You are currently browsing the tag archive for the ‘Carrie Fisher’ tag.

Coluna Cinemascope (#15). Correio da Paraíba, 28/12/2016.

guerra-nas-estrelas-19

“Guerra nas Estrelas” (1977)

A Força da princesa

por Renato Félix

Eram os meados dos anos 1970 e a ideia de princesa ainda era a da mocinha de vestido longo presa em uma torre à espera do cavaleiro que iria salvá-la e com quem ela invariavelmente casaria. Ou da mocinha pobre encontrada (e salva) por um príncipe que se casaria com ela. E aí apareceu Carrie Fisher.

Ela própria uma princesa na corte de Hollywood (filha da atriz Debbie Reynolds e do cantor Eddie Fisher), também aparece como princesa, a Leia Organa de Guerra nas Estrelas (1977) e suas continuações. Naquele primeiro filme da série, ela foi demolindo o estereótipo: peitava Darth Vader logo no começo, e, presa, assistia seu planeta ser explodido e era torturada (mas não revelava a informação que os vilões queriam).

E quando o cavaleiro aparecia em sua cela para salvá-la, ela é quem tomou as rédeas da situação: tomou a arma e explodiu uma parede, dizendo “Alguém tem que salvar nossas peles”. Em O Retorno de Jedi (1983), escravizada e humilhada por Jabba naquele biquíni de metal, matou ela mesma o gangster na operação de fuga dos rebeldes.

Leia, naqueles anos 1970 e 1980, era o contrário do que uma princesa parecia dever ser. Comandava operações militares, tinha espírito de liderança, não levava desaforo para casa. Uma grande personagem, personificada de maneira eterna em Carrie Fisher, que nos deixou ontem.

Hoje até o Disney Channel tenta desfazer a imagem de princesa que a própria Disney consolidou dos anos 1930 aos 1950. Com o slogan “Sou princesa, sou real”, tenta vender a ideia de que ser princesa é lutar por seus ideais e para realizar seus sonhos e tal. Bonitinho, mas quarenta anos antes, Carrie Fisher já era a princesa que representava isso.

FOTO: Guerra nas Estrelas (1977)

<< Anterior: Ficou fácil
>> Próxima: A importância (ou não) dos prêmios

Diane Keaton em “A Última Noite de Boris Gruschenko”

1 – DIANE KEATON, por A Última Noite de Boris Gruschenko

Anteriormente em Musas retroativas: 3ª em 1972, por Sonhos de um Sedutor e por O Poderoso Chefão; 4ª em 1973, por Dorminhoco; 3ª em 1974, por O Poderoso Chefão – Parte II. Posteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1977, por Noivo Neurótico, Noiva Nervosa e por À Procura de Mr. Goodbar; 10ª em 1979, por Manhattan; 19ª em 1981, por Reds.

Diane Keaton não era uma pin-up, mas tinha um charme todo particular – que Woody Allen sabia captar como ninguém. Ganhou aqui e ganharia de novo dois anos depois. Mas as Musas retroativas começam a entrar em um terreno onde há lacunas difíceis de preencher. Simplesmente não deu para elencar 20 musas em 1975 – falha minha, sem dúvida, porque elas estão por aí; eu é que não vi filmes de 1975 o suficiente. Por isso, essa lista para na 15ª musa, o que pode voltar a acontecer – mas nada impede que ela seja completada depois. Muitas estreias, uma musa que conquistou seu lugar com apenas uma cena (Denise Cheshire na abertura de Tubarão) e talvez o primeiro caso de mãe e filha dessa lista: Lílian Lemmertz (a filha Júlia está na lista de 1999, por Um Copo de Cólera).

Julie Christie em “Shampoo”

2 – JULIE CHRISTIE, por Shampoo

Anteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1965, por Doutor Jivago e também por Darling, a que Amou Demais; 2ª em 1966, por Fahrenheit 451; 10ª em 1971, por Jogos & Trapaças – Onde os Homens São Homens; 3ª em 1973, por Inverno de Sangue em Veneza.

Goldie Hawn em “Shampoo”

3 – GOLDIE HAWN, por Shampoo

Anteriormente em Musas retroativas: 12ª em 1969, por Flor de Cacto; 7ª em 1974, por Louca Escapada. Posteriormente em Musas retroativas: 7ª em 1976, por O Corujão e a Gatinha; 11ª em 1978, por Golpe Sujo.

