You are currently browsing the tag archive for the ‘Olivia Newton-John’ tag.

140. ‘WHEN THE MIDNIGHT CHOO-CHOO LEAVES FOR ALABAM’’, de O Mundo da Fantasia (1954)
Com Donald O’Connor e Mitzi Gaynor. Direção: Walter Lang. Coreografia: Robert Alton. Canção de Irving Berlin.

A delicinha Mitzi Gaynor era limitada por seu próprio estúdio, a Fox, cujo alcance nos musicais não era tanto. Mas ela sempre deu conta do recado, e um de seus momentos especialmente divertidos é esse: com Donald O’ Connor, como dois irmãos que trabalham no teatro musical, fazendo uma paródia caseira de um número apresentado no início do filme por Ethel Merman e Dan Dailey, seus pais no filme.

***

139. ‘XANADU’, de Xanadu (1980)
Com Olivia Newton-John. Direção: Robert Greenwald. Coreografia: Kenny Ortega. Canção de Jeff Lynne.

Kitsch até dizer chega, explodindo em neon, Xanadu não é lá essas coisas como filme. Mas o momento bem virada anos 1970/ anos 1980 desse nímero, com uma grande música, tem uma Olivia Newton-John cheia de graça, conseguindo aparecer no meio dessa poluição visual de dançarinos, patinadores, equilibristas…

***

138. ‘PUTTIN’ ON THE RITZ’, de O Jovem Frankenstein (1974)
Com Gene Wilder e Peter Boyle. Direção: Mel Brooks. Canção de Irving Berlin.

O doutor Frankenstein vai mostrar sua criatura ao público, seu prodígio científico. E como ele faz isso? Num palco, cantando e dançando com ela um clássico de Irving Berlin! Puro Mel Brooks, um apaixonado por musicais que sempre dava espaço para um número em seus filmes.

***

137. ‘AUDITION (THE FOOLS WHO DREAM)’, de La La Land — Cantando Estações (2016)
Com Emma Stone. Direção: Damien Chazelle. Canção de Justin Hurwitz, Benj Pasek e Justin Paul.

Mia conta uma história de sua tia em Paris, que se torna um hino aos “tolos que sonham” — ela própria inclusa. Uma transição delicada e perfeita do diálogo para a canção, do cenário para apenas Emma Stone num foco de luz e uma câmera que, lentamente, vai até ela, dá a volta por trás dela e retorna ao ponto principal. Se feito com talento, não precisa muito mais que isso pra ser brilhante e inesquecível.

***

136. ‘I’M OLD FASHIONED’, de Bonita como Nunca (1942)
Com Rita Hayworth (voz de Nan Wynn) e Fred Astaire. Direção: William A. Seiter. Diretor de dança: Val Raset. Coreografia: Fred Astaire e Nicanor Molinare. Canção de Jerome Kern e Johnny Mercer.

Bonita como Nunca foi o segundo e último filme estrelado por Astaire e Rita Hayworth, mostrando de novo que eles eram perfeitos juntos. É charme que não acaba mais e um final gracinha.

***

135. ‘I’M WISHING/ ONE SONG’, de Branca de Neve e os Sete Anões (1937)
Com Adriana Caselotti e Harry Stockwell. Direção: David Hand. Canções de Frank Churchill e Larry Morey.

Sim, claro, é datado: a princesa esperando pelo seu príncipe que vai resgatá-la. Deem um desconto, é 1937. A canção se tornou um ícone que resiste, graças à elegância de uma animação que ainda bota no bolso a maioria do que é feito hoje e a encenação graciosa com o eco do poço e ao pássaro que leva o beijo da Branca de Neve ao príncipe.

***

134. ‘IF I ONLY HAD A NERVE/ WE’RE OFF TO SEE THE WIZARD’, de O Mágico de Oz (1939)
Com Bert Lahr, Judy Garland, Ray Bolger, Jack Haley e a voz de Buddy Ebsen. Direção: Victor Fleming. Canção de E.Y. Harburg e Harold Arlen.

