newton ("Missão Impossível 2")

Thandie Newton em “Missão Impossível 2”

15 – THANDIE NEWTON, por Missão Impossível 2

Juliette Binoche em “Chocolate”

16 – JULIETTE BINOCHE, por Chocolate

Anteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1988, por A Insustentável Leveza do Ser; 17ª em 1991, por Os Amantes da Pont-Neuf; 9ª em 1992, por Perdas e Danos e por O Morro dos Ventos Uivantes; 10ª em 1993, por A Liberdade É Azul; 14ª em 1996, por O Paciente Inglês. Posteriormente em Musas retroativas: 9ª em 2002, por Fuso Horário do Amor.

Natascha McElhone em “Amores Perdidos”

17 – NATASCHA McELHONE, por Amores Perdidos

Anteriormente em Musas retroativas: 4ª em 1998, por Ronine porO Show de Truman.

Deborah Secco e Camila Pitanga em “Caramuru – A Invenção do Brasil”

18 – DEBORAH SECCO, por Caramuru – A Invenção do Brasil

Posteriormente em Musas retroativas: 18ª em 2004, por Meu Tio Matou um Cara.

Zooey Deschanel em “Quase Famosos”

19 – ZOOEY DESCHANEL, por Quase Famosos

Posteriormente em Musas retroativas: 14ª em 2005, por O Guia do Mochileiro das Galáxias; 12ª em 2007, por Ponte para Terabítia e por O Assassinato de Jesse James pelo Covarde Robert Ford; 9ª em 2008, por Sim, Senhor, por Gigantesco e por Fim dos Tempos; 1ª em 2009, por 500 Dias com Ela.

Michelle Pfeiffer em “Revelação”

20 – MICHELLE PFEIFFER, por Revelação

Anteriormente em Musas retroativas: 14ª em 1983, por Scarface; 9ª em 1984, por Um Romance Muito Perigoso; 2ª em 1985, por O Feitiço de Áquila; 14ª em 1987, por As Bruxas de Eastwick; 2ª em 1988, por De Caso com a Máfia, por Ligações Perigosas e por Conspiração Tequila; 1ª em 1989, por Susie e os Baker Boys; 6ª em 1991, por Frankie & Johnny; 2ª em 1992, por Batman – O Retorno e por As Barreiras do Amor; 2ª em 1993, por A Época da Inocência; 12ª em 1994, por Lobo; 10ª em 1996, por Um Dia Especial; 16ª em 1999, por A História de Nós Dois.

Musas de 1999 <<
>> Musas de 2001

Paz Vega em “Lucía e o Sexo”

1 – PAZ VEGA, por Lucía e o Sexo

Posteriormente em Musas retroativas: 4ª em 2002, por O Outro Lado da Cama; 3ª em 2004, por Espanglês; 20ª em 2008, por The Spirit – O Filme  e por De Caso com o Inimigo.

Um dos anos mais difíceis de definir uma vencedora. Acabou sendo a arrebatadora espanhola Paz Vega, mas poderia muito bem ser a australiana Naomi Watts, que vai da inocência à inocência erótica e depois à vulgaridade ao viver um amor lésbico no intrigante Cidade dos Sonhos, de David Lynch – que, aliás, emplacou também Laura Elena Harring na lista. Fechando o pódio, uma favorita de todos os tempos: Jennifer Connelly. Em um ano cheio de grandes musas – Nicole Kidman, Monica Bellucci – fica a pergunta: por onde andará Isabel Guerón, que desfilou nua por boa parte de Bufo & Spallanzani? Primeira aparição: Paz Vega, Naomi Watts, Cate Blanchett, Eva Mendes. Última aparição: Maribel Verdú, Helen Hunt. Única aparição: Halle Berry, Thalma de Freitas, Laura Elena Harring, Piper Perabo, Audrey Tautou, Isabel Guerón. Brasileiras na lista: Thalma de Freitas, Isabel Guerón.

Naomi Watts em "Cidade dos Sonhos"

Naomi Watts em “Cidade dos Sonhos”

2 – NAOMI WATTS, por Cidade dos Sonhos

Posteriormente em Musas retroativas: 19ª em 2002, por O Chamado; 7ª em 2003, por 21 Gramas; 2ª em 2005, por King Kong; 17ª em 2006, por O Despertar de uma Paixão.