Maria Schneider em “Profissão: Repórter”

4 – MARIA SCHNEIDER, por Profissão: Repórter

Anteriormente em Musas retroativas: 2ª em 1972, por Último Tango em Paris.

Faye Dunaway em “Três Dias do Condor”

5 – FAYE DUNAWAY, por Três Dias do Condor

Anteriormente em Musas retroativas: 4ª em 1967, por Bonnie & Clyde – Uma Rajada de Balas; 10ª em 1968, por Crown, o Magnífico; 17ª em 1970, por Pequeno Grande Homem; 14ª em 1973, por Os Três Mosqueteiros; 10ª em 1974, por A Vingança de Milady, por Chinatown e por Inferno na Torre; Posteriormente em Musas retroativas: 5ª em 1976, por Rede de Intrigas.

Marie-Christine Barrault em “Primo, Prima”

6 – MARIE-CHRISTINE BARRAULT, por Primo, Prima

Anteriormente em Musas retroativas: 11ª em 1969, por Minha Noite com Ela.

Denise Cheshire em “Tubarão”

7 – DENISE CHESHIRE, por Tubarão

Susan Sarandon em “Rocky Horror Show”

8 – SUSAN SARANDON, por Rocky Horror Show

Anteriormente em Musas retroativas: 13ª em 1974, por A Primeira Página. Posteriormente em Musas retroativas: 8ª em 1978, por Menina Bonita; 9ª em 1980, por Atlantic City; 19ª em 1983, por Fome de Viver; 18ª em 1988, por Sorte no Amor; 12ª em 1990, por Loucos de Paixão; 9ª em 1991, por Thelma & Louise.

Lisbeth Hummel em “La Bête”

9 – LISBETH HUMMEL, por La Bête

Sirpa Lane em “La Bête”

10 – SIRPA LANE, por La Bête

Miou-Miou em “Trinity e Seus Companheiros”

11 – MIOU-MIOU, por Trinity e Seus Companheiros

Anteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1974, por Corações Loucos.

Carrie Fisher em “Shampoo”

12 – CARRIE FISHER, por Shampoo

Posteriormente em Musas retroativas: 19ª em 1977, por Guerra nas Estrelas; 11ª em 1980, por O Império Contra-Ataca e por Os Irmãos Cara de Pau; 2ª em 1983, por O Retorno de Jedi.

Catherine Schell em “O Retorno da Pantera Cor-de-Rosa”

13 – CATHERINE SCHELL, por O Retorno da Pantera Cor-de-Rosa

Líllian Lemmertz em “Lição de Amor”

14 – LÍLLIAN LEMMERTZ, por Lição de Amor

Anteriormente em Musas retroativas: 13ª em 1970, por Copacabana Mon Amour.

Barbra Streisand em “Funny Lady”

15 – BARBRA STREISAND, por Funny Lady

Anteriormente em Musas retroativas: 17ª em 1968, por Funny Girl – A Garota Genial; 17ª em 1969, por Alô, Dolly!; 16ª em 1973, por Nosso Amor de Ontem.

Musas de 1974 <<
>> Musas de 1976

Diane Keaton em "Noivo Neurótico, Noiva Nervosa"

Diane Keaton em “Noivo Neurótico, Noiva Nervosa”

Diane Keaton em "À Procura de Mr. Goodbar"

Diane Keaton em “À Procura de Mr. Goodbar”

1 – DIANE KEATON, por Noivo Neurótico, Noiva Nervosa e por À Procura de Mr. Goodbar

Anteriormente em Musas retroativas: 3ª em 1972, por Sonhos de um Sedutor e por O Poderoso Chefão; 4ª em 1973, por Dorminhoco; 3ª em 1974, por O Poderoso Chefão – Parte II; 1ª em 1975, por A Última Noite de Boris Gruschenko. Posteriormente em Musas retroativas: 10ª em 1979, por Manhattan; 19ª em 1981, por Reds.

