You are currently browsing the tag archive for the ‘Emma Thompson’ tag.

Esta é uma lista pessoal. Com 100% de certeza, você não vai concordar com 100% dela. Tudo bem — eu gostaria de saber a sua lista, que filmes você tiraria e quais incluiria. Outra coisa: a percepção sobre os filmes mudam com o tempo. Esta é a minha percepção agora, limitada, claro, aos filmes que vi — esta lista pode mudar à medida em que for revisitando alguns filmes dessa lista ou assistir a outros que ainda não conheço deste ano.

OS 20 MELHORES DE 1989

Faca a Coisa Certa - 03

1 — FAÇA A COISA CERTA

(Do the Right Thing, Estados Unidos). Direção e roteiro: Spike Lee. Elenco: Danny Aiello, Spike Lee, John Tuturro, Rosie Perez, Sameul L. Jackson, Ossie Davis, Ruby Dee, Bill Nunn, Martin Lawrence, John Savage.
O caldeirão multicultural em Bed-Stuy está fervilhando no dia mais quente do ano e a intolerância racial está em ebulição. Lee, em seu quarto longa, traça um mosaico complexo e sem resolução fácil, sustentado por personagens marcantes. Seu filme termina com citações de Martin Luther King e Malcolm X, historicamente líderes que lutavam pela mesma causa, mas divergiam sobre o uso da violência.

***

When Harry Met Sally2 — HARRY E SALLY, FEITOS UM PARA O OUTRO

(When Harry Met Sally…, Estados Unidos). Direção: Rob Reiner. Roteiro: Nora Ephron. Elenco: Billy Crystal, Meg Ryan, Carrie Fisher, Bruno Kirby.
O filme que redefiniu a comédia romântica tem um quê de inspiração em Woody Allen, brinca com o documentário (com atores interpretando depoimentos de histórias que, na verdade, são reais), tem diálogos ótimos (como a discussão sobre existir ou não amizade entre homem e mulher), momentos de improviso (a cena imortal do orgasmo fingido no restaurante foi sugestão de Meg Ryan; a fala final dessa cena foi sugestão de Billy Crystal), telas divididas espertas (homenageando Indiscreta, 1958, e Confidências à Meia-Noite, 1959). A trama é a do homem e da mulher que se detestam à primeira vista, depois ficam amigos, depois se apaixonam.

***

Dead Poets Society (1989) Directed by Peter Weir Shown: Robin Williams

3 — SOCIEDADE DOS POETAS MORTOS

(Dead Poets Society, Estados Unidos). Direção: Peter Weir. Roteiro: Tom Schulman. Elenco: Robin Williams, Ethan Hawke, Robert Sean Leonard, Josh Charles, Norman Lloyd.
Robin Williams em todas as suas potencialidades cômicas e dramáticas num filme sobre o poder transformador da arte. Filme obrigatório também sobre a arte de ensinar.

***

Splendor-11

4 — SPLENDOR

(Splendor, Itália/ França) Direção e roteiro: Ettore Scola. Elenco: Marcello Mastroianni, Massimo Troisi, Marina Vlady.
Lançado meses depois de Cinema Paradiso, foi meio eclipsado pelo filme de Tornatore, mas é outro grande filme sobre o amor ao cinema. E o final ainda é citação direta de A Felicidade Não Se Compra.

***

THE LITTLE MERMAID 3D

5 — A PEQUENA SEREIA

(The Little Mermaid, Estados Unidos) Direção e roteiro: John Musker, Ron Clements. Vozes na dublagem original: Jodi Benson, Pat Carroll, Kenneth Mars.
O filme que simboliza a renascença da Disney, após um período de filmes de pouco sucesso. O estúdio retornou à seara das princesas com algumas atualizações, caprichou na animação deslumbrante do fundo do mar e nas canções, com as ótimas “Part of your world” e “Kiss the girl” e a maravilhosa “Under the sea”.

***

Sexo Mentiras e Videotape - 01

6 — SEXO, MENTIRAS E VIDEOTAPE

(Sex, Lies and Videotape, Estados Unidos) Direção e roteiro: Steven Soderbergh. Elenco: James Spader, Andie MacDowell, Peter Gallagher, Laura San Giacomo.
Em um período onde o cinema independente não aparecia com tanto destaque, o filme de Soderbergh mostrou a força criativa que existia fora dos grandes estúdios.

***

Indiana Jones e a Ultima Cruzada-26

7 — INDIANA JONES E A ÚLTIMA CRUZADA

(Indiana Jones and the Last Cruzade, Estados Unidos) Direção: Steven Spielberg. Roteiro: Jeffrey Boam. Elenco: Harrison Ford, Sean Connery, Denholm Elliot, Alison Doody, John Rhys-Davies, Julian Glover, River Phoenix.
Spielberg resolveu pegar mais leve na terceira parte da franquia, que volta ao esquema do primeiro: uma corrida contra os nazistas por um tesouro místico. O golpe de mestre foi incluir o pai de Indy na trama, vivido na medida por Sean Connery (e os filmes de James Bond não são o “pai” dos de Indiana Jones, afinal de contas?). Vale o destaque para o prólogo com River Phoenix vivendo o jovem Indy.

