You are currently browsing the tag archive for the ‘Madonna’ tag.

Rei Leao - 1994 - 03

“Hakuna matata”, de “O Rei Leão” (1994)

150. ‘THAT’S ENTERTAINMENT’, de A Roda da Fortuna (1953)
Com Jack Buchanan, Nanette Fabray, Oscar Levant e Fred Astaire. Direção do filme: Vincente Minnelli. Coreografia: Michael Kidd. Canção de Arthur Schwartz e Howard Dietz.

Uma das canções mais emblemáticas do show business sobre si mesmo (junto com “There’s no business like show business”; ficou em 45º na lista das 100 canções do cinema americano, segundo o American Film Institute) é usada pelo diretor teatral e autores da peça para convencerem o veterano astro vivido por Fred Astaire a interpretar… Fausto! Afinal, tudo é entretenimento e o mundo é um palco.

***

149. ‘HAKUNA MATATA’, de O Rei Leão (1994)
Com Nathan Lane, Ernie Sabella, Jason Weaver e Joseph Williams. Direção: Roger Allers, Rob Minkoff. Canção de Elton John e Tim Rice.

A expressão “hakuna matata” existe mesmo na língua suaíli, falada no sudeste da África, e quer dizer “sem preocupações”. É um dos grandes momentos de O Rei Leão, apresentando devidamente os personagens Timão e Pumbaa e servindo como passagem de tempo do pequeno Simba para o Simba adulto. Como a expressão é real, é uma grande tolice a “tradução” brasileira para algo que não existe, “hatuna matata”.

***

148. ‘I GOT LIFE’, de Hair (1979)
Com Treat Williams. Direção: Milos Forman. Canção de Galt MacDermot, Gerome Ragni e James Rado.

O horror da gente de bem: hippies invadem um jantar chique, só para que um amigo que vai para a guerra passe, antes, uns minutos olhando para uma garota bonita por quem ele se apaixonou. Ao serem convidados a sair, o líder faz uma afirmação de identidade daquelas: fazendo da mesa de jantar uma passarela para seu discurso empolgante. Detalhe ótimo de cena: os outros hippies tentando minimizar o estrago tirando os pratos e copos da frente, antes que sejam pisados. Tem um quê de Buñuel esse número.

***

147. ‘JAILHOUSE ROCK’, de Prisioneiro do Rock (1957)
Com Elvis Presley. Direção: Richard Thorpe. Coreografia: Alex Romero e Elvis Presley. Canção de Jerry Leiber e Mark Stoller.

Elvis fez muitos musicais no cinema, mas poucos têm prestígio de verdade. Há músicas ótimas, mas os números não são muito inspirados. Aqui é diferente: estamos na Metro, que entendia do riscado. No filme, o número é uma apresentação na TV.

***

146. ‘RUN AND TELL THAT’, de Hairspray — Em Busca da Fama (2007)
Com Elijah Kelley e Taylor Parks. Direção: Adam Shankman. Canção de Marc Shaiman e Scott Wittman.

O que não falta em Hairspray é energia, e esse é um dos números mais vibrantes do filme (começando numa sala da escola, avança pelos corredores, vai para dentro de um ônibus e termina num bairro popular). É também uma afirmação de identidade contra o racismo: encontrar a própria voz, “Quanto mais escura a fruta, mais doce é o suco” e “As pessoas daqui têm que se virar para pagar o aluguel, têm que tirar um dólar de 60 centavos”.

***

145. ‘GREASED LIGHTNING’, de Grease — No Tempo da Brilhantina (1978)
Com John Travolta e Jeff Conaway. Direção: Randal Kleiser. Coreografia: Patricia Birch. Canção de Jim Jacobs e Warren Casey.

John Travolta roubou este número de Jeff Conaway. Na Broadway, o personagem de Conaway é quem canta e Travolta usou seu poder para passá-la a seu personagem. Assistindo, dá pra ver o motivo. É um número de grande vitalidade, um daqueles que encarna uma espécie de “realidade paralela”: o conserto de um carro ferrado vira um cenário chique de gosto duvidoso.

***

144. ‘GOODNIGHT AND THANK YOU’, de Evita (1996)
Com Antonio Banderas e Madonna. Direção: Alan Parker. Canção de Andrew Lloyd Webber e Tim Rice.

A ascensão social de Eva Duarte: de modelo para um fotógrafo pobretão (que nem nome ganha na canção, é chamado de “Sr. Qualquer Um”), de amante em amante, até chegar nos homens importantes – o passo seguinte seria Perón. O número chega a incluir lá no meio um jingle de sabão em pó! Banderas canta no papel de narrador, ora uma espécie de consciência do povo argentino, ora da própria Eva.

***

143. ‘DREAMGIRLS’, de Dreamgirls — Em Busca de um Sonho (2006)
Com Beyoncé Knowles, Jennifer Hudson e Anika Noni Rose. Direção: Bill Condon. Canção de Henry Krieger e Tom Eyen.