Jennifer Connelly em "Uma Mente Brilhante"

Jennifer Connelly em “Uma Mente Brilhante”

3 – JENNIFER CONNELLY, por Uma Mente Brilhante

Anteriormente em Musas retroativas: 14ª em 1989, por Essas Garotas; 16ª em 1990, por The Hot Spot – Um Lugar Muito Quente; 14ª em 1991, por Rocketeer; 8ª em 1993, por De Amor e de Sombras; 2ª em 1996, por O Preço da Traição; 4ª em 1997, por Círculo de Paixões; 2ª em 2000, por Réquiem para um Sonho e por Amor Maior que a Vida. Posteriormente em Musas retroativas: 1ª em 2003, por Hulk; 6ª em 2006, por Diamante de Sangue e por Pecados Íntimos.

Maribel Verdú em "E Sua Mãe Também"

Maribel Verdú em “E Sua Mãe Também”

4 – MARIBEL VERDÚ, por E Sua Mãe Também

Anteriormente em Musas retroativas: 7ª em 1993, por Ovos de Ouro e Sedução.

Halle Berry em "A Última Ceia"

Halle Berry em “A Última Ceia”

Halle Berry em "A Senha - Swordfish"

Halle Berry em “A Senha – Swordfish”

5 – HALLE BERRY, por A Última Ceia e por A Senha Swordfish

Cate Blanchett em "Vida Bandida"

Cate Blanchett em “Vida Bandida”

Cate Blanchett em "Chegadas e Partidas"

Cate Blanchett em “Chegadas e Partidas”

Cate Blanchett em "O Senhor dos Anéis - A Sociedade do Anel"

Cate Blanchett em “O Senhor dos Anéis – A Sociedade do Anel”

Cate Blanchett em "Charlotte Gray - Uma Paixão sem Fronteiras"

Cate Blanchett em “Charlotte Gray – Uma Paixão sem Fronteiras”

6 – CATE BLANCHETT, por Vida Bandida, por Chegadas e Partidas, por O Senhor dos Anéis – A Sociedade do Anel e por Charlotte Gray – Uma Paixão sem Fronteiras

Posteriormente em Musas retroativas: 15ª em 2006, por Notas sobre um Escândalo, por O Segredo de Berlim e por Babel.

Angelina Jolie em "Pecado Original"

Angelina Jolie em “Pecado Original”

Angelina Jolie em "Lara Croft, Tomb Raider"

Angelina Jolie em “Lara Croft, Tomb Raider”

7 – ANGELINA JOLIE, por Pecado Original e por Lara Croft, Tomb Raider

Anteriormente em Musas retroativas: 3ª em 1998, por Gia – Fama e Destruição; 13ª em 1999, por Garota, Interrompida. Posteriormente na lista: 15ª em 2004, por Roubando Vidas.

8 - Nicole Kidman ("A Isca Perfeita" e, também, "Moulin Rouge - Amor em Vermelho" e "Os Outros")

Nicole Kidman em “A Isca Perfeita”

Nicole Kidman em “Moulin Rouge – Amor em Vermelho”

Nicole Kidman em "Os Outros"

Nicole Kidman em “Os Outros”

8 – NICOLE KIDMAN, por A Isca Perfeita, por Moulin Rouge – Amor em Vermelho e por Os Outros

Anteriormente em Musas retroativas: 20ª em 1991, por Billy Bathgate – O Mundo a Seus Pés; 11ª em 1993, por Malícia; 1ª em 1995, por Um Sonho sem Limites e por Batman Eternamente; 14ª em 1998, por Da Magia à Sedução; 2ª em 1999, por De Olhos Bem FechadosPosteriormente em Musas retroativas: 10ª em 2003, por Dogville, por Revelações e por Cold Mountain; 11ª em 2009, por Nine.

9 - Helen Hunt ("O Escorpião de Jade")

Helen Hunt em “O Escorpião de Jade”

9 – HELEN HUNT, por O Escorpião de Jade

Anteriormente em Musas retroativas: 13ª em 1996, por Twister; 1ª em 1997, por Melhor É Impossível; 7ª em 2000, por Náufrago.