Musa, musa mesmo foi Diane Keaton em Noivo Neurótico, Noiva Nervosa: Woody Allen até batizou o filme com o sobrenome real da atriz (Diane Hall virou Annie Hall). Com seu visual superparticular que ditou moda na época e bom humor, ela teve uma interpretação que conquistou a Academia e rendeu um Oscar. Mas deve ter ajudado a atuação dramática e ousada de À procura de Mr. Goodbar. Nas outras posições da lista, o domínio de estreantes (lembre-se que a lista corre de trás para a frente): nada menos que 15 musas nunca tinham aparecido nas listas. Apesar da ausência de brasileiras, há uma variedade grande de nacionalidades: americanas, uma italiana, duas inglesas, uma francesa e até uma atriz nascida nas Filipinas (Cristina Raines) e duas suecas (Agnetha e Anni-Frid, do grupo Abba, que estrelou um filme em 1977).

Laura Antonelli em “Esposamante”

2 – LAURA ANTONELLI, por Esposamante

Anteriormente em Musas retroativas: 9ª em 1973, por Malícia.

Barbara Bach em “007, o Espião que Me Amava”

3 – BARBARA BACH, por 007, o Espião que Me Amava

Agnetha Falkstog e Anni-Frid Lyngstad em “Abba – the Movie”

4 – AGNETHA FALKSTOG, por Abba – The Movie

Raquel Welch em “O Príncipe e o Mendigo”

5 – RAQUEL WELCH, por O Príncipe e o Mendigo

Anteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1966, por Um Milhão de Anos Antes de Cristo e por Viagem Fantástica; 13ª em 1967, por O Diabo É Meu Sócio; 7ª em 1973, por Os Três Mosqueteiros; 6ª em 1974, por A Vingança de Milady.

Carole Bouquet em “Esse Obscuro Objeto do Desejo”

6 – CAROLE BOUQUET, por Esse Obscuro objeto do Desejo

Posteriormente em Musas retroativas: 2ª em 1981, por 007 – Somente para Seus Olhos.

Jane Fonda em “Julia”

7 – JANE FONDA, por Julia

Anteriormente em Musas retroativas: 5ª em 1965, por Dívida de Sangue; 8ª em 1966, por Caçada Humana; 3ª em 1967, por Descalços no Parque; 1ª em 1968, por Barbarella; 5ª em 1969, por A Noite dos Desesperados; 4ª em 1971, por Klute – O Passado Condena; 19ª em 1972, por Tout Va Bien. Posteriormente em Musas retroativas: 2ª em 1978, por Amargo Regresso; 15ª em 1979, por Síndrome da China e por O Cavaleiro Elétrico; 13ª em 1981, por Num Lago Dourado e por Amantes & Finanças.

Teri Garr em “Alguém Lá em Cima Gosta de Mim”

Teri Garr em "Contatos Imediatos do Terceiro Grau"

Teri Garr em “Contatos Imediatos do Terceiro Grau”

8 – TERI GARR, por Alguém Lá em Cima Gosta de Mim e por Contatos Imediatos do Terceiro Grau

Anteriormente em Musas retroativas: 2ª em 1974, por O Jovem Frankenstein.

Anni-Frid Lyngstad em “Abba – The Movie”

9 – ANNI-FRID LYNGSTAD, por Abba – The Movie

Cristina Raines em “Os Duelistas”

10 – CRISTINA RAINES, por Os Duelistas

Angela Molina em “Esse Obscuro Objeto do Desejo”

11 – ANGELA MOLINA, por Esse Obscuro Objeto do Desejo

Leslie Browne em “Momento de Decisão”

12 – LESLIE BROWNE, por Momento de Decisão

Olivia Hussey em “Jesus de Nazaré”

13 – OLIVIA HUSSEY, por Jesus de Nazaré

Anteriormente em Musas retroativas: 3ª em 1968, por Romeu & Julieta.

Karen Lynn Gorney em “Os Embalos de Sábado à Noite”

14 – KAREN LYNN GORNEY, por Os Embalos de Sábado à Noite

Melinda Dillon em “Contatos Imediatos do Terceiro Grau”

15 – MELINDA DILLON, por Contatos Imediatos do Terceiro Grau

Meryl Streep em “Julia”

16 – MERYL STREEP, por Julia

Posteriormente em Musas retroativas: 12ª em 1978, por O Franco-Atirador; 17ª em 1979, por Manhattan e por Kramer vs. Kramer; 10ª em 1982, por A Escolha de Sofia.