Depois de “If I only had a brain”, com o Espantalho, e “If I only had a heart”, com o Homem de Lata, é a vez do Leão covarde cantar sua canção. A diferença é que ela emenda com a icônica “We’re off to see the wizard” (onde a voz do Homem de Lata ainda é a de Buddy Ebsen, que teve alergia à maquiagem e foi substituído na filmagem por Jack Haley). “We’re off to see the wizard” já havia sido cantada três vezes antes, mas esta é a primeira em que estão os quatro juntos, por isso é um momento marcante.

***

133. ‘SHALL WE DANCE?’, de Vamos Dançar (1937)
Com Fred Astaire e Ginger Rogers. Direção: Mark Sandrich. Coreografia: Hermes Pan. Canção de George Gershwin e Ira Gershwin.

Depois de ter perdido Ginger, o personagem de Fred lida com isso apresentando um número com várias dançarinas usando máscaras da amada. O que ele não espera é que a verdadeira está lá e ele vai ter que encontrá-la para fazerem, como sempre, mágica juntos. É o delicioso final de Vamos Dançar?, candidato a melhor filme da maior dupla de dançarinos do cinema.

***

132. ‘HELLO, DOLLY’, de Alô, Dolly (1969)
Com Barbra Streisand e Louis Armstrong. Direção: Gene Kelly. Coreografia: Michael Kidd. Canção de Jerry Herman.

O grande momento (grande mesmo: mais de sete minutos) de Alô, Dolly, em que a casamenteira atrevida é recebida com pompa e circunstância no restaurante pela infinidade de garçons do lugar. A cereja é a pequena participação do gigante Louis Armstrong. O vídeo abaixo infelizmente não mostra o número todo, mas a canção dá pra ouvir aqui.

***

131. ‘CHANSON D’UN JOUR D’ÉTÉ’, de Duas Garotas Românticas (1967)
Com Catherine Deneuve (com voz de Anne Germain) e Françoise Dorléac (com voz de Claude Parent). Direção: Jacques Demy. Coreografia: Norman Maen. Canção de Michel Legrand.

Irmãs no filme e na vida real e irresistíveis, Deneuve e Françoise Dorleac fazem essa apresentação no palco de uma quermesse. Quem resiste quando, no refrão, elas esquecem a plateia e cantam para nós, do outro lado da câmera? Demy namora muito o musical hollywoodiano nesse filme.

Continue lendo »

Anúncios
Sônia Braga em "A Dama do Lotação"

Sônia Braga em “A Dama do Lotação”

1 – SÔNIA BRAGA, por A Dama do Lotação

Anteriormente em Musas retroativas: 3ª em 1976, por Dona Flor e Seus Dois Maridos. Posteriormente em Musas retroativas: 6ª em 1981, por Eu Te Amo; 8ª em 1983, por Gabriela; 15ª em 1985, por O Beijo da Mulher-Aranha; 15ª em 1988, por Luar sobre Parador e por Rebelião em Milagro.

Quem poderia competir com a Sônia interpretando uma personagem de Nélson Rodrigues? Ela levou o primeiro lugar com louvor, encabeçando um ano com quatro brasileiras (salve as pornochanchadas existenciais!) – uma delas, a grande Sandra Bréa em terceiro; outra, uma americana de nascimento, mas – que diabo! – fez sua carreira toda no Brasil, Kate Lyra (afinal, “brasileiro é tão bonzinho”, não é mesmo?). Jane Fonda quase venceu – cheguei a colocá-la em primeiro e depois mudar de ideia. O ano ainda teve três futuras campeãs dando seus passinhos iniciais: Nancy Allen (primeira na lista de 1980), Nastassja Kinski (que venceu já em 1979) e Kim Basinger (que ganharia em 1986).

Jane Fonda em “Amargo Regresso”

2 – JANE FONDA, por Amargo Regresso

Anteriormente em Musas retroativas: 5ª em 1965, por Dívida de Sangue; 8ª em 1966, por Caçada Humana; 3ª em 1967, por Descalços no Parque; 1ª em 1968, por Barbarella; 5ª em 1969, por A Noite dos Desesperados; 4ª em 1971, por Klute – O Passado Condena; 19ª em 1972, por Tout Va Bien; 7ª em 1977, por Julia. Posteriormente em Musas retroativas: 15ª em 1979, por Síndrome da China e por O Cavaleiro Elétrico; 13ª em 1981, por Num Lago Dourado e por Amantes & Finanças.