10 - Eva Mendes ("Dia de Treinamento")

Eva Mendes em “Dia de Treinamento”

10 – EVA MENDES, por Dia de Treinamento

Posteriormente em Musas retroativas6ª em 2007, por Os Donos da Noite e por Motoqueiro Fantasma; 15ª em 2008, por The Spirit – O Filme e por Mulheres – O Sexo Forte; 18ª em 2009, por Vício Frenético.

Menção honrosa: Thalma de Freitas ("O Xangô de Baker Street")

Thalma de Freitas em “O Xangô de Baker Street”

11 – THALMA DE FREITAS, por O Xangô de Baker Street

Laura Elena Harring em "Cidade dos Sonhos"

Laura Elena Harring em “Cidade dos Sonhos”

12 – LAURA ELENA HARRING, por Cidade dos Sonhos

Penélope Cruz em "Vanilla Sky"

Penélope Cruz em “Vanilla Sky”

13 – PENÉLOPE CRUZ, por Vanilla Sky

Anteriormente em Musas retroativas: 7ª em 1992, por Jamón, Jamón. Posteriormente em Musas retroativas: 3ª em 2006, por Volver; 1ª em 2008, por Vicky Cristina Barcelona e por Fatal; 2ª em 2009, por Abraços Partidos e por Nine.

14 - Piper Perabo ("Assunto de Meninas")

Piper Perabo em “Assunto de Meninas”

14 – PIPER PERABO, por Assunto de Meninas

15 - Renée Zellweger ("O Diário de Bridget Jones")

Renée Zellweger em “O Diário de Bridget Jones”

15 – RENÉE ZELLWEGER, por O Diário de Bridget Jones

Anteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1996, por Jerry Maguire – A Grande Virada. Posteriormente em Musas retroativas: 2ª em 2002, por Chicago; 3ª em 2003, por Abaixo ao Amor.

Rachel Weisz em "Círculo de Fogo"

Rachel Weisz em “Círculo de Fogo”

Rachel Weisz em "O Retorno da Múmia"

Rachel Weisz em “O Retorno da Múmia”

16 – RACHEL WEISZ, por Círculo de Fogo e por O Retorno da Múmia

Anteriormente em Musas retroativas: 15ª em 1996, por Beleza Roubada; 11ª em 1999, por A Múmia. Posteriormente em Musas retroativas: 17ª em 2002, por Um Grande Garoto; 3ª em 2005, por O Jardineiro Fiel e por Constantine; 10ª em 2006, por Fonte da Vida; 2ª em 2007, por Um Beijo Roubado.

Audrey Tautou em “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain”

17 – AUDREY TAUTOU, por O Fabuloso Destino de Amélie Poulain

Isabel Guerón em “Bufo & Spallanzani”

18 – ISABEL GUERÓN, por Bufo & Spallanzani

Monica Bellucci em “Pacto dos Lobos”

19 – MONICA BELLUCCI, por Pacto dos Lobos

Anteriormente em Musas retroativas: 13ª em 1992, por Drácula de Bram Stoker; 1ª em 2000, por Màlena. Posteriormente em Musas retroativas: 3ª em 2002, por Irreversível e por Asterix e Obelix – Missão Cleópatra; 16ª em 2003, por Matrix Reloaded, por Matrix Revolutions e por Lágrimas do Sol; 1ª em 2004, por A Paixão de Cristo; 11ª em 2007, por Mandando Bala.

20 – Cameron Diaz (“Vanilla Sky”)

20 – CAMERON DIAZ, por Vanilla Sky

Anteriormente em Musas retroativas: 4ª em 1994, por O Máskara; 20ª em 1997, por Por uma Vida Menos Ordinária e por O Casamento do Meu Melhor Amigo. Posteriormente em Musas retroativas: 16ª em 2005, por Em Seu Lugar.

Musas de 2000 <<
>> Musas de 2002

1 - Diane Lane ("Infidelidade")

Diane Lane em “Infidelidade”

1 – DIANE LANE, por Infidelidade

Anteriormente em Musas retroativas: 15ª em 1983, por Vidas sem Rumo e por O Selvagem da Motocicleta; 5ª em 1984, por Ruas de Fogo e por Cotton Club; 8ª em 1991, por Face a Face com o Inimigo.