Sally Field em “Agarra-me se Puderes”

17 – SALLY FIELD, por Agarra-me Se Puderes

Sarah Douglas em “O Mundo que o Tempo Esqueceu”

18 – SARAH DOUGLAS, por O Mundo que o Tempo Esqueceu

Posteriormente em Musas retroativas20ª em 1978, por Superman – O Filme.

Carrie Fisher em “Guerra nas Estrelas”

19 – CARRIE FISHER, por Guerra nas Estrelas

Anteriormente em Musas retroativas: 12ª em 1975, por Shampoo. Posteriormente em Musas retroativas: 11ª em 1980, por O Império Contra-Ataca e por Os Irmãos Cara de Pau; 2ª em 1983, por O Retorno de Jedi.

Charlotte Rampling em “Orca, a Baleia Assassina”

20 – CHARLOTTE RAMPLING, por Orca, a Baleia Assassina

Anteriormente em Musas retroativas: 15ª em 1972, por Henrique VIII e Suas Seis Mulheres; 12ª em 1974, por O Porteiro da NoitePosteriormente em Musas retroativas: 20ª em 1980, por Memórias.

Musas de 1976 <<
>> Musas de 1978

Aldine Muller em "A Força dos Sentidos

Aldine Muller em “A Força dos Sentidos”

Aldine Muller em "A Mulher que Inventou o Amor"

Aldine Muller em “A Mulher que Inventou o Amor”

Aldine Muller, em "A Fêmea do Mar"

Aldine Muller, em “A Fêmea do Mar”

Aldine Muller, em "Convite ao Prazer"

Aldine Muller, em “Convite ao Prazer”

Aldine Muller em "Império do Desejo"

Aldine Muller em “Império do Desejo”

1 – ALDINE MULLER, por A Força do Destino, por A Mulher que Inventou o Amor, por A Fêmea do Mar, por Convite ao Prazer e por Império do Desejo

Anteriormente em Musas retroativas: 12ª em 1978, por Ninfas Diabólicas, por O Estripador de Mulheres e por Os Galhos do Casamento; 6ª em 1979, por O Prisioneiro do Sexo, por Uma Cama para Sete Noivas, por Nos Tempos da Vaselina e por Os ImoraisPosteriormente em Musas retroativas: 17ª em 1983, por Força Estranha; 16ª em 1984, por Elite Devassa.

Uma das grandes musas da pornochanchada nacional e bem possivelmente a mais bonita delas, Aldine Muller alcança a primeira colocação entre as musas de 1980 por CINCO filmes – um recorde. Em alguns é protagonista (como no de título mais eloquente, A Mulher que Inventou o Amor), em outros coadjuvante. Em Convite ao Prazer, faz uma pequena participação dirigida pelo infalível Walter Hugo Khouri (que deu outra campeã com Norma Bengell, em 1964; Convite ao Prazer emplacou mais TRÊS musas mais para o fim da lista). A esposa do sr. Brian de Palma acabou beliscando o segundo lugar como uma prostituta, desbancando a que certamente é a musa mais lembrada daquele ano: Brooke Shields, por A Lagoa Azul – na época, com 15 anos, um escândalo que hoje é um ícone inocente da Sessão da Tarde. Outras aparições interessantes são Olivia Newton-John (que é musa mesmo, musa grega, em Xanadu) e Margot Kidder (claro, Lois Lane vai para a cama com o Super-Homem nesse filme – como não vai ser musa?). Surpresa das surpresas para muita gente será Lorna Patterson. “Quem?”, dirão quase todos. Mas confesse: se você viu Apertem os Cintos! O Piloto Sumiu… ficou prestando atenção é na aeromoça loura e não na Julie Hagerty… Primeira aparição: Ornella Muti, Debra Winger, Nicole PuzziÚltima aparição: Olivia Newton-John, Margot Kidder, Jane Seymour, Angie Dickinson, Christiane Torloni, Kate Lyra, Sandra Bréa, Charlotte Rampling. Única aparição: Brooke Shields, Lorna Patterson, Alba Valéria, Lauren Hutton. Brasileiras na lista: Aldine Muller, Alba Valéria, Christiane Torloni, Nicole Puzzi, Kate Lyra, Sandra Bréa.

