You are currently browsing the tag archive for the ‘Jane Fonda’ tag.

por Renato Félix

Não é uma atualização (ainda). É a mesma lista que foi publicada aqui no blog em 2014, mas reunida em um mesmo infográfico. Abaixo dele, a lista dos filmes, só com o texto. Lembrando que a lista não reflete a minha opinião: é uma combinação da média ponderada das avaliações dos usuários do IMDb e das cotações do Metacritic e do Rotten Tomatoes, sites que compilam avaliações dos críticos americanos.

A partir do 50º lugar, a lista indica opções de leitura referentes ao filme em questão. Como foi feito em 2014, pode haver naturais desatualizações e, claro, não inclui os filmes de 2014 para cá, que ficam para uma futura nova lista.

Detalhes e a lista parte a parte? Clique aqui.

Ranking completo 3

 

Os 100 primeiros:

1 – Persépolis (2007)
2 – Batman, o Cavaleiro das Trevas (2008)
3 – O Fantasma do Futuro (1995)
4 – Anti-Herói Americano (2003)
5 – Azul É a Cor Mais Quente (2013)
6 – Ghost World – Aprendendo a Viver (2001)
7 – Guardiões da Galáxia (2014)
8 – Superman – O Filme (1978)
9 – Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge (2012)
10 – O Castelo de Cagliostro (1979)
11 – Nausicaa – A Princesa do Vale dos Ventos (1984)
12 – Homem-Aranha 2 (2004)
13 – Homem de Ferro (2008)
14 – Charlie Brown e Snoopy (1969)
15 – Expresso do Amanhã (2013)
16 – X-Men – Dias de um Futuro Esquecido (2014)
17 – Cor da Pele: Mel (2012)
18 – Superman II (1980)
19 – Volte para Casa, Snoopy (1972)
20 – Akira (1988)
21 – Os Vingadores – The Avengers (2012)
22 – Marcas da Violência (2005)
23 – O Reino dos Gatos (2002)
24 – Batman – A Máscara do Fantasma (1993)
25 – Capitão América 2 – O Soldado Invernal (2014)
26 – Batman Begins (2005)
27 – Oldboy (2003)
28 – Death Note (2006)
29 – Hellboy II – O Exército Dourado (2008)
30 – Homem-Aranha (2002)
31 – Metropolis (2001)
32 – MIB – Homens de Preto (1997)
33 – Sin City, a Cidade do Pecado (2005)
34 – Contos do Além (1972)
35 – Estrada para Perdição (2002)
36 – Death Note – The Last Name (2006)
37 – X-Men 2 (2003)
38 – X-Men – Primeira Classe (2011)
39 – O Corvo (1994)
40 – Asterix e Obelix – Missão Cleópatra (2002)
41 – Gen Pés Descalços (1983)
42 – Scott Pilgrim contra o Mundo (2010)
43 – Batman – O Retorno (1992)
44 – Lobo Solitário – Espada da Vingança (1972)
45 – Ping-Pong (2002)
46 – Meus Vizinhos, os Yamada (1999)
47 – Hellboy (2004)
48 – Kick-Ass – Quebrando Tudo (2010)
49 – X-Men – O Filme (2000)
50 – As Aventuras de Tintim (2011)
51 – V de Vingança (2005)
52 – As Múmias do Faraó (2010)
53 – Batman, o Homem-Morcego (1966)
54 – Mind Game (2004)
55 – Homem de Ferro 3 (2013)
56 – A Família Addams 2 (1993)
57 – Batman (1989)
58 – Capitão América, o Primeiro Vingador (2011)
59 – Frango com Ameixas (2011)
60 – Superman – O Retorno (2006)
61 – Os Sem-Floresta (2006)
62 – O Espetacular Homem-Aranha (2012)
63 – Sakuran (2006)
64 – Nana (2005)
65 – Flash Gordon (1980)
66 – Dredd (2012)
67 – Noé (2014)
68 – O Fantasma do Futuro 2 – A Inocência (2004)
69 – Creepshow – Show de Horrores (1982)
70 – Thor (2011)
71 – O Procurado (2008)
72 – RED – Aposentados e Perigosos (2010)
73 – O Máskara (1994)
74 – Homem de Ferro 2 (2010)
75 – Sparks (2013)
76 – Gainsbourg, o Homem que Amava as Mulheres (2010)
77 – Perigo: Diabolik (1968)
78 – Homens de Preto III (2012)
79 – Wolverine Imortal (2013)
80 – O Incrível Hulk (2008)
81 – Watchmen – O Filme (2009)
82 – Barbarella (1968)
83 – O Palácio Francês (2013)
84 – O Retorno de Tamara (2010)
85 – A Família Addams (1991)
86 – Thor – O Mundo Sombrio (2013)
87 – Transformers (2007)
88 – Conan, o Bárbaro (1982)
89 – 300 (2006)
90 – Dose Dupla (2013)
91 – Dick Tracy (1990)
92 – Rocketeer (1991)
93 – Homem-Aranha 3 (2007)
94 – Quase Super-Heróis/ Heróis Muito Loucos (1999)
95 – X-Men – O Confronto Final (2006)
96 – O Homem de Aço (2013)
97 – Heavy Metal – Universo em Fantasia (1981)
98 – Do Inferno (2001)
99 – O Espetacular Homem-Aranha 2 – A Ameaça de Electro (2014)
100 – Blade II – O Caçador de Vampiros (2002)

 

 

Anúncios
Julie Christie em "Darling, a que Amou Demais"

Julie Christie em “Darling, a que Amou Demais”

Julie Christie em "Doutor Jivago"

Julie Christie em “Doutor Jivago”

1 – JULIE CHRISTIE, por Darling, a que Amou Demais e por Doutor Jivago 

Posteriormente em Musas retroativas: 2ª em 1966, por Fahrenheit 451; 10ª em 1971, por Jogos & Trapaças – Onde os Homens São Homens; 3ª em 1973, por Inverno de Sangue em Veneza; 2ª em 1975, por Shampoo.

Julie Christie é daquelas atrizes que, quando aparecem, estão quase sempre nas primeiras posições dessa lista. Em 1965, ela poderia fazer isso não com um filme, mas com dois: foi a coisa mais linda como Lara em Doutor Jivago e ganhou um Oscar por Darling, a que Amou Demais, com um strip-tease dramático que deve ter valido a estatueta.  Julie, nascida na Índia, era uma atriz de personalidade forte, que não estava nem aí para o estrelato e fazia o que queria. Foi uma das atrizes mais interessantes e sexies dos anos 1960 e 1970 e ainda está na ativa, uma bela senhora. Não venceu em um ano fácil, afinal qualquer ano em que Catherine Deneuve esteja elegível, ela é séria concorrente ao título. Em 1965, ela aperece como a atormentada garota de Repulsa ao Sexo. Outras sempre favoritas – Jane Fonda, Brigitte Bardot, Natalie Wood, Elizabeth Taylor – dividem espaço com destaques do ano, como a bondgirl da vez, a francesa Claudine Auger, que havia sido Miss França (duvido que injustamente). A segunda bondgirl de 007 contra a Chantagem Atômica, a italiana Luciana Paluzzi, também está na lista. Primeira aparição: Julie Christie, Jane Fonda. Última aparição: Carroll Baker, Anna Karina, Jeanne Moreau, Capucine, Sylva Koscina. Única aparição: Claudine Auger, Luciana Paluzzi, Virna Lisi, Charmian Carr, Paila Prentiss. Brasileiras na lista: nenhuma.

Catherine Deneuve em “Repulsa ao Sexo”

2 – CATHERINE DENEUVE, por Repulsa ao Sexo

Anteriormente em Musas retroativas: 10ª em 1964, por Os Guarda-Chuvas do Amor; Posteriormente em Musas retroativas: 2ª em 1967, por A Bela da Tarde e por Duas Garotas Românticas; 4ª em 1969, por A Sereia do Mississipi; 1ª em 1970, por Tristana – Uma Paixão Mórbida; 4ª em 1980, por O Último Metrô; 1ª em 1983, por Fome de Viver.

Claudine Auger em “007 contra a Chantagem Atômica”

3 – CLAUDINE AUGER, por 007 contra a Chantagem Atômica

Natalie Wood em “A Corrida do Século”

4 – NATALIE WOOD, por A Corrida do Século

Anteriormente em Musas retroativas: 6ª em 1955, por Juventude Transviada; 10ª em 1958, por Até o Último Alento; 3ª em 1961, por Clamor do Sexo e por Amor, Sublime Amor; 10ª em 1962, por Em Busca de um Sonho; 3ª em 1964, por Médica, Bonita e Solteira. Posteriormente em Musas retroativas: 13ª em 1966, por Esta Mulher É Proibida; 3ª em 1969, por Bob & Carol & Ted & Alice.

Jane Fonda em “Dívida de Sangue”

5 – JANE FONDA, por Dívida de Sangue 

Posteriormente em Musas retroativas: 8ª em 1966, por Caçada Humana; 3ª em 1967, por Descalços no Parque; 1ª em 1968, por Barbarella; 5ª em 1969, por A Noite dos Desesperados; 4ª em 1971, por Klute – O Passado Condena; 19ª em 1972, por Tout Va Bien; 7ª em 1977, por Julia; 2ª em 1978, em Amargo Regresso; 15ª em 1979, por Síndrome da China e por O Cavaleiro Elétrico; 13ª em 1981, por Num Lago Dourado e por Amantes & Finanças.

Brigitte Bardot em “Viva Maria!”

6 – BRIGITTE BARDOT, por Viva Maria! 

Anteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1956, por E Deus Criou a Mulher;3ª em 1958, por Amar É Minha Profissão e por Vingança de Mulher; 5ª em 1960, por A Verdade; 2ª em 1963, por O Desprezo. Posteriormente em Musas retroativas: 11ª em 1968, por Shalako; 10ª em 1973, por Se Don Juan Fosse Mulher.

Julie Andrews em “A Noviça Rebelde”

7 – JULIE ANDREWS, por A Noviça Rebelde 

Anteriormente em Musas retroativas: 17ª em 1964, por Mary Poppins e por Não Podes Comprar o Meu Amor. Posteriormente em Musas retroativas: 9ª em 1968, por A Estrela; 8ª em 1970, por Lili, Minha Adorável Espiã; 20ª em 1982, por Victor ou Victoria.

Carroll Baker em “Harlow, a Vênus Platinada”

8 – CARROLL BAKER, por Harlow, a Vênus Platinada

Anteriormente em Musas retroativas: 5ª em 1956, por Boneca de Carne e por Assim Caminha a Humanidade; 16ª em 1958, por Da Terra Nascem os Homens.

Anna Karina em “O Demônio das Onze Horas”

Anna Karina em “Alphaville”

9 – ANNA KARINA, por O Demônio das Onze Horas e por Alphaville

Anteriormente em Musas retroativas: 4ª em 1961, por Uma Mulher É uma Mulher; 18ª em 1962, por Viver a Vida; 20ª em 1964, por Bande a Part.

Jeanne Moreau e Brigitte Bardot em “Viva Maria!”

Jeanne Moreau em “Falstaff – O Toque da Meia-Noite”

10 – JEANNE MOREAU, por Viva Maria! e por Falstaff – O Toque da Meia-Noite

Anteriormente em Musas retroativas: 4ª em 1958, por Os Amantes e por Ascensor para o Cadafalso; 13ª em 1959, por As Ligações Perigosas; 8ª em 1961, por A Noite; 4ª em 1962, por Jules e Jim – Uma Mulher para Dois; 18ª em 1964, por Diário de uma Camareira.

Michèle Mercier em “Maravilhosa Angélica”

11 – MICHÈLE MERCIER, por Maravilhosa Angélica

Anteriormente em Musas retroativas: 13ª em 1960, por Atire no Pianista;7ª em 1964, por Angélica, a Marquesa dos Anjos. Posteriormente em Musas retroativas: 6ª em 1966, por Angélica e o Rei; 11ª em 1967, por Indomável Angélica.