Nancy Allen em “Febre de Juventude”

3 – NANCY ALLEN, por Febre da Juventude

Anteriormente em Musas retroativas: 10ª em 1976, por Carrie, a Estranha. Posteriormente em Musas retroativas: 2ª em 1980, por Vestida para Matar; 14ª em 1981, por Um Tiro na Noite.

Olivia Newton-John em "Grease - Nos Tempos da Brilhantina"

Olivia Newton-John em “Grease – Nos Tempos da Brilhantina”

4 – OLIVIA NEWTON-JOHN, por Grease – Nos Tempos da Brilhantina

Posteriormente em Musas retroativas: 5ª em 1980, por Xanadu.

Valerie Perrine em "Superman - O Filme"

Valerie Perrine em “Superman – O Filme”

5 – VALERIE PERRINE, por Superman – O Filme

Nastassja Kinski em “Tentação Proibida”

6 – NASTASSJA KINSKI, por Tentação Proibida

Posteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1979, por Tess; 1ª em 1982, por A Marca da Pantera e por O Fundo do Coração; 1ª em 1984, por Os Amantes de Maria, por Paris, Texas, por Hotel Muito Louco e por Infielmente Tua; 16ª em 1985, por Harém e por Revolução; 17ª em 1998, por Seus Amigos, Seus Vizinhos.

Margot Kidder em “Superman – O Filme”

7 – MARGOT KIDDER, por Superman – O Filme

Anteriormente em Musas retroativas: 11ª em 1973, por Irmãs Diabólicas. Posteriormente em Musas retroativas: 8ª em 1979, por Terror em Amityville; 7ª em 1980, por Superman II.

Susan Sarandon em “Menina Bonita”

8 – SUSAN SARANDON, por Menina Bonita

Anteriormente em Musas retroativas: 13ª em 1974, por A Primeira Página; 8ª em 1975, por Rocky Horror Show. Posteriormente em Musas retroativas: 9ª em 1980, por Atlantic City; 19ª em 1983, por Fome de Viver; 18ª em 1988, por Sorte no Amor; 12ª em 1990, por Loucos de Paixão; 9ª em 1991, por Thelma & Louise.

Susannah York em "Superman - O Filme"

Susannah York em “Superman – O Filme”

9 – SUSANNAH YORK, por Superman – O Filme

Anteriormente em Musas retroativas: 9ª em 1963, por As Aventuras de Tom Jones; 7ª em 1969, por A Noite dos Desesperados.

Sandra Bréa em "Amada Amante"

Sandra Bréa em “Amada Amante”

10 – SANDRA BRÉA, por Amada Amante

Posteriormente em Musas retroativas: 9ª em 1979, por O Prisioneiro do Sexo, por República dos Assassinos, por Os Imorais, por Sede de Amar – Capuzes Negros e por Sábado Alucinante; 19ª em 1980, por Herança dos Devassos e por Convite ao Prazer.

Goldie Hawn em “Golpe Sujo”

11 – GOLDIE HAWN, por Golpe Sujo

Anteriormente em Musas retroativas: 12ª em 1969, por Flor de Cacto; 7ª em 1974, por Louca Escapada; 3ª em 1975, por Shampoo; 7ª em 1976, por O Corujão e a Gatinha.

Meryl Streep em “O Franco-Atirador”

12 – MERYL STREEP, por O Franco-Atirador

Anteriormente em Musas retroativas: 16ª em 1977, por Julia. Posteriormente em Musas retroativas: 16ª em 1979, por Manhattan e por Kramer Vs. Kramer; 10ª em 1982, por A Escolha de Sofia.

Aldine Muller em "Ninfas Diabólicas"

Aldine Muller em “Ninfas Diabólicas”

Aldine Muller em "O Estripador de Mulheres"

Aldine Muller em “O Estripador de Mulheres”

Aldine Muller em "Os Galhos do Casamento"

Aldine Muller em “Os Galhos do Casamento”

13 – ALDINE MULLER, por Ninfas Diabólicas, por O Estripador de Mulheres e por Os Galhos do Casamento

Posteriormente em Musas retroativas: 6ª em 1979, por O Prisioneiro do Sexo, por Uma Cama para Sete Noivas, por Nos Tempos da Vaselina e por Os Imorais; 1ª em 1980, por A Força do Destino, por A Mulher que Inventou o Amor, por A Fêmea do Mar, por Convite ao Prazer e por Império do Desejo; 17ª em 1983, por Força Estranha; 16ª em 1984, por Elite Devassa.