Moldadas durante o filme, as Dreams (as Supremes, com outro nome) fazem sua retumbante estreia no meio de Dreamgirls. Deslumbrantes, com uma impressionante Beyoncé à frente, elas fazem valer a espera. O filme tenta atrapalhar desviando o foco do número pra um diálogo que poderia ficar para antes ou depois, mas as garotas podem mais.

***

142. ‘BY A WATERFALL’, de Belezas em Revista (1933)
Com coro e elenco. Direção: Lloyd Bacon. Coreografia: Busby Berkeley. Canção de Sammy Fain e Irving Kahal.

Um dos famosos caleidoscópios humanos criados e dirigidos por Busby Berkeley. E daí que, na história, esse número impossível se passa num palco? Berkeley nos mostra até debaixo d’água os movimentos organizados e em visões de 90º de cima, com as garotas criando diversas imagens, que seriam a marca de suas coreografias nos anos 1930.

***

141. ‘MY RIFLE, MY PONY AND ME/ CINDY, CINDY’, de Onde Começa o Inferno (1959)
Com Dean Martin, Ricky Nelson e Walter Brennan. Direção: Howard Hawks. Canção “My rifle, my pony and me”, de Dmitri Tiomkin e Paul Francis Webster; “Cindy, Cindy” (ou “Cindy” ou “Get along home, Cindy”), de autoria desconhecida.

Um número musical num faroeste? Sim! Howard Hawks não desperdiçou o fato de ter Dean Martin e o ídolo jovem Ricky Nelson no mesmo elenco e separou um momento do filme para mostrar a camaradagem dos homens da lei através da música. Só faltou o John Wayne cantar junto.

Continue lendo »

por Renato Félix

Não é uma atualização (ainda). É a mesma lista que foi publicada aqui no blog em 2014, mas reunida em um mesmo infográfico. Abaixo dele, a lista dos filmes, só com o texto. Lembrando que a lista não reflete a minha opinião: é uma combinação da média ponderada das avaliações dos usuários do IMDb e das cotações do Metacritic e do Rotten Tomatoes, sites que compilam avaliações dos críticos americanos.

A partir do 50º lugar, a lista indica opções de leitura referentes ao filme em questão. Como foi feito em 2014, pode haver naturais desatualizações e, claro, não inclui os filmes de 2014 para cá, que ficam para uma futura nova lista.

Detalhes e a lista parte a parte? Clique aqui.

Ranking completo 3

 

Os 100 primeiros:

1 – Persépolis (2007)
2 – Batman, o Cavaleiro das Trevas (2008)
3 – O Fantasma do Futuro (1995)
4 – Anti-Herói Americano (2003)
5 – Azul É a Cor Mais Quente (2013)
6 – Ghost World – Aprendendo a Viver (2001)
7 – Guardiões da Galáxia (2014)
8 – Superman – O Filme (1978)
9 – Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge (2012)
10 – O Castelo de Cagliostro (1979)
11 – Nausicaa – A Princesa do Vale dos Ventos (1984)
12 – Homem-Aranha 2 (2004)
13 – Homem de Ferro (2008)
14 – Charlie Brown e Snoopy (1969)
15 – Expresso do Amanhã (2013)
16 – X-Men – Dias de um Futuro Esquecido (2014)
17 – Cor da Pele: Mel (2012)
18 – Superman II (1980)
19 – Volte para Casa, Snoopy (1972)
20 – Akira (1988)
21 – Os Vingadores – The Avengers (2012)
22 – Marcas da Violência (2005)
23 – O Reino dos Gatos (2002)
24 – Batman – A Máscara do Fantasma (1993)
25 – Capitão América 2 – O Soldado Invernal (2014)
26 – Batman Begins (2005)
27 – Oldboy (2003)
28 – Death Note (2006)
29 – Hellboy II – O Exército Dourado (2008)
30 – Homem-Aranha (2002)
31 – Metropolis (2001)
32 – MIB – Homens de Preto (1997)
33 – Sin City, a Cidade do Pecado (2005)
34 – Contos do Além (1972)
35 – Estrada para Perdição (2002)
36 – Death Note – The Last Name (2006)
37 – X-Men 2 (2003)
38 – X-Men – Primeira Classe (2011)
39 – O Corvo (1994)
40 – Asterix e Obelix – Missão Cleópatra (2002)
41 – Gen Pés Descalços (1983)
42 – Scott Pilgrim contra o Mundo (2010)
43 – Batman – O Retorno (1992)
44 – Lobo Solitário – Espada da Vingança (1972)
45 – Ping-Pong (2002)
46 – Meus Vizinhos, os Yamada (1999)
47 – Hellboy (2004)
48 – Kick-Ass – Quebrando Tudo (2010)
49 – X-Men – O Filme (2000)
50 – As Aventuras de Tintim (2011)
51 – V de Vingança (2005)
52 – As Múmias do Faraó (2010)
53 – Batman, o Homem-Morcego (1966)
54 – Mind Game (2004)
55 – Homem de Ferro 3 (2013)
56 – A Família Addams 2 (1993)
57 – Batman (1989)
58 – Capitão América, o Primeiro Vingador (2011)
59 – Frango com Ameixas (2011)
60 – Superman – O Retorno (2006)
61 – Os Sem-Floresta (2006)
62 – O Espetacular Homem-Aranha (2012)
63 – Sakuran (2006)
64 – Nana (2005)
65 – Flash Gordon (1980)
66 – Dredd (2012)
67 – Noé (2014)
68 – O Fantasma do Futuro 2 – A Inocência (2004)
69 – Creepshow – Show de Horrores (1982)
70 – Thor (2011)
71 – O Procurado (2008)
72 – RED – Aposentados e Perigosos (2010)
73 – O Máskara (1994)
74 – Homem de Ferro 2 (2010)
75 – Sparks (2013)
76 – Gainsbourg, o Homem que Amava as Mulheres (2010)
77 – Perigo: Diabolik (1968)
78 – Homens de Preto III (2012)
79 – Wolverine Imortal (2013)
80 – O Incrível Hulk (2008)
81 – Watchmen – O Filme (2009)
82 – Barbarella (1968)
83 – O Palácio Francês (2013)
84 – O Retorno de Tamara (2010)
85 – A Família Addams (1991)
86 – Thor – O Mundo Sombrio (2013)
87 – Transformers (2007)
88 – Conan, o Bárbaro (1982)
89 – 300 (2006)
90 – Dose Dupla (2013)
91 – Dick Tracy (1990)
92 – Rocketeer (1991)
93 – Homem-Aranha 3 (2007)
94 – Quase Super-Heróis/ Heróis Muito Loucos (1999)
95 – X-Men – O Confronto Final (2006)
96 – O Homem de Aço (2013)
97 – Heavy Metal – Universo em Fantasia (1981)
98 – Do Inferno (2001)
99 – O Espetacular Homem-Aranha 2 – A Ameaça de Electro (2014)
100 – Blade II – O Caçador de Vampiros (2002)