***

Crimes e Pecados - 01

8 — CRIMES E PECADOS

(Crimes and Misdemeanors, Estados Unidos) Direção e roteiro: Woody Allen. Elenco: Martin Landau, Woody Allen, Anjelica Huston, Alan Alda, Mia Farrow, Claire Bloom.
Como em Hannah e Suas Irmãs, Woody divide o filme em drama e comédia. E de novo equilibra bem as duas tramas que se entrelaçam. Se inspirou em Crime e Castigo e voltará a isso em Match Point (2006).

***

Henrique V - 1989 - 02

9 — HENRIQUE V

(Henry V, Reino Unido) Direção e roteiro: Kenneth Branagh. Elenco: Kenneth Branagh, Ian Holm, Brian Blessed, Emma Thompson, Derek Jacobi.
Em seu primeiro filme como diretor, Branagh mostrou uma grande força criativa e narrativa nesta adaptação da peça de Shakespeare. A sequência da batalha de Azincourt é um grande momento, onde o ufanismo que Laurence Olivier usou como tom no filme de 1944 é trocado pela tragédia.

***

Tempo de Gloria - 02

10 — TEMPO DE GLÓRIA

(Glory, Estados Unidos) Direção: Edward Zwick. Roteiro: Kevin Jarre. Elenco: Matthew Broderick, Denzel Washington, Cary Elwes, Morgan Freeman.
A história do primeiro pelotão de soldados negros na Guerra Civil Americana, e o preconceito que enfrentaram até de seu próprio exército.

***

De Volta para o Futuro - Parte 2 - 12

11 — DE VOLTA PARA O FUTURO — PARTE II

(Back to the Future — Part II, Estados Unidos) Direção: Robert Zemeckis. Roteiro: Robert Zemeckis e Bob Gale. Elenco: Michael J. Fox, Christopher Lloyd, Lea Thompson, Thomas F. Wilson, Elisabeth Shue, Billy Zane, Elijah Wood.
O divertidíssimo segundo filme tem três momentos: mostra o futuro prometido no final do primeiro, depois volta a 1985 alterado (como o mundo em que George não existiu em A Felicidade Não Se Compra, 1946) e volta a 1955, onde a nova trama tem momento de interseção com a do primeiro filme. Engenhoso e com efeitos especiais que hoje, na era do CGI, são corriqueiros, mas foram surpreendentes na época.

***

Arquitetura da Destruicao - 01

12 — ARQUITETURA DA DESTRUIÇÃO

(Undergångens Arkitektur, Suécia) Direção: Peter Cohen.
O ideal estético do nazismo, da raça pura e da arte “não degenerada”, é analisada nesse excelente documentário. A visão estética deformada do III Reich se refletiu em sua odiosa política higienista, onde a ideia de uma “arte degenerada” refletia o preconceito com doentes mentais e uma obsessão com uma suposta pureza que gerou o Holocausto.

***

Black Rain - A Coragem de uma Raca - 01

13 — BLACK RAIN — A CORAGEM DE UMA RAÇA

(Kuroi Ame, Japão) Direção: Shohei Imamura. Roteiro: Shohei Imamura e Toshiro Ishido. Elenco: Yoshiko Tanaka, Kazuo Kitamura, Etsuko Ichihara.
Uma visão dramática e poderosa, em preto-e-branco, da cidade de Hiroshima depois da explosão da bomba atômica jogada pelos americanos no final da II Guerra.

***

Eu Sou o Senhor do Castelo - 01

14 — EU SOU O SENHOR DO CASTELO

(Je Suis le Seigneur du Château, França) Direção: Régis Wargnier. Roteiro: Alain Le Henry e Régis Wargnier. Elenco: Régis Arpin, David Behar, Jean Rochefort, Dominique Blanc.
Filmes com criança nem sempre são filmes infantis. Aqui, o filho do dono de uma mansão empreende uma rivalidade feroz contra o filho da empregada.

***

Campo dos Sonhos - 01

15 — CAMPO DOS SONHOS

(Field of Dreams, Estados Unidos) Direção e roteiro: Phil Alden Robinson. Elenco: Kevin Costner, Amy Madigan, Ray Liotta, James Earl Jones, Burt Lancaster, Gaby Hoffmann.
Um dos melhores feel good movies, que aposta numa história difícil de levar a sério: um fazendeiro que ouve vozes que dizem para construir um campo de beisebol no meio de um milharal. E aí grandes jogadores do passado aparecem do além para bater uma bolinha. Mas, embarcando, é uma delícia de ver.

***

Shirley Valentine - 01

16 — SHIRLEY VALENTINE

(Shirley Valentine, Reino Unido/ Estados Unidos) Direção: Lewis Gilbert. Roteiro: Willy Russell. Elenco: Pauline Collins, Tom Conti, Joanna Lumley.
Russell adapta a própria peça de sucesso, com a mesma Pauline Collins, que ganhou um Tony pelo papel: uma dona-de-casa inglesa tão solitária que dá bom dia às paredes e quebra a quarta parede para conversar com o espectador. Nada que uma viagem à Grécia não mude. Gilbert digiriu três filmes de 007 nos anos 1960 e 1970.