Luciana Paluzzi em "007 contra a Chantagem Atômica"

Luciana Paluzzi em “007 contra a Chantagem Atômica”

Luciana Paluzzi em "E Agora Falamos de Homens"

Luciana Paluzzi em “E Agora Falamos de Homens”

12 – LUCIANA PALUZZI, por 007 contra a Chantagem Atômica e por E Agora Falamos de Homens

Virna Lisi em “Casanova ’70”

13 – VIRNA LISI, por Casanova ’70

Charmian Carr em “A Noviça Rebelde”

14 – CHARMIAN CARR, por A Noviça Rebelde

Elizabeth Taylor em “Adeus às Ilusões”

15 – ELIZABETH TAYLOR, por Adeus às Ilusões

Anteriormente em Musas retroativas: 4ª em 1954, por No Caminho dos Elefantes e por A Última Vez que Vi Paris; 3ª em 1956, por Assim Caminha a Humanidade; 1ª em 1958, por Gata em Teto de Zinco Quente; 1ª em 1959, por De Repente, no Último Verão; 2ª em 1960, por Disque Butterfield 8; 3ª em 1963, por Cleópatra. Posteriormente em Musas retroativas: 18ª em 1970, por Jogo de Paixões.

Romye Schneider em "O que É que Há, Gatinha?"

Romy Schneider em “O que É que Há, Gatinha?”

16 – ROMY SCHNEIDER, por O que É que Há, Gatinha?

Anteriormente em Musas retroativas: 18ª em 1955, por Sissi; 15ª em 1957, por Sissi e Seu Destino; 15ª em 1962, por Boccaccio ’70; Posteriormente em Musas retroativas: 11ª em 1972, por Ludwig, o Último Rei da Bavária.

Paula Prentiss em “O que É que Há, Gatinha?”

17 – PAULA PRENTISS, por O que É que Há, Gatinha?

Ursula Andress em “A Deusa da Cidade Perdida”

Ursula Andress em “O que É que Há, Gatinha?”

18 – URSULA ANDRESS, por A Deusa da Cidade Perdida e por  O que É que Há, Gatinha?

Anteriormente em Musas retroativas: 3ª em 1962, por 007 contra o Satânico Dr. No; 10ª em 1963, por O Seresteiro de Acapulco. Posteriormente em Musas retroativas: 18ª em 1966, por Crepúsculo das Águias; 12ª em 1967, por Cassino Royale; 19ª em 1979, por O Quinto Mosqueteiro.

Capucine em “O que É que Há, Gatinha?”

19 – CAPUCINE, por O que É que Há, Gatinha?

Anteriormente em Musas retroativas: 16ª em 1963, por A Pantera Cor-de-Rosa.

Sylva Koscina em “Julieta dos Espíritos”

20 – SYLVA KOSCINA, por Julieta dos Espíritos

Anteriormente em Musas retroativas: 20ª em 1958, por As Façanhas de Hércules.

Musas de 1964 <<
>> Musas de 1966

Raquel Welch em “Um Milhão de Anos Antes de Cristo”

Raquel Welch em “Viagem Fantástica”

1 – RAQUEL WELCH, por Um Milhão de Anos Antes de Cristo e por Viagem Fantástica

Posteriormente em Musas retroativas: 13ª em 1967, por O Diabo É Meu Sócio; 7ª em 1973, por Os Três Mosqueteiros; 6ª em 1974, por A Vingança de Milady; 5ª em 1977, por O Príncipe e o Mendigo.

A passagem do tempo, no filme Um Sonho de Liberdade (1994), é marcada por três posters colocado na parede da cela de prisão de Tim Robbins: Rita Hayworth, em Gilda (os anos 1940); Marilyn Monroe, em O Pecado Mora ao Lado (os anos 1950); e… Raquel Welch, em Um Milhão de Anos Antes de Cristo. A despeito dos outros dois também serem grandes filmes, este último… Bem, Raquel Welch estava acima disso, e se foi preciso um filme que colocou homens e dinossauros contracenando para colocá-la vestindo aquele biquíni pré-histórico, então ainda bem que ele foi feito. No mesmo ano, ela também fez Viagem Fantástica, cobertíssima (mas em um uniforme justíssimo). Julie Christie ficou em segundo com o papel duplo de Fahrenheit 451 e Audrey Hepburn fechou o pódio. As italianas Claudia Cardinale e Monica Vitti vieram logo atrás. O filme que mais rendeu musas foi Blow Up – Depois Daquele Beijo: quatro. Primeira aparição: Raquel Welch, Vanessa Redgrave, Jane Birkin. Última aparição: Monica Vitti, Bibi Andersson, Anouk Aimée, Sarah Miles. Única aparição: Veruschka von Lehndorff, Lee Meriwether, Barbara Shelley. Brasileiras na lista: nenhuma.

Julie Christie em “Fahrenheit 451”

2 – JULIE CHRISTIE, por Fahrenheit 451

Anteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1965, por Doutor Jivago e também por Darling, a que Amou Demais. Posteriormente em Musas retroativas: 10ª em 1971, por Jogos & Trapaças – Onde os Homens São Homens; 3ª em 1973, por Inverno de Sangue em Veneza; 2ª em 1975, por Shampoo.

Audrey Hepburn em “Como Roubar um Milhão de Dólares”

3 – AUDREY HEPBURN, por Como Roubar um Milhão de Dólares

Anteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1953, por A Princesa e o Plebeu2ª em 1954, por Sabrina; 7ª em 1956, por Guerra e Paz; 2ª em 1957, por Cinderela em Paris e por Amor na Tarde; 10ª em 1959, por Uma Cruz à Beira do Abismo e por A Flor que Não Morreu; 12ª em 1960, por O Passado Não Perdoa; 1ª em 1961, por Bonequinha de Luxo e por Infâmia;7ª em 1963, por Charada; 9ª em 1964, por My Fair Lady e por Quando Paris Alucina. Posteriormente em Musas retroativas: 8ª em 1967, por Um Caminho para Dois e por Um Clarão nas Trevas; 16ª em 1976, por Robin e Marian.

Claudia Cardinale em “Os Profissionais”

4 – CLAUDIA CARDINALE, por Os Profissionais

Anteriormente em Musas retroativas: 17ª em 1960, por Rocco e Seus Irmãos; 11ª em 1961, por A Moça com a Valise;1ª em 1963, por , por O Leopardo e por A Pantera Cor-de-Rosa. Posteriormente em Musas retroativas: 2ª em 1968, por Era uma Vez no Oeste.

Monica Vitti em “Modesty Blaise”

5 – MONICA VITTI, por Modesty Blaise

Anteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1960, por A Aventura; 5ª em 1961, por A Noite; 7ª em 1962, por O Eclipse; 14ª em 1964, por O Deserto Vermelho.

Michèle Mercier em “Angélica e o Rei”

6 – MICHÈLE MERCIER, por Angélica e o Rei

Anteriormente em Musas retroativas: 13ª em 1960, por Atire no Pianista; 7ª em 1964, por Angélica, a Marquesa dos Anjos; 11ª em 1965, por Maravilhosa Angélica. Posteriormente em Musas retroativas: 11ª em 1967, por Indomável Angélica.

Veruschka Von Lehndorff em “Blow Up – Depois Daquele Beijo”

7 – VERUSCHKA VON LEHNDORFF, por Blow Up – Depois Daquele Beijo

Jane Fonda em “Caçada Humana”

8 – JANE FONDA, por Caçada Humana

Anteriormente em Musas retroativas: 5ª em 1965, por Dívida de Sangue. Posteriormente em Musas retroativas: 3ª em 1967, por Descalços no Parque; 1ª em 1968, por Barbarella; 5ª em 1969, por A Noite dos Desesperados; 4ª em 1971, por Klute – O Passado Condena; 19ª em 1972, por Tout Va Bien; 7ª em 1977, por Julia; 2ª em 1978, em Amargo Regresso; 15ª em 1979, por Síndrome da China e por O Cavaleiro Elétrico; 13ª em 1981, por Num Lago Dourado e por Amantes & Finanças.

Bibi Andersson em "Persona - Quando Duas Mulheres Pecam"

Bibi Andersson em “Persona – Quando Duas Mulheres Pecam”

9 – BIBI ANDERSSON, por Persona – Quando Duas Mulheres Pecam

Anteriormente em Musas retroativas: 6ª em 1957, por O Sétimo Selo e por Morangos Silvestres.

Anouk Aimée em “Um Homem, uma Mulher”

10 – ANOUK AIMÉE, por Um Homem, uma Mulher

Anteriormente em Musas retroativas: 19ª em 1960, por A Doce Vida; 7ª em 1961, por Lola, a Flor Proibida; 15ª em 1963, por .

Vanessa Redgrave em “Blow Up – Depois Daquele Beijo”

11 – VANESSA REDGRAVE, por Blow Up – Depois Daquele Beijo

Posteriormente em Musas retroativas: 19ª em 1967, por Camelot; 12ª em 1968, por Isadora.

Lee Meriwether em “Batman, o Homem-Morcego”

12 – LEE MERIWETHER, por Batman, o Homem-Morcego

Natalie Wood em “Esta Mulher É Proibida”

13 – NATALIE WOOD, por Esta Mulher É Proibida

Anteriormente em Musas retroativas: 6ª em 1955, por Juventude Transviada; 10ª em 1958, por Até o Último Alento; 3ª em 1961, por Clamor do Sexo e por Amor, Sublime Amor; 10ª em 1962, por Em Busca de um Sonho; 3ª em 1964, por Médica, Bonita e Solteira; 4ª em 1965, por A Corrida do Século. Posteriormente em Musas retroativas: 3ª em 1969, por Bob & Carol & Ted & Alice.

Sophia Loren em “Arabesque”

14 – SOPHIA LOREN, por Arabesque

Anteriormente em Musas retroativas: 12ª em 1954, por Duas Noites com Cleópatra e por A Invasão dos Bárbaros; 11ª em 1957, por A Lenda da Estátua Nua, por Orgulho e Paixão e por A Lenda dos Desaparecidos; 19ª em 1958, por Tentação Morena, por A Orquídea Negra, por Desejo e por A Chave; 4ª em 1960, por Duas Mulheres, por Começou em Nápoles e por The Millionairess; 14ª em 1961, por El Cid;6ª em 1962, por Boccaccio ’70; 4ª em 1963, por Ontem, Hoje e Amanhã; 8ª em 1964, por Matrimônio à Italiana e por A Queda do Império Romano. Posteriormente em Musas retroativas: 20ª em 1967, por A Condessa de Hong Kong; 5ª em 1972, por O Homem de La Mancha.

Angie Dickinson em “Caçada Humana”

15 – ANGIE DICKINSON, por Caçada Humana

Anteriormente em Musas retroativas: 4ª em 1959, por Onde Começa o Inferno; 15ª em 1960, por Onze Homens e um Segredo;12ª em 1962, por Candelabro ItalianoPosteriormente em Musas retroativas: 7ª em 1967, por À Queima-Roupa; 17ª em 1980, por Vestida para Matar.

Candice Bergen em “O Canhoneiro do Yang-Tsé”

16 – CANDICE BERGEN, por O Canhoneiro do Yang-Tsé

Sarah Miles em “Blow Up – Depois Daquele Beijo”

17 – SARAH MILES, por Blow Up – Depois Daquele Beijo

Anteriormente em Musas retroativas: 20ª em 1963, por O Criado.

Ursula Andress em “Crepúsculo das Águias”

18 – URSULA ANDRESS, por Crepúsculo das Águias

Anteriormente em Musas retroativas: 3ª em 1962, por 007 contra o Satânico Dr. No; 10ª em 1963, por O Seresteiro de Acapulco; 18ª em 1965, por A Deusa da Cidade Perdida e por O que É que Há, Gatinha?. Posteriormente em Musas retroativas: 12ª em 1967, por Cassino Royale; 19ª em 1979, por O Quinto Mosqueteiro.