 

 

Parece incrível, mas Madonna tem um prêmio de melhor atriz em sua estante. Foi o Globo de Ouro na categoria comédia ou musical por Evita em 1997. R não foi falta de concorrência: ela derrubou Glenn Clone (101 Dálmatas), Frances McDormand (Fargo, que ganhou o Oscar depois), Debbie Reynolds (Mãe É Mãe) e Barbra Streisand (O Espelho Tem Duas Faces).

Carla Camurati em "Estrela Nua"

Carla Camurati em “Estrela Nua”

Carla Camurati em "Os Bons Tempos Voltaram - Vamos Gozar Outra Vez"

Carla Camurati em “Os Bons Tempos Voltaram – Vamos Gozar Outra Vez”

1 – CARLA CAMURATI, por Estrela Nua e por Os Bons Tempos Voltaram – Vamos Gozar Outra Vez

Anteriormente em Musas retroativas: 2ª em 1982, por O Olho Mágico do Amor;  6ª em 1984, por Onda NovaPosteriormente em Musas retroativas: 6ª em 1986, por Cidade Oculta; 18ª em 1996, por O Corpo.

De dia era um falcão, de noite era “só” Michelle Pfeiffer. O romance amaldiçoado de O Feitiço de Áquila rendeu o segundo primeiro lugar da atriz californiana (o primeiro de quatro). Ela só não ganhou porque este foi o ano em que Carla Camurati foi amaldiçoada por Cristina Aché em Estrela Nua – com direita “àquela” cena em que ela fuma um cigarro muito especial (a 1h10 de filme). Uma das cenas mais eróticas de todo o cinema nacional, que é pródigo em erotismo. No terceiro posto, a francesa Mathilda May, que desfila totalmente nua em quase metade de Força Sinistra como uma vampira do espaço. Sete musas estreiam aqui, entre elas três que marcaram os filmes adolescentes dos anos 1980: Kelly Preston, Lea Thompson e Molly Ringwald. Primeira aparição: Kelly Preston, Lea Thompson, Madonna, Molly Ringwald, Kelly McGillis, Sharon Stone, Rosanna Arquette. Última aparição: Helen Slater, Kelly LeBrock, Lúcia Veríssimo. Única aparição: Mathilda May, Tahnee Welch, Mio Takaki. Brasileiras na lista: Carla Camurati, Sonia Braga, Lúcia Veríssimo, Cristina Aché.

Michelle Pfeiffer em "O Feitiço de Áquila"

Michelle Pfeiffer em “O Feitiço de Áquila”

2 – MICHELLE PFEIFFER, por O Feitiço de Áquila

Anteriormente em Musas retroativas: 14ª em 1983, por Scarface; 9ª em 1984, por Um Romance Muito Perigoso. Posteriormente em Musas retroativas: 14ª em 1987, por As Bruxas de Eastwick; 2ª em 1988, por De Caso com a Máfia, por Ligações Perigosas e por Conspiração Tequila; 1ª em 1989, por Susie e os Baker Boys; 6ª em 1991, por Frankie & Johnny; 2ª em 1992, por Batman – O Retorno e por As Barreiras do Amor; 2ª em 1993, por A Época da Inocência; 12ª em 1994, por Lobo; 10ª em 1996, por Um Dia Especial; 16ª em 1999, por A História de Nós Dois; 20ª em 2000, por Revelação.