Adrian Lyne não é exatamente um cineasta de se admirar, mas este serviço ele prestou à humanidade: revelar como Diane Lane, musinha do Coppola lá nos anos 1980, ainda estava sensacional. Tão deslumbrante que se tornou a única qualidade incontestável de Infidelidade – qualidade de interpretação, inclusive, recompensada com uma indicação ao Oscar. E figura nesta lista 11 anos depois da última aparição, e em grande estilo: na posição de campeã. O pódio é completado por duas campeãs anteriores: Renée Zellweger (1996) e Monica Bellucci (2000). Em seguida, mais uma: Paz Vega (2001). E o desfile continua com Juliette Binoche (1987) e Catherine Zeta-Jones (1998). Sem contar Naomi Watts, vice duas vezes e campeã no modo Cinema em JP, em 2005. Além das musas americanas, e das italiana, francesa, australiana e espanhola já citadas, a lista tem ainda uma mexicana, uma argentina, uma chinesa de Taiwan e três brasileiras. Uma verdadeira – e belíssima – Liga das Nações. Primeira aparição: Rebecca Romijn-Stamos, Alice Braga. Última aparição: Diane Lane, Salma Hayek, Juliette Binoche, Heather Graham. Única aparição: Dira Paes, Maggie Gyllenhaal, Kelly Hu, Natalia Verbeke, Mariana Ximenes, Erika Christensen, Shu Qi. Brasileiras na lista: Dira Paes, Alice Braga, Mariana Ximenes. 

2 - Renée Zellweger ("Chicago")

Renée Zellweger em “Chicago”

2 – RENÉE ZELLWEGER, por Chicago

Anteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1996, por Jerry Maguire – A Grande Virada; 15ª em 2001, por O Diário de Bridget Jones. Posteriormente em Musas retroativas: 3ª em 2003, por Abaixo o Amor.

3 - Monica Bellucci ("Irreversível")

Monica Bellucci em “Irreversível”

Monica Bellucci em “Asterix e Obelix – Missão Cleópatra”

3 – MONICA BELLUCCI, por Irreversível e por Asterix e Obelix – Missão Cleópatra

Anteriormente em Musas retroativas: 13ª em 1992, por Drácula de Bram Stoker; 1ª em 2000, por Malèna; 19ª em 2001, por Pacto dos LobosPosteriormente em Musas retroativas: 16ª em 2003, por Matrix Reloaded, Matrix Revolutions e Lágrimas do Sol; 1ª em 2004, por A Paixão de Cristo; 11ª em 2007, por Mandando Bala.

Paz Vega em”O Outro Lado da Cama”

4 – PAZ VEGA, por O Outro Lado da Cama

Anteriormente em Musas retroativas: 1ª em 2001, por Lucía e o Sexo. Posteriormente em Musas retroativas: 3ª em 2004, por Espanglês; 20ª em 2008, por The Spirit – O Filme e por De Caso com o Inimigo.

4 - Rebecca Romijn Stamos ("Femme Fatale")

Rebecca Romijn-Stamos em “Femme Fatale”

5 – REBECCA ROMIJN-STAMOS, por Femme Fatale

Posteriormente na lista: 19ª em 2003, por X-Men 2.

5 - Catherine Zeta-Jones ("Chicago")

Catherine Zeta-Jones em “Chicago”

6 – CATHERINE ZETA-JONES, por Chicago

Anteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1998, por A Máscara do Zorro; 3ª em 1999, por Armadilha e por A Casa Amaldiçoada. Posteriormente em Musas retroativas: 13ª em 2004, por Doze Homens e Outro Segredo e O Terminal.

6 - Salma Hayek ("Frida")

Salma Hayek em “Frida”

7 – SALMA HAYEK, por Frida

Anteriormente em Musas retroativas: 4ª em 1995, por A Balada do Pistoleiro; 3ª em 1996, por Um Drink no Inferno.

