De outubro do ano passado até março deste ano, nossos amigos deram notas a todos os filmes que viram e que estiveram comercialmente em cartaz em João Pessoa em 2013. Foram 189, no total. As médias da soma das notas recebidas divididas pelo número de pessoas que viram o filme estabeleceram o resultado que definiram os melhores filmes do ano, segundo a eleição. Veja a seguir o resultado total, com os 130 filmes que atingiram o quórum mínimo de quatro notas. Veja aqui a análise completa, com as estatísticas da eleição.

Mads Mikkelsen e Thomas Bo Larsen, em "A Caça"

Mads Mikkelsen e Thomas Bo Larsen, em “A Caça”: o melhor filme do ano

1 – A CAÇA, de Thomas Vinterberg – média 4,5

Um dos criadores do movimento Dogma 95, Thomas Vinterberg não precisou radicalizar para que A Caça conquistasse o posto de melhor filme exibido comercialmente nos cinemas pessoenses em 2013. Mas, curiosamente, essa exibição comercial foi um dia só – em uma mostra chamada “Fugindo do Carnaval”, que já nem teve em 2014. O filme dinamarquês foi crescendo ao longo da votação até ultrapassar Amor na reta final.

Emmanuelle Riva e Jean-Louis Trintignant, em "Amor"

Emmanuelle Riva e Jean-Louis Trintignant, em “Amor”

2 – AMOR, de Michael Haneke – média 4,321

Haneke não é diretor de querer emocionar ninguém, mas sua história de um amor doloroso entre octogenários fez isso. Oscar, Globo de Ouro e Bafta de filme de língua não inglesa, e Palma de Ouro em Cannes.

Adam Driver e Greta Gerwig em "Frances Ha"

Adam Driver e Greta Gerwig em “Frances Ha”

3 – FRANCES HA, de Noah Baumbach – média 4,294

A doçura deste filme novaiorquino que se derrama pela nouvelle vague provou ser contagiante com a grande maioria dos eleitores que o viu.

Amy Adams, Phillip Seymour Hoffman e Joaquin Phoenix, em "O Mestre"

Amy Adams, Phillip Seymour Hoffman e Joaquin Phoenix, em “O Mestre”

4 – O MESTRE, de Paul Thomas Anderson – média 4,277

Paul Thomas Anderson mostra sua força como um artista admirado e formador de uma visão poderosa de personagens.

Sandra Bullock, em "Gravidade"

Sandra Bullock, em “Gravidade”

5 – GRAVIDADE, de Alfonso Cuarón – média  4,242

Foi o sucesso da união entre prodígio técnico, emoção e um subtexto existencial que dá um belo suporte à obra. Ganhou sete Oscars este ano.

"Caverna dos Sonhos Esquecidos"

“Caverna dos Sonhos Esquecidos”

6 – CAVERNA DOS SONHOS ESQUECIDOS, de Werner Herzog – média  4,2

Herzog dirigiu o melhor documentário do ano e ainda mostrou que o 3D pode servir a mais que filmes de ação e animações.

Gael García Bernal, em "No"

Gael García Bernal, em “No”

7 – NO, de Pablo Larraín – média  4,153

O cinema latino marca presença no top 10 com a visão de um momento histórico aliada a uma sacada visual.

Ben Affleck, em "Argo"

Ben Affleck, em “Argo”

8 – ARGO, de Ben Affleck – média  4,142

O vencedor do Oscar em 2013 enfrentou algumas restrições, mas a reconstituição de um resgate no Irã dos anos 1970 acabou aprovado pela assembleia.

Min-soo Jo e Jung-Jin Lee em "Pieta"

Min-soo Jo e Jung-Jin Lee em “Pieta”

Barbara Sukowa em "Hannah Arendt"

Barbara Sukowa em “Hannah Arendt”

9 – PIETA, de Ki-duk Kim – média  4,125

HANNAH ARENDT, de Margarethe von Trotta  – média  4,125

Empatados em nono lugar, ficaram o pesado drama mãe-filho coreano e a “biografia de uma ideia” (a filósofa alemã desenvolvendo a teoria da banalidade do mal)

Gustavo Jahn e Irma Brown, em "O Som ao Redor"

Gustavo Jahn e Irma Brown, em “O Som ao Redor”, brasileiro de maior média no ano

Estes próximos quase chegaram ao top 10. Três deles ainda conseguiram fica no grupo da média 4. Inclusive o melhor brasileiro do ano, O Som ao Redor (ele é seguido por dois documentários: O Dia que Durou 21 AnosElena). Tarantino e Ron Howard conseguiram emplacar bem seus Django LivreRush. O primeiro blockbuster propriamente dito ficou só em 20º este ano (Círculo de Fogo, que é seguido por Além da Escuridão – Star TrekJogos Vorazes – Em Chamas).