2 - Mathilda May ("Força Sinistra")

Mathilda May em “Força Sinistra”

3 – MATHILDA MAY, por Força Sinistra

3 - Kathleen Turner ("A Jóia do Nilo" e, também, "A Honra do Poderoso Prizzi")

Kathleen Turner em “A Jóia do Nilo”

Kathleen Turner em “A Honra do Poderoso Prizzi”

4 – KATHLEEN TURNER, por A Jóia do Nilo e por A Honra do Poderoso Prizzi

Anteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1981, em Corpos Ardentes; 5ª em 1983, por O Homem com Dois Cérebros; 2ª em 1984, por Tudo por uma Esmeralda e por Crimes de Paixão. Posteriormente em Musas retroativas: 10ª em 1986, por Peggy Sue, Seu Passado a Espera; 6ª em 1989, por A Guerra dos Roses.

Jennifer Jason Leigh em “Conquista Sangrenta”

5 – JENNIFER JASON LEIGH, por Conquista Sangrenta

Anteriormente na lista: 11ª, em 1982, por Picardias Estudantis. Posteriormente na lista: 8ª em 1989, por Noites Violentas no Brooklyn; 8ª em 1992, por Mulher Solteira Procura.

Kelly Preston em "Admiradora Secreta"

Kelly Preston em “Admiradora Secreta”

Kelly Preston em “A Última Transa de Jonathan”

6 – KELLY PRESTON, por Admiradora Secreta e por A Última Transa de Jonathan

Posteriormente em Musas retroativas: 12ª em 1988, por Irmãos Gêmeos; 20ª em 1996, por Jerry Maguire – A Grande Virada.

6 - Lea Thompson ("De Volta para o Futuro")

Lea Thompson em “De Volta para o Futuro”

7 – LEA THOMPSON, por De Volta para o Futuro

Posteriormente em Musas retroativas: 18ª em 1987, por Alguém Muito Especial; 19ª em 1988, por Sexo Casual?.

7 - Madonna ("Procura-se Susan Desesperadamente")

Madonna em “Procura-se Susan Desesperadamente”

8 – MADONNA, por Procura-se Susan Desesperadamente

Posteriormente em Musas retroativas: 17ª em 1990, por Na Cama com Madonna e por Dick Tracy; 5ª em 1992, por Corpo em Evidência, por Uma Equipe Muito Especial e por Neblina e Sombras.

Kelly McGillis em "A Testemunha"

Kelly McGillis em “A Testemunha”

9 – KELLY MCGILLIS, por A Testemunha

Posteriormente em Musas retroativas: 14ª em 1986, por Top Gun – Áses Indomáveis.

8 - Molly Ringwald ("Clube dos Cinco")

Molly Ringwald em “Clube dos Cinco”

10 – MOLLY RINGWALD, por Clube dos Cinco

Posteriormente em Musas retroativas: 18ª em 1986, por A Garota de Rosa-Shocking.

9 - Helen Slater ("A Lenda de Billie Jean")

Helen Slater em “A Lenda de Billie Jean”

11 – HELEN SLATER, por A Lenda de Billie Jean

Anteriormente em Musas retroativas: 11ª em 1984, por Supergirl.

Sharon Stone em “As Minas do Rei Salomão”

12 – SHARON STONE, por As Minas do Rei Salomão

Posteriormente em Musas retroativas: 9ª em 1990, por O Vingador do Futuro; 1ª em 1992, por Instinto Selvagem; 5ª em 1993, por Invasão de Privacidade; 7ª em 1995, por Cassino e por Rápida e Mortal; 16ª em 1996, por Diabolique; 12ª em 1999, por A Musa.

Kelly LeBrock em "Mulher Nota 1000"

Kelly LeBrock em “Mulher Nota 1000”

13 – KELLY LEBROCK, por Mulher Nota 1000

Anteriormente em Musas retroativas: 8ª em 1984, por A Dama de Vermelho.

10 - Tahnee Welch ("Cocoon")

Tahnee Welch em “Cocoon”

14 – TAHNEE WELCH, por Cocoon

Sônia Braga em “O Beijo da Mulher-Aranha”

15 – SÔNIA BRAGA, por O Beijo da Mulher-Aranha

Anteriormente em Musas retroativas: 3ª em 1976, por Dona Flor e Seus Dois Maridos; 1ª em 1978, por A Dama do Lotação; 6ª em 1981, por Eu Te Amo; 8ª em 1983, por Gabriela. Posteriormente em Musas retroativas: 15ª em 1988, por Luar sobre Parador e por Rebelião em Milagro.

Nastassja Kinski em "Harém"

Nastassja Kinski em “Harém”

17 - Nastassja Kinski ("Revolução")

17 – Nastassja Kinski (“Revolução”)

16 – NASTASSJA KINSKI, por Harém e por Revolução

Anteriormente em Musas retroativas: 6ª em 1978, por Tentação Proibida; 1ª em 1979, por Tess; 1ª em 1982, por A Marca da Pantera e por O Fundo do Coração; 1ª em 1984, por Os Amantes de Maria, por Paris, Texas, por Hotel Muito Louco e por Infielmente Tua. Posteriormente em Musas retroativas: 17ª em 1998, por Seus Amigos, Seus Vizinhos.