***

Ata-me - 01

17 — ATA-ME

(Atame!, Espanha) Direção e roteiro: Pedro Almodóvar. Elenco: Victoria Abril, António Banderas, María Barranco, Rossy de Palma, Julieta Serrano.
Um sujeito com problemas mentais sequestra uma atriz de filmes pornô para tentar convencê-la a se casar com ele. A trama e a relação dos dois acaba se tornando mais complexa. Um Almodóvar atrevido de primeira linha.

***

Meu Pe Esquerdo - 06

18 — MEU PÉ ESQUERDO

(My Left Foot — The Story of Christy Brown, Irlanda/ Reino Unido) Direção: Jim Sheridan. Roteiro: Shane Connaughton e Jim Sheridan. Elenco: Daniel Day-Lewis, Brenda Fricker, Alison Whelan, Fiona Shaw.
A história real de Christy Brown, que nasceu com paralisia cerebral e descobriu como escrever e pintando com a única parte do corpo que conseguia controlar: o pé esquerdo. O primeiro dos três Oscars de Day-Lewis.

***

Batman-1989-20

19 — BATMAN

(Batman, Estados Unidos) Direção: Tim Burton. Roteiro: Sam Hamm, Warren Skaaren. Elenco: Michael Keaton, Jack Nicholson, Kim Basinger, Jack Palance, Billy Dee Williams.
A primeira grande adaptação do Homem-Morcego para os cinemas detonou uma batmania mundial. O filme é cheio de senões (o Coringa ser responsável pela morte dos pais do Batman, pro exemplo), muita gente reclamou de Keaton como o herói, mas o Coringa de Nicholson é brilhante e Burton conseguiu impor sua marca autoral, isso não se pode negar.

***

M8DSEOF EC020

20 — VÍTIMAS DE UMA PAIXÃO

(Sea of Love, Estados Unidos) Direção: Harold Becker. Roteiro: Richard Price. Elenco: Al Pacino, Ellen Barkin, John Goodman, Michael Rooker, Richard Jenkins, William Hickey, Samuel L. Jackson.
Al Pacino encerrou um hiato de quatro anos sem um filme com esse noir moderno, em que é um policial que investiga assassinatos e se envolve com uma mulher que pode ser a culpada. Nesse papel, está Ellen Barkin, em seu papel mais memorável e sexy.

***

OS 10 PIORES

Orquidea Selvagem - 01

1 — ORQUÍDEA SELVAGEM

(Wild Orchid, Estados Unidos) Direção: Zalman King. Roteiro: Patricia Louisianna Knope e Zalman King. Elenco: Carré Otis, Mickey Rourke, Jacqueline Bisset, Assumpta Serna, Milton Gonçalves.
Uma advogada é levada a um turismo erótico pelo Rio de Janeiro por um milionário. Produtor e roteirista de 9 1/2 Semanas de Amor (1986), King tentou reproduzir o sucesso com o mesmo Mickey Rourke e a modelo Carré Otis, linda, mas inexpressiva, no lugar de Kim Basinger. O resultado foi péssimo, onde pessoas dobrando uma esquina no Rio e saindo em Salvador era o de menos.

***

2 — O JUSTICEIRO (The Punisher, Austrália/ Estados Unidos) Direção: Mark Goldblatt. Elenco: Dolph Lundgren, Louis Gossett Jr. Versão podreira muito longe do que a Marvel é hoje no cinema.

3 — DOIDA DEMAIS (Brasil) Direção: Sergio Rezende. Elenco: Vera Fischer, Paulo Betti, José Wilker. Aventura que tenta usar a sensualidade de Vera Fischer e não muito mais.

4 — A MOSCA II (Estados Unidos) Direção: Chris Walas. Elenco: Eric Stoltz, Daphne Zuniga. Caça-níquel total.

5 — CONDENAÇÃO BRUTAL (Lock Up, Estados Unidos). Direção: John Flynn. Elenco: Sylvester Stallone, Donald Sutherland, Tom Sizemore. Um dos piores filmes de Stallone e essa é uma escolha difícil

6 — GUERREIRO AMERICANO III (American Ninja III Blood Hunt, Estados Unidos/ Canadá/ África do Sul). Direção: Cedric Sundstrom. Elenco: David Bradley, Steve James. Essa série foi uma praga com toda a cara da produtora Golan-Globus.

7 — LOUCADEMIA DE POLÍCIA VI — CIDADE EM ESTADO DE SÍTIO (Police Academy VI City Under Siege, Estados Unidos) Direção: Peter Bonerz. Elenco: Michael Winslow, G.W. Bailey, Bubba Smith, David Graf, George Gaynes, Leslie Easterbrook, Marion Ramsey. Steve Gutenberg já tinha pulado fora dois filmes atrás e a série não aprendeu com o filme anterior que era hora de acabar.

8 — MATADOR DE ALUGUEL (Road House, Estados Unidos). Direção: Rowdy Herrington. Elenco: Patrick Swayze, Kelly Lynch, Sam Elliott, Ben Gazzara. Patrick Swayze como leão de chácara. Pior que Dirty Dancing.