Jamie Lee Curtis em “Halloween – A Noite do Terror”

14 – JAMIE LEE CURTIS, por Halloween – A Noite do Terror

Posteriormente em Musas retroativas: 10ª em 1988, por Um Peixe Chamado Wanda; 17ª em 1994, por True Lies.

Kazuko Yoshiyuki em "Império da Paixão"

Kazuko Yoshiyuki em “Império da Paixão”

15 – KAZUKO YOSHIYUKI, por Império da Paixão

Dyan Cannon em “A Vingança da Pantera Cor-de-Rosa”

16 – DYAN CANNON, por A Vingança da Pantera Cor-de-Rosa 

Anteriormente em Musas retroativas: 8ª em 1969, por Bob & Carol & Ted & Alice.

Marthe Keller em “Fedora”

17 – MARTHE KELLER, por Fedora

Kim Basinger em "Retrato de Modelo"

Kim Basinger em “Retrato de Modelo”

18 – KIM BASINGER, por Retrato de Modelo 

Posteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1986, por Semanas de Amor e por Sem Perdão; 4ª em 1989, por Batman e por Minha Noiva É uma Extraterrestre; 15ª em 1991, por Desejos e por Uma Loira em Minha Vida; 9ª em 1994, por A Fuga; 12ª, por Los Angeles, Cidade Proibida.

Karen Allen em “Clube dos Cafajestes”

19 – KAREN ALLEN, por Clube dos Cafajestes 

Posteriormente em Musas retroativas: 7ª em 1981, por Os Caçadores da Arca Perdida.

Sarah Douglas em "Superman - O Filme"

Sarah Douglas em “Superman – O Filme”

20 – SARAH DOUGLAS, por Superman – O Filme

Anteriormente em Musas retroativas18ª em 1977, por O Mundo que o Tempo Esqueceu.

Musas de 1977 <<
>> Musas de 1979

Aldine Muller em "A Força dos Sentidos

Aldine Muller em “A Força dos Sentidos”

Aldine Muller em "A Mulher que Inventou o Amor"

Aldine Muller em “A Mulher que Inventou o Amor”

Aldine Muller, em "A Fêmea do Mar"

Aldine Muller, em “A Fêmea do Mar”

Aldine Muller, em "Convite ao Prazer"

Aldine Muller, em “Convite ao Prazer”

Aldine Muller em "Império do Desejo"

Aldine Muller em “Império do Desejo”

1 – ALDINE MULLER, por A Força do Destino, por A Mulher que Inventou o Amor, por A Fêmea do Mar, por Convite ao Prazer e por Império do Desejo

Anteriormente em Musas retroativas: 12ª em 1978, por Ninfas Diabólicas, por O Estripador de Mulheres e por Os Galhos do Casamento; 6ª em 1979, por O Prisioneiro do Sexo, por Uma Cama para Sete Noivas, por Nos Tempos da Vaselina e por Os ImoraisPosteriormente em Musas retroativas: 17ª em 1983, por Força Estranha; 16ª em 1984, por Elite Devassa.