14 - Rosanna Arquette ("Depois de Horas" e, também, "Procura-se Susan Desesperadamente")

Rosanna Arquette em “Depois de Horas”

Rosanna Arquette e Madonna em “Procura-se Susan Desesperadamente”

Rosanna Arquette em “Silverado”

17 – ROSANNA ARQUETTE, por Depois de Horas, por Procura-se Susan Desesperadamente e por Silverado

Posteriormente em Musas retroativas: 16ª em 1989, por Contos de Nova York.

Lúcia Veríssimo em "Jeitosa - Um Assunto Muito Particular"

Lúcia Veríssimo em “Jeitosa – Um Assunto Muito Particular”

18 – LÚCIA VERÍSSIMO, por Jeitosa – Um Assunto Muito Particular

Anteriormente em Musas retroativas16ª em 1982, por Filhos e Amantes.

Cristina Aché em "Estrela Nua"

Cristina Aché em “Estrela Nua”

Cristina Aché em "Areias Escaldantes"

Cristina Aché em “Areias Escaldantes”

19 – CRISTINA ACHÉ, por Estrela Nua e por Areias Escaldantes

Anteriormente em Musas retroativas14ª em 1984, por Noites do Sertão.

Mio Takaki em “Berlin Affair”

20 – MIO TAKAKI, por Berlin Affair

Musas de 1984 <<
>> Musas de 1986

1 - Uma Thurman

Uma Thurman em “Henry & June”

1 – UMA THURMAN, por Henry & June

Anteriormente em Musas retroativas: 3ª em 1988, por As Aventuras do Barão Munchausen e por Ligações PerigosasPosteriormente em Musas retroativas: 13ª em 1994, por Pulp Fiction – Tempo de Violência; 12ª em 1996, por Feito Cães e Gatos; 6ª em 1998, por Os Vingadores; 6ª em 2003, por Kill Bill – Vol. 1; 9ª em 2004, por Kill Bill – Vol. 2; 8ª em 2005, por Os Produtores e por Be Cool – O Outro Nome do Jogo.

Henry & June, poderia também ser chamado de ‘Anaïs e June’, tal o entrelaçamento dos corpos das personagens de Maria de Medeiros e Uma Thurman. A Thurman, valeu o primeiro lugar do ano. A Maria, o posto de primeira portuguesa a figurar nesta lista. A Penícula Ibérica foi bem: uma espanhola alcançou o segundo posto: Victoria Abril, como a atriz motivo de uma obsessão em Áta-me, de Almodóvar. A italiana Greta Scacchi ficou em terceiro, tal era a alta voltagem de suas poucas cenas em Acima de Qualquer Suspeita. E ainda há a Winona Ryder loura de Edward, Mãos de Tesoura. E o cinema brasileiro, ainda inexistente na Era Collor, ficou sem musa alguma de novo. Primeira aparição: Winona Ryder, Julia Roberts, Geena Davis, Francesca Neri, Virginia Madsen. Última aparição: Greta Scacchi. Única aparição: Victoria Abril, Maria de Medeiros, Carré Otis, Laura Dern. Brasileiras na lista: nenhuma.

2 - Victoria Abril ("Ata-me" e, também, "Os Amantes")

Victoria Abril em “Ata-me”

Victoria Abril em "Os Amantes"

Victoria Abril em “Os Amantes”

2 – VICTORIA ABRIL, por Ata-me e por Os Amantes

Greta Scacchi em “Acima de Qualquer Suspeita”

3 – GRETA SCACCHI, por Acima de Qualquer Suspeita

Anteriormente em Musas retroativas: 2ª em 1987, por Bom Dia, Babilônia e por Incontrolável Paixão.

4 - Winona Ryder ("Edward, Mãos de Tesoura" e, também, "Minha Mãe É uma Sereia")

Winona Ryder em “Edward, Mãos de Tesoura”

Winona Ryder em “Minha Mãe É uma Sereia”

4 – WINONA RYDER, por Edward, Mãos de Tesoura e por Minha Mãe É uma Sereia

Posteriormente em Musas retroativas: 10ª em 1992, por Drácula de Bram Stoker; 16ª em 1993, por A Época da Inocência e por A Casa dos Espíritos.

5 - Annette Bening ("Os Imorais")

Annette Bening em “Os Imorais”

5 – ANNETTE BENING, por Os Imorais

Anteriormente em Musas retroativas: 15ª em 1989, por Valmont – Uma História de Seduções. Posteriormente em Musas retroativas: 18ª em 2003, por Pacto de Justiça.

6 - Ornella Muti ("A Viagem do Capitão Tornado")

Ornella Muti em “A Viagem do Capitão Tornado”

6 – ORNELLA MUTI, por A Viagem do Capitão Tornado

Anteriormente em Musas retroativas: 6ª em 1980, por Flash Gordon; 3ª em 1984, por Um Amor de Swann.  Posteriormente em Musas retroativas: 9ª em 1993, por O Amante Bilíngüe.