 

11 – O Som ao Redor – média  4,12

12 – Os Suspeitos – média  4

– Capitão Phillips – média  4

14 – Django Livre – média  3,945

15 – Rush – No Limite da Emoção – média  3,944

16 – As Vantagens de Ser Invisível – média  3,909

17 – O Dia que Durou 21 Anos – média  3,875

18 – Cirque du Soleil – Outros Mundos – média  3,8

– A Datilógrafa – média  3,8

20 – Círculo de Fogo – média  3,789

 

"Universidade Monstros", animação de maior média no ano

“Universidade Monstros”, animação de maior média no ano

Do 21º ao 40º ainda é uma colocação de bastante respeito no nosso universo de 130 filmes. Está aqui a melhor animação do ano (Universidade Monstros, seguida por Detona Ralph e, mais longe, Meu Malvado Favorito 2). Diretores consagrados estão aqui: Sokurov (Fausto), Spielberg (Lincoln), Kathryn Bigelow (A Hora Mais Escura), Costa-Gravas (O Capital). Mas nem tudo é aclamação: aqui estão outras grandes polêmicas, mas que ainda tiveram saldo bem positivo (Os MiseráveisO Lado Bom da Vida).

 

21 – Fausto – média  3,777

22 – Além da Escuridão – Star Trek – média  3,772

23 – Elena – média  3,769

24 – Depois de Lucia – média  3,75

– A Visitante Francesa – média  3,75

26 – Dentro da Casa – média  3,714

27 – Universidade Monstros – média  3,687

28 – Detona Ralph – média  3,666

– Infância Clandestina – média  3,666

30 – Lincoln – média  3,636

 

31 – Sete Psicopatas e um Shih Tzu – média  3,615

32 – Killer Joe – média  3,6

– Adeus, Minha Rainha – média  3,6

– O Capital – média  3,6

35 – A Hora Mais Escura – média  3,571

36 – Jogos Vorazes – Em Chamas – média  3,555

37 – Os Miseráveis – média  3,545

38 – Invocação do Mal – média  3,533

39 – O Lado Bom da Vida – média  3,514

40 – Flores Raras – média  3,5

– Metallica – Through than Never – média 3,5

 

Chris Hemsworth em "Thor - O Mundo Sombrio": o melhor filme de super-heróis do ano vem só em 48º

Chris Hemsworth em “Thor – O Mundo Sombrio”: o melhor filme de super-heróis do ano vem só em 48º

 A turma do meião, aqueles filmes que, em geral, não chegaram a desgradar a maioria do que os viram, mas também não foram tudo isso (HitchcockO Hobbit – A Desolação de SmaugWolverine ImortalFaroeste Caboclo). Aqui também entram algumas polêmicas do ano (Camille Claudel 1915). Febre do Rato, muito elogiado pela crítica, também veio parar aqui. Também só aqui aparece o melhor filme de super-heróis do ano, segundo a eleição: Thor – O Mundo Sombrio (e os dois seguintes: Wolverine Imortal e Homem de Ferro 3).

 

42 – A Vida Secreta de Walter Mitty – média 3,444

43 – Meu Malvado Favorito 2 – média 3,437

44 – Tese sobre um Homicídio – média 3,428

– Rota de Fuga – média 3,428

46 – A Luz do Tom – média 3,4

– Dossiê Jango – média 3,4

48 – Thor – O Mundo Sombrio – média 3,391

49 – Camille Claudel 1915 – média 3,375

– Família do Bagulho – média 3,375

 

51 – O Hobbit – A Desolação de Smaug – média 3,333

52 – Febre do Rato – média 3,3

53 – Anna Karenina – média 3,272

54 – Anos Incríveis – média 3,25

– O Verão da Minha Vida – média 3,25

56 – Terapia de Risco – média 3,2

57 – Wolverine – Imortal – média 3,19

58 – Faroeste Caboclo – média 3,181

59 – A Busca – média 3,166

60 – Homem de Ferro 3 – média 3,148

 

61 – O Grande Gatsby – média 3,142

– Serra Pelada – média 3,142

63 – Elysium – média 3,137

64 – Hitchcock – média 3,105

65 – Velozes e Furiosos 6 – média 3,1

66 – Se Beber, Não Case 3 – média 3,076

 

Henry Cavill e Amy Adams, em "O Homem de Aço"

Henry Cavill e Amy Adams, em “O Homem de Aço”: polêmico, ficou só no 88º lugar

 Da média 3 para baixo, filmes que já tiveram mais notas abaixo da média que acima. Aqui, alguns até conquistaram um ou outro, mas, em geral, amargaram notas baixas (O Homem de Aço) ou ficaram mesmo sempre na mesma média (Oz, Mágico e Poderoso).