7 - Dira Paes ("Amarelo Manga")

Dira Paes em “Amarelo Manga”

8 – DIRA PAES, por Amarelo Manga

8 - Juliette Binoche ("Fuso Horário do Amor")

Juliette Binoche em “Fuso Horário do Amor”

9 – JULIETTE BINOCHE, por Fuso Horário do Amor

Anteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1988, por A Insustentável Leveza do Ser; 17ª em 1991, por Os Amantes da Pont-Neuf; 9ª em 1992, por Perdas e Danos e O Morro dos Ventos Uivantes; 10ª em 1993, por A Liberdade É Azul; 14ª em 1996, por O Paciente Inglês; 16ª em 2000, por Chocolate.

9 - Maggie Gyllenhaal ("Secretária")

Maggie Gyllenhaal em “Secretária”

10 – MAGGIE GYLLENHAAL, por Secretária

10 - Kelly Hu ("O Escorpião Rei")

Kelly Hu em “O Escorpião Rei”

11 – KELLY HU, por O Escorpião Rei

11 - Heather Graham ("Mata-me de Prazer")

Heather Graham em “Mata-me de Prazer”

12 – HEATHER GRAHAM, por Mata-me de Prazer

Anteriormente em Musas retroativas: 8ª em 1997, por Boogie Nights – Prazer sem Limites.

Menção honrosa: Kirsten Dunst ("Homem-Aranha")

Kirsten Dunst em “Homem-Aranha”

13 – KIRSTEN DUNST, por Homem-Aranha

Anteriormente em Musas retroativas: 15ª em 1999, por As Virgens Suicidas. Posteriormente em Musas retroativas: 10ª em 2004, por Homem-Aranha 2; 15ª em 2005, por Tudo Acontece em Elizabethtown; 18ª em 2007, por Homem-Aranha 3.

Natalie Verbeke em “O Outro Lado da Cama”

14 – NATALIA VERBEKE, por O Outro Lado da Cama

Menção honrosa: Alice Braga ("Cidade de Deus")

Alice Braga em “Cidade de Deus”

15 – ALICE BRAGA, por Cidade de Deus

Posteriormente em Musas retroativas: 10ª em 2005, por Cidade Baixa.

15 - Mariana Ximenes ("O Invasor")

Mariana Ximenes em “O Invasor”

16 – MARIANA XIMENES, por O Invasor

Rachel Weisz em “Um Grande Garoto”

17 – RACHEL WEISZ, por Um Grande Garoto

Anteriormente em Musas retroativas: 15ª em 1996, por Beleza Roubada; 11ª em 1999, por A Múmia; 16ª em 2001, por Círculo de Fogo e por O Retorno da Múmia. Posteriormente em Musas retroativas: 3ª em 2005, por O Jardineiro Fiel e por Constantine; 10ª em 2006, por Fonte da Vida; 2ª em 2007, por Um Beijo Roubado.

Erika Christensen em "Fixação"

Erika Christensen em “Fixação”

Erika Christensen em "Doidas Demais"

Erika Christensen em “Doidas Demais”

18 – ERIKA CHRISTENSEN, por Fixação e por Doidas Demais

Naomi Watts em “O Chamado”

19 – NAOMI WATTS, por O Chamado

Anteriormente em Musas retroativas: 2ª em 2001, por Cidade dos Sonhos. Posteriormente em Musas retroativas: 7ª em 2003, por 21 Gramas; 2ª em 2005, por King Kong; 17ª em 2006, por O Despertar de uma Paixão.

Shu Qi em “Carga Explosiva”

20 – SHU QI, por Carga Explosiva

Musas de 2001 <<
>> Musas de 2003

1 - Jennifer Connelly ("Hulk")

Jennifer Connelly em “Hulk”

1 – JENNIFER CONNELLY, por Hulk

Anteriormente em Musas retroativas: 14ª em 1989, por Essas Garotas; 16ª em 1990, por The Hot Spot – Um Lugar Muito Quente; 14ª em 1991, por Rocketeer; 8ª em 1993, por De Amor e de Sombras; 2ª em 1996, por O Preço da Traição; 4ª em 1997, por Círculo de Paixões; 2ª em 2000, por Réquiem para um Sonho e por Amor Maior que a Vida; 3ª em 2001, por Uma Mente Brilhante. Posteriormente em Musas retroativas: 6ª em 2006, por Diamante de Sangue e por Pecados Íntimos.