7 - Julia Roberts ("Uma Linda Mulher")

Julia Roberts em “Uma Linda Mulher”

7 – JULIA ROBERTS, por Uma Linda Mulher

Posteriormente em Musas retroativas: 10ª em 1997, por O Casamento do Meu Melhor Amigo; 15ª em 1998, por Lado a Lado; 14ª em 1999, por Um Lugar Chamado Notting Hill e Noiva em Fuga; 12ª em 2000, por Erin Brockovich, uma Mulher de Talento.

Geena Davis em “Não Tenho Troco”

8 – GEENA DAVIS, por Não Tenho Troco

Posteriormente em Musas retroativas: 2ª em 1991, por Thelma & Louise; 17ª em 1992, por Uma Equipe Muito Especial e Herói por Acidente.

Sharon Stone em “O Vingador do Futuro”

9 – SHARON STONE, por O Vingador do Futuro

Anteriormente em Musas retroativas: 12ª em 1985, por As Minas do Rei Salomão. Posteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1992, por Instinto Selvagem; 5ª em 1993, por Invasão de Privacidade; 8ª em 1995, por Cassino e por Rápida e Mortal; 16ª em 1996, por Diabolique; 12ª em 1999, por A Musa.

Emmanuelle Béart em “A Viagem do Capitão Tornado”

10 – EMMANUELLE BÉART, por A Viagem do Capitão Tornado

Anteriormente em Musas retroativas: 11ª em 1986, por A Vingança de Manon. Posteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1991, por A Bela Intrigante; 2ª em 1994, por Ciúme – O Inferno do Amor Possessivo; 19ª em 1995, por Desejos Secretos; 5ª em 1996, por Missão Impossível.

Madeleine Stowe em “Vingança”

11 - Madeleine Stowe (...também por "A Chave do Enigma")

Madeleine Stowe em “A Chave do Enigma”

11 – MADELEINE STOWE, por Vingança e por A Chave do Enigma

Anteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1987, por TocaiaPosteriormente em Musas retroativas: 3ª em 1992, por Obsessão Fatal e por O Último dos Moicanos; 4ª em 1993, por Short Cuts – Cenas da Vida.

Susan Sarandon em “Loucos de Paixão”

12 – SUSAN SARANDON, por Loucos de Paixão

Anteriormente em Musas retroativas: 13ª em 1974, por A Primeira Página; 8ª em 1975, por Rocky Horror Show; 8ª em 1978, por Menina Bonita; 9ª em 1980, por Atlantic City; 19ª em 1983, por Fome de Viver; 18ª em 1988, por Sorte no Amor. Posteriormente em Musas retroativas: 9ª em 1991, por Thelma & Louise.

Francesca Neri em “As Idades de Lulu”

13 – FRANCESCA NERI, por As Idades de Lulu

Posteriormente em Musas retroativas: 14ª em 1997, por Carne Trêmula.

Virginia Madsen em “The Hot Spot – Um Lugar Muito Quente”

14 – VIRGINIA MADSEN, por The Hot Spot – Um Local Muito Quente

Posteriormente em Musas retroativas: 7ª em 2004, por Sideways – Entre umas e Outras.

Maria de Medeiros em “Henry & June”

15 – MARIA DE MEDEIROS, por Henry & June

Jennifer Connelly em “The Hot Spot – Um Lugar Muito Quente”

16 – JENNIFER CONNELLY, por The Hot Spot – Um Lugar Muito Quente

Anteriormente em Musas retroativas: 14ª em 1989, por Essas Garotas. Posteriormente em Musas retroativas: 14ª em 1991, por Rocketeer; 8ª em 1993, por De Amor e de Sombras; 2ª em 1996, por O Preço da Traição; 4ª em 1997, por Círculo de Paixões; 2ª em 2000, por Réquiem para um Sonho e por Amor Maior que a Vida; 3ª em 2001, por Uma Mente Brilhante; 1ª em 2003, por Hulk; 6ª em 2006, por Diamante de Sangue e por Pecados Íntimos.

8 - Madonna ("Na Cama com Madonna" e, também, "Dick Tracy")

Madonna em “Na Cama com Madonna”

Madonna em “Dick Tracy”

17 – MADONNA, por Na Cama com Madonna e por Dick Tracy

Anteriormente em Musas retroativas: 8ª em 1985, por Procura-se Susan Deseperadamente. Posteriormente em Musas retroativas: 5ª em 1992, por Corpo em Evidência, por Uma Equipe Muito Especial e por Neblina e Sombras.

Carré Otis em “Orquídea Selvagem”

18 – CARRÉ OTIS, por Orquídea Selvagem

Demi Moore em “Ghost – Do Outro Lado da Vida”

19 – DEMI MOORE, por Ghost – Do Outro Lado da Vida

Anteriormente em Musas retroativas: 20ª em 1985, por O Primeiro Ano do Resto de Nossas Vidas ; 4ª em 1986, por Sobre Ontem à Noite. Posteriormente em Musas retroativas: 13ª em 1993, por Proposta Indecente.