Barbara Shelley em “Drácula, o Príncipe das Trevas”

19 – BARBARA SHELLEY, por Drácula, o Príncipe das Trevas

Jane Birkin em “Blow Up – Depois Daquele Beijo”

20 – JANE BIRKIN, por Blow Up – Depois Daquele Beijo

Posteriormente em Musas retroativas: 20ª em 1966, por Blow Up – Depois Daquele Beijo; 12ª em 1976, por Paixão Selvagem.

Musas de 1965 <<
>> Musas de 1967

Leila Diniz em “Todas as Mulheres do Mundo”

1 – LEILA DINIZ, por Todas as Mulheres do Mundo

Posteriormente em Musas retroativas: 7ª em 1968, por Edu, Coração de Ouro.

Outro ano dificílimo para escolher a musa. Qualquer uma das seis primeiras poderiam ser a escolhida, em outros anos (Leila, Deneuve, Jane, Faye, Sharon, Katharine – que escrete!). E, entre as duas primeiras, a dúvida persiste, pra mim, até agora. É difícil não dar a vitória a Catherine Deneuve, em um de seus papéis mais sedutores: a dona de casa de vira prostituta durante o dia, meu Deus! No frigir dos ovos, ela até pode ser mais vistosa, mas o que era Leila Diniz, gente? É a musa não só de um filme ou de um diretor (Domingos de Oliveira, seu ex-namorado que dedicou a ela essa declaração de amor fílmica que é Todas as Mulheres do Mundo e o papel de Maria Alice), e nao é só a musa do cinema brasileiro, mas de uma geração inteira. A mulher que fez uma revolução sem ter o menor interesse nisso. Seu encanto brejeiro, de vizinha da rua, está imortalizado nesse filme. E, com quatro belas atrizes, talvez Cassino Royale seja o filme recordista em emplacar musas numa mesma lista (não sei, não fiz a conta). Primeira aparição: Leila Diniz, Faye Dunaway, Katharine Ross, Jacqueline Bisset, Suzy Kendall. Última aparição: Michèle Mercier. Única aparição: Sharon Tate, Joanna Pettet, Barbara Bouchet, Katharine Houghton, Jitka Bendova. Brasileiras na lista: Leila Diniz.

Catherine Deneuve em “A Bela da Tarde”

Catherine Deneuve em “Duas Garotas Românticas”

2 – CATHERINE DENEUVE, por A Bela da Tarde e por Duas Garotas Românticas

Anteriormente em Musas retroativas: 10ª em 1964, por Os Guarda-Chuvas do Amor; 2ª em 1965, por Repulsa ao Sexo. Posteriormente em Musas retroativas: 4ª em 1969, por A Sereia do Mississipi; 1ª em 1970, por Tristana – Uma Paixão Mórbida; 4ª em 1980, por O Último Metrô; 1ª em 1983, por Fome de Viver.

Jane Fonda em “Descalços no Parque”

3 – JANE FONDA, por Descalços no Parque

Anteriormente em Musas retroativas: 5ª em 1965, por Dívida de Sangue; 8ª em 1966, por Caçada Humana. Posteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1968, por Barbarella; 5ª em 1969, por A Noite dos Desesperados; 4ª em 1971, por Klute – O Passado Condena; 19ª em 1972, por Tout Va Bien; 7ª em 1977, por Julia; 2ª em 1978, em Amargo Regresso; 15ª em 1979, por Síndrome da China e por O Cavaleiro Elétrico; 13ª em 1981, por Num Lago Dourado e por Amantes & Finanças.

Faye Dunaway em “Bonnie & Clyde – Uma Rajada de Balas”

4 – FAYE DUNAWAY, por Bonnie & Clyde – Uma Rajada de Balas

Posteriormente em Musas retroativas: 10ª em 1968, por Crown, o Magnífico; 17ª em 1970, por Pequeno Grande Homem; 14ª em 1973, por Os Três Mosqueteiros; 10ª em 1974, por A Vingança de Milady, por Chinatown e por Inferno na Torre; 5ª em 1975, por Três Dias do Condor; 5ª em 1976, por Rede de Intrigas.

Sharon Tate em “A Dança dos Vampiros”

5 – SHARON TATE, por A Dança dos Vampiros

Katharine Ross em “A Primeira Noite de um Homem”

6 – KATHARINE ROSS, por A Primeira Noite de um Homem

Posteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1969, por Butch Cassidy.

Angie Dickinson em “À Queima-Roupa”

7 – ANGIE DICKINSON, por À Queima-Roupa

Anteriormente em Musas retroativas: 4ª em 1959, por Onde Começa o Inferno; 15ª em 1960, por Onze Homens e um Segredo; 12ª em 1962, por Candelabro Italiano; 15ª em 1966, por Caçada Humana. Posteriomente em Musas retroativas: 17ª em 1980, por Vestida para Matar.

Audrey Hepburn em “Um Caminho para Dois”

Audrey Hepburn em “Um Clarão nas Trevas”

8 – AUDREY HEPBURN, por Um Caminho para Dois e por Um Clarão nas Trevas

Anteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1953, por A Princesa e o Plebeu2ª em 1954, por Sabrina; 7ª em 1956, por Guerra e Paz;2ª em 1957, por Cinderela em Paris e por Amor na Tarde; 10ª em 1959, por Uma Cruz à Beira do Abismo e por A Flor que Não Morreu; 12ª em 1960, por O Passado Não Perdoa; 1ª em 1961, por Bonequinha de Luxo e por Infâmia;7ª em 1963, por Charada; 9ª em 1964, por My Fair Lady e por Quando Paris Alucina; 3ª, em 1966, por Como Roubar um Milhão de Dólares. Posteriormente em Musas retroativas: 16ª em 1976, por Robin e Marian.

Joanna Pettet em “Cassino Royale”

9 – JOANNA PETTET, por Cassino Royale

Barbara Bouchet em “Cassino Royale”

10 – BARBARA BOUCHET, por Cassino Royale

Michèle Mercier em “Indomável Angélica”

11 – MICHÈLE MERCIER, por Indomável Angélica

Anteriormente em Musas retroativas: 13ª em 1960, por Atire no Pianista; 7ª em 1964, por Angélica, a Marquesa dos Anjos; 11ª em 1965, por Maravilhosa Angélica; 6ª em 1966, por Angélica e o Rei.

Ursula Andress em “Cassino Royale”

12 – URSULA ANDRESS, por Cassino Royale

Anteriormente em Musas retroativas: 3ª em 1962, por 007 contra o Satânico Dr. No; 10ª em 1963, por O Seresteiro de Acapulco; 18ª em 1965, por A Deusa da Cidade Perdida e por O que É que Há, Gatinha?; 18ª em 1966, por Crepúsculo das ÁguiasPosteriormente em Musas retroativas: 19ª em 1979, por O Quinto Mosqueteiro.

Raquel Welch em “O Diabo É Meu Sócio”

13 – RAQUEL WELCH, por O Diabo É Meu Sócio

Anteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1966, por Um Milhão de Anos Antes de Cristo e por Viagem Fantástica. Posteriormente em Musas retroativas: 7ª em 1973, por Os Três Mosqueteiros; 6ª em 1974, por A Vingança de Milady; 5ª em 1977, por O Príncipe e o Mendigo.

Jacqueline Bisset em “Cassino Royale”

14 – JACQUELINE BISSET, por Cassino Royale

Posteriormente em Musas retroativas: 6ª em 1968, por Bullitt; 3ª em 1970, por Aeroporto; 7ª em 1972, por Roy Bean, o Homem da Lei; 1ª em 1973, por A Noite Americana; 8ª em 1974, por Assassinato no Orient Express.

Anne Bancroft em “A Primeira Noite de um Homem”

15 – ANNE BANCROFT, por A Primeira Noite de um Homem

Suzy Kendall, em "Ao Mestre, com Carinho"

Suzy Kendall, em “Ao Mestre, com Carinho”

16 – SUZY KENDALL, por Ao Mestre, com Carinho

Posteriormente em Musas retroativas: 14ª em 1970, por O Pássaro das Plumas de Cristal.

Katharine Houghton em “Adivinhe Quem Vem para Jantar”

17 – KATHARINE HOUGHTON, por Adivinhe Quem Vem para Jantar

Jitka Bendova em “Trens Estreitamente Vigiados”

18 – JITKA BENDOVA, por Trens Estreitamente Vigiados

Vanessa Redgrave em “Camelot”

19 – VANESSA REDGRAVE, por Camelot

Anteriormente em Musas retroativas: 11ª em 1966, por Blow Up – Depois Daquele Beijo. Posteriormente em Musas retroativas: 12ª em 1968, por Isadora.

Sophia Loren em “A Condessa de Hong Kong”

20 – SOPHIA LOREN, por A Condessa de Hong Kong

Anteriormente em Musas retroativas: 12ª em 1954, por Duas Noites com Cleópatra e por A Invasão dos Bárbaros; 11ª em 1957, por A Lenda da Estátua Nua, por Orgulho e Paixão e por A Lenda dos Desaparecidos; 19ª em 1958, por Tentação Morena, por A Orquídea Negra, por Desejo e por A Chave; 4ª em 1960, por Duas Mulheres, por Começou em Nápoles e por The Millionairess; 14ª em 1961, por El Cid;6ª em 1962, por Boccaccio ’70; 4ª em 1963, por Ontem, Hoje e Amanhã; 8ª em 1964, por Matrimônio à Italiana e por A Queda do Império Romano; 14ª em 1966, por Arabesque. Posteriormente em Musas retroativas: 5ª em 1972, por O Homem de La Mancha.

Musas de 1966 <<
>> Musas de 1968

Jane Fonda em "Barbarella"

Jane Fonda em “Barbarella”

1 – JANE FONDA, por Barbarella

Anteriormente em Musas retroativas: 5ª em 1965, por Dívida de Sangue; 8ª em 1966, por Caçada Humana; 3ª em 1967, por Descalços no Parque. Posteriormente em Musas retroativas: 5ª em 1969, por A Noite dos Desesperados; 4ª em 1971, por Klute – O Passado Condena; 19ª em 1972, por Tout Va Bien; 7ª em 1977, por Julia; 2ª em 1978, em Amargo Regresso; 15ª em 1979, por Síndrome da China e por O Cavaleiro Elétrico; 13ª em 1981, por Num Lago Dourado e por Amantes & Finanças.

O strip-tease na gravidade zero nos créditos iniciais de Barbarella é um dos maiores momentos eróticos do cinema. O filme não acerta tanto o tom da comédia de ficção científica, mas quem se importa? Jane Fonda estava no auge da beleza e essa abertura se tornou antológica (no decorrer do filme, ela vai tendo as roupas rasgadas a cada aventura e leva ao curto-circuito uma máquina de orgasmos!). Não foi fácil, no entanto, definir o primeiro lugar em 1968. Durante boa parte do processo de confecção da lista, o topo do pódio estava ocupado por Claudia Cardinale, como a exuberante mocinha nada inocente de Era uma Vez no Oeste. A Julieta do filme de Zeffirelli fecha o pódio e vale o destaque para a francesinha Claudine Longet, encantadora em Um Convidado Bem Trapalhão e para a musa nacional Leila Diniz, que aparece em sétimo. Primeira aparição: Olivia Hussey, Linda Harrison, Claude Jade, Helena Ignez, Barbra Streisand, Liv Ullman. Última aparição: Claudia Cardinale, Leila Diniz, Vanessa Redgrave, Joanne Woodward. Única aparição: Claudine Longet, Lee Meredith, Christinne Noonan, Regina Duarte, Nacy Sinatra. Brasileiras na lista: Leila Diniz, Regina Duarte.

Claudia Cardinale em “Era uma Vez no Oeste”

2 – CLAUDIA CARDINALE, por Era uma Vez no Oeste

Anteriormente em Musas retroativas: 17ª em 1960, por Rocco e Seus Irmãos; 11ª em 1961, por A Moça com a Valise; 1ª em 1963, por , por O Leopardo e por A Pantera Cor-de-Rosa; 4ª em 1966, por Os Profissionais.