Nancy Allen em "Vestida para Matar"

Nancy Allen em “Vestida para Matar”

2 – NANCY ALLEN, por Vestida para Matar

Anteriormente em Musas retroativas: 10ª em 1976, por Carrie, a Estranha; 3ª em 1978, por Febre de Juventude. Posteriormente em Musas retroativas: 14ª em 1981, por Um Tiro na Noite.

Brooke Shields em “A Lagoa Azul”

3 – BROOKE SHIELDS, por A Lagoa Azul

Catherine Deneuve em “O Último Metrô”

4 – CATHERINE DENEUVE, por O Último Metrô

Anteriormente em Musas retroativas: 10ª em 1964, por Os Guarda-Chuvas do Amor; 2ª em 1965, por Repulsa ao Sexo; 2ª em 1967, por A Bela da Tarde e por Duas Garotas Românticas; 4ª em 1969, por A Sereia do Mississipi; 1ª em 1970, por Tristana – Uma Paixão Mórbida. Posteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1983, por Fome de Viver.

Olivia Newton-John em "Xanadu"

Olivia Newton-John em “Xanadu”

5 – OLIVIA NEWTON-JOHN, por Xanadu

Anteriormente em Musas retroativas: 4ª em 1978, por Grease – Nos Tempos da Brilhantina.

Ornella Muti em "Flash Gordon"

Ornella Muti em “Flash Gordon”

6 – ORNELLA MUTI, por Flash Gordon

Posteriormente em Musas retroativas: 3ª em 1984, por Um Amor de Swann; 6ª em 1990, por A Viagem do Capitão Tornado; 9ª em 1993, por O Amante Bilíngüe.

Margot Kidder em “Superman II”

7 – MARGOT KIDDER, por Superman II

Anteriormente em Musas retroativas: 11ª em 1973, por Irmãs Diabólicas; 7ª em 1978, por Superman – O Filme; 8ª em 1979, por Terror em Amityville.

Lorna Patterson em "Apertem os Cintos! O Piloto Sumiu..."

Lorna Patterson em “Apertem os Cintos! O Piloto Sumiu…”

Lorna Patterson em "A Recruta Benjamin"

Lorna Patterson em “A Recruta Benjamin”

8 – LORNA PATTERSON, por Apertem os Cintos! O Polito Sumiu… e por A Recruta Benjamin

Susan Sarandon em "Atlantic City"

Susan Sarandon em “Atlantic City”

9 – SUSAN SARANDON, por Atlantic City

Anteriormente em Musas retroativas: 13ª em 1974, por A Primeira Página; 8ª em 1975, por Rocky Horror Show; 8ª em 1978, por Menina Bonita. Posteriormente em Musas retroativas: 19ª em 1983, por Fome de Viver; 18ª em 1988, por Sorte no Amor; 12ª em 1990, por Loucos de Paixão; 9ª em 1991, por Thelma & Louise.

Jane Seymour em "Em Algum Lugar do Passado"

Jane Seymour em “Em Algum Lugar do Passado”

10 – JANE SEYMOUR, por Em Algum Lugar do Passado

Anteriormente em Musas retroativas: 5ª em 1973, por Com 007 Viva e Deixe Morrer.

Carrie Fisher em "O Império Contra-Ataca"

Carrie Fisher em “O Império Contra-Ataca”

Carrie Fisher em "Os Irmãos Cara de Pau"

Carrie Fisher em “Os Irmãos Cara de Pau”

11 – CARRIE FISHER, por Os Irmãos Cara de Pau e o O Império Contra-Ataca

Anteriormente em Musas retroativas: 12ª em 1975, por Shampoo; 19ª em 1977, por Guerra nas Estrelas. Posteriormente em Musas retroativas: 2ª em 1983, por O Retorno de Jedi.

Alba Valéria em "Giselle"

Alba Valéria em “Giselle”

12 – ALBA VALÉRIA, por Giselle

Christiane Torloni em "Ariella"

Christiane Torloni em “Ariella”

13 – CHRISTIANE TORLONI, por Ariella

Anteriormente em Musas retroativas: 18ª em 1979, por O Bom BurguêsPosteriormente em Musas retroativas: 18ª em 1983, por Rio Babilônia; 12ª em 1984, por Águia na Cabeça.