9 — OS TRAPALHÕES NA TERRA DOS MONSTROS (Brasil) Direção: Flávio Migliaccio. Elenco: Renato Aragão, Dedé Santana, Mussum, Zacarias, Angélica, Conrado, Gugu Liberato, Vanessa de Oliveira. Os Trapalhões têm filmes bons e ruins. Mas esse aqui sofre com péssimos monstrinhos (e falo também das atuações de Angélica, Conrado e Gugu).

10 — CONFUSÕES DE UM SEDUTOR (Skin Deep, Estados Unidos). Direção: Blake Edwards. Elenco: John Ritter, Vincent Gardenia, Nina Foch. Deve ser o pior filme da carreira de Blake Edwards. Ele parece ter feito esse filme antes e muito melhor.

Continue lendo »

A querida Emma Thompson ganhou o Globo de Ouro de melhor roteiro em 1996, por Razão e Sensibilidade. No palco, Emma diz que pensou em como Jane Austen reagiria àquilo – e, com toda sua verve, leu um agradecimento como se tivesse sido escrito por Jane!

1 - Emmanuelle Beart ("A Bela Intrigante")

Emmanuelle Beart e, “A Bela Intrigante”

1 – EMMANUELLE BÉART, por A Bela Intrigante

Anteriormente em Musas retroativas: 11ª em 1986, por A Vingança de Manon; 10ª em 1990, por A Viagem do Capitão Tornado. Posteriormente em Musas retroativas: 2ª em 1994, por Ciúme, o Inferno do Amor Possessivo; 19ª em 1995, por Desejos Secretos; 5ª em 1996, por Missão Impossível.

Em A Bela Intrigante, Emmanuelle Béart é a modelo para um artista. Assim, fica simplesmente nua praticamente o filme inteiro de quase quatro horas de duração. E é a Emmanuelle Béart – como poderia não ser a primeira do ano? E este foi o ano da amalucada Thelma de Geena Davis (Louise também está na nossa lista) e da musa chinesa Gong Li. Um grande ano para as francesas: cinco na lista (além de Béart, Irène Jacob, Julie Delpy, Juliette Binoche e Isabelle Huppert). As brasileiras começam a reaparecer, com Cláudia Raia (ajudada por Louise Cardoso, é verdade) na refilmagem de Matou a Família e Foi ao Cinema. Primeiras aparições: Emma Thompson, Irène Jacob, Julie Delpy, Nicole Kidman. Últimas aparições: Susan Sarandon, Jessica Lange, Isabelle Huppert. Únicas aparições: Mary-Louise Parker, Cláudia Raia, Angeline Ball, Juliette Lewis. Brasileiras na lista: Cláudia Raia.

Geena Davis em "Thelma & Louise"

Geena Davis em “Thelma & Louise”

2 – GEENA DAVIS, por Thelma & Louise

Anteriormente em Musas retroativas: 8ª em 1990, por Não Tenho TrocoPosteriormente em Musas retroativas: 17ª em 1992, por Uma Equipe Muito Especial e Herói por Acidente.

3 - Gong Li ("Lanternas Vermelhas")

Gong Li em “Lanternas Vermelhas”

3 – GONG LI, por Lanternas Vermelhas

Anteriormente em Musas retroativas: 11ª em 1989, por Amor e Sedução. Posteriormente em Musas retroativas: 9ª em 2006, por Miami Vice.

Mary-Louise Parker em "Tomates Verdes Fritos"

Mary-Louise Parker em “Tomates Verdes Fritos”

4 – MARY LOUISE PARKER, por Tomates Verdes Fritos

Cláudia Raia em "Matou a Família e Foi ao Cinema"

Cláudia Raia em “Matou a Família e Foi ao Cinema”

5 – CLÁUDIA RAIA, por Matou a Família e Foi ao Cinema

6 - Michelle Pfeiffer ("Frankie & Johnny")

Michelle Pfeiffer em “Frankie & Johnny”

6 – MICHELLE PFEIFFER, por Frankie & Johnny

Anteriormente em Musas retroativas: 14ª em 1983, por Scarface; 9ª em 1984, por Um Romance Muito Perigoso; 2ª em 1985, por O Feitiço de Áquila; 14ª em 1987, por As Bruxas de Eastwick; 2ª em 1988, por De Caso com a Máfia, por Ligações Perigosas e por Conspiração Tequila; 1ª em 1989, por Susie e os Baker BoysPosteriormente na lista: 2ª em 1992, por Batman – O Retorno e por As Barreiras do Amor; 2ª em 1993, por A Época da Inocência; 12ª em 1994, por Lobo; 10ª em 1996, por Um Dia Especial; 16ª em 1999, por A História de Nós Dois; 20ª em 2000, por Revelação.

7 - Emma Thompson ("Voltar a Morrer")

Emma Thompson em “Voltar a Morrer”

7 – EMMA THOMPSON, por Voltar a Morrer

Posteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1993, por Muito Barulho por Nada.

8 - Diane Lane ("Face a Face com o Inimigo")

Diane Lane em “Face a Face com o Inimigo”

8 – DIANE LANE, por Face a Face com o Inimigo

Anteriormente em Musas retroativas: 15ª em 1983, por Vidas sem Rumo e por O Selvagem da Motocicleta; 5ª em 1984, por Ruas de Fogo e por Cotton Club. Posteriormente em Musas retroativas: 1ª em 2002, por Infidelidade.