Olivia Hussey em “Romeu & Julieta”

3 – OLIVIA HUSSEY, por Romeu & Julieta

Posteriormente em Musas retroativas: 13ª em 1977, por Jesus de Nazaré.

Claudine Longet em “Um Convidado Bem Trapalhão”

4 – CLAUDINE LONGET, por Um Convidado Bem Trapalhão

Linda Harrison em “O Planeta dos Macacos”

5 – LINDA HARRISON, por O Planeta dos Macacos

Posteriormente em Musas retroativas: 15ª em 1970, por De Volta ao Planeta dos Macacos.

Jacqueline Bisset em “Bullitt”

6 – JACQUELINE BISSET, por Bullitt

Anteriormente em Musas retroativas: 14ª em Cassino Royale. Posteriormente em Musas retroativas: 3ª em 1970, por Aeroporto; 7ª em 1972, por Roy Bean, o Homem da Lei; 1ª em 1973, por A Noite Americana; 8ª em 1974, por Assassinato no Orient Express.

Leila Diniz em “Edu, Coração de Ouro”

7 – LEILA DINIZ, por Edu, Coração de Ouro

Anteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1967, por Todas as Mulheres do Mundo.

Lee Meredith em “Primavera para Hitler”

8 – LEE MEREDITH, por Primavera para Hitler

Julie Andrews em “A Estrela”

9 – JULIE ANDREWS, por A Estrela

Anteriormente em Musas retroativas: 17ª em 1964, por Mary Poppins e por Não Podes Comprar o Meu Amor; 7ª em 1965, por A Noviça Rebelde. Posteriormente em Musas retroativas: 8ª em 1970, por Lili, Minha Adorável Espiã; 20ª em 1982, por Victor ou Victoria.

Faye Dunaway em “Crown, o Magnífico”

10 – FAYE DUNAWAY, por Crown, o Magnífico

Anteriormente em Musas retroativas: 4ª em 1967, por Bonnie & Clyde – Uma Rajada de Balas. Posteriormente em Musas retroativas: 17ª em 1970, por Pequeno Grande Homem; 14ª em 1973, por Os Três Mosqueteiros; 10ª em 1974, por A Vingança de Milady, por Chinatown e por Inferno na Torre; 5ª em 1975, por Três Dias do Condor; 5ª em 1976, por Rede de Intrigas.

Brigitte Bardot em “Shalako”

11 – BRIGITTE BARDOT, por Shalako

Anteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1956, por E Deus Criou a Mulher; 3ª em 1958, por Amar É Minha Profissão e por Vingança de Mulher; 5ª em 1960, por A Verdade; 2ª em 1963, por O Desprezo; 6ª em 1965, por Viva Maria!. Posteriormente em Musas retroativas: 10ª em 1973, por Se Don Juan Fosse Mulher.

Vanessa Redgrave em “Isadora”

12 – VANESSA REDGRAVE, por Isadora

Anteriormente em Musas retroativas: 11ª em 1966, por Blow Up – Depois Daquele Beijo; 19ª em 1967, por Camelot.

Claude Jade em “Beijos Proibidos”

13 – CLAUDE JADE, por Beijos Proibidos

Posteriormente em Musas retroativas: 11ª em 1970, por Domicílio Conjugal.

Christine Noonan em “Se…”

14 – CHRISTINE NOONAN, por Se…

Helena Ignez em “O Bandido da Luz Vermelha”

15 – HELENA IGNEZ, por O Bandido da Luz Vermelha

Posteriormente em Musas retroativas: 19ª em 1969, por A Mulher de Todos; 20ª em 1970, por Copacabana, Mon Amour.

Regina Duarte em “Lance Maior”

16 – REGINA DUARTE, por Lance Maior

Barbra Streisand em “Funny Girl – A Garota Genial”

17 – BARBRA STREISAND, por Funny Girl A Garota Genial

Posteriormente em Musas retroativas: 17ª em 1969, por Alô, Dolly!; 16ª em 1973, por Nosso Amor de Ontem; 15ª em 1975, por Funny Lady.

Joanne Woodward em “Rachel, Rachel”

18 – JOANNE WOODWARD, por Rachel, Rachel

Anteriormente em Musas retroativas: 8ª em 1957, por As Três Máscaras de Eva; 19º em 1959, por The Fugitive Kind; 20ª em 1961, por Paris Vive à Noite.

Liv Ullman em “A Hora do Lobo”

Liv Ullman em “Vergonha”

19 – LIV ULLMAN, por A Hora do Lobo e por Vergonha

Posteriormente em Musas retroativas: 9ª em 1972, por Gritos e Sussurros.

Nancy Sinatra em “O Bacana do Volante”

20 – NANCY SINATRA, por O Bacana do Volante

Musas de 1967 <<
>> Musas de 1969

Katharine Ross em “Butch Cassidy”

1 – KATHARINE ROSS, por Butch Cassidy

Anteriormente em Musas retroativas: 6ª em 1967, por A Primeira Noite de um Homem.

Em um filme onde dois bandidos simpáticos – ambos entre os maiores galãs da história do cinema – são as estrelas, ela conseguiu brilhar como um sol. Katharine Ross é a Etta Place que namorava Sundance Kid (Robert Redford), mas tinha sua cena mais romântica com Butch Cassidy (Paul Newman), levada por ele em um grande invento daqueles tempos do velho oeste: a bicicleta. Lembrando que esta lista é feita de trás para a frente, portanto é a primeira aparição das três musas que ocupam o pódio: Katherine, Diana Rigg (estrela da série Os Vingadores que aparece como a única bondgirl que levou 007 ao altar) e Natalie Wood, que aparecerá várias vezes ainda.

Diana Rigg em “007 a Serviço Secreto de Sua Majestade”

2 – DIANA RIGG, por 007 a Serviço Secreto de Sua Majestade

Natalie Wood em “Bob & Carol & Ted & Alice”

3 – NATALIE WOOD, por Bob & Carol & Ted & Alice

Anteriormente em Musas retroativas: 6ª em 1955, por Juventude Transviada; 10ª em 1958, por Até o Último Alento; 3ª em 1961, por Clamor do Sexo e por Amor, Sublime Amor; 10ª em 1962, por Em Busca de um Sonho; 3ª em 1964, por Médica, Bonita e Solteira; 4ª em 1965, por A Corrida do Século; 13ª em 1966, por Esta Mulher É Proibida.

Catherine Deneuve em “A Sereia do Mississipi”

4 – CATHERINE DENEUVE, por A Sereia do Mississipi

Anteriormente em Musas retroativas: 10ª em 1964, por Os Guarda-Chuvas do Amor; 2ª em 1965, por Repulsa ao Sexo; 2ª em 1967, por A Bela da Tarde e por Duas Garotas Românticas. Posteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1970, por Tristana – Uma Paixão Mórbida; 4ª em 1980, por O Último Metrô; 1ª em 1983, por Fome de Viver.

Jane Fonda em “A Noite dos Desesperados”

5 – JANE FONDA, por A Noite dos Desesperados

Anteriormente em Musas retroativas: 5ª em 1965, por Dívida de Sangue; 8ª em 1966, por Caçada Humana; 3ª em 1967, por Descalços no Parque; 1ª em 1968, por Barbarella. Posteriormente em Musas retroativas: 4ª em 1971, por Klute – O Passado Condena; 19ª em 1972, por Tout Va Bien; 7ª em 1977, por Júlia; 2ª em 1978, por Amargo Regresso; 15ª em 1979, por Síndrome da China e por O Cavaleiro Elétrico; 13ª em 1981, por Num Lago Dourado e por Amantes & Finanças.

Senta Berger em “O Insaciável Marquês de Sade”

6 – SENTA BERGER, por O Insaciável Marquês de Sade

Posteriormente em Musas retroativas: 8ª em 1972, por A Moral de Ruth Halbfass.

Susannah York em “A Noite dos Desesperados”

7 – SUSANNAH YORK, por A Noite dos Desesperados

Anteriormente em Musas retroativas: 9ª em 1963, por As Aventuras de Tom Jones. Posteriormente em Musas retroativas: 9ª em 1978, por Superman – O Filme.

Dyan Cannon em “Bob & Carol & Ted & Alice”

8 – DYAN CANNON, por Bob & Carol & Ted & Alice

Posteriormente em Musas retroativas: 16ª em 1978, por A Vingança da Pantera Cor-de-Rosa.

Glenda Jackson em “Mulheres Apaixonadas”

9 – GLENDA JACKSON, por Mulheres Apaixonadas

Posteriormente em Musas retroativas: 18ª em 1973, por Um Toque de Classe.

Shirley MacLaine em “Charity, Meu Amor”

10 – SHIRLEY MACLAINE, por Charity, Meu Amor

Anteriormente em Musas retroativas: 11ª em 1955, por O Terceiro Tiro e por Artistas e Modelos; 11ª em 1956, por A Volta ao Mundo em 80 Dias; 18ª em 1958, por Deus Sabe Quanto Amei, por Irresistível Forasteiro e por A Mercadora da Felicidade; 9ª em 1960, por Se Meu Apartamento Falasse e por Can Can; 12ª em 1961, por Infâmia; 11ª em 1963, por Irma la Douce. Posteriormente em Musas retroativas: 19ª em 1970, por Os Abutres Têm Fome.

Marie-Christine Barrault em “Minha Noite com Ela”

11 – MARIE-CHRISTINE BARRAULT, por Minha Noite com Ela

Posteriormente em Musas retroativas: 6ª em 1975, por Primo, Prima.

Goldie Hawn em “Flor de Cacto”

12 – GOLDIE HAWN, por Flor de Cacto

Posteriormente em Musas retroativas: 7ª em 1974, por Louca Escapada; 3ª em 1975, por Shampoo; 7ª em 1976, por O Corujão e a Gatinha; 11ª em 1978, p0r Golpe Sujo.

Genevieve Bujold em “Ana dos Mil Dias”

13 – GENEVIEVE BUJOLD, por Ana dos Mil Dias

Posteriormente em Musas retroativas: 17ª em 1974, por Terremoto.

Marianne Faithfull em “Hamlet”

14 – MARIANNE FAITHFULL, por Hamlet

Goldie Hawn e Ingrid Bergman em “Flor de Cacto”

15 – INGRID BERGMAN, por Flor de Cacto

Anteriormente em Musas retroativas: 7ª em 1954, por Romance na Itália; 10ª em 1956, por Anastácia, a Princesa Esquecida; 17ª em 1958, por Indiscreta e por A Morada da Sexta Felicidade.

Márcia Rodrigues em “Matou a Família e Foi ao Cinema”

16 – MÁRCIA RODRIGUES, por Matou a Família e Foi ao Cinema

Barbra Streisand em “Alô, Dolly!”

17 – BARBRA STREISAND, por Alô, Dolly

Anteriormente em Musas retroativas: 17ª em 1968, por Funny Girl – A Garota Genial. Posteriormente em Musas retroativas: 16ª em 1973, por Nosso Amor de Ontem; 15ª em 1975, por Funny Lady.

Barbara Hershey em “Last Summer”

18 – BARBARA HERSHEY, por Last Summer

Posteriormente em Musas retroativas: 12ª em 1986, por Hannah e Suas Irmãs; 16ª em 1988, por A Última Tentação de Cristo e por Amigas para Sempre.

Helena Ignez em “A Mulher de Todos”

19 – HELENA IGNEZ, por A Mulher de Todos

Anteriormente em Musas retroativas: 15ª em 1968, por O Bandido da Luz Vermelha. Posteriormente em Musas retroativas: 20ª em 1970, por Copacabana, Mon Amour.

Jennifer Salt em “Perdidos na Noite”

20 – PERDIDOS NA NOITE, por Perdidos na Noite

Musas de 1968 <<
>> Musas de 1970

Cybill Shepherd em “A Última Sessão de Cinema”

1 – CYBILL SHEPHERD, por A Última Sessão de Cinema

Posteriormente em Musas retroativas: 16ª em 1972, por O Rapaz que Partia Corações; 2ª em 1976, por Taxi Driver; 20ª em 1989, por O Céu Se Enganou.