Uma das musas mais presentes nessas listas, Jennifer Connelly acabou ganhando finalmente em 2003. E não foi um ano fácil. Eva Green, uma revelação retumbante em Os Sonhadores, poderia muito bem ter ganho. Outras favoritas de sempre, como Uma Thurman, Nicole Kidman e Monica Bellucci, estão aí também. Há outras revelações importantes: Scarlett Johansson aparece em quinto (e ganharia dois anos depois) e a França marca presença com Ludivine Sagnier em 14ª. Luana Piovani lidera a lista de cinco brasileiras no top 20. Primeira aparição: Eva Green, Scarlett Johansson, Luana Piovani, Keira Knightley, Leandra Leal, Natalie Portman, Débora Falabella. Última aparição: Renée Zellweger, Annette Bening, Rebecca Romijn-Stamos. Única aparição: Cléo Pires, Jessica Biel, Ludivine Sagnier, Natália Lage, Laura Linney. Brasileiras na lista: Luana Piovani, Cléo Pires, Leandra Leal, Débora Falabella, Natália Lage.

Eva Green em "Os Sonhadores"

Eva Green em “Os Sonhadores”

2 – EVA GREEN, por Os Sonhadores

Posteriormente em Musas retroativas: 8ª em 2006, por 007 – Cassino Royale.

3 - Renée Zellweger ("Abaixo o Amor")

Renée Zellweger em “Abaixo o Amor”

Renée Zellweger em "Cold Mountain"

Renée Zellweger em “Cold Mountain”

3 – RENÉE ZELLWEGER, por Abaixo o Amor e por Cold Mountain

Anteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1996, por Jerry Maguire – A Grande Virada; 15ª em 2001, por O Diário de Bridget Jones; 2ª em 2002, por Chicago.

Scarlett Johansson em "Encontros e Desencontros"

Scarlett Johansson em “Encontros e Desencontros”

4 – SCARLETT JOHANSSON, por Encontros e Desencontros

Posteriormente em Musas retroativas: 1ª em 2005, por Ponto Final – Match Point e por A Ilha; 2ª em 2006, por Scoop – O Grande Furo, por Dália Negra e por O Grande Truque; 2ª em 2008, por Vicky Cristina Barcelona, por A Outra e por The Spirit – O Filme; 7ª em 2009, por Ele Não Está Tão a Fim de Você.

Luana Piovani em “O Homem que Copiava”

5 – LUANA PIOVANI, por O Homem que Copiava

Posteriormente em Musas retroativas8ª em 2009, por A Mulher Invisível.

5 - Uma Thurman ("Kill Bill - Vol. 1")

Uma Thurman em “Kill Bill – Vol. 1”

6 – UMA THURMAN, por Kill Bill – Vol. 1

Anteriormente em Musas retroativas: 3ª em 1988, por As Aventuras do Barão Munchausen e por Ligações Perigosas; 1ª em 1990, por Henry & June; 13ª em 1994, por Pulp Fiction – Tempo de Violência; 12ª em 1996, por Feito Cães e Gatos; 6ª em 1998, por Os Vingadores. Posteriormente em Musas retroativas: 9ª em 2004, por Kill Bill – Vol. 2; 8ª em 2005, por Os Produtores e por Be Cool – O Outro Nome do Jogo.

6 - Naomi Watts ("21 Gramas")

Naomi Watts em “21 Gramas”

7 – NAOMI WATTS, por 21 Gramas

Anteriormente em Musas retroativas: 2ª em 2001, por Cidade dos Sonhos; 19ª em 2002, por O Chamado. Posteriormente em Musas retroativas: 2ª em 2005, por King Kong; 17ª em 2006, por O Despertar de uma Paixão.

8 - Keira Knightley ("Piratas do Caribe - A Maldição do Pérola Negra" e, também, "Simplesmente Amor")

Keira Knightley em “Piratas do Caribe – A Maldição do Pérola Negra”

Keira Knightley em “Simplesmente Amor”

8 – KEIRA KNIGHTLEY, por Piratas do Caribe – A Maldição do Pérola Negra e por Simplesmente Amor

Posteriormente em Musas retroativas: 12ª em 2005, por Orgulho & Preconceito e por Domino, a Caçadora de Recompensas; 20ª em 2007, por Desejo e Reparação e por Piratas do Caribe – No Fim do Mundo.