Laura Dern em “Coração Selvagem”

20 – LAURA DERN, por Coração Selvagem

Musas de 1989 <<
>> Musas de 1991

1 - Sharon Stone ("Instinto Selvagem")

Sharon Stone em “Instinto Selvagem”

1 – SHARON STONE, por Instinto Selvagem

Anteriormente em Musas retroativas: 12ª em 1985, por As Minas do Rei Salomão; 9ª em 1990, por O Vingador do Futuro. Posteriormente em Musas retroativas: 5ª em 1993, por Invasão de Privacidade; 8ª em 1995, por Cassino e por Rápida e Mortal; 16ª em 1996, por Diabolique; 12ª em 1999, por A Musa.

Em alguns anos (poucos), a escolha da musa que fica em primeiro lugar é óbvia. Alguém discute que Sharon Stone não teve concorrentes em 1992? Ok, a Michelle Pfeiffer duas vezes campeã destes top 20 não estaria mal com um terceiro título pela antológica Mulher-Gato de Batman – o Retorno. Mas o diabo estava na carne de Miss Stone em Instinto Selvagem. Com ou sem aquela cruzada clássica de pernas, o lugar mais alto do pódio era dela desde a abertura do filme. Foi um ano em que o sexo deu o que falar no cinema. Teve Jane March em O Amante, Madonna (e Julianne Moore) em Corpo em Evidência, Emmanuelle Seigner e Kristin Scott Thomas em Lua de Fel… O cinema brasileiro ainda na crise, mas com luz no fim do túnel: só Patrícia Pillar na lista. Primeiras aparições: Penélope Cruz, Marisa Tomei, Monica Bellucci, Julianne Moore, Kristin Scott Thomas. Últimas aparições: Madonna, Emmanuelle Seigner, Jennifer Jason Leigh, Geena Davis, Rebecca DeMornay. Únicas aparições: Jane March, Patrícia Pillar, Jeanne Tripplehorn, Sheryl Lee. Brasileiras na lista: Patrícia Pillar.

2 - Michelle Pfeiffer ("Batman - O Retorno" e, também, "As Barreiras do Amor")

Michelle Pfeiffer em “Batman – O Retorno”

Michelle Pfeiffer em “As Barreiras do Amor”

2 – MICHELLE PFEIFFER, por Batman – O Retorno e por As Barreiras do Amor

Anteriormente em Musas retroativas: 14ª em 1983, por Scarface; 9ª em 1984, por Um Romance Muito Perigoso; 2ª em 1985, por O Feitiço de Áquila; 14ª em 1987, por As Bruxas de Eastwick; 2ª em 1988, por De Caso com a Máfia, por Ligações Perigosas e por Conspiração Tequila; 1ª em 1989, por Susie e os Baker Boys; 6ª em 1991, por Frankie & Johnny. Posteriormente em Musas retroativas: 2ª em 1993, por A Época da Inocência; 12ª em 1994, por Lobo; 10ª em 1996, por Um Dia Especial; 16ª em 1999, por A História de Nós Dois; 20ª em 2000, por Revelação.

Madeleine Stowe em “O Último dos Moicanos”

3 - Madeleine Stowe ("Obsessão Fatal" e, também, "O Último dos Moicanos")

Madeleine Stowe em “Obsessão Fatal”

3 – MADELEINE STOWE, por O Último dos Moicanos e por Obsessão Fatal

Anteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1987, por Tocaia; 11ª em 1990, por Vingança e por A Chave do Enigma. Posteriormente em Musas retroativas: 4ª em 1993, por Short Cuts – Cenas da Vida.

4 - Jane March ("O Amante")

4 – Jane March (“O Amante”)

4 – JANE MARCH, por O Amante

5 - Madonna ("Corpo em Evidência" e, também, "Uma Equipe Muito Especial" e "Neblina e Sombras"

Madonna em “Corpo em Evidência”

Madonna em “Uma Equipe Muito Especial”

Madonna em “Neblina e Sombras”

5 – MADONNA, por Corpo em Evidência, por Uma Equipe Muito Especial e por Neblina e Sombras

Anteriormente em Musas retroativas: 8ª em 1985, por Procura-se Susan Deseperadamente; 17ª em 1990, por Na Cama com Madonna e por Dick Tracy.

6 - Emmanuelle Seigner ("Lua de Fel")

Emmanuelle Seigner em “Lua de Fel”

6 – EMMANUELLE SEIGNER, por Lua de Fel

Anteriormente em Musas retroativas: 8ª em 1988, por Busca Frenética.

7 - Penélope Cruz ("Jamón, Jamón")

Penélope Cruz em “Jamón, Jamón”

7 – PENÉLOPE CRUZ, por Jamón, Jamón

Posteriormente em Musas retroativas: 13ª em 2001, por Vanilla Sky; 3ª em 2006, por Volver; 1ª em 2008, por Vicky Cristina Barcelona e por Fatal; 2ª em 2009, por Abraços Partidos e por Nine.

8 - Jennifer Jason Leigh ("Mulher Solteira Procura")

Jennifer Jason Leigh em “Mulher Solteira Procura…”

8 – JENNIFER JASON LEIGH, por Mulher Solteira Procura…

Anteriormente em Musas retroativas: 11ª em 1982, por Picardias Estudantis; 5ª em 1985, por Conquista Sangrenta; 8ª em 1989, por Noites Violentas no Brooklyn.