Alguma coisa aconteceu em 1971 que faz as mulheres vampiras saírem do caixão. Foi o ápice de um fenômeno muito curioso: quatro filmes com vampiras lésbicas e/ ou sensuais neste mesmo ano – Vampyros Lesbos, de Jess Franco, Lúxúria de Vampiros e Condessa Drácula emplacaram quatro musas ao todo (o ano ainda teve Filhas de Drácula ou Gêmeas de Drácula, cujas atrizes não entraram na lista). A vitória, no entanto, coube a Cybill Shepherd em brasas e em preto-e-branco de A Última Sessão de Cinema. Musa mesmo: ela e o diretor Peter Bogdanovich se apaixonaram e fizeram alguns fimes depois (embora isso não tenha feito bem para a carreira de nenhum dos dois). A disputa pelo primeiro lugar foi equilibrada: Susan George, Ann-Margret, Jane Fonda ou Jennifer O’Neill – todas estão memoráveis em seus filmes e qualquer uma delas poderia ter vencido.

Susan George em “Sob o Domínio do Medo”

2 – SUSAN GEORGE, por Sob o Domínio do Medo

Ann-Margret em “Ânsia de Amar”

3 – ANN-MARGRET, por Ânsia de Amar

Anteriormente em Musas retroativas: 5ª em 1963, por Adeus, Amor; 2ª em 1964, por Amor à Toda Velocidade.

Jane Fonda em “Klute – O Passado Condena”

4 – JANE FONDA, por Klute O Passado Condena

Anteriormente em Musas retroativas: 5ª em 1965, por Dívida de Sangue; 8ª em 1966, por Caçada Humana; 3ª em 1967, por Descalços no Parque; 1ª em 1968, por Barbarella; 5ª em 1969, por A Noite dos Desesperados. Posteriormente em Musas retroativas: 19ª em 1972, por Tout Va Bien; 7ª em 1977, por Júlia; 2ª em 1978, por Amargo Regresso; 15ª em 1979, por Síndrome da China e por O Cavaleiro Elétrico; 13ª em 1981, por Num Lago Dourado e por Amantes & Finanças.

Jennifer O’Neill em “Verão de 42”

5 – JENNIFER O’NEILL, por Verão de 42

Anteriormente em Musas retroativas: 12ª em 1970, por Rio Lobo.

Adrienne Corri em “Laranja Mecânica”

6 – ADRIENNE CORRI, por Laranja Mecânica

Soledad Miranda em “Vampyros Lesbos”

7 – SOLEDAD MIRANDA, por Vampyros Lesbos

Britt Ekland em “Carter, o Vingador”

8 – BRITT EKLAND, por Carter, o Vingador

Posteriormente em Musas retroativas: 2ª em 1973, por O Homem de Palha; 5ª em 1974, por 007 contra o Homem com a Pistola de Ouro; 15ª em 1976, por Casanova & Company.

Yutte Stensgaard em “Luxúria de Vampiros”

9 – YUTTE STENSGAARD, por Luxúria de Vampiros

Julie Christie em “Jogos & Trapaças – Onde os Homens São Homens”

10 – JULIE CHRISTIE, por Jogos & Trapaças Onde os Homens São Homens

Anteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1965, por Doutor Jivago e também por Darling, a que Amou Demais; 2ª em 1966, por Fahrenheit 451. Posteriormente em Musas retroativas: 3ª em 1973, por Inverno de Sangue em Veneza; 2ª em 1975, por Shampoo.

Lea Massari em “Um Sopro no Coração”

11 – LEA MASSARI, por Um Sopro no Coração

Anteriormente em Musas retroativas: 20ª em 1960, por A Aventura; 16ª em 1961, por O Colosso de Rodes.

Ingrid Pitt em “Condessa Drácula”

12 – INGRID PITT, por Condessa Drácula

Anteriormente em Musas retroativas: 5ª em 1970, por Carmilla, a Vampira de Karstein. Posteriormente em Musas retroativas: 13ª em 1973, por O Homem de Palha.

Virginia North em “O Abominável Dr. Phibes”

13 – VIRGINIA NORTH, por O Abominável Dr. Phibes

Gina Lollobrigida em “A Quadrilha da Fronteira”

14 – GINA LOLLOBRIGIDA, por A Quadriha da Fronteira

Anteriormente em Musas retroativas: 6ª em 1952, por Fanfan la Tulipe; 8ª em 1953, por Pão, Amor e Fantasia e por O Diabo Riu por Último; 8ª em 1959, por Salomão e a Rainha de Sabá; 9ª em 1961, por Quando Setembro Vier.

Stacey Tendeter em “As Duas Inglesas e o Amor”

15 – STACEY TENDETER, por As Duas Inglesas e o Amor

Adriana Prieto em “Lúcia McCartney”

16 – ADRIANA PRIETO, por Lúcia McCartney e por Soninha Toda Pura

Posteriormente em Musas retroativas: 9ª em 1974, por Ainda Agarro Esta Vizinha.

Jill St. John em “007 – Os Diamantes São Eternos”

17 – JILL ST. JOHN, por 007 Os Diamantes São Eternos

Lana Wood em “007 – Os Diamantes São Eternos”

18 – LANA WOOD, por 007 Os Diamantes São Eternos

Ewa Stromberg e Soledad Miranda em “Vampyros Lesbos”

19 – EWA STROMBERG, por Vampyros Lesbos

Kika Markham em “As Duas Inglesas e o Amor”

20 – KIKA MARKHAM, por As Duas Inglesas e o Amor

Musas de 1970 <<
>> Musas de 1972

Marilyn Chambers em “Atrás da Porta Verde”

1 – MARILYN CHAMBERS, por Atras da Porta Verde

Uma atriz pornô nas musas retroativas – e em primeiro lugar?! Bem, esta é diferente. Ou, aparentemente, deixou de ser com o tempo (não acompanho o mercado, apenas leio as notícias), mas era quando estrelou Atrás da Porta Verde, um clássico absoluto do gênero. No começo dos anos 1970, a pornografia era algo ainda mais de submundo do que é hoje. Então, imaginemos o choque que deve ter sido quando uma garota bonita e delicada, típica de comercial de sabonete – e que realmente era a estrela de um comercial de sabonete chamado Ivory Snow (não por acaso, o cartaz do filme a chamava de all-american girl) – de repente apareceu em um filme sendo sequestrada e forçada a participar de pesados jogos eróticos em cima de um palco. Tudo explícito, incluindo cenas com um negro (lembremos que o racismo naquele tempo era ainda mais forte do que hoje). Este faz parte da tríade de filmes pornôs que jogaram luz sobre o gênero: os outros são Garganta Profunda, 1972, e O Diabo na Carne de Miss Jones, 1973; nenhum deles, no entanto, tinha uma protagonista tão bonita quanto Marilyn Chambers. Nas outras posições, atenção para a primeira aparição de uma deusa na lista: Sophia Loren. Além do destaque para um filme-mito do cinema erótico-cabeça: Maria Schneider em Último Tango em Paris. Houve espaço até para uma diva soviética!

Maria Schneider em “Último Tango em Paris”

2 – MARIA SCHNEIDER, por Último Tango em Paris

Posteriormente em Musas retroativas: 4ª em 1975, por Profissão: Repórter.

Diane Keaton em “Sonhos de um Sedutor”

Diane Keaton em “O Poderoso Chefão”

3 – DIANE KEATON, por Sonhos de um Sedutor e por O Poderoso Chefão

Posteriormente em Musas retroativas: 4ª em 1973, por Dorminhoco; 3ª em 1974, por O Poderoso Chefão – Parte II; 1ª em 1975, por A Última Noite de Boris Gruschenko; 1ª em 1977, por Noivo Neurótico, Noiva Nervosa e por À Procura de Mr. Goodbar; 10ª em 1979, por Manhattan; 19ª em 1981, por Reds.

Ali MacGraw em “Os Implacáveis”

4 – ALI MACGRAW, por Os Implacáveis

Anteriormente em Musas retroativas: 2ª em 1970, por Love Story – Uma História de Amor.

Sophia Loren em “O Homem de La Mancha”

5 – SOPHIA LOREN, por O Homem de La Mancha

Anteriormente em Musas retroativas: 12ª em 1954, por Duas Noites com Cleópatra e por A Invasão dos Bárbaros; 11ª em 1957, por A Lenda da Estátua Nua, por Orgulho e Paixão e por A Lenda dos Desaparecidos; 19ª em 1958, por Tentação Morena, por A Orquídea Negra, por Desejo e por A Chave; 4ª em 1960, por Duas Mulheres, por Começou em Nápoles e por The Millionairess; 14ª em 1961, por El Cid; 6ª em 1962, por Boccaccio ’70; 4ª em 1963, por Ontem, Hoje e Amanhã; 8ª em 1964, por Matrimônio à Italiana e por A Queda do Império Romano; 14ª em 1966, por Arabesque; 20ª em 1967, por A Condessa de Hong Kong.

Simonetta Stefanelli em “O Poderoso Chefão”

6 – SIMONETTA STEFANELLI, por O Poderoso Chefão

Jacqueline Bisset em “Roy Bean, o Homem da Lei”

7 – JACQUELINE BISSET, por Roy Bean, o Homem da Lei

Anteriormente em Musas retroativas: 14ª em Cassino Royale; 5ª em 1968, por Bullitt; 3ª em 1970, por Aeroporto. Posteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1973, por A Noite Americana; 8ª em 1974, por Assassinato no Orient Express.

Senta Berger em “A Moral de Ruth Halbfass”

8 – SENTA BERGER, por A Moral de Ruth Halbfass

Anteriormente em Musas retroativas: 6ª em 1969, por O Insaciável Marquês de Sade.

Liv Ullman em “Gritos e Sussurros”

9 – LIV ULLMAN, por Gritos e Sussurros

Anteriormente em Musas retroativas: 19ª em 1968, por A Hora do Lobo e por Vergonha.

Liza Minnelli em “Cabaret”

10 – LIZA MINNELLI, por Cabaret

Romy Schneider em “Ludwig, o Último Rei da Bavária”

11 – ROMY SCHNEIDER, por Ludwig, o Último Rei da Bavária

Anteriormente em Musas retroativas: 18ª em 1955, por Sissi; 15ª em 1957, por Sissi e Seu Destino; 15ª em 1962, por Boccaccio ’70; 16ª em 1965, por O que É que Há, Gatinha?.

Judy Bowker em “Irmão Sol, Irmã Lua”

12 – JUDY BOWKER, por Irmão Sol, Irmã Lua

Françoise Verley em “Amor à Tarde”

13 – FRANÇOISE VERLEY, por Amor à Tarde

Carol Lynley em “O Destino do Poseidon”

14 – CAROL LYNLEY, por O Destino do Poseidon

Charlotte Rampling em “Henrique VIII e Suas Seis Esposas”

15 – CHARLOTTE RAMPLING, por Henrique VIII e Suas Seis Esposas

Posteriormente em Musas retroativas: 12ª em 1974, por O Porteiro da Noite; 20ª em 1977, por Orca, a Baleia Assassina; 20ª em 1980, por Memórias.

Cybill Shepherd em “O Rapaz que Partia Corações”

16 – CYBILL SHEPHERD, por O Rapaz que Partia Corações

Anteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1971, por A Última Sessão de Cinema. Posteriormente em Musas retroativas: 2ª em 1976, por Taxi Driver; 20ª em 1989, por O Céu Se Enganou.