Lauren Hutton em “Gigolô Americano”

14 – LAUREN HUTTON, por Gigolô Americano

Nicole Puzzi em "Ariella"

Nicole Puzzi em “Ariella”

Nicole Puzzi em "Convite ao Prazer"

Nicole Puzzi em “Convite ao Prazer”

15 – NICOLE PUZZI, por Ariella e por Convite ao Prazer

Posteriormente em Musas retroativas15ª em 1982, por Filhos e Amantes.

Kate Lyra por "Convite ao Prazer"

Kate Lyra por “Convite ao Prazer”

16 – KATE LYRA, por Convite ao Prazer

Anteriormente em Musas retroativas: 16ª em 1979, por O Prisioneiro do Sexo, por Uma Fêmea do Outro Mundo e por Nos Tempos da Vaselina.

Angie Dickinson em “Vestida para Matar”

17 – ANGIE DICKINSON, por Vestida para Matar

Anteriormente em Musas retroativas: 4ª em 1959, por Onde Começa o Inferno; 15ª em 1960, por Onze Homens e um Segredo; 12ª em 1962, por Candelabro Italiano; 15ª em 1966, por Caçada Humana; 7ª em 1967, por À Queima-Roupa.

Debra Winger em "Cowboy do Asfalto"

Debra Winger em “Cowboy do Asfalto”

18 – DEBRA WINGER, por Cowboy do Asfalto

Posteriormente em Musas retroativas8ª em 1982, por A Força do Destino; 13ª em 1983, por Laços de Ternura; 9ª em 1986, por Perigosamente Juntos; 17ª em 1987, por O Mistério da Viúva Negra; 20ª em 1995, por Esqueça Paris.

Sandra Bréa em "Herança dos Devassos"

Sandra Bréa em “Herança dos Devassos”

Sandra Bréa em "Convite ao Prazer"

Sandra Bréa em “Convite ao Prazer”

19 – SANDRA BRÉA, por Herança dos Devassos e por Convite ao Prazer

Anteriormente em Musas retroativas: 10ª em 1978, por Amada Amante; 9ª em 1979, por O Prisioneiro do Sexo, por República dos Assassinos, por Os Imorais, por Sede de Amar – Capuzes Negros e por Sábado Alucinante.

Charlotte Rampling em "Memórias"

Charlotte Rampling em “Memórias”

20 – CHARLOTTE RAMPLING, por Memórias

Anteriormente em Musas retroativas: 15ª em 1972, por Henrique VIII e Suas Seis Mulheres; 12ª em 1974, por O Porteiro da Noite; 20ª em 1977, por Orca, a Baleia Assassina.

Musas de 1979 <<
>> Musas de 1981

1 - Catherine Deneuve ("Fome de Viver")

Catherine Deneuve em “Fome de Viver”

1 – CATHERINE DENEUVE, por Fome de Viver

Anteriormente em Musas retroativas: 10ª em 1964, por Os Guarda-Chuvas do Amor; 2ª em 1965, por Repulsa ao Sexo; 2ª em 1967, por A Bela da Tarde e por Duas Garotas Românticas; 4ª em 1969, por A Sereia do Mississipi; 1ª em 1970, por Tristana – Uma Paixão Mórbida; 4ª em 1980, por O Último Metrô.

Sempre que apareceu em nossas listas, Catherine Deneuve esteve entre no top 10. Na verdade, apenas em uma das aparições não estava entre as quatro primeiras – e é das pouquíssimas bicampeãs da musas retroativas. Em Fome de Viver, foi a vampira bissexual que seduz Susan Sarandon e deixou em segundo a Carrie Fisher nos inesperados trajes menores de O Retorno de Jedi. A francesa Valeria Kaprisky fechou o pódio, na refilmagem americana de Acossado – onde o mais memorável é mesmo ela. Nenhuma brasileira chegou ao top 5 este ano, mas ninguém vai negar que foi outro grande ano nacional: oito musas, fazendo fila da 7ª à 11ª. O ano também marca a estreia de duas futuras campeãs: Michelle Pfeiffer e Diane Lane. Primeira aparição: Rebecca DeMornay, Maruschka Detmers, Michelle Pfeiffer, Diane Lane. Última aparição: Catherine Deneuve, Carrie Fisher, Mariel Hemingway, Denise Dumont, Stefania Sandrelli, Christiane Torloni. Única aparição: Valérie Kaprisky, Sylvia Bandeira, Tássia Camargo, Bianca Byngton, Jennifer Beals. Brasileiras na lista: Sylvia Bandeira, Sônia Braga, Tássia Camargo, Vera Fischer, Denise Dumont, Aldine Muller, Christiane Torloni, Bianca Byngton.