 

67 – A Viagem – média 3

– 2 Dias em Nova York – média 3

– Parker – média 3

– Os Croods – média 3

– Alvo Duplo – média 3

– Chamada de Emergência – média 3

– RED 2 – Aposentados e Ainda Mais Perigosos – média 3

– As Bem-Armadas – média 3

– Mato sem Cachorro – média 3

– Meu Passado Me Condena – média 3

– Jovem e Bela – média 3

– Os Belos Dias – média 3

79 – Cine Holliúdy – média 2,944

80 – Invasão à Casa Branca – média 2,909

 

81 – É o Fim – média 2,9

82 – Oz, Mágico e Poderoso – média 2,866

83 – Bem Amadas – média 2,833

– Ender’s Game – O Jogo do Exterminador – média 2,833

85 – Elefante Branco – média 2,8

86 – Guerra Mundial Z – média 2,791

87 – Somos Tão Jovens – média 2,777

88 – O Homem de Aço – média 2,758

89 – Renoir – média 2,75

– Prenda-me – média 2,75

– Percy Jackson e o Mar de Monstros – média 2,75

 

92 – Como Não Perder Essa Mulher – média 2,714

93 – O Último Desafio – média 2,7

94 – Minha Mãe É uma Peça – média 2,692

95 – Sem Dor, sem Ganho – média 2,6

– Sobrenatural – Capítulo 2 – média 2,6

97 – Mama – média 2,583

98 – Truque de Mestre – média 2,538

99 – João e Maria, Caçadores de Bruxas – média 2,533

 

Armie Hammer e Johnny Depp, em "O Cavaleiro Solitário"; convenceu muito pouca gente

Armie Hammer e Johnny Depp, em “O Cavaleiro Solitário”; convenceu muito pouca gente

Estes próximos filmes não ficaram nem entre os cem melhores. Alguns pecaram por buscarem “arte” demais (o pernambucano Boa Sorte, Meu Amor), outros por não conseguirem convencer muito nem as plateias dos blockbusters (Oblivion). Aventuras adolescentes parece que es esgotaram de vez (A HospedeiraDezesseis Luas) e comédias nacionais têm local cativo aqui (O Concurso e Giovanni Improtta quase ficaram entre os dez piores do ano). E alguns filmes parecem simplesmente errados desde o projeto (Jack, o Caçador de GigantesO Cavaleiro SolitárioJobs).

 

100 – Boa Sorte, Meu Amor – média 2,5

– A Hospedeira – média 2,5

– Oblivion – média 2,5

– Riddick 3 – média 2,5

104 – Meu Namorado É um Zumbi – média 2,444

105 – Jack, o Caçador de Gigantes – média 2,428

106 – As Neves do Kilimanjaro – média 2,4

– Dezesseis Luas – média 2,4

– Vai que Dá Certo – média 2,4

109 – Caça aos Gangsters – média 2,375

110 – Os Estagiários – média 2,333

– Última Viagem a Vegas – média 2,333

112 – O Cavaleiro Solitário – média 2,285

113 – GI Joe – Retaliação – média 2,25

– Uma Ladra sem Limites – média 2,25

115 – Jobs – média 2,222

116 – Carrie, a Estranha – média 2,214

117 – Jack Reacher – O Último Tiro – média 2,2

– Os Smurfs 2 – média 2,2

119 – O Concurso – média 2,142

120 – Giovanni Improtta – média 2

 

Kevin James, David Spade, Chris Rock e Adam Sandler, em "Gente Grande 2": o pior filme do ano

Kevin James, David Spade, Chris Rock e Adam Sandler, em “Gente Grande 2”: o pior filme do ano

Seguem os dez piores do ano. Blockbusters caras de pau (o quinto Duro de Matar, já praticamente nada mais a ver com o original; Depois da Terra, com Shyamalan no fundo do poço), aventuras adolescentes que não convenceram (Instrumentos Mortais), besteiróis que passaram da conta (Para MaioresGente Grande 2) e sobrou até para animação japonesa (Dragon Ball) e filmes francês (O Homem que Ri).

121 – Duro de Matar – Um Bom Dia para Morrer – média 1,875

122 – Para Maiores – média 1,8

– Depois da Terra – média 1,8

– Os Instrumentos Mortais – Cidade dos Ossos – média 1,8

– Dragon Ball Z – A Batalha dos Deuses – média 1,8

126 – A Fuga – média 1,75

– O Homem que Ri – média 1,75

– O Massacre da Serra Elétrica – A Lenda Continua – média 1,75

129 – R.I.P.D. – Agentes do Além – média 1,666

130 – Gente Grande 2 – média 1,25

MAIS RETROSPECTIVA 2013:

Meus melhores filmes do ano
Musas do ano
50 filmes não exibidos em João Pessoa

Eleição Melhores do Ano 2012

Anúncios