Ana Maria Magalhães em “Quando o Carnaval Chegar”

17 – ANA MARIA MAGALHÃES, por Quando o Carnaval Chegar

Natalya Bondarchuks em “Solaris”

18 – NATALYA BONDARCHUKS, por Solaris

Jane Fonda em “Tout Va Bien”

19 – JANE FONDA, por Tout Va Bien

Anteriormente em Musas retroativas: 5ª em 1965, por Dívida de Sangue; 8ª em 1966, por Caçada Humana; 3ª em 1967, por Descalços no Parque; 1ª em 1968, por Barbarella; 5ª em 1969, por A Noite dos Desesperados; 4ª em 1971, por Klute – O Passado Condena. Posteriormente em Musas retroativas: 7ª em 1977, por Júlia; 2ª em 1978, por Amargo Regresso; 15ª em 1979, por Síndrome da China e por O Cavaleiro Elétrico; 13ª em 1981, por Num Lago Dourado e por Amantes & Finanças.

Hanna Schygulla em “As Lágrimas Amargas de Petra von Kant”

20 – HANNA SCHYGULLA, por As Lágrimas Amargas de Petra von Kant

Posteriormente em Musas retroativas: 12ª em 1979, por O Casamento de Maria Braun; 16ª em 1981, por Lili Marlene.

Musas de 1971 <<
>> Musas de 1973

Diane Keaton em "Noivo Neurótico, Noiva Nervosa"

Diane Keaton em “Noivo Neurótico, Noiva Nervosa”

Diane Keaton em "À Procura de Mr. Goodbar"

Diane Keaton em “À Procura de Mr. Goodbar”

1 – DIANE KEATON, por Noivo Neurótico, Noiva Nervosa e por À Procura de Mr. Goodbar

Anteriormente em Musas retroativas: 3ª em 1972, por Sonhos de um Sedutor e por O Poderoso Chefão; 4ª em 1973, por Dorminhoco; 3ª em 1974, por O Poderoso Chefão – Parte II; 1ª em 1975, por A Última Noite de Boris Gruschenko. Posteriormente em Musas retroativas: 10ª em 1979, por Manhattan; 19ª em 1981, por Reds.

Musa, musa mesmo foi Diane Keaton em Noivo Neurótico, Noiva Nervosa: Woody Allen até batizou o filme com o sobrenome real da atriz (Diane Hall virou Annie Hall). Com seu visual superparticular que ditou moda na época e bom humor, ela teve uma interpretação que conquistou a Academia e rendeu um Oscar. Mas deve ter ajudado a atuação dramática e ousada de À procura de Mr. Goodbar. Nas outras posições da lista, o domínio de estreantes (lembre-se que a lista corre de trás para a frente): nada menos que 15 musas nunca tinham aparecido nas listas. Apesar da ausência de brasileiras, há uma variedade grande de nacionalidades: americanas, uma italiana, duas inglesas, uma francesa e até uma atriz nascida nas Filipinas (Cristina Raines) e duas suecas (Agnetha e Anni-Frid, do grupo Abba, que estrelou um filme em 1977).

Laura Antonelli em “Esposamante”

2 – LAURA ANTONELLI, por Esposamante

Anteriormente em Musas retroativas: 9ª em 1973, por Malícia.

Barbara Bach em “007, o Espião que Me Amava”

3 – BARBARA BACH, por 007, o Espião que Me Amava

Agnetha Falkstog e Anni-Frid Lyngstad em “Abba – the Movie”

4 – AGNETHA FALKSTOG, por Abba – The Movie

Raquel Welch em “O Príncipe e o Mendigo”

5 – RAQUEL WELCH, por O Príncipe e o Mendigo

Anteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1966, por Um Milhão de Anos Antes de Cristo e por Viagem Fantástica; 13ª em 1967, por O Diabo É Meu Sócio; 7ª em 1973, por Os Três Mosqueteiros; 6ª em 1974, por A Vingança de Milady.

Carole Bouquet em “Esse Obscuro Objeto do Desejo”

6 – CAROLE BOUQUET, por Esse Obscuro objeto do Desejo

Posteriormente em Musas retroativas: 2ª em 1981, por 007 – Somente para Seus Olhos.

Jane Fonda em “Julia”

7 – JANE FONDA, por Julia

Anteriormente em Musas retroativas: 5ª em 1965, por Dívida de Sangue; 8ª em 1966, por Caçada Humana; 3ª em 1967, por Descalços no Parque; 1ª em 1968, por Barbarella; 5ª em 1969, por A Noite dos Desesperados; 4ª em 1971, por Klute – O Passado Condena; 19ª em 1972, por Tout Va Bien. Posteriormente em Musas retroativas: 2ª em 1978, por Amargo Regresso; 15ª em 1979, por Síndrome da China e por O Cavaleiro Elétrico; 13ª em 1981, por Num Lago Dourado e por Amantes & Finanças.

Teri Garr em “Alguém Lá em Cima Gosta de Mim”

Teri Garr em "Contatos Imediatos do Terceiro Grau"

Teri Garr em “Contatos Imediatos do Terceiro Grau”

8 – TERI GARR, por Alguém Lá em Cima Gosta de Mim e por Contatos Imediatos do Terceiro Grau

Anteriormente em Musas retroativas: 2ª em 1974, por O Jovem Frankenstein.

Anni-Frid Lyngstad em “Abba – The Movie”

9 – ANNI-FRID LYNGSTAD, por Abba – The Movie

Cristina Raines em “Os Duelistas”

10 – CRISTINA RAINES, por Os Duelistas

Angela Molina em “Esse Obscuro Objeto do Desejo”

11 – ANGELA MOLINA, por Esse Obscuro Objeto do Desejo

Leslie Browne em “Momento de Decisão”

12 – LESLIE BROWNE, por Momento de Decisão

Olivia Hussey em “Jesus de Nazaré”

13 – OLIVIA HUSSEY, por Jesus de Nazaré

Anteriormente em Musas retroativas: 3ª em 1968, por Romeu & Julieta.

Karen Lynn Gorney em “Os Embalos de Sábado à Noite”

14 – KAREN LYNN GORNEY, por Os Embalos de Sábado à Noite

Melinda Dillon em “Contatos Imediatos do Terceiro Grau”

15 – MELINDA DILLON, por Contatos Imediatos do Terceiro Grau

Meryl Streep em “Julia”

16 – MERYL STREEP, por Julia

Posteriormente em Musas retroativas: 12ª em 1978, por O Franco-Atirador; 17ª em 1979, por Manhattan e por Kramer vs. Kramer; 10ª em 1982, por A Escolha de Sofia.

Sally Field em “Agarra-me se Puderes”

17 – SALLY FIELD, por Agarra-me Se Puderes

Sarah Douglas em “O Mundo que o Tempo Esqueceu”

18 – SARAH DOUGLAS, por O Mundo que o Tempo Esqueceu

Posteriormente em Musas retroativas20ª em 1978, por Superman – O Filme.

Carrie Fisher em “Guerra nas Estrelas”

19 – CARRIE FISHER, por Guerra nas Estrelas

Anteriormente em Musas retroativas: 12ª em 1975, por Shampoo. Posteriormente em Musas retroativas: 11ª em 1980, por O Império Contra-Ataca e por Os Irmãos Cara de Pau; 2ª em 1983, por O Retorno de Jedi.

Charlotte Rampling em “Orca, a Baleia Assassina”

20 – CHARLOTTE RAMPLING, por Orca, a Baleia Assassina

Anteriormente em Musas retroativas: 15ª em 1972, por Henrique VIII e Suas Seis Mulheres; 12ª em 1974, por O Porteiro da NoitePosteriormente em Musas retroativas: 20ª em 1980, por Memórias.

Musas de 1976 <<
>> Musas de 1978

Sônia Braga em "A Dama do Lotação"

Sônia Braga em “A Dama do Lotação”

1 – SÔNIA BRAGA, por A Dama do Lotação

Anteriormente em Musas retroativas: 3ª em 1976, por Dona Flor e Seus Dois Maridos. Posteriormente em Musas retroativas: 6ª em 1981, por Eu Te Amo; 8ª em 1983, por Gabriela; 15ª em 1985, por O Beijo da Mulher-Aranha; 15ª em 1988, por Luar sobre Parador e por Rebelião em Milagro.

Quem poderia competir com a Sônia interpretando uma personagem de Nélson Rodrigues? Ela levou o primeiro lugar com louvor, encabeçando um ano com quatro brasileiras (salve as pornochanchadas existenciais!) – uma delas, a grande Sandra Bréa em terceiro; outra, uma americana de nascimento, mas – que diabo! – fez sua carreira toda no Brasil, Kate Lyra (afinal, “brasileiro é tão bonzinho”, não é mesmo?). Jane Fonda quase venceu – cheguei a colocá-la em primeiro e depois mudar de ideia. O ano ainda teve três futuras campeãs dando seus passinhos iniciais: Nancy Allen (primeira na lista de 1980), Nastassja Kinski (que venceu já em 1979) e Kim Basinger (que ganharia em 1986).

Jane Fonda em “Amargo Regresso”

2 – JANE FONDA, por Amargo Regresso

Anteriormente em Musas retroativas: 5ª em 1965, por Dívida de Sangue; 8ª em 1966, por Caçada Humana; 3ª em 1967, por Descalços no Parque; 1ª em 1968, por Barbarella; 5ª em 1969, por A Noite dos Desesperados; 4ª em 1971, por Klute – O Passado Condena; 19ª em 1972, por Tout Va Bien; 7ª em 1977, por Julia. Posteriormente em Musas retroativas: 15ª em 1979, por Síndrome da China e por O Cavaleiro Elétrico; 13ª em 1981, por Num Lago Dourado e por Amantes & Finanças.

Nancy Allen em “Febre de Juventude”

3 – NANCY ALLEN, por Febre da Juventude

Anteriormente em Musas retroativas: 10ª em 1976, por Carrie, a Estranha. Posteriormente em Musas retroativas: 2ª em 1980, por Vestida para Matar; 14ª em 1981, por Um Tiro na Noite.

Olivia Newton-John em "Grease - Nos Tempos da Brilhantina"

Olivia Newton-John em “Grease – Nos Tempos da Brilhantina”

4 – OLIVIA NEWTON-JOHN, por Grease – Nos Tempos da Brilhantina

Posteriormente em Musas retroativas: 5ª em 1980, por Xanadu.

Valerie Perrine em "Superman - O Filme"

Valerie Perrine em “Superman – O Filme”

5 – VALERIE PERRINE, por Superman – O Filme

Nastassja Kinski em “Tentação Proibida”

6 – NASTASSJA KINSKI, por Tentação Proibida

Posteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1979, por Tess; 1ª em 1982, por A Marca da Pantera e por O Fundo do Coração; 1ª em 1984, por Os Amantes de Maria, por Paris, Texas, por Hotel Muito Louco e por Infielmente Tua; 16ª em 1985, por Harém e por Revolução; 17ª em 1998, por Seus Amigos, Seus Vizinhos.

Margot Kidder em “Superman – O Filme”

7 – MARGOT KIDDER, por Superman – O Filme

Anteriormente em Musas retroativas: 11ª em 1973, por Irmãs Diabólicas. Posteriormente em Musas retroativas: 8ª em 1979, por Terror em Amityville; 7ª em 1980, por Superman II.

Susan Sarandon em “Menina Bonita”

8 – SUSAN SARANDON, por Menina Bonita

Anteriormente em Musas retroativas: 13ª em 1974, por A Primeira Página; 8ª em 1975, por Rocky Horror Show. Posteriormente em Musas retroativas: 9ª em 1980, por Atlantic City; 19ª em 1983, por Fome de Viver; 18ª em 1988, por Sorte no Amor; 12ª em 1990, por Loucos de Paixão; 9ª em 1991, por Thelma & Louise.

Susannah York em "Superman - O Filme"

Susannah York em “Superman – O Filme”

9 – SUSANNAH YORK, por Superman – O Filme

Anteriormente em Musas retroativas: 9ª em 1963, por As Aventuras de Tom Jones; 7ª em 1969, por A Noite dos Desesperados.