9 - Juliette Binoche ("Perdas e Danos" e, também, "O Morro dos Ventos Uivantes")

Juliette Binoche em “Perdas e Danos”

Juliette Binoche em “O Morro dos Ventos Uivantes”

9 – JULIETTE BINOCHE, por Perdas e Danos e por O Morro dos Ventos Uivantes

Anteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1988, por A Insustentável Leveza do Ser; 17ª em 1991, por Os Amantes da Pont-Neuf. Posteriormente em Musas retroativas: 10ª em 1993, por A Liberdade É Azul; 14ª em 1996, por O Paciente Inglês; 8ª em 2002, por Fuso Horário do Amor.

10 - Winona Ryder ("Drácula de Bram Stoker")

Winona Ryder em “Drácula de Bram Stoker”

10 – WINONA RYDER, por Drácula de Bram Stoker

Anteriormente em Musas retroativas: 4ª em 1990, por Edward, Mãos de Tesoura e por Minha Mãe É uma Sereia. Posteriormente em Musas retroativas: 16ª em 1993, por A Época da Inocência e por A Casa dos Espíritos.

Patrícia Pillar em “A Maldição de Sanpaku”

11 – PATRÍCIA PILLAR, por A Maldição de Sanpaku

Anteriormente em Musas retroativas20ª em 1984, por Para Viver um Grande Amor.

Marisa Tomei em “Meu Primo Vinny”

Marisa Tomei em “Chaplin”

12 – MARISA TOMEI, por Meu Primo Vinny e por Chaplin

Posteriormente em Musas retroativas: 1ª em 2007, por Antes que o Diabo Saiba que Você Está Morto; 7ª em 2008, por O Lutador.

Monica Bellucci em “Drácula de Bram Stoker”

13 – MONICA BELLUCCI, por Drácula de Bram Stoker

Posteriormente em Musas retroativas: 1ª em 2000, por Malèna; 19ª em 2001, por Pacto dos Lobos; 3ª em 2002, por Irreversível e Asterix e Obelix – Missão Cleópatra; 12ª em 2003, por Matrix Reloaded, Matrix Revolutions e Lágrimas do Sol; 1ª em 2004, por A Paixão de Cristo; 11ª em 2007, por Mandando Bala.

Julianne Moore em “Corpo em Evidência”

Julianne Moore em "A Mão que Balança o Berço"

Julianne Moore em “A Mão que Balança o Berço”

14 – JULIANNE MOORE, por Corpo em Evidência e por A Mão que Balança o Berço

Posteriormente em Musas retroativas: 12ª em 1993, por Short Cuts – Cenas da Vida e por O Fugitivo; 3ª em 1997, por Boogie Nights – Prazer sem Limites; 12ª em 1998, por O Grande Lebowski e por Psicose; 1ª em 1999, por Fim de Caso e por Magnólia; 3ª em 2009, por O Preço da Traição e por Direito de Amar.

Emmanuelle Seigner e Kristin Scott Thomas em “Lua de Fel”

15 – KRISTIN SCOTT THOMAS, por Lua de Fel

Posteriormente em Musas retroativas: 4ª em 1996, O Paciente Inglês e por Missão Impossível.

11 - Bridget Fonda ("Vida de Solteiro" e, também, "Mulher Solteira Procura")

Bridget Fonda em “Vida de Solteiro”

Bridget Fonda em “Mulher Solteira Procura…”

16 – BRIDGET FONDA, por Vida de Solteiro e por Mulher Solteira Procura…

Anteriormente em Musas retroativas: 18ª em 1989, por Escândalo – A História que Abalou um Império. Posteriormente em Musas retroativas: 17ª em 1993, por A Assassina; 18ª em 1997, por Jackie Brown.

13 - Geena Davis ("Uma Equipe Muito Especial" e, também, "Herói por Acidente")

Geena Davis em “Uma Equipe Muito Especial”

17 - Geena Davis (...também por "Herói por Acidente")

Geena Davis em “Herói por Acidente”

17 – GEENA DAVIS, por Uma Equipe Muito Especial e por Herói por Acidente

Anteriormente em Musas retroativas: 8ª em 1990, por Não Tenho Troco; 2ª em 1991, por Thelma & Louise.

Jeanne Tripplehorn em "Instinto Selvagem"

Jeanne Tripplehorn em “Instinto Selvagem”

18 – JEANNE TRIPPLEHORN, por Instinto Selvagem

Rebecca DeMornay em “A Mão que Balança o Berço”

19 – REBECCA DEMORNAY, por A Mão que Balança o Berço

Anteriormente em Musas retroativas: 4ª em 1983, por Negócio Arriscado.

allvip.us Sheryl Lee Twin Peaks Fire Walk With Me 1992

Sheryl Lee em “Twin Peaks – Os Últimos Dias de Laura Palmer”

20 – SHERYL LEE, por Twin Peaks – Os Últimos Dias de Laura Palmer

Musas de 1991 <<
>> Musas de 1993

Sigam-me os bons (no Twitter)

novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Cenas da Vida

Páginas

Estatísticas

  • 1.340.624 hits