Susan Sarandon em "Thelma & Louise"

Susan Sarandon em “Thelma & Louise”

9 – SUSAN SARANDON, por Thelma & Louise

Anteriormente em Musas retroativas: 13ª em 1974, por A Primeira Página; 8ª em 1975, por Rocky Horror Show; 8ª em 1978, por Menina Bonita; 9ª em 1980, por Atlantic City; 19ª em 1983, por Fome de Viver; 18ª em 1988, por Sorte no Amor; 12ª em 1990, por Loucos de Paixão.

Jessica Lange em “Cabo do Medo”

10 – JESSICA LANGE, por Cabo do Medo

Anteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1976, por King Kong; 14ª em 1979, por All That Jazz – O Show Deve Continuar; 3ª em 1981, por O Destino Bate à Sua Porta; 4ª em 1982, por Frances e Tootsie.

12 - Irène Jacob ("A Dupla Vida de Veronique")

Irène Jacob em “A Dupla Vida de Veronique”

11 – IRÈNE JACOB, por A Dupla Vida de Veronique

Posteriormente em Musas retroativas: 8ª em 1994, por A Fraternidade É Vermelha; 5ª em 1995, por Othello.

Angeline Ball em “The Commitments – Loucos pela Fama”

12 – ANGELINE BALL, por The Commitments – Loucos pela Fama

Juliette Lewis em “Cabo do Medo”

13 – JULIETTE LEWIS, por Cabo do Medo

Jennifer Connelly em “Rocketeer”

14 – JENNIFER CONNELLY, por Rocketeer

Anteriormente em Musas retroativas: 14ª em 1989, por Essas Garotas; 16ª em 1990, por The Hot Spot – Um Lugar Muito Quente. Posteriormente em Musas retroativas: 8ª em 1993, por De Amor e de Sombras; 2ª em 1996, por O Preço da Traição; 4ª em 1997, por Círculo de Paixões; 2ª em 2000, por Réquiem para um Sonho e por Amor Maior que a Vida; 3ª em 2001, por Uma Mente Brilhante; 1ª em 2003, por Hulk; 6ª em 2006, por Diamante de Sangue e por Pecados Íntimos.

14 - Kim Basinger ("Desejos" e, também, "Uma Loira em Minha Vida")

Kim Basinger em “Desejos”

Kim Basinger em “Um Loira em Minha Vida”

15 – KIM BASINGER, por Desejos e por Uma Loira em Minha Vida

Anteriormente em Musas retroativas: 18ª em 1978, por Retrato de Modelo; 1ª em 1986, por 9½ Semanas de Amor e por Sem Perdão; 4ªem 1989, por Batman e Minha Noiva É uma Extraterrestre.Posteriormente em Musas retroativas: 9ª em 1994, em A Fuga; 12ª em 1997, por Los Angeles, Cidade Proibida.

Julie Delpy em “Filhos da Guerra”

Julie Delpy em “O Viajante”

16 – JULIE DELPY, por Filhos da Guerra e por O Viajante

Posteriormente em Musas retroativas: 16ª em 1994, por A Igualdade É Branca; 9ª em 1995, por Antes do Amanhecer; 5ª em 2004, por Antes do Pôr-do-Sol.

Juliette Binoche em “Os Amantes da Pont-Neuf”

17 – JULIETTE BINOCHE, por Os Amantes da Pont-Neuf

Anteriormente na lista: 1ª em 1988, por A Insustentável Leveza do SerPosteriormente na lista: 9ª em 1992, por Perdas e Danos e O Morro dos Ventos Uivantes; 10ª em 1993, por A Liberdade É Azul; 14ª em 1996, por O Paciente Inglês; 8ª em 2002, por Fuso Horário do Amor.

Meg Ryan em “The Doors”

18 – MEG RYAN, por The Doors

Anteriormente em Musas retroativas: 3ª em 1989, por Harry & Sally, Feitos um para o OutroPosteriormente na lista: 15ª em 1993, por Sintonia de Amor.

Isabelle Huppert em “Madame Bovary)

19 – ISABELLLE HUPPERT, por Madame Bovary

Anteriormente em Musas retroativas: 11ª em 1974, por Corações Loucos.

Nicole Kidman em “Billy Bathgate – O Mundo a Seus Pés”

20 – NICOLE KIDMAN, por Billy Bathgate – O Mundo a Seus Pés

Posteriormente em Musas retroativas: 11ª em 1993, por Malícia; 1ª em 1995, por Um Sonho sem Limites e por Batman Eternamente; 14ª em 1998, por Da Magia à Sedução; 2ª em 1999, por De Olhos Bem Fechados; 8ª em 2001, por A Isca Perfeita, por Moulin Rouge – Amor em Vermelho e por Os Outros; 10ª em 2003, por Dogville, por Revelações e por Cold Mountain; 11ª em 2009, por Nine.

Musas de 1990 <<
>> Musas de 1992

Emma Thompson e Kate Beckinsale em “Muito Barulho por Nada”

1 – EMMA THOMPSON, por Muito Barulho por Nada

Anteriormente em Musas retroativas7ª em 1991, por Voltar a Morrer.