Uma das grandes musas da pornochanchada nacional e bem possivelmente a mais bonita delas, Aldine Muller alcança a primeira colocação entre as musas de 1980 por CINCO filmes – um recorde. Em alguns é protagonista (como no de título mais eloquente, A Mulher que Inventou o Amor), em outros coadjuvante. Em Convite ao Prazer, faz uma pequena participação dirigida pelo infalível Walter Hugo Khouri (que deu outra campeã com Norma Bengell, em 1964; Convite ao Prazer emplacou mais TRÊS musas mais para o fim da lista). A esposa do sr. Brian de Palma acabou beliscando o segundo lugar como uma prostituta, desbancando a que certamente é a musa mais lembrada daquele ano: Brooke Shields, por A Lagoa Azul – na época, com 15 anos, um escândalo que hoje é um ícone inocente da Sessão da Tarde. Outras aparições interessantes são Olivia Newton-John (que é musa mesmo, musa grega, em Xanadu) e Margot Kidder (claro, Lois Lane vai para a cama com o Super-Homem nesse filme – como não vai ser musa?). Surpresa das surpresas para muita gente será Lorna Patterson. “Quem?”, dirão quase todos. Mas confesse: se você viu Apertem os Cintos! O Piloto Sumiu… ficou prestando atenção é na aeromoça loura e não na Julie Hagerty… Primeira aparição: Ornella Muti, Debra Winger, Nicole PuzziÚltima aparição: Olivia Newton-John, Margot Kidder, Jane Seymour, Angie Dickinson, Christiane Torloni, Kate Lyra, Sandra Bréa, Charlotte Rampling. Única aparição: Brooke Shields, Lorna Patterson, Alba Valéria, Lauren Hutton. Brasileiras na lista: Aldine Muller, Alba Valéria, Christiane Torloni, Nicole Puzzi, Kate Lyra, Sandra Bréa.

Nancy Allen em "Vestida para Matar"

Nancy Allen em “Vestida para Matar”

2 – NANCY ALLEN, por Vestida para Matar

Anteriormente em Musas retroativas: 10ª em 1976, por Carrie, a Estranha; 3ª em 1978, por Febre de Juventude. Posteriormente em Musas retroativas: 14ª em 1981, por Um Tiro na Noite.

Brooke Shields em “A Lagoa Azul”

3 – BROOKE SHIELDS, por A Lagoa Azul

Catherine Deneuve em “O Último Metrô”

4 – CATHERINE DENEUVE, por O Último Metrô

Anteriormente em Musas retroativas: 10ª em 1964, por Os Guarda-Chuvas do Amor; 2ª em 1965, por Repulsa ao Sexo; 2ª em 1967, por A Bela da Tarde e por Duas Garotas Românticas; 4ª em 1969, por A Sereia do Mississipi; 1ª em 1970, por Tristana – Uma Paixão Mórbida. Posteriormente em Musas retroativas: 1ª em 1983, por Fome de Viver.

Olivia Newton-John em "Xanadu"

Olivia Newton-John em “Xanadu”

5 – OLIVIA NEWTON-JOHN, por Xanadu

Anteriormente em Musas retroativas: 4ª em 1978, por Grease – Nos Tempos da Brilhantina.

Ornella Muti em "Flash Gordon"

Ornella Muti em “Flash Gordon”

6 – ORNELLA MUTI, por Flash Gordon

Posteriormente em Musas retroativas: 3ª em 1984, por Um Amor de Swann; 6ª em 1990, por A Viagem do Capitão Tornado; 9ª em 1993, por O Amante Bilíngüe.

Margot Kidder em “Superman II”

7 – MARGOT KIDDER, por Superman II

Anteriormente em Musas retroativas: 11ª em 1973, por Irmãs Diabólicas; 7ª em 1978, por Superman – O Filme; 8ª em 1979, por Terror em Amityville.

Lorna Patterson em "Apertem os Cintos! O Piloto Sumiu..."

Lorna Patterson em “Apertem os Cintos! O Piloto Sumiu…”

Lorna Patterson em "A Recruta Benjamin"

Lorna Patterson em “A Recruta Benjamin”

8 – LORNA PATTERSON, por Apertem os Cintos! O Polito Sumiu… e por A Recruta Benjamin

Susan Sarandon em "Atlantic City"

Susan Sarandon em “Atlantic City”

9 – SUSAN SARANDON, por Atlantic City

Anteriormente em Musas retroativas: 13ª em 1974, por A Primeira Página; 8ª em 1975, por Rocky Horror Show; 8ª em 1978, por Menina Bonita. Posteriormente em Musas retroativas: 19ª em 1983, por Fome de Viver; 18ª em 1988, por Sorte no Amor; 12ª em 1990, por Loucos de Paixão; 9ª em 1991, por Thelma & Louise.