2 - Carrie Fisher ("O Retorno de Jedi")

Carrie Fisher em “O Retorno de Jedi”

2 – CARRIE FISHER, por O Retorno de Jedi

Anteriormente em Musas retroativas: 12ª em 1975, por Shampoo; 19ª em 1977, por Guerra nas Estrelas; 11ª em 1980, por O Império Contra-Ataca e por Os Irmãos Cara de Pau.

03-Valerie Kaprisky

Valérie Kaprisky em “A Força do Amor”

3 – VALÈRIE KAPRISKY, por A Força do Amor

5 - Rebecca DeMornay ("Negócio Arriscado")

Rebecca DeMornay em “Negócio Arriscado”

4 – REBECCA DEMORNAY, por Negócio Arriscado

Posteriormente em Musas retroativas19ª em 1992, por A Mão que Balança o Berço.

Kathleen Turner em "O Homem com Dois Cérebros"

Kathleen Turner em “O Homem com Dois Cérebros”

5 – KATHLEEN TURNER, por O Homem com Dois Cérebros

Anteriormente em Musas retroativas1ª em 1981, em Corpos ArdentesPosteriormente em Musas retroativas2ª em 1984, por Tudo por uma Esmeralda e por Crimes de Paixão; 4ª em 1985, por A Jóia do Nilo e por A Honra do Poderoso Prizzi; 10ª em 1986, por Peggy Sue, Seu Passado a Espera; 6ª em 1989, por A Guerra dos Roses.

Mariel Hemingway em “Star 80”

6 – MARIEL HEMINGWAY, por Star 80

Anteriormente em Musas retroativas: 3ª em 1979, por Manhattan; 6ª em 1982, por Tudo pela Vitória – As Parceiras.

8 - Silvia Bandeira ("Bar Esperança")

Sylvia Bandeira em “Bar Esperança”

7 – SYLVIA BANDEIRA, por Bar Esperança

08-Sonia Braga

Sônia Braga em “Gabriela”

8 – SÔNIA BRAGA, por Gabriela

Anteriormente em Musas retroativas: 3ª em 1976, por Dona Flor e Seus Dois Maridos; 1ª em 1978, por A Dama do Lotação; 6ª em 1981, por Eu Te Amo. Posteriormente em Musas retroativas: 15ª em 1985, por O Beijo da Mulher-Aranha; 15ª em 1988, por Luar sobre Parador e por Rebelião em Milagro.

10-Tassia Camargo-i

Tássia Camargo em “Corpo e Alma de Mulher”

9 – TÁSSIA CAMARGO, por Corpo e Alma de Mulher

Vera Fischer em "Perdoa-me por Me Traíres"

Vera Fischer em “Perdoa-me por Me Traíres”

10 – VERA FISCHER, por Perdoa-me por Me Traíres

Anteriormente em Musas retroativas15ª em 1973, por A Super Fêmea; 14ª em 1974, por As Delícias da Vida e As Mulheres que Fazem Diferente; 8ª em 1981, por Eu Te Amo e Bonitinha, mas Ordinária; 5ª em 1982, por Amor, Estranho AmorPosteriormente em Musas retroativas: 19ª em 1984, por Amor Voraz; 13ª em 1989, por Doida Demais.

Denise Dumont em "Rio Babilônia"

Denise Dumont em “Rio Babilônia”

11 – DENISE DUMONT, por Rio Babilônia

Anteriormente em Musas retroativas: 20ª em 1981, por Eros, o Deus do Amor; 14ª em 1982, por Filhos e Amantes.