Emma Thompson filmada pelo então marido Kenneth Branagh, shakespeariana na ensolarada Toscana. Uma deliciosa solteirona de língua afiada, em uma beleza adulta onde a inteligência faz diferença. Muito Barulho por Nada ainda emplacou a jovenzinha Kate Beckinsale em 17º. A tricampeã Michelle Pfeiffer emplacou aqui, o segundo lugar, sob as ordens de Martin Scorsese, um diretor que nem costuma contribuir muito para as musas retroativas. Completando o pódio, Teri Hatcher, um encanto como a Lois Lane de Lois & Clark – na lista por causa do longa para a TV que serviu como piloto da série. Algumas musas estão em  filmes dos quais se esperava mais, mas conseguiram garantir seus lugares: Sharon Stone, por Invasão de Privacidade; Sherilyn Fenn, por Encaixotando Helena; Nicole Kidman, por Malícia; Demi Moore, por Proposta Indecente. Em anos muito difíceis para o cinema nacional, mais uma vez não tivemos nenhuma brasileira na lista.

Michelle Pfeiffer em “A Época da Inocência”

2 – MICHELLE PFEIFFER, por A Época da Inocência

Anteriormente em Musas retroativas: 14ª em 1983, por Scarface; 9ª em 1984, por Um Romance Muito Perigoso; 2ª em 1985, por O Feitiço de Áquila; 14ª em 1987, por As Bruxas de Eastwick; 2ª em 1988, por De Caso com a Máfia, por Ligações Perigosas e por Conspiração Tequila; 1ª em 1989, por Susie e os Baker Boys; 6ª em 1991, por Frankie & Johnny; 2ª em 1992, por Batman – O Retorno e por As Barreiras do Amor. Posteriormente em Musas retroativas: 12ª em 1994, por Lobo; 10ª em 1996, por Um Dia Especial; 16ª em 1999, por A História de Nós Dois; 20ª em 2000, por Revelação.

3 - Teri Hatcher ("Lois & Clark - As Novas Aventuras do Superman")

Teri Hatcher em “Lois & Clark – As Novas Aventuras do Superman”

3 – TERI HATCHER, por Lois & Clark – As Novas Aventuras do Superman

Posteriormente em Musas retroativas: 18ª em 1994, por Paixão Perigosa; 11ª em 1997, por 007 – O Amanhã Nunca Morre.

Madeleine Stowe em “Short Cuts – Cenas da Vida”

4 – MADELEINE STOWE, por Short Cuts – Cenas da Vida

Anteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1987, por Tocaia; 11ª em 1990, por Vingança e por A Chave do Enigma; 3ª em 1992, por Obsessão Fatal e por O Último dos Moicanos.

5 - Sharon Stone ("Invasão de Privacidade")

Sharon Stone em “Invasão de Privacidade”

5 – SHARON STONE, por Invasão de Privacidade

Anteriormente em Musas retroativas: 12ª em 1985, por As Minas do Rei Salomão; 9ª em 1990, por O Vingador do Futuro; 1ª em 1992, por Instinto Selvagem. Posteriormente em Musas retroativas: 8ª em 1995, por Cassino e por Rápida e Mortal; 16ª em 1996, por Diabolique; 12ª em 1999, por A Musa.

6 - Sherilyn Fenn ("Encaixotando Helena")

Sherilyn Fenn em “Encaixotando Helena”

6 – SHERILYN FENN, por Encaixotando Helena

Maribel Verdú em “Sedução”

7 - Maribel Verdú ("Ovos de Ouro")

Maribel Verdú em “Ovos de Ouro”

7 – MARIBEL VERDÚ, por Sedução e por Ovos de Ouro

Posteriormente em Musas retroativas: 4ª em 2001, por E Sua Mãe Também.

8 - Jennifer Connelly ("De Amor e de Sombras")

Jennifer Connelly em “De Amor e de Sombras”

8 – JENNIFER CONNELLY, por De Amor e de Sombras

Anteriormente em Musas retroativas: 14ª em 1989, por Essas Garotas; 16ª em 1990, por The Hot Spot – Um Lugar Muito Quente; 14ª em 1991, por Rocketeer. Posteriormente em Musas retroativas: 2ª em 1996, por O Preço da Traição; 4ª em 1997, por Círculo de Paixões; 2ª em 2000, por Réquiem para um Sonho e por Amor Maior que Vida; 3ª em 2001, por Uma Mente Brilhante; 1ª em 2003, por Hulk; 6ª em 2006, por Diamante de Sangue e por Pecados Íntimos.

9 - Ornella Muti ("O Amante Bilíngüe")

Ornella Muti em “O Amante Bilíngüe”

9 – ORNELLA MUTI, por O Amante Bilíngue

Anteriormente em Musas retroativas: 6ª em 1980, por Flash Gordon; 3ª em 1984, por Um Amor de Swann; 6ª em 1990, por A Viagem do Capitão Tornado.

10 - Juliette Binoche ("A Liberdade É Azul")

Juliette Binoche em “A Liberdade É Azul”

10 – JULIETTE BINOCHE, por A Liberdade É Azul

Anteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1988, por A Insustentável Leveza do Ser; 17ª em 1991, por Os Amantes da Pont-Neuf; 9ª em 1992, por Perdas e Danos e O Morro dos Ventos Uivantes. Posteriormente em Musas retroativas: 14ª em 1996, por O Paciente Inglês; 8ª em 2002, por Fuso Horário do Amor.