Jane Seymour em "Em Algum Lugar do Passado"

Jane Seymour em “Em Algum Lugar do Passado”

10 – JANE SEYMOUR, por Em Algum Lugar do Passado

Anteriormente em Musas retroativas: 5ª em 1973, por Com 007 Viva e Deixe Morrer.

Carrie Fisher em "O Império Contra-Ataca"

Carrie Fisher em “O Império Contra-Ataca”

Carrie Fisher em "Os Irmãos Cara de Pau"

Carrie Fisher em “Os Irmãos Cara de Pau”

11 – CARRIE FISHER, por Os Irmãos Cara de Pau e o O Império Contra-Ataca

Anteriormente em Musas retroativas: 12ª em 1975, por Shampoo; 19ª em 1977, por Guerra nas Estrelas. Posteriormente em Musas retroativas: 2ª em 1983, por O Retorno de Jedi.

Alba Valéria em "Giselle"

Alba Valéria em “Giselle”

12 – ALBA VALÉRIA, por Giselle

Christiane Torloni em "Ariella"

Christiane Torloni em “Ariella”

13 – CHRISTIANE TORLONI, por Ariella

Anteriormente em Musas retroativas: 18ª em 1979, por O Bom BurguêsPosteriormente em Musas retroativas: 18ª em 1983, por Rio Babilônia; 12ª em 1984, por Águia na Cabeça.

Lauren Hutton em “Gigolô Americano”

14 – LAUREN HUTTON, por Gigolô Americano

Nicole Puzzi em "Ariella"

Nicole Puzzi em “Ariella”

Nicole Puzzi em "Convite ao Prazer"

Nicole Puzzi em “Convite ao Prazer”

15 – NICOLE PUZZI, por Ariella e por Convite ao Prazer

Posteriormente em Musas retroativas15ª em 1982, por Filhos e Amantes.

Kate Lyra por "Convite ao Prazer"

Kate Lyra por “Convite ao Prazer”

16 – KATE LYRA, por Convite ao Prazer

Anteriormente em Musas retroativas: 16ª em 1979, por O Prisioneiro do Sexo, por Uma Fêmea do Outro Mundo e por Nos Tempos da Vaselina.

Angie Dickinson em “Vestida para Matar”

17 – ANGIE DICKINSON, por Vestida para Matar

Anteriormente em Musas retroativas: 4ª em 1959, por Onde Começa o Inferno; 15ª em 1960, por Onze Homens e um Segredo; 12ª em 1962, por Candelabro Italiano; 15ª em 1966, por Caçada Humana; 7ª em 1967, por À Queima-Roupa.

Debra Winger em "Cowboy do Asfalto"

Debra Winger em “Cowboy do Asfalto”

18 – DEBRA WINGER, por Cowboy do Asfalto

Posteriormente em Musas retroativas8ª em 1982, por A Força do Destino; 13ª em 1983, por Laços de Ternura; 9ª em 1986, por Perigosamente Juntos; 17ª em 1987, por O Mistério da Viúva Negra; 20ª em 1995, por Esqueça Paris.

Sandra Bréa em "Herança dos Devassos"

Sandra Bréa em “Herança dos Devassos”

Sandra Bréa em "Convite ao Prazer"

Sandra Bréa em “Convite ao Prazer”

19 – SANDRA BRÉA, por Herança dos Devassos e por Convite ao Prazer

Anteriormente em Musas retroativas: 10ª em 1978, por Amada Amante; 9ª em 1979, por O Prisioneiro do Sexo, por República dos Assassinos, por Os Imorais, por Sede de Amar – Capuzes Negros e por Sábado Alucinante.

Charlotte Rampling em "Memórias"

Charlotte Rampling em “Memórias”

20 – CHARLOTTE RAMPLING, por Memórias

Anteriormente em Musas retroativas: 15ª em 1972, por Henrique VIII e Suas Seis Mulheres; 12ª em 1974, por O Porteiro da Noite; 20ª em 1977, por Orca, a Baleia Assassina.

Musas de 1979 <<
>> Musas de 1981

Sigam-me os bons (no Twitter)

abril 2019
D S T Q Q S S
« mar    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Cenas da Vida

Páginas

Estatísticas

  • 1.325.568 hits
Anúncios