9 - Cléo Pires ("Benjamin")

Cléo Pires em “Benjamin”

9 – CLÉO PIRES, por Benjamin

10 - Nicole Kidman ("Dogville" e, também, "Revelações" e "Cold Mountain")

Nicole Kidman em “Dogville”

Nicole Kidman em "Revelações"

Nicole Kidman em “Revelações”

Nicole Kidman em "Cold Mountain"

Nicole Kidman em “Cold Mountain”

10 – NICOLE KIDMAN, por Dogville, por Revelações e por Cold Mountain

Anteriormente em Musas retroativas: 20ª em 1991, por Billy Bathgate – O Mundo a Seus Pés; 11ª em 1993, por Malícia; 1ª em 1995, por Um Sonho sem Limites e por Batman Eternamente; 14ª em 1998, por Da Magia à Sedução; 2ª em 1999, por De Olhos Bem Fechados; 8ª em 2001, por A Isca Perfeita, por Moulin Rouge – Amor em Vermelho e por Os OutrosPosteriormente em Musas retroativas: 11ª em 2009, por Nine.

Leandra Leal em “O Homem que Copiava”

11 – LEANDRA LEAL, por O Homem que Copiava

Posteriormente em Musas retroativas: 6ª em 2008, por Nome Próprio.

Natalie Portman em “Cold Mountain”

12 – NATALIE PORTMAN, por Cold Mountain

Posteriormente em em Musas retroativas:4ª em 2004, por Closer – Perto Demais; 18ª em 2005, por V de Vingança e por Star Wars – A Vingança dos Sith; 16ª em 2006, por Paris, Te Amo e por As Sombras de Goya; 9ª em 2007, por Um Beijo Roubado; 12ª em 2009, por Entre Irmãos e por As Coisas Impossíveis do Amor.

Jessica Biel em “O Massacre da Serra Elétrica”

13 – JESSICA BIEL, por O Massacre da Serra Elétrica

Ludivine Sagnier em “Swimming Pool – À Beira da Piscina”

14 – LUDIVINE SAGNIER, por Swimming Pool – À Beira da Piscina

15 - Débora Falabella ("Lisbela e o Prisioneiro")

Débora Falabella em “Lisbela e o Prisioneiro”

15 – DÉBORA FALABELLA, por Lisbela e o Prisioneiro

Posteriormente na lista: 17ª em 2004, por A Dona da História.

Monica Bellucci em “Matrix Reloaded”

Monica Bellucci em "Matrix Revolutions"

Monica Bellucci em “Matrix Revolutions”

Monica Bellucci em "Lágrimas do Sol"

Monica Bellucci em “Lágrimas do Sol”

16 – MONICA BELLUCCI, por Matrix Reloaded, por Matrix Revolutions e por Lágrimas do Sol

Anteriormente em Musas retroativas: 13ª em 1992, por Drácula de Bram Stoker; 1ª em 2000, por Malèna; 19ª em 2001, por Pacto dos Lobos; 3ª em 2002, por Irreversível e Asterix e Obelix – Missão Cleópatra. Posteriormente em Musas retroativas: 1ª em 2004, por A Paixão de Cristo; 11ª em 2007, por Mandando Bala.

Natália Lage em “O Homem do Ano”

17 – NATÁLIA LAGE, por O Homem do Ano

Annette Bening em "Pacto de Justiça"

Annette Bening em “Pacto de Justiça”

18 – ANNETTE BENING, por Pacto de Justiça

Anteriormente em Musas retroativas: 15ª em 1989, por Valmont – Uma História de Seduções; 5ª em 1990, por Os Imorais.

Rebecca Romijn-Stamos em “X-Men 2”

19 – REBECCA ROMJIN-STAMOS, por X-Men 2

Anteriormente em Musas retroativas: 5ª em 2002, por Femme Fatale.

Laura Linney em “Simplesmente Amor”

20 – LAURA LINNEY, por Simplesmente Amor

Musas de 2002 <<
>> Musas de 2004

Sigam-me os bons (no Twitter)

novembro 2017
D S T Q Q S S
« out    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Cenas da Vida

Páginas

Estatísticas

  • 1,265,438 hits