Nicole Kidman em “Malícia”

11 – NICOLE KIDMAN, por Malícia

Posteriormente em Musas retroativas20ª em 1991, por Billy Bathgate – O Mundo a Seus Pés. Posteriormente em Musas retroativas1ª em 1995, por Um Sonho sem Limites e por Batman Eternamente; 14ª em 1998, por Da Magia à Sedução; 2ª em 1999, por De Olhos Bem Fechados; 8ª em 2001, por A Isca Perfeita, por Moulin Rouge – Amor em Vermelho e por Os Outros; 10ª em 2003, por Dogville, por Revelações e por Cold Mountain; 11ª em 2009, por Nine.

Julianne Moore em “O Fugitivo”

Julianne Moore em “Short Cuts – Cenas da Vida”

12 – JULIANNE MOORE, por O Fugitivo e por Short Cuts – Cenas da Vida

Anteriormente em Musas retroativas: 14ª em 1992, por Corpo em Evidência e por A Mão que Balança o Berço. Posteriormente em Musas retroativas: 3ª em 1997, por Boogie Nights – Prazer sem Limites; 12ª em 1998, por O Grande Lebowski e por Psicose; 1ª em 1999, por Fim de Caso e por Magnólia; 3ª em 2009, por O Preço da Traição e por Direito de Amar.

Demi Moore em “Proposta Indecente”

13 – DEMI MOORE, por Proposta Indecente

Anteriormente em Musas retroativas: 20ª em 1985, por O Primeiro Ano do Resto de Nossas Vidas ; 4ª em 1986, por Sobre Ontem à Noite; 19ª em 1990, por Ghost – Do Outro Lado da Vida.

Mia Kirshner em “Amor e Restos Humanos”

14 – MIA KIRSHNER, por Amor e Restos Humanos

Posteriormente em Musas retroativas: 11ª em 1994, por Exotica; 4ª em 2006, por Dália Negra.

Meg Ryan em “Sintonia de Amor”

15 – MEG RYAN, por Sintonia de Amor

Anteriormente em Musas retroativas3ª em 1989, por Harry & Sally, Feitos um para o Outro; 18ª em 1991, por The Doors.

Winona Ryder em “A Época da Inocência”

Winona Ryder em “A Casa dos Espíritos”

16 – WINONA RYDER, por A Época da Inocência e por A Casa dos Espíritos

Anteriormente em Musas retroativas4ª em 1990, por Edward, Mãos de Tesoura e por Minha Mãe É uma Sereia; 10ª em 1992, por Drácula de Bram Stoker.

Bridget Fonda em “A Assassina”

17 – BRIDGET FONDA, por A Assassina

Anteriormente em Musas retroativas: 18ª em 1989, por Escândalo – A História de Abalou um Império; 16ª em 1992, por Vida de Solteiro e por Mulher Solteira ProcuraPosteriormente em Musas retroativas: 18ª em 1997, por Jackie Brown.

Kate Beckinsale em “Muito Barulho por Nada”

18 – KATE BECKINSALE, por Muito Barulho por Nada

Patricia Arquette em “Amor à Queima-Roupa”

19 – PATRICIA ARQUETTE, por Amor á Queima-Roupa

Posteriormente em Musas retroativas: 9ª em 1997, por A Estrada Perdida; 17ª em 1999, por Stigmata.

Embeth Davidtz em “A Lista de Schindler”

20 – EMBETH DAVIDTZ, por A Lista de Schindler

Musas de 1992 <<
>> Musas de 1994

35 - "Sonhos de um Sedutor" (1972)

35 – “Sonhos de um Sedutor” (1972)

35 – SONHOS DE UM SEDUTOR (1972), de Herbert Ross

34 - "Tootsie" (1982)

34 – “Tootsie” (1982)

34 – TOOTSIE (1982), de Sydney Pollack

33 - "Aladdin" (1992)

33 – “Aladdin” (1992)

33 – ALADDIN (1992), de John Musker e Ron Clements

32 - "Romeu & Julieta" (1968)

32 – “Romeu & Julieta” (1968)

32 – ROMEU E JULIETA (1968), de Franco Zefirelli

31 - "Jules e Jim - Uma Mulher para Dois" (1961)

31 – “Jules e Jim – Uma Mulher para Dois” (1961)

31 – JULES E JIM –  UMA MULHER PARA DOIS (1961), de François Truffaut

30 - "Bonnie & Clyde - Uma Rajada de Balas" (1967)

30 – “Bonnie & Clyde – Uma Rajada de Balas” (1967)

30 – BONNIE & CLYDE –  UMA RAJADA DE BALAS (1967), de Arthur Penn

29 - "Desencanto" (1945)

29 – “Desencanto” (1945)

29 – DESENCANTO (1945), de David Lean

28 - "Sabrina" (1954)

28 – “Sabrina” (1954)

28 – SABRINA (1954), de Billy Wilder

27 - "O Fabuloso Destino de Amélie Poulain" (2001)

27 – “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain” (2001)