Maruschka Detmers em "Carmen de Godard"

Maruschka Detmers em “Carmen de Godard”

12 – MARUSCHKA DETMERS, por Carmen de Godard

Posteriormente em Musas retroativas: 13ª em 1984, por A Pirata16ª em 1986, por O Diabo no Corpo.

11 - Debra Winger ("Laços de Ternura")

Debra Winger em “Laços de Ternura”

13 – DEBRA WINGER, por Laços de Ternura

Anteriormente em Musas retroativas: 18ª em 1980, por Cowboy do Asfalto; 8ª em 1982, por A Força do DestinoPosteriormente em Musas retroativas9ª em 1986, por Perigosamente Juntos; 17ª em 1987, por O Mistério da Viúva Negra; 20ª em 1995, por Esqueça Paris.

09-Michelle Pfeiffer-b

Michelle Pfeiffer em “Scarface”

14 – MICHELLE PFEIFFER, por Scarface

Posteriormente em Musas retroativas: 9ª em 1984, por Um Romance Muito Perigoso; 2ª em 1985, por O Feitiço de Áquila; 14ª em 1987, por As Bruxas de Eastwick; 2ª em 1988, por De Caso com a Máfia, por Ligações Perigosas e por Conspiração Tequila; 1ª em 1989, por Susie e os Baker Boys; 6ª em 1991, por Frankie & Johnny; 2ª em 1992, por Batman – O Retorno e por As Barreiras do Amor; 2ª em 1993, por A Época da Inocência; 12ª em 1994, por Lobo; 10ª em 1996, por Um Dia Especial; 16ª em 1999, por A História de Nós Dois; 20ª em 2000, por Revelação.

15 - Diane Lane ("Vidas sem Rumo" e...)

Diane Lane em “Vidas sem Rumo”

15 - Diane Lane (...também por "O Selvagem da Motocicleta")

Diane Lane em “O Selvagem da Motocicleta”

15 – DIANE LANE, por Vidas sem Rumo e por O Selvagem da Motocicleta

Posteriormente em Musas retroativas: 5ª em 1984, por Ruas de Fogo e por Cotton Club; 8ª em 1991, por Face a Face com o Inimigo;  1ª em 2002, por Infidelidade.

16 - Stefania Sandrelli ("A Chave")

Stefania Sandrelli em “A Chave”

16 – STEFANIA SANDRELLI, por A Chave

Anteriormente em Musas retroativas: 6ª em 1961, por Divórcio à Italiana; 9ª em 1970, por O Conformista; 4ª em 1974, por Nós que Nos Amávamos Tanto.

Aldine Muller em "Força Estranha"

Aldine Muller em “Força Estranha”

17 – ALDINE MULLER, por Força Estranha

Anteriormente em Musas retroativas: 12ª em 1978, por Ninfas Diabólicas, por O Estripador de Mulheres e por Os Galhos do Casamento; 6ª em 1979, por O Prisioneiro do Sexo, por Uma Cama para Sete Noivas, por Nos Tempos da Vaselina e por Os Imorais; 1ª em 1980, por A Força do Destino, por A Mulher que Inventou o Amor, por A Fêmea do Mar, por Convite ao Prazer e por Império do DesejoPosteriormente em Musas retroativas: 16ª em 1984, por Elite Devassa.

Christiane Torloni em "Rio Babilônia"

Christiane Torloni em “Rio Babilônia”

18 – CHRISTIANE TORLONI, por Rio Babilônia

Anteriormente em Musas retroativas: 18ª em 1979, por O Bom Burguês; 13ª em 1980, por AriellaPosteriormente em Musas retroativas: 12ª em 1984, por Águia na Cabeça.

Bianca Byngton em "Garota Dourada"

Bianca Byington em “Garota Dourada”

19 – BIANCA BYINGTON, por Garota Dourada

11-Jennifer Beals-b

Jennifer Beals em “Flashdance – Em Ritmo de Embalo”

20 – JENNIFER BEALS, por Flashdance – Em Ritmo de Embalo

Musas de 1982 <<
>> Musas de 1984

Sigam-me os bons (no Twitter)

março 2017
D S T Q Q S S
« fev    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Cenas da Vida

Você lembra dos meus cabelos?

Cineport 2011

Cineport 2011

Mais fotos

Páginas

Estatísticas

  • 1,239,618 hits