Sandra Bréa em "Amada Amante"

Sandra Bréa em “Amada Amante”

10 – SANDRA BRÉA, por Amada Amante

Posteriormente em Musas retroativas: 9ª em 1979, por O Prisioneiro do Sexo, por República dos Assassinos, por Os Imorais, por Sede de Amar – Capuzes Negros e por Sábado Alucinante; 19ª em 1980, por Herança dos Devassos e por Convite ao Prazer.

Goldie Hawn em “Golpe Sujo”

11 – GOLDIE HAWN, por Golpe Sujo

Anteriormente em Musas retroativas: 12ª em 1969, por Flor de Cacto; 7ª em 1974, por Louca Escapada; 3ª em 1975, por Shampoo; 7ª em 1976, por O Corujão e a Gatinha.

Meryl Streep em “O Franco-Atirador”

12 – MERYL STREEP, por O Franco-Atirador

Anteriormente em Musas retroativas: 16ª em 1977, por Julia. Posteriormente em Musas retroativas: 16ª em 1979, por Manhattan e por Kramer Vs. Kramer; 10ª em 1982, por A Escolha de Sofia.

Aldine Muller em "Ninfas Diabólicas"

Aldine Muller em “Ninfas Diabólicas”

Aldine Muller em "O Estripador de Mulheres"

Aldine Muller em “O Estripador de Mulheres”

Aldine Muller em "Os Galhos do Casamento"

Aldine Muller em “Os Galhos do Casamento”

13 – ALDINE MULLER, por Ninfas Diabólicas, por O Estripador de Mulheres e por Os Galhos do Casamento

Posteriormente em Musas retroativas: 6ª em 1979, por O Prisioneiro do Sexo, por Uma Cama para Sete Noivas, por Nos Tempos da Vaselina e por Os Imorais; 1ª em 1980, por A Força do Destino, por A Mulher que Inventou o Amor, por A Fêmea do Mar, por Convite ao Prazer e por Império do Desejo; 17ª em 1983, por Força Estranha; 16ª em 1984, por Elite Devassa.

Jamie Lee Curtis em “Halloween – A Noite do Terror”

14 – JAMIE LEE CURTIS, por Halloween – A Noite do Terror

Posteriormente em Musas retroativas: 10ª em 1988, por Um Peixe Chamado Wanda; 17ª em 1994, por True Lies.

Kazuko Yoshiyuki em "Império da Paixão"

Kazuko Yoshiyuki em “Império da Paixão”

15 – KAZUKO YOSHIYUKI, por Império da Paixão

Dyan Cannon em “A Vingança da Pantera Cor-de-Rosa”

16 – DYAN CANNON, por A Vingança da Pantera Cor-de-Rosa 

Anteriormente em Musas retroativas: 8ª em 1969, por Bob & Carol & Ted & Alice.

Marthe Keller em “Fedora”

17 – MARTHE KELLER, por Fedora

Kim Basinger em "Retrato de Modelo"

Kim Basinger em “Retrato de Modelo”

18 – KIM BASINGER, por Retrato de Modelo 

Posteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1986, por Semanas de Amor e por Sem Perdão; 4ª em 1989, por Batman e por Minha Noiva É uma Extraterrestre; 15ª em 1991, por Desejos e por Uma Loira em Minha Vida; 9ª em 1994, por A Fuga; 12ª, por Los Angeles, Cidade Proibida.

Karen Allen em “Clube dos Cafajestes”

19 – KAREN ALLEN, por Clube dos Cafajestes 

Posteriormente em Musas retroativas: 7ª em 1981, por Os Caçadores da Arca Perdida.

Sarah Douglas em "Superman - O Filme"

Sarah Douglas em “Superman – O Filme”

20 – SARAH DOUGLAS, por Superman – O Filme

Anteriormente em Musas retroativas18ª em 1977, por O Mundo que o Tempo Esqueceu.

Musas de 1977 <<
>> Musas de 1979

Nastassja Kinski em "Tess"

Nastassja Kinski em “Tess”

1 – NASTASSJA KINSKI, por Tess

Anteriormente em Musas retroativas: 6ª em 1978, por Tentação Proibida. Posteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1982, por A Marca da Pantera; 1ª em 1984, por Os Amantes de Maria, por Paris, Texas, por Hotel Muito Louco e por Infielmente Tua; 16ª em 1985, por Harém e por Revolução; 17ª em 1998, por Seus Amigos, Seus Vizinhos.

Alana levantou a bola nos comentários e o Boulevard, humilde que é, admitiu que o blog é humano e também erra. “Cadê Natassja Kinski em Tess?” Está aí, Alana, em seu devido primeiro lugar. Esquecida na primeira versão dessa lista, obrigou uma revisão onde sua sofrida personagem – que, mesmo assim, em nenhum momento deixa de ser lindíssima –, desbancou Sigourney Weaver. Vestida quase todo o tempo com um macacão espacial em Alien, tem reservado para o final um strip-tease galático surpreendente e que seria o primeiro, não fosse o de Barbarella – vencedor das musas de 1968. Alguns filmes emplacaram mais de uma musa: Woody Allen nos trouxe três, com seu Manhattan, incluindo a terceira colocada, a revelação Mariel Hemingway (a neta do Ernest); e Tinto Brass, mestre do erotismo, desnudou meio mundo em Calígula, colocando aqui a quinta e a nona colocadas (viram quem é? A grande dama Helen Mirren!). Isabelle Adjani, já aparece aqui em quarto – ela viria a ser a campeã em 1994. Primeira aparição: Sigourney Weaver, Mariel Hemingway, Sylvia Kristel, Helen Mirren, Kate Lyra, Christiane Torloni. Última aparição: Ursula Andress. Única aparição: Teresa Ann Savoy, Bo Derek, Colleen Camp. Brasileiras na lista: Aldine Muller, Sandra Bréa, Kate Lyra, Christiane Torloni.

Sigourney Weaver em "Alien, o 8º Passageiro"

Sigourney Weaver em “Alien, o Oitavo Passageiro”

2 – SIGOURNEY WEAVER, por Alien, o Oitavo Passageiro

Posteriormente em Musas retroativas: 10ª em 1984, por Os Caça-Fantasmas.

Mariel Hemingway em "Manhattan"

Mariel Hemingway em “Manhattan”

3 – MARIEL HEMINGWAY, por Manhattan

Posteriormente em Musas retroativas: 6ª em 1982, por Tudo pela Vitória – As Parceiras; 6ª em 1983, por Star 80.

Isabelle Adjani em “Nosferatu, o Vampiro da Noite”

4 – ISABELLE ADJANI, por Nosferatu, o Vampiro da Noite

Anteriormente em Musas retroativas: 4ª em 1976, por O Inquilino. Posteriormente em Musas retroativas: 4ª em 1988, por Camille Claudel; 1ª em 1994, por A Rainha Margot; 11ª em 1996, por Diabolique.

Teresa Ann Savoy em “Calígula”

5 – TERESA ANN SAVOY, por Calígula

Aldine Muller em "O Prisioneiro do Sexo"

Aldine Muller em “O Prisioneiro do Sexo”

Aldine Muller em "Uma Cama para Sete Noivas"

Aldine Muller em “Uma Cama para Sete Noivas”

Aldine Muller em "Nos Tempos da Vaselina"

Aldine Muller em “Nos Tempos da Vaselina”

Aldine Muller em "Os Imorais"

Aldine Muller em “Os Imorais”

6 – ALDINE MULLER, por O Prisioneiro do Sexo, por Uma Cama para Sete Noivas, por Nos Tempos da Vaselina e por Os Imorais

Anteriormente em Musas retroativas13ª em 1978, por Ninfas Diabólicas, por O Estripador de Mulheres e por Os Galhos do Casamento. Posteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1980, por A Força do Destino, por A Mulher que Inventou o Amor, por A Fêmea do Mar, por Convite ao Prazer e por Império do Desejo; 17ª em 1983, por Força Estranha; 16ª em 1984, por Elite Devassa.

Helen Mirren em "Caligula"

Helen Mirren em “Caligula”

7 – HELEN MIRREN, por Calígula

Posteriormente em Musas retroativas: 15ª em 1981, por Excalibur; 12ª em 1989, por O Cozinheiro, o Ladrão, Sua Mulher e o Amante.

Margot Kidder em "Terror em Amityville'

Margot Kidder em “Terror em Amityville’

8 – MARGOT KIDDER, por Terror em Amityville

Anteriormente em Musas retroativas: 11ª em 1973, por Irmãs Diabólicas; 7ª em 1978, por Superman – O Filme. Posteriormente em Musas retroativas: 7ª em 1980, por Superman II.

Sandra Bréa em "O Prisioneiro do Sexo"

Sandra Bréa em “O Prisioneiro do Sexo”

Sandra Bréa em "República dos Assassinos"

Sandra Bréa em “República dos Assassinos”

Sandra Bréa em "Os Imorais"

Sandra Bréa em “Os Imorais”

Sandra Bréa em "Sede de Amar - Capuzes Negros"

Sandra Bréa em “Sede de Amar – Capuzes Negros”

Sandra Bréa em "Sábado Alucinante"

Sandra Bréa em “Sábado Alucinante”

9 – SANDRA BRÉA, por O Prisioneiro do Sexo, por República dos Assassinos, por Os Imorais, por Sede de Amar – Capuzes Negros e por Sábado Alucinante

Anteriormente em Musas retroativas: 10ª em 1978, por Amada AmantePosteriormente em Musas retroativas: 19ª em 1980, por Herança dos Devassos e por Convite ao Prazer.

Diane Keaton em "Manhattan"

Diane Keaton em “Manhattan”

10 – DIANE KEATON, por Manhattan

Anteriormente em Musas retroativas: 3ª em 1972, por Sonhos de um Sedutor e por O Poderoso Chefão; 4ª em 1973, por Dorminhoco; 3ª em 1974, por O Poderoso Chefão – Parte II; 1ª em 1975, por A Última Noite de Boris Gruschenko; 1ª em 1977, por Noivo Neurótico, Noiva Nervosa e por À Procura de Mr. Goodbar. Posteriormente em Musas retroativas: 19ª em 1981, por Reds.

Bo Derek em “Mulher Nota 10”

11 – BO DEREK, por Mulher Nota 10

13 - Hanna Schygulla-d

Hanna Schygulla em “O Casamento de Maria Braun”

12 – HANNA SCHYGULLA, por O Casamento de Maria Braun

Anteriormente em Musas retroativas: 20ª em 1972, por As Lágrimas Amargas de Petra von Kant. Posteriormente em Musas retroativas: 16ª em 1981, por Lili Marlene.

Sylvia Kristel em "O 5º Mosqueteiro"

Sylvia Kristel em “O 5º Mosqueteiro”

13 – SYLVIA KRISTEL, por O Quinto Mosqueteiro

Posteriormente em Musas retroativas: 11ª em 1981, por Uma Professora Muito Especial e por O Amante de Lady Chatterley.

10 - Jessica Lange ("All That Jazz - O Show Deve Continuar")

Jessica Lange em “All That Jazz – O Show Deve Continuar”

14 – JESSICA LANGE, por All That Jazz – O Show Deve Continuar

Anteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1976, por King Kong. Posteriormente em Musas retroativas: 3ª em 1981, por O Destino Bate à Sua Porta; 4ª em 1982, por Frances e Tootsie; 10ª em 1991, por Cabo do Medo.

Jane Fonda em "A Síndrome da China"

Jane Fonda em “Síndrome da China”

Jane Fonda em "O Cavaleiro Elétrico"

Jane Fonda em “O Cavaleiro Elétrico”

15 – JANE FONDA, por Síndrome da China e por O Cavaleiro Elétrico

Anteriormente em Musas retroativas: 5ª em 1965, por Dívida de Sangue; 8ª em 1966, por Caçada Humana; 3ª em 1967, por Descalços no Parque; 1ª em 1968, por Barbarella; 5ª em 1969, por A Noite dos Desesperados; 4ª em 1971, por Klute – O Passado Condena; 19ª em 1972, por Tout Va Bien; 7ª em 1977, por Julia; 2ª em 1978, em Amargo Regresso. Posteriormente em Musas retroativas: 13ª em 1981, por Num Lago Dourado e por Amantes & Finanças.