27 – O FABULOSO DESTINO DE AMÉLIE POULAIN (2001), de Jean-Pierre Jeunet

26 - "Ritmo Louco" (1935)

26 – “Ritmo Louco” (1935)

26 – RITMO LOUCO (1935), de George Stevens

25 - "Forrest Gump, o Contador de Histórias" (1994)

25 – “Forrest Gump, o Contador de Histórias” (1994)

25 – FORREST GUMP, O CONTADOR DE HISTÓRIAS (1994), de Robert Zemeckis

24 - "A Felicidade Não Se Compra" (1946)

24 – “A Felicidade Não Se Compra” (1946)

24 – A FELICIDADE NÃO SE COMPRA (1946), de Frank Capra

23 - "A Dama e o Vagabundo" (1955)

23 – “A Dama e o Vagabundo” (1955)

23 – A DAMA E O VAGABUNDO (1955), de Clyde Geronimi, Wifred Jackson e Hamilton Luske

22 - "Todas as Mulheres do Mundo" (1967)

22 – “Todas as Mulheres do Mundo” (1967)

22 – TODAS AS MULHERES DO MUNDO (1967), de Domingos Oliveira

21 - "Se Meu Apartamento Falasse" (1960)

21 – “Se Meu Apartamento Falasse” (1960)

21 – SE MEU APARTAMENTO FALASSE (1960), de Billy Wilder

20 - "Antes do Amanhecer" (1994)

20 – “Antes do Amanhecer” (1994)

20 – ANTES DO AMANHECER (1994), de Richard Linklater

19 - "Cupido É Moleque Teimoso" (1937)

19 – “Cupido É Moleque Teimoso” (1937)

19 – CUPIDO É MOLEQUE TEIMOSO (1937), de Leo McCarey

18 - "Aconteceu Naquela Noite" (1934)

18 – “Aconteceu Naquela Noite” (1934)

18 – ACONTECEU NAQUELA NOITE (1934), de Frank Capra

16 - "Quatro Casamentos e um Funeral" (1994)

17 – “Quatro Casamentos e um Funeral” (1994)

17 – QUATRO CASAMENTOS E UM FUNERAL (1994), de Mike Newell

16 - "A Bela e a Fera" (1991)

16 – “A Bela e a Fera” (1991)

16 – A BELA E A FERA (1991), de Gary Trousdale e Kirk Wise

15 - "Amor, Sublime Amor" (1961)

15 – “Amor, Sublime Amor” (1961)

15 – AMOR, SUBLIME AMOR (1961), de Robert Wise e Jerome Robbins

14 - "Quem Quer Ser um MIlionário?" (2008)

14 – “Quem Quer Ser um Milionário?” (2008)

14 – QUEM QUER SER UM MILIONÁRIO? (2008), de Danny Boyle

13 - "...E o Vento Levou" (1939)

13 – “…E o Vento Levou” (1939)

13 – …E O VENTO LEVOU (1939), de Victor Fleming

12 - "Muito Barulho por Nada" (1993)

12 – “Muito Barulho por Nada” (1993)

12 – MUITO BARULHO POR NADA (1993), de Kenneth Branagh

11 - "Manhattan" (1979)

11 – “Manhattan” (1979)

11 – MANHATTAN (1979), de Woody Allen

10 - "Bonequinha de Luxo" (1961)

10 – “Bonequinha de Luxo” (1961)

10 – BONEQUINHA DE LUXO (1961), de Blake Edwards

9 - "Wall-E" (2008)

9 – “Wall-E” (2008)

9 – WALL-E (2008), de Andrew Stanton

8 - "O Feitiço de Áquila" (1985)

8 – “O Feitiço de Áquila” (1985)

8 – O FEITIÇO DE ÁQUILA (1985), de Richard Donner

7 - "Depois do Vendaval" (1952)

7 – “Depois do Vendaval” (1952)

7 – DEPOIS DO VENDAVAL (1952), de John Ford

6 - "Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças" (2004)

6 – “Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças” (2004)

6 – BRILHO ETERNO DE UMA MENTE SEM LEBRANÇAS (2004), de Michel Gondry

5 - "Luzes da Cidade" (1931)

5 – “Luzes da Cidade” (1931)

5 – LUZES DA CIDADE (1931), de Charles Chaplin

4 - "Harry e Sally, Feitos um para o Outro" (1989)

4 – “Harry e Sally, Feitos um para o Outro” (1989)

4 – HARRY E SALLY, FEITOS UM PARA O OUTRO (1989), de Rob Reiner

3 - "Noivo Neurótico, Noiva Nervosa" (1977)

3 – “Noivo Neurótico, Noiva Nervosa” (1977)

3 – NOIVO NEURÓTICO, NOIVA NERVOSA (1977), de Woody Allen

2 - "A Princesa e o Plebeu" (1953)

2 – “A Princesa e o Plebeu” (1953)

2 – A PRINCESA E O PLEBEU (1953), de William Wyler

1 - "Casablanca" (1942)

1 – “Casablanca” (1942)

1 – CASABLANCA (1942), de Michael Curtiz

Sigam-me os bons (no Twitter)

novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Cenas da Vida

Páginas

Estatísticas

  • 1.340.624 hits