Kate Lyra em "O Prisioneiro do Sexo"

Kate Lyra em “O Prisioneiro do Sexo”

Kate Lyra em "Uma Fêmea do Outro Mundo"

Kate Lyra em “Uma Fêmea do Outro Mundo”

Kate Lyra em "Nos Tempos da Vaselina"

Kate Lyra em “Nos Tempos da Vaselina”

16 – KATE LYRA, por O Prisioneiro do Sexo, por Uma Fêmea do Outro Mundo e por Nos Tempos da Vaselina

Posteriormente em Musas retroativas: 16ª em 1980, por Convite ao Prazer.

Meryl Streep em "Manhattan"

Meryl Streep em “Manhattan”

Meryl Streep em "Kramer vs. Kramer"

Meryl Streep em “Kramer vs. Kramer”

17 – MERYL STREEP, por Manhattan e por Kramer vs. Kramer

Anteriormente em Musas retroativas: 16ª em 1977, por Julia; 12ª em 1978, por O Franco-AtiradorPosteriormente em Musas retroativas10ª em 1982, por A Escolha de Sofia.

Christiane Torloni em "O Bom Burguês"

Christiane Torloni em “O Bom Burguês”

18 – CHRISTIANE TORLONI, por O Bom Burguês

Posteriormente em Musas retroativas: 13ª em 1980, por Ariella; 18ª em 1983, por Rio Babilônia; 12ª em 1984, por Águia na Cabeça.

Ursula Andress em "O Quinto Mosqueteiro"

Ursula Andress em “O Quinto Mosqueteiro”

19 – URSULA ANDRESS, por O Quinto Mosqueteiro

Anteriormente em Musas retroativas: 3ª em 1962, por 007 contra o Satânico Dr. No; 10ª em 1963, por O Seresteiro de Acapulco; 18ª em 1965, por A Deusa da Cidade Perdida e por O que É que Há, Gatinha?; 18ª em 1966, por Crepúsculo das Águias; 12ª em 1967, por Cassino Royale.

Colleen Camp em "Apocalypse Now"

Colleen Camp em “Apocalypse Now”

20 – COLLEEN CAMP, por Apocalypse Now

Musas de 1978 <<
>> Musas de 1980

em Musas retroativas
1 - Kathleen Turner ("Corpos Ardentes")

Kathleen Turner em “Corpos Ardentes”

1 – KATHLEEN TURNER, por Corpos Ardentes

Posteriormente em Musas retroativas: 5ª em 1983, por O Homem com Dois Cérebros; 2ª em 1984, por Tudo por uma Esmeralda e por Crimes de Paixão; 4ª em 1985, por A Jóia do Nilo e por A Honra do Poderoso Prizzi; 10ª em 1986, por Peggy Sue, Seu Passado a Espera; 6ª em 1989, por A Guerra dos Roses.

A campeã do ano só podia ser Kathleen Turner, releitura à altura da mulher fatal dos filmes noir – outra que chegou ao pódio no mesmo registro este ano foi Jessica Lange. Lucélia Santos foi a brasileira melhor colocada, num ano ótimo para as atrizes nacionais: sete na lista e cinco no top 10. Parece que nunca tantos filmes nacionais despiram tantas atrizes interessantes. Foi, também, o grande ano de Helena Ramos, supermusa das pornochanchadas e dos filmes erótico-cabeça nacionais, muito nua em dois dos principais filmes de sua carreira – e a três anos de aparecer em sua última produção. A lista também é marcada por Dorothy Stratten, playmate lançada por Peter Bogdanovich em Muito Riso e Muita Alegria e assassinada covardemente pelo marido antes de o filme ser lançado. Ela foi interpretada depois no cinema por Mariel Hemingway, que, com isso, entrou na lista de 1984. Primeira aparição: Kathleen Turner, Lucélia Santos, Elizabeth McGovern, Denise Dumont. Última aparição: Carole Bouquet, Karen Allen, Jane Fonda, Nancy Allen, Sylvia Kristel, Hanna Schygulla, Diane Keaton. Única aparição: Helena Ramos, Dorothy Stratten, Lucinha Lins, Rachel Ward, Lídia Brondi. Brasileiras na lista: Lucélia Santos, Helena Ramos, Sônia Braga, Vera Fischer, Lucinha Lins, Lídia Brondi, Denise Dumont.

3 - Carole Bouquet ("007 Somente para Seus Olhos")

Carole Bouquet em “007 Somente para Seus Olhos”

2 – CAROLE BOUQUET, por 007 Somente para Seus Olhos

Anteriormente em Musas retroativas: 6ª em 1977, por Esse Obscuro Objeto do Desejo.

Jessica Lange em “O Destino Bate à Sua Porta”

3 – JESSICA LANGE, por O Destino Bate à Sua Porta

Anteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1976, por King Kong; 14ª em 1979, por All That Jazz – O Show Deve Continuar. Posteriormente em Musas retroativas: 3ª em 1982, por Frances e Tootsie; 10ª em 1991, por Cabo do Medo.

Lucélia Santos (“Engraçadinha”

6 - Lucélia Santos (...também por "Bonitinha, mas Ordinária" e...)

Lucélia Santos em “Bonitinha, mas Ordinária”

4 – LUCÉLIA SANTOS, por Engraçadinha e por Bonitinha, mas Ordinária

Posteriormente em Musas retroativas: 13ª em 1982, por O Sonho Não Acabou, por Luz del Fuego e por Álbum de Família – Uma História Devassa; 8ª em 1986, por As Sete Vampiras e por Baixo Gávea.

6 - Helena Ramos ("Mulher Objeto" e...)

Helena Ramos em “Mulher Objeto”

6 - Helena Ramos (...também por "A Mulher Sensual")

Helena Ramos em “A Mulher Sensual”

5 – HELENA RAMOS, por Mulher Objeto e por A Mulher Sensual

7 - Sonia Braga ("Eu Te Amo")

Sônia Braga em “Eu Te Amo”

6 – SÔNIA BRAGA, por Eu Te Amo

Anteriormente em Musas retroativas: 3ª em 1976, por Dona Flor e Seus Dois Maridos; 1ª em 1978, por A Dama do Lotação. Posteriormente em Musas retroativas: 8ª em 1983, por Gabriela; 15ª em 1985, por O Beijo da Mulher-Aranha; 15ª em 1988, por Luar sobre Parador e por Rebelião em Milagro.

8 - Karen Allen ("Os Caçadores da Arca Perdida")

Karen Allen em “Os Caçadores da Arca Perdida”

7 – KAREN ALLEN, por Os Caçadores da Arca Perdida

Anteriormente em Musas retroativas19ª em 1978, por Clube dos Cafajestes.

9 - Vera Fischer ("Bonitinha, mas Ordinária" e...)

Vera Fischer em “Bonitinha, mas Ordinária”

9 - Vera Fischer ("Eu Te Amo")

Vera Fischer em “Eu Te Amo”

8 – VERA FISCHER, por Bonitinha, mas Ordinária e por Eu Te Amo

Anteriormente em Musas retroativas: 15ª em 1973, por A Super Fêmea; 14ª em 1974, por As Delícias da Vida e por As Mulheres que Fazem DiferentePosteriormente em Musas retroativas: 5ª em 1982, por Amor, Estranho Amor; 10ª em 1983, por Perdoa-me por Me Traíres; 19ª em 1984, por Amor Voraz; 13ª em 1989, por Doida Demais.

11 - Dorothy Stratten ("Muito Riso e Muita Alegria")

Dorothy Stratten em “Muito Riso e Muita Alegria”

9 – DOROTHY STRATTEN, por Muito Riso e Muita Alegria

Lucinha Lins em “Os Saltimbancos Trapalhões”

10 – LUCINHA LINS, por Os Saltimbancos Trapalhões

13 - Sylvia Kristel ("Uma Professora Muito Particular" e...)

Sylvia Kristel em “Uma Professora Muito Especial”

13 - Sylvia Kristel (...também por "O Amante de Lady Chatterley")

Sylvia Kristel em “O Amante de Lady Chatterley”

11 – SYLVIA KRISTEL, por Uma Professora Muito Especial e por O Amante de Lady Chatterley

Anteriormente em Musas retroativas: 13ª em 1979, em O Quinto Mosqueteiro.

14 - Rachel Ward ("Cliente Morto Não Paga")

Rachel Ward em “Cliente Morto Não Paga”

12 – RACHEL WARD, por Cliente Morto Não Paga

15 - Jane Fonda ("Num Lago Dourado" e...)

Jane Fonda em “Num Lago Dourado”

15 - Jane Fonda (...também por "Amantes e Finanças")

Jane Fonda em “Amantes e Finanças”

13 – JANE FONDA, por Num Lago Dourado e por Amantes e Finanças

Posteriormente em Musas retroativas: 5ª em 1965, por Dívida de Sangue; 8ª em 1966, por Caçada Humana; 3ª em 1967, por Descalços no Parque; 1ª em 1968, por Barbarella; 5ª em 1969, por A Noite dos Desesperados; 4ª em 1971, por Klute – O Passado Condena; 19ª em 1972, por Tout Va Bien; 7ª em 1977, por Julia; 2ª em 1978, em Amargo Regresso; 15ª em 1979, por Síndrome da China e por O Cavaleiro Elétrico.

Nancy Allen em “Um Tiro na Noite”

14 – NANCY ALLEN, por Um Tiro na Noite

Anteriormente em Musas retroativas: 10ª em 1976, por Carrie, a Estranha; 3ª em 1978, por Febre de Juventude; 2ª em 1980, por Vestida para Matar.

17 - Helen Mirren ("Excalibur")

Helen Mirren em “Excalibur”

15 – HELEN MIRREN, por Excalibur

Anteriormente em Musas retroativas: 7ª em 1979, por Calígula. Posteriormente em Musas retroativas: 12ª em 1989, por O Cozinheiro, o Ladrão, Sua Mulher e o Amante.

Hanna Schygulla em “Lili Marlene”

16 – HANNA SCHYGULLA, por Lili Marlene

Anteriormente em Musas retroativas: 20ª em 1972, por As Lágrimas Amargas de Petra von Kant; 12ª em 1979, por O Casamento de Maria Braun.

Elizabeth McGovern em "Na Época do Ragtime"

Elizabeth McGovern em “Na Época do Ragtime”

17 – ELIZABETH MCGOVERN, por Na Época do Ragtime

Posteriormente em Musas retroativas18ª em 1984, por Adeus à Inocência e por Era uma Vez na América.

Lídia Brondi em "O Beijo no Asfalto"

Lídia Brondi em “O Beijo no Asfalto”

18 – LÍDIA BRONDI, por O Beijo no Asfalto

Posteriormente em Musas retroativas19ª em 1983, por Perdoa-me por Me Traíres.

Diane Keaton em "Reds"

Diane Keaton em “Reds”

19 – DIANE KEATON, por Reds

Anteriormente em Musas retroativas: 3ª em 1972, por Sonhos de um Sedutor e por O Poderoso Chefão; 4ª em 1973, por Dorminhoco; 3ª em 1974, por O Poderoso Chefão – Parte II; 1ª em 1975, por A Última Noite de Boris Gruschenko; 1ª em 1977, por Noivo Neurótico, Noiva Nervosa e por À Procura de Mr. Goodbar; 10ª em 1979, por Manhattan.

Denise Dumont em "Eros, o Deus do Amor"

Denise Dumont em “Eros, o Deus do Amor”

20 – DENISE DUMONT, por Eros, o Deus do Amor

Posteriormente em Musas retroativas: 14ª em 1982, por Filhos e Amantes; 11ª em 1983, por Rio Babilônia.

Musas de 1980 <<
>> Musas de 1982

Sigam-me os bons (no Twitter)

setembro 2017
D S T Q Q S S
« ago    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Cenas da Vida

Páginas

Estatísticas

  • 1,259,895 hits